A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PACTO PELA VIDA, EM DEFESA DO SUS E DA GESTÃO NO ÂMBITO DA ATENÇÃO BÁSICA PACTO PELA SAÚDE FRANCISCO ELOI FAGUNDES FILHO ANDREIA SOARES NUNES NATAL – RN.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PACTO PELA VIDA, EM DEFESA DO SUS E DA GESTÃO NO ÂMBITO DA ATENÇÃO BÁSICA PACTO PELA SAÚDE FRANCISCO ELOI FAGUNDES FILHO ANDREIA SOARES NUNES NATAL – RN."— Transcrição da apresentação:

1 PACTO PELA VIDA, EM DEFESA DO SUS E DA GESTÃO NO ÂMBITO DA ATENÇÃO BÁSICA PACTO PELA SAÚDE FRANCISCO ELOI FAGUNDES FILHO ANDREIA SOARES NUNES NATAL – RN. 11/10/O7

2 –Articula um conjunto de mudanças em 3 dimensões: Pacto em Defesa do SUS; Pacto de Gestão; Pacto pela Vida. –Reconhece a autonomia dos entes e considera que todos os gestores são plenos. –Aponta para relações cooperativas, com co- responsabilização e cooperação técnica entre os entes. Pacto pela Saúde

3 Amplia o diálogo com a sociedade na defesa do SUS, resgatando o movimento da Reforma Sanitária Brasileira, além de promover o desenvolvimento de ações que visem qualificar e assegurar o Sistema Único de Saúde como política de estado. Pacto em Defesa do SUS

4 O Pacto de Gestão consolida, para união, estados, municípios e Distrito Federal, um conjunto de responsabilidades sanitárias relacionadas à descentralização, à regionalização, ao financiamento, ao planejamento, à programação pactuada e integrada, à regulação, à gestão do trabalho, à educação na saúde, à participação e ao controle social, além de estabelecer diretrizes nacionais para esses processos de gestão. Pacto de Gestão

5 O Pacto pela Vida concretiza uma agenda nacional de prioridades que os três entes federados devem perseguir, com objetivos, metas e indicadores a serem utilizados no processo de monitoramento e avaliação. Pacto pela Vida

6 Implica no desenvolvimento das ações focais e de impacto sanitário, além de compromisso claro de alocação de recursos para a execução das metas estabelecidas. As prioridades apresentadas no Pacto pela Vida devem ser implementadas sem prejuízo no desenvolvimento dos demais programas e projetos. Pacto pela Vida: aspectos a serem considerados

7 Pacto pela Vida: prioridades pactuadas Saúde do idoso.Saúde do idoso. Controle do câncer do colo do útero e da mama.Controle do câncer do colo do útero e da mama. Redução da mortalidade infantil e materna.Redução da mortalidade infantil e materna. Fortalecimento da capacidade de reposta às doenças emergentes e endemias, com ênfase na dengue, hanseníase, tuberculose, malária e influenza.Fortalecimento da capacidade de reposta às doenças emergentes e endemias, com ênfase na dengue, hanseníase, tuberculose, malária e influenza. Promoção da saúde.Promoção da saúde. Fortalecimento da Atenção Básica.Fortalecimento da Atenção Básica.

8 –Assumir a Saúde da Família como estratégia prioritária; –Ampliar, qualificar e consolidar a estratégia de Saúde da Família nos municípios; –Desenvolver ações de qualificação de profissionais com educação permanente e curso de especialização e residência multiprofissional; –Garantir a infra-estrutura e o funcionamento das Unidades Básicas de Saúde; –Garantir o financiamento da AB como responsabilidade das 3 esferas de gestão do SUS; –Aprimorar a inserção dos profissionais da AB nas redes locais de saúde, por meio de vínculos de trabalho que favoreçam o provimento e a fixação dos profissionais; –Implantar o processo de monitoramento e avaliação da AB nas 3 esferas de governo com vistas à qualificação de gestão descentralizada; –Apoiar diferentes modos de organização e fortalecimento da AB que considere os princípios da Estratégia Saúde da Família Fortalecimento da Atenção Básica no PACTO OBJETIVOS:

