A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO: DIREITO / DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFA. SCHEYLA BRITO ALVES SEQUÊNCIA DIDÁTICA 1/2011 ASSUNTO:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO: DIREITO / DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFA. SCHEYLA BRITO ALVES SEQUÊNCIA DIDÁTICA 1/2011 ASSUNTO:"— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO: DIREITO / DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFA. SCHEYLA BRITO ALVES SEQUÊNCIA DIDÁTICA 1/2011 ASSUNTO: Ciências Jurídicas - O profissional de Direito

2 LEITURA RECOMENDADA GOLDSTEIN, Norma, LOUZADA, Maria Silvia, IVAMOTO, Regina. O texto sem mistério: leitura e escrita na universidade. São Paulo: Ática, AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da língua portuguesa. São Paulo: Publifolha, 2008.

3 Isto é um texto?

4 Charge (Dicionário eletrônico Houaiss) Desenho humorístico, com ou sem legenda ou balão, geralmente veiculado pela imprensa e tendo por tema algum acontecimento atual, que comporta crítica e focaliza, por meio de caricatura, uma ou mais personagens envolvidas; caricatura, cartum. Elementos de Análise: Contexto imediato: participantes, local, tempo da interação, objetivo da comunicação e meio de propagação; Contexto mediato: entorno sócio-histórico-cultural; Contexto sociocognitivo: engloba todos os tipos de conhecimentos arquivados na memória dos sujeitos sociais.

5 1.Essa notícia ajudou na leitura da charge? Quais informações foram mais úteis? 2.Qual é o assunto principal do texto? 3.O escritor se posiciona explicitamente sobre o tema? Ele deixou marcas linguísticas? 4.Identifique os tempos verbais utilizados pelo escritor. 5.Organize os fatos mencionados num cronograma. 6.Polifonia é o fenômeno pelo qual, num mesmo texto, se fazem ouvir vozes que falam de perspectivas ou pontos de vista diferentes com as quais o locutor se identifica ou não. (KOCH, 2000, p. 58). Quantas vozes você identificou no texto? De quem são? Como elas se posicionam em relação à ADIN?

6 Lei de Biossegurança Lei nº , de 24/03/2005 Art. 5 o É permitida, para fins de pesquisa e terapia, a utilização de células- tronco embrionárias obtidas de embriões humanos produzidos por fertilização in vitro e não utilizados no respectivo procedimento, atendidas as seguintes condições: I – sejam embriões inviáveis; ou II – sejam embriões congelados há 3 (três) anos ou mais, na data da publicação desta Lei, ou que, já congelados na data da publicação desta Lei, depois de completarem 3 (três) anos, contados a partir da data de congelamento. § 1º Em qualquer caso, é necessário o consentimento dos genitores. § 2º Instituições de pesquisa e serviços de saúde que realizem pesquisa ou terapia com células-tronco embrionárias humanas deverão submeter seus projetos à apreciação e aprovação dos respectivos comitês de ética em pesquisa. § 3º É vedada a comercialização do material biológico a que se refere este artigo e sua prática implica o crime tipificado no art. 15 da Lei n o 9.434, de 4 de fevereiro de Internet:

7 . Ação Direta de Inconstitucionalidade 3.510/05.. Consultar a Alínea a do inciso I do artigo 102 da Constituição Federal.. Consultar o artigo 103 da Constituição Federal.. Consultar num Vocabulário Jurídico o termo Ação Direta de Inconstitucionalidade. AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (ADI OU ADIn)

8 Ação Direta de Inconstitucionalidade- ADIN Texto em que se intenta suspender os efeitos de lei ou ato normativo incompatível com a Constituição. Tratando-se de norma federal ou estadual, da competência do STF, denominar-se-á Ação Direta de Inconstitucionalidade de Lei ou ato normativo, prevista no art. 102, I, a, da CF/88; Cuidando-se de contraste de atos estaduais e municipais perante a Constituição Estadual, chamar-se-á representação de inconstitucionalidade de lei e atos normativos (CF, art.125, § 2°). (Vocabulário Jurídico Conciso de Plácido e Silva, Editora Forense, 2008)

9 Material de apoio à SD1

10 O que é LINGUAGEM Linguagem: faculdade de poder construir mundos. A linguagem é um trabalho de homens [...] e a partir dessa atividade organizam, interpretam e dão forma a suas experiências e à realidade em que vivem. Reconhece os níveis fonológico, morfológico, sintático e semântico das línguas, criadas a partir da perspectiva social da linguagem.

