A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SARESP 2011/2012 A estratégia do Relatório Pedagógico: uma lógica que orienta para o estudo e a análise PCNP : Maria Edite C. Dmitrasinovic DIRETORIA DE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SARESP 2011/2012 A estratégia do Relatório Pedagógico: uma lógica que orienta para o estudo e a análise PCNP : Maria Edite C. Dmitrasinovic DIRETORIA DE."— Transcrição da apresentação:

1 SARESP 2011/2012 A estratégia do Relatório Pedagógico: uma lógica que orienta para o estudo e a análise PCNP : Maria Edite C. Dmitrasinovic DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE BRAGANÇA PAULISTA

2 Finalidades específicas: (I) Saber em que direção caminha a Educação Básica paulista; (II) Verificar se houve evolução em relação às avaliações dos últimos anos; (III) Localizar evidências de melhoria e as fragilidades do ensino; (IV) Buscar os aspectos diferenciais, os modelos bem sucedidos e sobretudo, as diferenças entre o desejado e o alcançado.

3 Dados gerais A escala de proficiência dos alunos do 5º, 7º, 9º anos do EF e 3ª série EM são consideradas nas mesmas escalas métricas do Saeb. A escala de proficiência é pontuada em 125, 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325, 350, 375, 400, 425, onde o ponto 250 equivale a média dos alunos de 9º ano no Saeb 2007, em intervalos de 25 pontos (meio desvio padrão).

4 Descrição dos níveis :

5 Escala cumulativa : A lógica é que, quanto mais o aluno caminha ao longo da escala, mais habilidades terá desenvolvido. A descrição de cada ponto da escala apresenta as habilidades que os alunos desenvolveram, com base na média de desempenho (pela rede, diretoria ou escola, por ano / série).

6 Níveis de proficiência :

7 Média de Proficiência- Matemática Nível Adequado Cálculo da defasagem (em anos): 5º ano - 7º ano - 9º ano - 3ª série EM (225) (250) (300) (350) = 125 Sendo do 5º ano até a 3ª EM = 7 anos Então: 7 anos 125 pontos Fazendo 125 : 7 = 17,9 ou 18 pontos /ano

8 Média de Proficiência- L. Portuguesa Nível Adequado Cálculo da defasagem (em anos): 5º ano - 7º ano - 9º ano - 3ª série EM (200) (225) (275) (300) = 100 Sendo do 5º ano até a 3ª EM = 7 anos Então: 7 anos 100 pontos Fazendo 100 : 7 = 14 pontos /ano

9 Média de Proficiência- Ciências da Natureza Nível Adequado Cálculo da defasagem (em anos): 7º ano - 9º ano - 3ª série EM (250) (300) (350) = 100 Sendo do 7º ano até a 3ª EM = 5 anos Então: 5 anos 100 pontos Fazendo 100 : 5 = 20 pontos /ano

10 História e Geografia Geografia História Adequado: 225 =>250 =>275

11 Média de Proficiência- História/ geo Nível Adequado Cálculo da defasagem (em anos): 7º ano - 9º ano - 3ª série EM (225) (250) (275) = 50 Sendo do 7º ano até a 3ª EM = 5 anos Então: 5 anos 50 pontos Fazendo 50 : 5 = 10 pontos /ano

12 Então... para calcular a defasagem do tempo (em anos) para cada disciplina: MATEMÁTICA divide por 18 LÍNGUA PORTUGUESA divide por 14 CIÊNCIAS DA NATUREZA divide por20 HISTÓRIA/GEOGRAFIA divide por 10

13 SARESP Sugestão para um trabalho na escola, voltado para a análise do Boletim da Escola e o Relatório do SARESP 2012

14 O que a escola pode focar no dia do SARESP Comparar também com os níveis esperados para cada ano / série Níveis esperados (adequados) 5º ano7º ano9º ano3ª série LP MAT CCN ,5 pontos 2 anos (300 – 200) : 7 14 pontos / ano 67 pontos 3,5 anos (350 – 225) : 7 18 pontos / ano 93 pontos 4,5 anos (350 – 250) : 5 20 pontos / ano

15 O que a escola pode focar no dia do SARESP Comparando os níveis Observar a distribuição dos alunos pelos níveis de proficiência, em cada ano / série e relacionar com as habilidades específicas desses níveis, que podem ser encontradas no relatório do SARESP

16 ANÁLISE DO DESEMPENHO DOS ALUNOS DO 7º ANO NÍVEL ABAIXO DO BÁSICO: < Identificam e interpretam dados apresentados em gráficos de colunas NÍVEL BÁSICO: 200 a < Identificam o gráfico setorial associado aos dados de uma tabela simples de dupla entrada; - Resolvem problemas envolvendo a multiplicação de inteiros por um número decimal (uma casa). 48,3% DOS ALUNOS DESSA ESCOLA: Básico

17 NÍVEL ADEQUADO: 250 A < 300 -Não identificam um número de 4 algarismos, dado o valor de um de seus algarismos. -Não determinam a medida do ângulo de 180° associado a um giro descrito em texto e figura. NÍVEL AVANÇADO: 300 Não traduzem em linguagem corrente o significado da sentença 2x – x/2 = 6. 48,3% DOS ALUNOS DESSA ESCOLA: Básico

18 Exemplo de item que esse aluno faz:

19 NÍVEL ABAIXO DO BÁSICO: <200

20 NÍVEL BÁSICO: 200 a <250 GAB% de resposta C ABCD 1014,960,215

21 Exemplo de item que esse aluno não faz:

22 NÍVEL ADEQUADO: 250 a <300

23 NÍVEL AVANÇADO: 300 GAB% de resposta C ABCD 12,213,713,360,8

24 Exame do SARESP Competências cognitivas Habilidades

25 Competências Cognitivas É o conjunto de ações e operações mentais que o sujeito utiliza para estabelecer relações com e entre os objetos, situações, fenômenos e pessoas que deseja conhecer Expressa o que é necessário para compreender ou resolver um problema Ex: Desenvolver o raciocínio quantitativo e o pensamento funcional

26 Habilidades Elas funcionam como indicadores das aprendizagem que se espera que os alunos tenham realizado no período avaliado. Elas demonstram o que é necessário que o aluno faça para dar conta de forma satisfatória o que lhe foi solicitado em cada questão ou tarefa. EX: Reconhecer as principais característica do sistema decimal: contagem, base e valor posicional.

27 Análise das competências

28 Grupo I : Competência de OBSERVAR

29

30 Grupo II : Competência para Realizar

31

32 Grupo III : Competência para Compreender Exercício 3

33 Grupo III : Competência para Compreender

34 OBRIGADA!!!! BOM TRABALHO... MARIA EDITE C. DMITRASINOVIC


Carregar ppt "SARESP 2011/2012 A estratégia do Relatório Pedagógico: uma lógica que orienta para o estudo e a análise PCNP : Maria Edite C. Dmitrasinovic DIRETORIA DE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google