A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Novembro/2004 FEG & FOSJC 1 Estatística Básica Utilizando o Excel Fernando Augusto Silva Marins 1a. Aula – Estatística Descritiva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Novembro/2004 FEG & FOSJC 1 Estatística Básica Utilizando o Excel Fernando Augusto Silva Marins 1a. Aula – Estatística Descritiva."— Transcrição da apresentação:

1 Novembro/2004 FEG & FOSJC 1 Estatística Básica Utilizando o Excel Fernando Augusto Silva Marins 1a. Aula – Estatística Descritiva

2 Novembro/2004 FEG & FOSJC 2 1.Introdução à Estatística Há um século, H. G. Wells dizia: Raciocinar estatisticamente será um dia tão necessário quanto a habilidade de ler e escrever Hoje: problema não é de escassez de informação, mas como utilizar a informação abundante disponível para tomar as melhores decisões

3 Novembro/2004 FEG & FOSJC 3 Por que um Pesquisador Precisa Conhecer Estatística? Apresentar e descrever informações de forma adequada Tirar conclusões a partir de amostras Melhorar os Processos Obter Previsões confiáveis a partir de Variáveis de Interesse

4 Novembro/2004 FEG & FOSJC 4 Por que um Pesquisador Precisa Conhecer Estatística? Apresentar e Descrever Informações Conclusões sobre a população a partir de Amostras Melhorar Processos Obter Previsões Confiáveis Distribuições de Probabilidade Estimação de Parâmetros Testes de Hipóteses Aplicações Estatísticas em CQ e na Produtividade Correlação e Regressão Simples Regressão Múltipla Análise de Séries Temporais Estatística Descritiva

5 Novembro/2004 FEG & FOSJC 5 O Crescimento e o Desenvolvimento da Estatística Moderna Últimos 30 anos de Estatística: Mainframes (1960 – 1970): SAS, SPSS Microcomputadores (1980 – hoje): Pacotes: SAS, SPSS, MINITAB, STATISTICA, STATGRAPHICS Planilhas: VISICALC (1979) LOTUS (1983), EXCEL (Microsoft Office – integra planilha de cálculo, editor de texto e gráficos)

6 Novembro/2004 FEG & FOSJC 6 Estatística Descritiva & Estatística Indutiva Estatística Descritiva: coleta, apresentação e caracterização de conjunto de dados Formulação da Teoria da Probabilidade (Jogos de azar) e Amostragem Estatística Indutiva (final século 19): fornece elementos para tomada de decisão referente à população com base em amostras

7 Novembro/2004 FEG & FOSJC 7 Definições População (universo) é a totalidade dos itens considerados no estudo Amostra é a parte da população selecionada para análise Parâmetro é uma medida calculada para descrever uma característica de toda uma população estatística é uma medida calculada para descrever uma característica de apenas uma amostra da população

8 Novembro/2004 FEG & FOSJC 8 População e Amostra PopulaçãoAmostra Parâmetros para estimar atitudes estatísticas para estimar atitudes Conclusões sobre a População a partir da Amostra

9 Novembro/2004 FEG & FOSJC 9 Estatística Descritiva Coletar dados Pesquisa (Survey) Apresentar dados Tabelas e gráficos Caracterizar dados Média Amostral =

10 Novembro/2004 FEG & FOSJC 10 Estatística Indutiva Estimação Estimar o peso médio da população usando o peso médio de uma amostra Testes de Hipóteses Testar se o peso médio da população é maior que 70 quilos Tirando conclusões e/ou tomando decisões sobre a população baseado em resultados amostrais.

11 Novembro/2004 FEG & FOSJC 11 Por que dados são necessários? Oferecer insumo para pesquisa/estudo Avaliar desempenho (conformidade) de processo de produção/serviço em andamento Assessorar formulação de ações alternativas na tomada de decisão

12 Novembro/2004 FEG & FOSJC 12 Por que dados são necessários? Afinal, o que são dados? Informação numérica necessária para a tomada de decisão bem fundamentada

13 Novembro/2004 FEG & FOSJC 13 Fontes de Dados Primária Coletar dados Secundária Dados Compilados Observação Experimentação Survey Impresso ou Eletrônico

14 Novembro/2004 FEG & FOSJC 14 Tipos de Dados

15 Novembro/2004 FEG & FOSJC 15 Variáveis Qualitativas Resulta de uma classificação por tipos ou atributos População: peças produzidas numa máquina Variável: qualidade (perfeita ou defeituosa)