11 O que é LÍNGUA? [...] deve ser entendida principalmente como uma atividade e não como um sistema ou forma. Ela é um domínio público de construção simbólica e interativa do mundo, ou seja, uma atividade constitutiva, como diria Carlos Franchi. [...] não é um simples sistema de representação mental nem um sistema de comunicação apenas. Língua se manifesta como uma atividade social e histórica desenvolvida interativamente pelos indivíduos com alguma finalidade cognitiva, para dar a entender ou para construir algum sentido. (MARCUSCHI, 2008)

12 Símbolos da Justiça

13 TÊMIS: É uma divindade grega na qual a justiça é definida, no sentido moral, como o sentimento da verdade, da equidade e da humanidade, colocado acima das paixões humanas. Conceito associado: imparcialidade. TÊMIS ESPADA: Em primeiro lugar, a espada é o símbolo do estado militar e de sua virtude, a barreira, bem como de sua função, o poderio. Conceitos associados: poder, defesa da lei. ESPADA BALANÇA:Utensílio de origem caldéia, símbolo místico da justiça, quer dizer, da equivalência e equação entre o castigo e a culpa (CIRLOT, 1984, p. 112). Conceitos associados: equidade, igualdade. BALANÇA CEGUEIRA: É símbolo da imparcialidade e do abandono ao destino, e desse modo exprime o desprezo pelo mundo exterior face à luz interior. Conceitos associados: imparcialidade, sabedoria. CEGUEIRA ms/verTexto.asp?servico=bib liotecaConsultaProdutoBibliot ecaSimboloJustica&pagina=i nicial

14 O que é TEXTO?

15 TEXTO Qualquer segmento verbal que funcione como unidade de sentido na intercomunicação humana. Delimitar um desses fragmentos e considerá-lo um texto depende tão só do reconhecimento de que, para os propósitos que temos em mente, esse fragmento é uma totalidade semântica. Quer reduzidos à extensão de um simples monossílabo, quer amplos e complexos, por conta de um grande número de frases interconectadas por variados modos, os textos – repetidos ou inventados – constituem-se de três princípios básicos que atuam de forma entrosada: informatividade, codificação e adequação. (AZEREDO, 2008, p )

16 TEXTO Quando não limitado às fronteiras da linguagem verbal, no plano semiótico, de sentido multidimensional, texto ou discurso é sinônimo de processo que engloba as relações sintagmáticas de qualquer sistema de signos. Pode-se então falar de texto ou discurso cinematográfico, teatral, coreográfico, pictórico etc. Sob um outro prisma de reflexão, vê-se o texto, de um lado, como um sistema concluído, um conjunto hierarquizado de configurações estruturais internas; de outro lado, como um objeto aberto, plural, dialogante, ligado ao contexto extraverbal (GUIMARÃES, 2006).

17 1. TEXTO a) Em sentido lato – designa qualquer manifestação da capacidade textual do ser humano( quer se trate de um poema, música, pintura, filme ou escultura etc.) isto é, de qualquer tipo de comunicação realizada através de um sistema de signos. b) Em sentido estrito – texto consiste em qualquer seqüência falada ou escrita que constitua uma unidade global de significação, independentemente de sua extensão. Trata-se, dessa forma, de uma unidade semântico-pragmática, de um contínuo sociocomunicativo, que se caracteriza, entre outros fatores, pela coerência e pela coesão (elementos responsáveis pela tessitura do texto). (FAVERO;KOCH, 2002)

18 O que é um TEXTO? Consulte o capítulo 1 do livro Texto sem mistério. Analisemos os textos apresentados nas páginas 12 e 13 do livro.

19 (GOLDSTEIN; LOUZADA; IVAMOTO, 2009, p.12) (GOLDSTEIN; LOUZADA; IVAMOTO, 2009, p.14)


Carregar ppt "FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO: DIREITO / DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFA. SCHEYLA BRITO ALVES SEQUÊNCIA DIDÁTICA 1/2011 ASSUNTO:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google