A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 - Fundição Balancins 1 - Fundição Balancins 2 - Clientes & Produtos 2 - Clientes & Produtos 3 - Nova Balancins 3 - Nova Balancins.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 - Fundição Balancins 1 - Fundição Balancins 2 - Clientes & Produtos 2 - Clientes & Produtos 3 - Nova Balancins 3 - Nova Balancins."— Transcrição da apresentação:

1

2 1 - Fundição Balancins 1 - Fundição Balancins 2 - Clientes & Produtos 2 - Clientes & Produtos 3 - Nova Balancins 3 - Nova Balancins

3 Empresa de Capital Nacional Empresa de Capital Nacional

4 Início de Operação em 1962 Início de Operação em 1962

5 Empresa de Capital Nacional Empresa de Capital Nacional Início de Operação em 1962 Início de Operação em 1962 Planta localizada em Embu-Guaçu Planta localizada em Embu-Guaçu

6 Empresa de Capital Nacional Empresa de Capital Nacional Início de Operação em 1962 Início de Operação em 1962 Planta localizada em Embu-Guaçu Planta localizada em Embu-Guaçu Área Construída: Área Construída: 10,000 m²

7 Empresa de Capital Nacional Empresa de Capital Nacional Início de Operação em 1962 Início de Operação em 1962 Planta localizada em Embu-Guaçu Planta localizada em Embu-Guaçu Área Construída: Área Construída: 10,000 m² 550 Colaboradores 550 Colaboradores

8 Nosso Expertise:

9 Prover Soluções para peças Fundidas & Usinadas

10 Nosso Expertise: Prover Soluções para peças Fundidas & Usinadas de alta Complexidade Técnica

11 Nosso Expertise: Prover Soluções para peças Fundidas & Usinadas de alta Complexidade Técnica para a Indústria Automotiva

12 Principais Clientes:

13 Montadoras

14 Montadoras

15 Principais Clientes: Montadoras

16 Principais Clientes: Montadoras

17 Montadoras

18 Montadoras

19 Montadoras

20 Autopeças

21 Autopeças

22 Autopeças

23 Autopeças

24 Autopeças

25 Autopeças

26 Autopeças

27 Autopeças

28 Certificação QS 9000 Certificação QS 9000 Desde 1997

29 Certificação QS 9000 Certificação QS 9000 Desde 1997 ISO – TS ISO – TS Março 2005

30 Certificação QS 9000 Certificação QS 9000 Desde 1997 ISO – TS ISO – TS Março 2005 ISO ISO Dezembro 2005

31 Materiais:

32 Ferro Fundido Cinzento Ferro Fundido Cinzento Materiais:

33 Ferro Fundido Nodular Ferro Fundido Nodular Materiais:

34 Ferro Fundido Cinzento Ferro Fundido Cinzento Ferro Fundido Nodular Ferro Fundido Nodular Ferro Fundido Silício-Molibdênio Ferro Fundido Silício-Molibdênio Materiais:

35 Linha de Produtos:

36 Coletores de Escape Linha de Produtos:

37 Coletores de Escape Suportes Linha de Produtos:

38 Componentes de Motor Linha de Produtos:

39 Componentes de Motor Componentes de Freios Linha de Produtos:

40 Componentes de Transmissão Linha de Produtos:

41 Nova Balancins:

42 Nova Composição Societária Nova Composição Societária

43 Nova Balancins: Nova Composição Societária Nova Composição Societária Nova Estrutura Organizacional Nova Estrutura Organizacional

44 Nova Balancins: Nova Composição Societária Nova Composição Societária Nova Estrutura Organizacional Nova Estrutura Organizacional Profissionalização da Equipe Profissionalização da Equipe

45 Nova Balancins: Diretoria Presidente Joseph Couri Presidente Financeiro Benjamin Couri Financeiro Comercial Paul Couri Comercial Operações Marco Spadon Operações Planta 2 Mogi Guaçu Planta 2 Mogi Guaçu Planta 1 Embu Guaçu Planta 1 Embu Guaçu

46 Nova Balancins: O que já foi feito:

47 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção

48 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Produção Atual: 900 ton/mês Produção Atual: 900 ton/mês

49 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Produção Atual: 900 ton/mês Produção Atual: 900 ton/mês Capacidade Instalada:1.150 ton/mês Capacidade Instalada:1.150 ton/mês

50 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Através de:

51 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Através de: Investimentos em Equipamentos e Processos Investimentos em Equipamentos e Processos