16 Novembro/2004 FEG & FOSJC 16 Variáveis Quantitativas Valores podem ser expressos em números Discretas: interpretação do seu valor é exatamente este valor População: aparelhos produzidos numa linha de montagem Variável: número de defeitos por aparelho Contínuas: interpretação do seu valor é que se trata de um valor aproximado (depende do instrumento de medida usado) População: peças produzidas numa máquina Variável: diâmetro externo

17 Novembro/2004 FEG & FOSJC 17 Tipos de Métodos de Amostragem Motivos para efetuar Amostragem Menos tempo e custo menor que um censo Mais eficiente e prático que um censo Inacessibilidade à toda a população

18 Novembro/2004 FEG & FOSJC 18 Tipos de Métodos de Amostragens Voluntária Amostra Não-probabilística IntencionalA Esmo Probabilística Aleatória Simples Sistemática Estratificada Grupo (Cluster)

19 Novembro/2004 FEG & FOSJC 19 Amostragem Não-probabilística População-objeto e População amostrada (acessível) Simples (Ex: Retirar 50 parafusos a esmo de 1 caixa com ) Uso por impossibilidade de se obterem amostras probabilísticas (Ex:população líquida) Inacessibilidade a toda a população (Ex1: minério, Ex2: parte da população é hipotética) Pode ser equivalente ao uso de amostras probabilísticas

20 Novembro/2004 FEG & FOSJC 20 Amostragem Probabilística Itens da amostra escolhidos com base em probabilidades conhecidas Amostra Probabilística Aleatória Simples SistemáticaEstratificadaCluster

21 Novembro/2004 FEG & FOSJC 21 Amostra Aleatória Simples Cada item tem a mesma chance de ser selecionado Selecionamento pode ser com ou sem reposição Uso de Tabelas de Números Aleatórios

22 Novembro/2004 FEG & FOSJC 22 Uso de Tabelas de Números Aleatórios Empresa deseja selecionar amostra de 20 trabalhadores de horário integral a partir da população de 500 colaboradores nessa situação. Amostra Aleatória Simples: Associar um código de 3 dígitos a cada colaborador, ordenados por ordem alfabética, de 001 a 500. Escolher, ao acaso, um dígito de partida na Tabela de Números Aleatórios Indo da esquerda para a direita, e de cima para baixo, na tabela, selecionar 20 números com 3 dígitos entre 001 e 500, sem pular ou repetir, identificando assim a amostra.

23 Novembro/2004 FEG & FOSJC 23 Uso de Tabelas de Números Aleatórios Coluna Linha Escolhido dígito para iniciar: Linha 06 e Coluna 05 Números gerados: 003, 364, 433, 463, 363,...

24 Novembro/2004 FEG & FOSJC 24 Decidir tamanho da amostra: n Calcular k=N/n Aleatoriamente selecionar 1 item Selecionar os k-ésimos ítens a partir desse inicial Amostragem Sistemática N = 64 n = 8 k = 8

25 Novembro/2004 FEG & FOSJC 25 Amostra Estratificada População é dividida em 2 ou mais grupos de acordo com alguma característica em comum Em cada grupo aplicar a amostragem aleatória simples As amostras são combinadas em uma única

26 Novembro/2004 FEG & FOSJC 26 Amostras de Grupos (Clusters) População é composta de vários clusters representativos Aplicar amostragem aleatória simples em alguns clusters Combinar as amostras em uma única 4 clusters foram escolhidos.

27 Novembro/2004 FEG & FOSJC 27 Tipos de Erros em Pesquisas Qual é o objetivo? Usa Amostragem Probabilística? Erro de Cobertura – Listagem adequada? Erro por falta de resposta – follow up Erros de Medidas – boas questões formuladas? Erros de Amostragem – Margem de precisão

28 Novembro/2004 FEG & FOSJC 28 Tipos de Erros em Pesquisas Erro de Cobertura Erros por Falta de Resposta Erros de Amostragem Erros de Medidas Itens Excluídos Follow up nas faltas de respostas. Oportunidade diferente de Amostra para Amostra. Pergunta Ruim!


Carregar ppt "Novembro/2004 FEG & FOSJC 1 Estatística Básica Utilizando o Excel Fernando Augusto Silva Marins 1a. Aula – Estatística Descritiva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google