A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Instituições Sociais A Família, a Escola, a Religião e o Estado: papéis como Instituições Socializadoras * A visão marxista. * A visão durkaimiana.

Cópias: 1
As Instituições Sociais A Família, a Escola, a Religião e o Estado: papéis como Instituições Socializadoras * A visão marxista. * A visão durkaimiana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Instituições Sociais A Família, a Escola, a Religião e o Estado: papéis como Instituições Socializadoras * A visão marxista. * A visão durkaimiana."— Transcrição da apresentação:

1 As Instituições Sociais A Família, a Escola, a Religião e o Estado: papéis como Instituições Socializadoras * A visão marxista. * A visão durkaimiana. * A visão weberiana.

2 A INSTITUIÇÃO SOCIAL Características básicas de toda Instituição Social: -Ter força ou poder: impor padrões; -Aceitação: autoridade moral; -Perenidade: duração no tempo; -Procedimentos padronizados: regras; -Objetividade: legítima; -Exterioridade: realidade própria.

3 MARX e sua visão das Instituições A política burguesa e suas estruturas (Estado moderno, partidos, parlamento, voto, jornais, escolas,etc.),segundo Marx, não passam de instrumentos de dominação e a democracia burguesa, por sua vez, não passa de uma encenação teatral para fingir que há liberdade e participação efetiva e legalmente igualitária para todos.

4 Na verdade, tudo é decidido pelas elites burguesas – da economia e da política, com apoio das forças armadas. Sempre longe do povo, nos bastidores, etc. Os governos são pouco mais do que comitês executivos da burguesia e seus interesses – como diz literalmente em O Manifesto Comunista.

5 DURKHEIM e as Instituições Educação é para construir consciência social, superar a si mesmo(Socializar). É algo moralizador e não apenas para ensinar coisas técnicas para o trabalho. Serve para refletir sobre que tipo de cidadão os alunos estão se tornando dentro do organismo social. As Instituições devem ser fortes a fim de manter a ordem e propiciar o progresso.

6 COESÃO, SOLIDARIEDADE E CONSCIÊNCIA Por que os homens vivem em sociedade e lutam contra a desagregação social? A solidariedade (social), divisão do trabalho (social) e consciência (social). Quer dizer, fora do social/coletivo não somos nada. Existem dois tipos de consciência: a) Individual/pessoal: (fácil de entender pela psicologia, etc.); b) Social/coletiva: é a dos grupos que fazemos parte (religião, família, escolas/universidades, tradições nacionais/regionais/locais, profissões, partidos, organizações sociais diversas, etc.).

7 Aí entra a SOLIDARIEDADE... A divisão do trabalho social (ou seja, cada um na sua especialidade ou profissão/tarefa social) é crescente no mundo contemporâneo. Isso faz com que consciência individual prevaleça sobre a consciência social. Daí a impressão de desagregação e confusão social. O individualismo...

8 O CORPO COLETIVO: O ORGANISMO Mas, por outro lado, cria uma grande interdependência entre os homens – as partes individuais. Ninguém vive sem o outro, são dessemelhantes que se completam – formando o todo social ou coletivo.

9 A divisão do trabalho social ocorre em todas as áreas, criando esta interdependência e solidariedade, que pode ser de dois tipos: a)Mecânica: o indivíduo segue o coletivo. b)Orgânica: divisão das funções ou trabalho. O CORPORATIVISMO O futuro será de uma sociedade baseada nas profissões, mas solidária e coesa. E a política, igualmente, deve ser baseada no corporativismo. Isso envolve riscos...

10 WEBER e as Instituições A racionalização do mundo é crescente em todas as áreas. A burocracia toma conta de todas as instituições – governo, escola, religião, (...). Os burocratas são profissionais da impessoalidade, seguem regras e daí vem seu poder.

11 Professor do tipo tradicional, por exemplo, é burocrata da educação – distribui programa de disciplina, ministra aulas, impõe avaliações, distribui notas e aprova (ou não) alunos – é um poder instituído, burocrático, dominação racional legal, como diz Weber e, por isso, mais desencantado.

12 "Nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus."

13 "Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque essa juventude é insuportável e desenfreada. É simplesmente horrível."

14 "Nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais seus pais.O fim do mundo não pode estar muito longe."

15 "Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos. Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."

16 Vocês jovens, se vêem assim? Seus pais são rebeldes? Estão felizes com o mundo? Mudariam algo, se possível?

17 "Nossa juventude adora o luxo, é mal- educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus. Sócrates ( a.C.)

18 "Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque essa juventude é insuportável e ainda desenfreada. É simplesmente horrível. Hesíodo (720 a.C.)

19 "Nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais seus pais.O fim do mundo não pode estar muito longe." Sacerdote oriental (2.000 a.C.)

20 "Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos. Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura. Escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas da Babilônia (Atual Bagdá). Tem mais de anos.

21 O que a juventude representa A Juventude representa a transição; A guarda dos valores da geração anterior; A perenidade da Sociedade; O rompimento de paradigmas; O valor das Instituições éticas e morais: Para frente, custe o que custar


Carregar ppt "As Instituições Sociais A Família, a Escola, a Religião e o Estado: papéis como Instituições Socializadoras * A visão marxista. * A visão durkaimiana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google