A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os 20% de disciplinas virtuais em cursos universitários Cedido por Mauro Pequeno – UFCE (2002)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os 20% de disciplinas virtuais em cursos universitários Cedido por Mauro Pequeno – UFCE (2002)"— Transcrição da apresentação:

1 Os 20% de disciplinas virtuais em cursos universitários Cedido por Mauro Pequeno – UFCE (2002)

2 Portaria de 18/10/2001 Art 1° –§1°§1° –§2°§2° –§3°§3° –§4°§4° Art 2º

3 Portaria de 18/10/2001 Art 3° –§1°§1° –§2°§2° Art 4º –§ único§ único Art 5°

4 Art. 1° As instituições de ensino superior do sistema federal de ensino poderão introduzir, na organização pedagógica e curricular de seus cursos superiores reconhecidos, a oferta de disciplinas que, em seu todo ou em parte, utilizem método não presencial, com base no Art. 81 da Lei n°9.394, de 1996, e no disposto nesta PortariaArt. 81 da Lei n°9.394

5 Art. 1º § 1° As disciplinas a que se refere o caput, integrantes do currículo de cada curso superior reconhecido, não poderão exceder a vinte por cento do tempo previsto para integralização do respectivo currículo

6 Art. 1º § 2º Até a renovação do reconhecimento de cada curso, a oferta de disciplinas previstas no caput corresponderá, obrigatoriamente, à oferta de disciplinas presenciais para matrícula opcional dos alunos

7 Art. 1º § 3º Os exames finais de todas as disciplinas ofertadas para integralização de cursos superiores serão sempre presenciais

8 Art. 1° § 4° A introdução opcional de disciplinas previstas no caput não desobriga a instituição de ensino superior do cumprimento do disposto no Art. 47 da Lei n o 9.394, de 1996, em cada curso superior reconhecidoArt. 47 da Lei n o 9.394

9 Art. 2° A oferta das disciplinas previstas no artigo anterior deverá incluir métodos e práticas de ensino- aprendizagem que incorporem o uso integrado de tecnologias de informação e comunicação para a realização dos objetivos pedagógicos

10 Art. 3º As instituições de ensino superior credenciadas como universidades ou centros universitários ficam autorizadas a modificar o projeto pedagógico de cada curso superior reconhecido para oferecer disciplinas que, em seu todo ou em parte, utilizem método não presencial, como previsto nesta Portaria, devendo ser observado o disposto no § 1 o do Art. 47 da Lei n o 9.394, de 1996§ 1 o do Art. 47 da Lei n o 9.394

11 Art. 3° § 1º As universidades e centros universitários deverão comunicar as modificações efetuadas em projetos pedagógicos à Secretaria de Educação Superior – SESu -, do Ministério da Educação – MEC -, bem como enviar cópia do plano de ensino de cada disciplina que utilize método não presencial, para avaliação

12 Art. 3º § 2º A avaliação prevista no parágrafo anterior poderá facultar a introdução definitiva das disciplinas que utilizem método não presencial no projeto pedagógico de cursos superiores reconhecidos ou indicar a interrupção de sua oferta

13 Art. 4º As instituições de ensino superior não incluídas no artigo anterior que pretenderem introduzir disciplinas com método não presencial em seus cursos superiores reconhecidos deverão ingressar com pedido de autorização, acompanhado dos correspondentes planos de ensino, no Protocolo da SESu, MEC

14 Art. 4º § único Os planos de ensino apresentados serão analisados por especialistas consultores do Ministério da Educação, que se manifestarão através de relatório à SESu, e somente poderão ser implementados após a expedição de ato de autorização do Ministro da Educação

15 Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação

16 LDB Art. 81° É permitida a organização de cursos ou instituições de ensino experimentais, desde que obedecidas as disposições desta Lei.

17 LDB Art 47º Na educação superior, o ano letivo regular, independente do ano civil, tem, no mínimo, duzentos dias de trabalho acadêmico efetivo, excluído o tempo reservado aos exames finais, quando houver. –§ 1°§ 1° –§ 2º§ 2º –§ 3°§ 3° –§ 4º§ 4º

18 LDB Art 47º § 1º As instituições informarão aos interessados, antes de cada período letivo, os programas dos cursos e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos, qualificação dos professores, recursos disponíveis e critérios de avaliação, obrigando-se a cumprir as respectivas condições

19 LDB Art 47º § 2º Os alunos que tenham extraordinário aproveitamento nos estudos, demonstrado por meio de provas e outros instrumentos de avaliação específicos, aplicados por banca examinadora especial, poderão ter abreviada a duração dos seus cursos, de acordo com as normas dos sistemas de ensino

20 LDB Art 47º § 3º É obrigatória a freqüência de alunos e professores, salvo nos programas de educação a distância

21 LDB Art 47º § 4º As instituições de educação superior oferecerão, no período noturno, cursos de graduação nos mesmos padrões de qualidade mantidos no período diurno, sendo obrigatória a oferta noturna nas instituições públicas, garantida a necessária previsão orçamentária

22 LDB Art 47º § 1º As instituições informarão aos interessados, antes de cada período letivo, os programas dos cursos e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos, qualificação dos professores, recursos disponíveis e critérios de avaliação, obrigando-se a cumprir as respectivas condições


Carregar ppt "Os 20% de disciplinas virtuais em cursos universitários Cedido por Mauro Pequeno – UFCE (2002)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google