A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONCEPÇÃO INTEGRADA DE EDUCAÇÃO Marise Ramos UERJ e EPSJV/FIOCRUZ.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONCEPÇÃO INTEGRADA DE EDUCAÇÃO Marise Ramos UERJ e EPSJV/FIOCRUZ."— Transcrição da apresentação:

1 CONCEPÇÃO INTEGRADA DE EDUCAÇÃO Marise Ramos UERJ e EPSJV/FIOCRUZ

2 Antecedentes histórico-políticos Década de 1980 (perspectiva de nova LDB) - a luta pela escola: a) Unitária - superação da dualidade da formação para o trabalho manual e para o trabalho intelectual; b) Politécnica - superação da cisão entre trabalho, ciência e cultura na formação básica e profissional e garantia dos fundamentos científico-tecnológicos da produção moderna na formação dos sujeitos.

3 O 1 o. sentido da integração: a formação omnilateral Educação que integre as dimensões fundamentais da vida na práxis social: TRABALHO: realização humana inerente ao ser (sentido ontológico) e prática econômica (sentido histórico associado ao modo de produção); CIÊNCIA: conhecimentos produzidos pela humanidade que possibilita o contraditório avanço produtivo; CULTURA: valores éticos e estéticos que orientam as normas de conduta de uma sociedade.

4 O princípio da formação omnilateral (integral): o trabalho O trabalho como princípio educativo: n 1 a. mediação entre homem-natureza-homem n Práxis econômica: fundamento da profissionalização de pessoas na sociedade moderna. A profissionalização, sob essa perspectiva, se opõe à simples formação para o mercado de trabalho, mas incorpora valores ético-políticos e conteúdo histórico- científico que caracteriza a práxis humana.

5 O 2 o. Sentido da integração: educação básica indissociável da educação profissional Formas: n Integrada: corresponde às necessidades e aos direitos dos trabalhadores; n Concomitante: limites das redes públicas; n Subseqüente: educação profissional como educação continuada e não como alternativa excludente ao ensino superior.

6 Diretrizes ético-políticas da formação integrada n Integração de conhecimentos gerais e específicos; n Construção do conhecimento pela mediação do trabalho, da ciência e da cultura; n Utopia de superar a dominação dos trabalhadores e construir a emancipação – formação de dirigentes.

7 A especificidade do ensino médio e a profissionalização O ensino médio é a etapa da educação básica em que a relação entre ciência e práticas produtivas se evidencia na formação. Etapa biopsicológica e social de seus estudantes, que inclui o planejamento e a necessidade de inserção no mundo do trabalho; no mundo adulto. Disto decorre o compromisso com a necessidade dos jovens e adultos de terem a formação profissional mediada pelo conhecimento.

8 O resgate do debate sobre a escola unitária e politécnica exige recolocar as possibilidades abertas pelo artigo 36 da LDB. Disto decorreu o Decreto n /2004, considerando, ainda, o respeito à diversidade e às experiências sociais.

9 O 3º. Sentido da integração: a integração de conhecimentos na totalidade Processo de produção Físico-Ambiental Econômico- Produtiva Técnico- Organizacional Sócio-histórica Cultural Política Linguagens SUJEITOS

10 Proposta de currículo integrado na perspectiva da totalidade 1. Problematizar o processo de produção da área profissional como objeto de conhecimento, buscando compreendê-lo em múltiplas perspectivas: tecnológica, econômica, histórica, ambiental, social, cultural.

11 Perspectiva metodológica: proposta de currículo integrado 2. Explicitar teorias e conceitos fundamentais para a compreensão do objeto e localizá-los nos respectivos campos da ciência, identificando suas relações com outros conceitos do mesmo campo (disciplinaridade) e de campos distintos do saber (interdisciplinaridade).

12 Perspectiva metodológica: proposta de currículo integrado 3. Situar os conceitos como conhecimentos de formação geral e específica, tendo como referência a base científica dos conceitos e sua apropriação tecnológica, social e cultural.

13 Perspectiva metodológica: proposta de currículo integrado 4. A partir dessa localização e das múltiplas relações, organizar os componentes curriculares e as práticas pedagógicas, visando a corresponder, ao pressuposto da totalidade do real como síntese de múltiplas determinações.

14 Desenvolvimento Curricular Deseja-se que a proposta demonstre: identidade e unidade metodológica; participação ativa dos sujeitos; construção coletiva do conhecimento; organização integrada e abordagem histórico-dialética de conteúdos. Integrando trabalho, ciência e cultura.

15 Desenvolvimento Curricular Espera-se possibilitar um percurso formativo coerente com a concreticidade da vida dos sujeitos, tomando as contradições como marco na análise crítica do conhecimento e da sociedade.

16 Abordagem Pedagógica Procura: Articular experiências e conhecimentos científicos; Viabilizar a construção participativa e coletiva do conhecimento ; Considera a diversidade do público quanto ao gênero, etnia, escolaridade, idade.

17 Material de apoio pedagógico Deseja-se que: Seja coerente com as perspectivas epistemológica e pedagógica; Ofereça referenciais e conceitos ´teóricos; Permita ao educador fazer mediações com a realidade concreta; Sejam de boa qualidade.

18 Formação de Professores Busca levar o educador a refletir criticamente sobre suas relações sociais, econômicas, culturais e políticas; Constitui-se num espaço permanente de troca, avaliação e produção de conhecimentos.


Carregar ppt "CONCEPÇÃO INTEGRADA DE EDUCAÇÃO Marise Ramos UERJ e EPSJV/FIOCRUZ."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google