52 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Através de: Investimentos em Equipamentos e Processos Investimentos em Equipamentos e Processos Novos Equipamentos Novos Equipamentos

53 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Através de: Investimentos em Equipamentos e Processos Investimentos em Equipamentos e Processos Novos Equipamentos Novos Equipamentos Programa Agressivo de Manutenção Programa Agressivo de Manutenção

54 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Através de: Investimentos em Equipamentos e Processos Investimentos em Equipamentos e Processos Novos Equipamentos Novos Equipamentos Programa Agressivo de Manutenção Programa Agressivo de Manutenção Revisão de Ferramentais Revisão de Ferramentais

55 Nova Balancins: O que já foi feito: Aumento de Capacidade de Produção Aumento de Capacidade de Produção Através de: Investimentos em Equipamentos e Processos Investimentos em Equipamentos e Processos Novos Equipamentos Novos Equipamentos Programa Agressivo de Manutenção Programa Agressivo de Manutenção Revisão de Ferramentais Revisão de Ferramentais Eliminação de Gargalos de Produção Eliminação de Gargalos de Produção

56 Nova Balancins: Política de Negócios: Política de Negócios:

57 Nova Balancins: Política de Negócios: Política de Negócios: Garantia de Suprimento Garantia de Suprimento

58 Nova Balancins: Política de Negócios: Política de Negócios: Garantia de Suprimento Garantia de Suprimento Aumento da Capacidade Disponível Aumento da Capacidade Disponível

59 Nova Balancins: Política de Negócios: Política de Negócios: Garantia de Suprimento Garantia de Suprimento Aumento da Capacidade Disponível Aumento da Capacidade Disponível Melhoria permanente no Atendimento ao Cliente Melhoria permanente no Atendimento ao Cliente

60 Nova Balancins: Política de Negócios: Política de Negócios: Garantia de Suprimento Garantia de Suprimento Aumento da Capacidade Disponível Aumento da Capacidade Disponível Melhoria permanente no Atendimento ao Cliente Melhoria permanente no Atendimento ao Cliente Comprometimento de Longo Prazo Comprometimento de Longo Prazo

61 Nova Balancins: O que fazer para manter a Política de Negócios:

62 Nova Balancins: O que fazer para manter a Política de Negócios: Aquisição de Novo Forno de Indução (+ 400 ton/mês) Aquisição de Novo Forno de Indução (+ 400 ton/mês)

63 Nova Balancins: O que fazer para manter a Política de Negócios: Aquisição de Novo Forno de Indução (+ 400 ton/mês) Aquisição de Novo Forno de Indução (+ 400 ton/mês) Aquisição de Equipamentos de Moldagem Aquisição de Equipamentos de Moldagem

64 Nova Balancins: O que fazer para manter a Política de Negócios: Aquisição de Novo Forno de Indução (+ 400 ton/mês) Aquisição de Novo Forno de Indução (+ 400 ton/mês) Aquisição de Equipamentos de Moldagem Aquisição de Equipamentos de Moldagem Aquisição de Centros de Usinagem Aquisição de Centros de Usinagem Investimento em tecnologia da informação Investimento em tecnologia da informação

65 Nova Balancins: Objetivos de Longo Prazo:

66 Nova Balancins: Objetivos de Longo Prazo: Manter Posição Firme no Mercado Manter Posição Firme no Mercado

67 Nova Balancins: Objetivos de Longo Prazo: Manter Posição Firme no Mercado Manter Posição Firme no Mercado Crescer com nossos Clientes Crescer com nossos Clientes

68 MATRIZ - ITEM X ANO Nº DE COMPUTADORES CRIAÇÃO DE NOVA FABRICA EM EMBU GUAÇU E NOVAS NECESSIDA DE EM PLANEJAM ENTO NO ESTRÁTEGI CO PARA TI ERP/LOGIX AQUISIÇÃO R$ ,00 EM ATUALIZAÇÃO CATIA 1 ESTAÇÃO / PLATAFORMA V5 R$ ,00 USO SOFTWARE SIMULAÇÃO MAGMA SOLIDF. E PREENCHIMENTO COMPRA DE SERVIÇOS AQUISIÇÃO DE SOFTWARE US$ ,00 USO SOLID WORKS XX AQUISIÇÃO R$ ,00 MANUTENÇÃO PLANILHA EXCELL AQUISIÇÃO DE SOFTWARE PARA MANUTENÇÃ O R$ ,00 TRIDIMENSIONAL UMESS USO ATUALIZAÇÃO DE HARDWARE R$10.000,00 INTRANET X IMPLANTSAÇÃO COM DESENVOLVI MENTO INTERNO EM USO MS PROJET (desenvolvimento de produtos /processo) PLANILHA EXCELL AQUISIÇÃO SOFTWARE R$ ,00 INVESTIMENTO FORA COMPUTADORES R$ ,00US$ ,00R$ ,00?

