A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Docente: Kátia Cristine de Carvalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Docente: Kátia Cristine de Carvalho."— Transcrição da apresentação:

1 INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Docente: Kátia Cristine de Carvalho

2 Obstrução do vaso É a necrose da célula miocárdica resultante da oferta inadequada de oxigênio ao músculo cardíaco

3 Infarto

4 INFARTO

5 FISIOPATOLOGIA DO IAM

6 Manifestações Clínicas Dor ou forte pressão no peito; Dor no peito refletindo nos ombros, braço esquerdo(ou os dois), pescoço e maxilar (contínua mais de 15 minutos); Dor abdominal, suor, palidez, falta de ar, perda temporária da consciência Sensação de morte eminente; Náuseas e vômitos

7 FATORES DE RISCO IAM Fatores que podem ser mudados ou controlados:  Colesterol alto Colesterol  Hipertensão arterial Hipertensão arterial  Tabagismo Tabagismo  Excesso de peso Excesso de peso  Sedentarismo Sedentarismo  Diabetes Mellitus Diabetes Mellitus  Drogas Drogas  Apneia do sono - aumenta em até 30% a possibilidade de desenvolver arritmias e infarto. [5 Apneia do sonoarritmias [5

8 FATORES DE RISCO IAM Fatores que não podem ser mudados: IdadeIdade  Risco aumentado para homens acima de 45 anos;  Risco aumentado para mulheres acima de 55 anos (ou após a menopausa).  História familiar ou predisposição genéticapredisposição genética  Risco aumentado se pai ou um irmão for diagnosticado com DAC antes de 55 anos de idade;  Risco aumentado se mãe ou uma irmã for diagnosticada com DAC antes de 65 anos de idade.

9 AVALIAÇÃO DIAGNOSTICA -Alterações no ECG ocorrem geralmente dentro de 2 a 12 horas, mas podem levar 72 a 96 horas. Elevação de enzimas e isoenzimas séricas As enzimas são colhidas em um padrão seriado, em geral na internação e a cada 6 horas até serem obtidas três amostras;

10 AVALIAÇÃO DIAGNOSTICA As enzimas comumente avaliadas incluem a creatinoquinase (CK). Isoenzima MB o complexo de troponinas As enzimas são chamadas de marcadores de lesões miocárdicas(necrose cardíaca)

11 AVALIAÇÃO DIAGNOSTICA A CK-mb é específica para o músculo cardíaco e, assim, a enzima mais sensível para determinar lesão do músculo cardíaco. CK-MB : apresenta-se elevada no sangue após 8h do início da dor.Atinge seu pico em 12h e normaliza após 48h. Seu valor de referência é < 5 ng/ml.(nanograma/ml)

12 OUTRAS ENZIMAS MIOGLOBINA é o marcador mais recente. Está presente no sangue de 1h a 3h após o início da DOR Atinge seu pico máximo entre 6h e 12h e normaliza após 24h. Vale a pena ressaltar que a mioglobina com valores alterados isoladamente pode estar relacionada a várias situações clínicas, como traumas, insuficiência renal etc. Seu valor de referência é 10- 92 ng/ml. TROPONINA marcador cardíaco mais exato na lesão miocárdica. Apresenta-se elevado no sangue após 4h, permanecendo elevado por 5 a 9 dias. Seu valor de referência é <0,01 ng/ml

13 ENZIMAS ECOCARDIOGRAMA ELETROCARDIOGRAMA ANGIOGRAFIA Permite visualizar a artéria (ou as artérias) ocluída e o grau de oclusão evidencia comprometimento miocárdico Alterações morfológicas das ondas marcadores de necrose miocárdica necrose

14 Tratamento IAM OXIGENOTERAPIA CONTROLE DA DOR TERAPIA VASODILATADORA ANGIOPLASTIA REVASCULARIZAÇÃO CIRÚRGICA

15 TRATAMENTO TERAPIA FARMACOLÓGICA -os agentes trombolíticos, a estreptoquinase (streptase) restabelecem o fluxo sanguíneo nos vasos coronários, dissolvendo os trombos obstrutores. - a terapia por anticoagulação é útil como um auxiliar para a terapia trombolítica. -a terapia antiarritmica — lidocaína (xilocaína) diminui a irritabilidade ventricular que ocorre comumente após o IAM.

16 Dor torácica

17 Evolução IAM Tempo de aparecimento Início <20-40min 30mih 1hora 2horas 4horas 6horas

18 Repouso absoluto no leito evitando movimentos bruscos; - Oxigenoterapia (Constante, umidificado) - Verificar sinais vitais de 2 em 2 horas (observando alterações nos mesmos, arritmias ou choque cardiogênico); - Controle hídrico rigoroso (evitar sobrecarga cardíaca); - Prestar cuidados de higiene no leito; - Administrar medicamentos prescritos; - Manter ambiente tranqüilo; - Orientar os familiares a evitarem conversas excessivas e assuntos desagradáveis; - Oferecer dieta leve, hipossódica e hipolipédica; INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM

19 - Orientar o paciente para a alta - Evitar alimentos ricos em carboidratos e gorduras, bebidas alcoólicas, fumo e café; - Repouso relativo: nas 1º 8 -12 semanas, retomando gradativamente à vida normal; - Manter a tranqüilidade emocional, equilíbrio entre sono, repouso e atividades física evitando excessos; - Procurar o hospital se ocorrerem sintomas de recidiva; INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM

20 BOA NOITE!!!


Carregar ppt "INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO Docente: Kátia Cristine de Carvalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google