A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda1 QUALIDADE NA PRÁTICA MEDIÚNICA Projeto Manoel Philomeno de Miranda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda1 QUALIDADE NA PRÁTICA MEDIÚNICA Projeto Manoel Philomeno de Miranda."— Transcrição da apresentação:

1 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda1 QUALIDADE NA PRÁTICA MEDIÚNICA Projeto Manoel Philomeno de Miranda

2 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica2 REUNIÕES ESPÍRITAS FRÍVOLAS – Se compõem de pessoas que só vêem o lado divertido das manifestações, que se divertem com as facécias dos espíritos levianos. EXPERIMENTAIS – Têm particularmente por objeto a produção de manifestações físicas. INSTRUTIVAS – Apresentam caráter muito diverso e, são as em que se pode haurir o verdadeiro ensino. O Livro dos Médiuns – Cap XXIX – Itens 324 a 327

3 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica3 REUNIÕES ESPÍRITAS Reunião Mediúnica Séria: É aquela [...] em que se pode haurir o verdadeiro ensino [...] Uma reunião só é verdadeiramente séria, quando cogita de coisas úteis, com exclusão de todas as demais. O Livro dos Médiuns, Cap XXIX, item 327.,

4 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica4 REUNIÕES ESPÍRITAS Uma reunião é um ser coletivo, cujas qualidades e propriedades são a resultante das de seus membros e formam como um feixe. Ora, este feixe tanto mais força terá, quanto mais homogêneo for. O Livro dos Médiuns – Cap XXIX – Iten 331

5 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda5 A Qualidade na Visão de Allan Kardec Toda reunião espírita deve, pois, tender para a maior homogeneidade possível. Está entendido que falamos das em que se deseja chegar a resultados sérios e verdadeiramente úteis. Se o que se quer é apenas obter comunicações, sejam estas quais forem, sem nenhuma atenção à qualidade dos que as dêem, evidentemente desnecessárias se tornam todas essas precauções; mas, então, ninguém tem que se queixar da qualidade do produto. O Livro dos Médiuns, Cap. XXIX, item 331

6 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda6 A Qualidade na Visão de Allan Kardec I QUALIDADE DE OBJETIVOS – Itens 327 e 330 LM A QUALIDADE DE DIREÇÃO (MENTORES) – Item 331 LM A QUALIDADE DOS TRABALHADORES – Itens 327, 334 e 341 LM A QUALIDADE DA ORGANIZAÇÃO – Itens 333 e 338 LM A QUALIDADE DOS RESULTADOS – Item 331 LM Pessoas Estrutura Trabalho Serviços Planejamento

7 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda7 ESPIRITIZAR QUALIFICAR HUMANIZAR A Trilogia de Joanna de Ângelis

8 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda8 A Trilogia de Joanna de Ângelis ESPIRITIZARQUALIFICAR HUMANIZAR Adotar o espiritismo como ele é Prática mediúnica espírita Boa vontade só não basta Consciência Conhecimento Capacitação Fraternidade/ Solidariedade Educação emocional para a mediunidade

9 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda9 Qualidade – Noções Básicas PLANEJAR FAZER AVALIAR ATUAR Objetivos Benefícios Procedimentos Treinamento Quem faz O Produto Atualizar Corrigir

10 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda10 Padrões de Qualidade Inerente à Organização (I) PRIVACIDADE Sempre a mesma equipe Convidados em condições de assistir Não há bases doutrinárias para se fazer reuniões mediúnicas abertas AMBIENTE ADEQUADO Exclusivo ou para atividades afins Protegido vibratoriamente Confortável

11 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda11 Padrões de Qualidade Inerentes à Organização (II) SELEÇÃO CRITERIOSA DA EQUIPE Valor moral Conhecimento doutrinário e evangélico Integração Convicção espírita Compromisso com a mediunidade Saúde Quem deve selecionar? COMUNICAÇÕES ESPONTÂNEAS Programadas pelos mentores espirituais

12 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda12 Padrões de Qualidade Inerentes à Organização (III) Sempre no mesmo dia e horário Evitar reuniões extemporâneas Demanda de candidatos em condições Disponibilidade de dirigentes capazes Espaço disponível A natureza da reunião REGULARIDADE DAS REUNIÕES CRITÉRIO PARA FORMAÇÃO DE NOVOS GRUPOS

13 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda13 Padrões de Qualidades Inerentes à Equipe Qualidades humanas Valor moral Consciência dos papéis e funções Conhecimento Adesão ao regimento e às normas Compromissos com: OraçãoCaridadeEstudoMeditação 1º CONJUNTO 2º CONJUNTO 3º CONJUNTO

14 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda14 Parâmetros de Qualidade do Médium Concentração Facilidade de comunicação Regularidade no exercício Diversidade de comunicantes Inibição Dúvidas Animismo Obsessão GRAU DE ADESTRAMENTO CONTROLE DE DIFICULDADES

15 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda15 Parâmetros de Qualidade do Terapeuta-Doutrinador (I) Racional Intuitivo Estável emocionalmente Afetivo Estudioso PERFIL APROPRIADO

16 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda16 Parâmetros de Qualidade do Terapeuta-Doutrinador (II) INDICADORES DE DESEMPENHO Saber ouvir Rapidez de percepção Intervir na hora certa Posturas adequadas Fazer-se escutar Bem conduzir as terapias complementares O progresso da equipe é a medida do progresso do terapeuta-doutrinador

17 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda17 Parâmetros de Qualidade do Assistente-Participante Prestar atenção aos diálogos Motivação Irradiação contínua do pensamento em atitude de ajuda Fervor na prece Empatia A intuição ou a sensibilidade mediúnica podem despontar a qualquer momento

18 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda18 Parâmetros de Qualidade das passividades Equilíbrio Ritmo Clareza Fluidez Filtragem

19 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda19 Parâmetros de Qualidade das Terapias (I) O CHOQUE ANÍMICO (I) Benefícios Desintoxicação fluídica Desestruturação de ideoplastias Catarse do inconsciente Revigoramento Contenção

20 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda20 Parâmetros de Qualidade das Terapias (II) O CHOQUE ANÍMICO II Indicadores de Qualidade Espírito sofredor aliviado Espírito agressivo retido para o diálogo e controlado Sensações desagradáveis no Espírito agressivo Retorno do Espírito apresentando-se mais conciliador

21 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda21 Parâmetros de Qualidade das Terapias (III) A PALAVRA Móvel da comunicação identificado Diálogo sustentado Espíritos induzidos à reflexão Espíritos voltando para agradecer

22 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda22 Parâmetros de Qualidade das Terapias (IV) Orar somente diante de um Espírito comovido Orar em atitude associativa Orar telementalizado pelo Espírito que o assiste O Espírito acompanha respeitosamente, às vezes comovido A PRECE Recomendações Indicador de desempenho

23 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda23 Parâmetros de Qualidade das Terapias (V) Somente quando necessários Variando a técnica, conforme o caso Efeitos evidentes, conforme o propósito OS PASSES Recomendações Indicador de desempenho

24 Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda24 Parâmetros de Qualidades das Terapias (VI) Sonoterapia com eficiência Sugestões educativas aceitas Regressão de Memória com resultados satisfatórios A INDUÇÃO HIPNÓTICA Indicadores de desempenho


Carregar ppt "Seminário:Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda1 QUALIDADE NA PRÁTICA MEDIÚNICA Projeto Manoel Philomeno de Miranda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google