69 GRUPO ZETA Nu m QuestõesPontuaçãoObservações 1 Qual o objetivo com o investimento na TI esperada no seu negócio? ( ) comunicação eficaz ( ) agregar valor à marca (X) estratégia de negócio ( ) exigência dos clientes ( ) up-grade do negócio 19 NEGÓCIO E TI 2 Área de TI trabalha em conjunto com área de negócios no desenvolvimento de novos sistemas? (X) Sim ( ) Não 18 3 O sistema de TI da empresa é adequada a estrutura e ramo da empresa? (X) Sim ( ) Não 18 NEGÓCIO E TI 4 Quanto a empresa investe em TI com relação a seu faturamento? (x) pouco valor - de 10% a 30% (Segundo gerente de TI é de 1%) ( ) médio valor - de 30% a 40% ( ) muito valor - de 40% a 50% 18 NEGÓCIO E TI 5 Qual importância de T.I. na empresa? (X) Alta ( ) Média ( ) Baixa 18TI

70 CONTINUAÇÃO DA PRGUNTAS ZETA 6 A utilização destes sistemas/ferramentas está alinhada com o planejamento estratégico da empresa? (X) Sim ( ) Não 17 NEGÓCIO E TI 7 O que poderia ser melhorado em termos de TI para gerar uma vantagem competitiva para o negócio da empresa ? R: Gerar informação que seja relevante e implementar ferramentas para captura de valor da cadeia de suprimentos e logística da empresa. 17 NEGÓCIO E TI 8 Qual o nível de integração entre a TI e a estratégia da empresa? (X) Alto ( ) Médio ( ) Baixo 17 NEGÓCIO E TI 9 Qual a visão de negócio, que os analistas de T.I. devem buscar para melhorar o entendimento das necessidades do grupo? R: Visar a buscar informações da empresa, tanto na estratégia de negócio, e investimento necessario para garantir a informação na empresa, através de TI. 17 NEGÓCIO E TI 10 Existe um bom meio de comunicação entre a TI e os demais departamentos a fim de assegurar que todos estejam caminhando juntos com o mesmo objetivo: alavancar o negócio? (X) Sim ( ) Não 16 NEGÓCIO E TI

71 RESULTADOS E COMPILAÇÃO DOS GRUPOS Questão 1:Qual o objetivo com o investimento na TI esperada no seu negócio? 72% - estratégia de negócio – ( ZETA) 28% agregar valor à marca Questão 2:Área de TI trabalha em conjunto com área de negócios no desenvolvimento de novos sistemas? 91% - Sim; ( ZETA) 09% - Não Questão 3:O sistema de TI da empresa é adequada a estrutura e ramo da empresa? 72% - Sim ( ZETA) 28% - Não

72 RESULTADOS E COMPILAÇÃO DOS GRUPOS Questão 4:Quanto a empresa investe em TI com relação a seu faturamento? 91% - pouco valor - de 10% a 30%, ( ZETA) 09% - médio valor - de 30% a 40% Questão 5:Qual importância de T.I. na empresa? 91% - Alta ( ZETA) 09% - Média Questão 6:A utilização destes sistemas/ferramentas está alinhada com o planejamento estratégico da empresa? 100% Sim

73 RESULTADOS E COMPILAÇÃO DOS GRUPOS Questão 7: O que poderia ser melhorado em termos de TI para gerar uma vantagem competitiva para o negócio da empresa ? 27% - Investimento em logistica 27% - Adequação de ferramentas 27% - Atualização 9,5% - Investimento em programas 9,5% - Informação ( ZETA) Questão 8: Qual o nível de integração entre a TI e a estratégia da empresa? 91% - Alta ( ZETA) 09% - Baixa

74 RESULTADOS E COMPILAÇÃO DOS GRUPOS Questão 9: Qual a visão de negócio, que os analistas de T.I. devem buscar para melhorar o entendimento das necessidades do grupo? 46% - Conhecimentos 09% - Operações 09% - Controle ( ZETA) 27% - Visão 09% - Mercado Questão 10: Existe um bom meio de comunicação entre a TI e os demais departamentos a fim de assegurar que todos estejam caminhando juntos com o mesmo objetivo: alavancar o negócio? 91% - Sim ( ZETA) 09% - Não