9 Fortalecer, expandir e qualificar a Atenção Básica como a estratégia central de reordenamento do sistema Ministro Temporão, discurso de posse Política Nacional de Atenção Básica - PNAB Portaria GM n º 648, 28/03/06

10 Política Nacional de Atenção Básica e a Estratégia Saúde da Família 1. A definição de uma equipe básica, nacional, e suas funções essenciais 2. Mudanças no financiamento e crescimento dos recursos na AB 3. Definição do rol de responsabilidades de cada esfera gestora 4. Criação do espaço político da atenção primária

11 ATENÇÃO BÁSICA - PNAB Caracteriza-se por um conjunto de ações promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde, desenvolvida no individual e nos coletivos, por meio de práticas gerenciais e sanitárias democráticas e participativas. No SUS, constitui-se como um nível hierárquico e orientador da atenção, que deve estar organizado em todos os municípios do país.

12 Porque Atenção Básica ou Primária como Orientadora de um Sistema de Saúde? Megatendência dos sistemas de saúde no mundo (Rubinstein, 2001) Europa, Canadá, Oceania, America Latina Sistemas de saúde orientados pelos princípios da APS alcançam: melhores resultados em saúde maior satisfação dos usuários maior eqüidade em saúde menores custos

13 Menos crianças com baixo peso ao nascer Menor mortalidade infantil, especialmente pós-neonatal Menor perda de anos de vida devido a suicídio Menor perda de anos de vida devido a todas as causas exceto as externas Maior expectativa de vida em todas as idades, exceto aos 80 anos Países orientados para a Atenção Primária têm:

14 Deve-se: Ser baseada na realidade local Considerar os sujeitos em sua singularidade, complexidade, integridade e inserção sócio-cultural Orientar-se: Pelos princípios do SUS: universalidade, equidade, integralidade, controle social, hierarquização Pelos princípios próprios: acessibilidade, vínculo, coordenação, continuidade do cuidado, territorialização e adscrição de clientela, responsabilização, humanização. Atenção Básica

15 Define indicadores de acompanhamento do PNAB de 2006, para fins de aumento do PAB apontando para valorização de gestão por desempenho: - Media anual de consultas médicas básicas por habitante - Proporção de nascidos vivos de mães com 4 ou mais consultas de pré-natal - Razão entre citopatológicos cérvico-vaginais em mulheres de 25 a 59 anos e a população feminina nessa faixa etária - Cobertura de 3º dose de tetravalente maior ou igual a 95% FORTALECIMENTO DA ATENÇÃO BÁSICA: INDICADORES DE ACOMPANHAMENTO

16 Grupo de Trabalho de Monitoramento e Avaliação do Pacto – port de 12 de julho de 2007 Objetivos: Analisar a implementação de prioridades do Pacto pela Vida de 2006 – 2007 Identificar as prioridades a serem trabalhadas em 2008 estabelecendo objetivos e metas

17 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS PARA O FORTALECIMENTO DA ATENÇÃO BÁSICA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE AGENTES COMUNITÁRIO DE SAÚDE - ACS ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA - ESF EQUIPES DE SAÚDE BUCAL - ESB NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA - NASF PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS - PIC

18 Evolução da População Coberta por Equipes de Saúde da Família Implantadas BRASIL 1998 Julho/2007 0%0 a 25%25 a 50%50 a 75%75 a 100% Fonte: SIAB

19 Elementos Fundamentais dos Serviços de Atenção Básica: Capacidade para organizar os serviços e a rede de atenção Prestação de serviços Desempenho clínico Resultados da atenção GESTÃO DA REDE DE ATENÇÃO ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE

20 Andreia Soares Nunes Coordenação de Gestão da Atenção Básica/DAB/SAS Ministério da Saúde (61) /3309 Obrigada!


Carregar ppt "PACTO PELA VIDA, EM DEFESA DO SUS E DA GESTÃO NO ÂMBITO DA ATENÇÃO BÁSICA PACTO PELA SAÚDE FRANCISCO ELOI FAGUNDES FILHO ANDREIA SOARES NUNES NATAL – RN."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google