75 A área de TI nem sempre é percebida em toda sua amplitude ou utilidade estratégica dentro das empresas. Geralmente, a visão dos colaboradores de outros setores é minimista em relaçãos aos profissionais da Informática: são os que consertam as máquinas ou que recolocam tudo para funcionar quando "o sistema sai do ar (15/11/2007 as 15:04hrs)http://www.baguete.com.br/entrevista.php?id=122 Segundo o diretor de Estudos de Mercado do Instituto Sem Fronteiras, Ivair Rodrigues, a percepção da TI como "suporte" é comum, mas já está mudando. O novo quadro que está se constituindo e algumas previsões para a TI nacional e gaúcha em 2006 você confere a seguir, na entrevista que ele concedeu ao Baguete Diário. Ivair Rodrigues - Como está a imagem da TI? Visão das áreas de TI sobre a Área de Negócio da Empresa

76 Referindo-se ao mais recente estudo do ISF, que trata do cliente interno com relação à área de TI, o senhor diz que tem havido mudanças na visão das corporações sobre os profissionais desta área. Que mudanças são essas? Ivair Rodrigues: A imagem dos profissionais de TI dentro das empresas melhorou nos últimos anos, mas ainda tem o que progredir. As altas direções, por exemplo, vêem que os colaboradores desta área têm ampliado sua visão, passando da pura técnica para uma participação nas estratégias de negócios. Além disso, notam como a TI os ajuda a reduzir custos nas organizações. Os Departamentos Financeiros também são muito satisfeitos com a TI, devido à economia e otimização de processos que soluções tecnológicas podem gerar. No RH, a visão é positiva, mas este é um setor que acha os profissionais de TI pouco pró-ativos, embora reconheça que também não faz muita força para conhece-los melhor. A mesma reclamação surge em áreas como Produção e Comercial: os funcionários destes setores geralmente esperam mais interatividade com a TI, até para entender melhor o que faz quem trabalha com isso. Eles reconhecem a importância dos equipamentos, dos softwares, dos serviços, mas não compreendem direito seu funcionamento nem sabem extrair o máximo rendimento deles. O que sugiro, enfim, é que a TI se divulgue melhor dentro das empresas - afinal, elas querem conhece-la. Analise da Visão da Área de Negócio sobre Área de TI da empresa

77 METODOS TRADICIONAISINTRANET São baseados em papéis e pessoas, utilizam documentos escritos, envelopes internos (vai -e-vem), faxes, telefonemas via ramais internos, etc., são caros, lentos e estão sujeitos a muitos transtornos. Abordagens mais recentes incluem a utilização de correio eletrônico e produtos de comunicação entre grupos de trabalho (groupware), como o Lotus Notes por exemplo, que também tem suas desvantagens: Tem implantação dispendiosa - tipicamente o dobro do custo de uma Intranet; Implantação também lenta; Tem alto custo de manutenção; É um grande consumidor dos recursos de tráfego da rede (bandwidth); A tecnologia é proprietária colocando a IBM como único fornecedor. São muito mais fáceis de instalar, configurar, expandir e requerem muito menos treinamento, viabilizando as informações em qualquer lugar ; mainframe. Tem implantação rápida, são baseadas em padrões de sistemas abertos, tem um amplo leque de ofertas de produtos, fornecedores e especialistas, para suporte técnico. Se integram eletronicamente aos dados corporativos armazenados em seus banco de dados tais como: dados financeiros, material de marketing e vendas, incluindo listas de preços e prospectos, relatórios de vendas, relatórios regionais, desenhos técnicos, dados de recursos humanos, incluindo políticas da companhia, etc. Alinhamento de TI sobre a Área de Negócio da Empresa

78 TI com a estratégia de negócio da empresa No mundo competitivo de negócios, um mínimo de diferenciação em produtos e/ou serviços, redução de custos e facilidades de relacionamento nos negócios são pontos chaves. Portanto é fundamental à empresa atingir empregados, consumidores, fornecedores e parceiros de negócios eletronicamente.

79


Carregar ppt "1 - Fundição Balancins 1 - Fundição Balancins 2 - Clientes & Produtos 2 - Clientes & Produtos 3 - Nova Balancins 3 - Nova Balancins."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google