A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de enfermagem 7º período Processos criativos e inovações em enfermagem Profº. Julio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de enfermagem 7º período Processos criativos e inovações em enfermagem Profº. Julio."— Transcrição da apresentação:

1 Curso de enfermagem 7º período Processos criativos e inovações em enfermagem Profº. Julio

2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE

3

4

5

6

7

8

9

10

11 Sistema Informação

12 O Sistema de Informação O Sistema de Informação deve ser uma ferramenta de implantação dos objetivos estratégicos da Instituição e de contínuo suporte aos mesmos.

13 Qual é a principal função de um sistema de informação em saúde (S.I.S) ?

14 Por que precisamos da informação? 14

15 PLANEJAMENTO AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO FORMULAR RESPOSTAS AVALIAR AÇÕES DE SAÚDE SUBSIDIAR A TOMADA DE DECISÃO 15

16 O conhecimento sobre a situação de saúde de uma população requer informações sobre: *Perfil de morbidade e mortalidade *Principais fatores de risco e seus determinantes *Características demográficas sobre os serviços de saúde

17 40% da atividade da área de saúde consiste no processamento da informação.

18 Papel do Profissional de Saúde Passado: – orientado exclusivamente para a atenção e ao cuidado do paciente Hoje: – orientado para a atenção e cuidado do paciente – controle de qualidade – contabilidade – documentação

19 Distribuição da Informação em Saúde Distribuída de forma heterogênea

20 Quais são os tipos de Dados ? Dr. Henrique dos Santos Maria da Silva, 65 anos, casasda do lar Paciente História: Pacient refere aparecimento de manchase avermelhadas no nariz e face hà 3 semanas. Dopres articulares e febre hà 1 semana. Urina avermelhada hà 2 dias. Também refere falta de ar aos grandes esforços e discreto edema de membros inferiores ao final do dia. Exame Físico: Peso: 55,00Kg Alt.: 1,60m P.A. 160/100mmHg Temp.: 38 Pulso: 96bpm Extertores crepitantes nas bases. Sopro diastólico + no ápex galopando. Fígado doloroso à apalpação. Edema de membros inferiores Exames Solicitados: Creatyinina, FAN + ADN, LE, Urina I e VHS Ecocardiograma tres semanas Narrativas: anamnese Texto: acrônimos, abreviaturas, frases telegráficas. Medidas: sinais vitais, exame físico, exames laboratoriais. Sinais: ECG, EEG, potencial evocado. Imagens: geradas por aparelhos, desenhadas pelo realizador ou examinador. Características dos Dados

21 Níveis de Utilização da Informação Operacional – atividades de rotina – exigem pouca capacidade de decisão – podem ser automatizadas com facilidade Gerencial (ou Tática) – atividades típicas de supervisão – requerem capacidade de decisão local – exigem informação gerencial Estratégico – grandes decisões – requerem capacidade de decisão Global – exigem informação estratégica

22 OPERACIONAL: – atividades de rotina – exigem pouca capacidade de decisão – podem ser automatizadas com facilidade Objetivos da Informatização neste nível: – automação: padronização, velocidade, redução de êrros – auxiliar o profissional operacional, incorporando ajuda – evitar êrros, impedindo operações inadequadas – Ex: Balanço hídrico de horário

23 Gerencial (ou Tática) – atividades tipicas de supervisão – requerem capacidade de decisão local – exigem informação gerencial Objetivos da Informatização neste nível: – relatórios gerenciais de rotina – apoio à tomada de decisão gerencial: alertas – exploração da base de dados: datawarehousing

24 Estratégico – grandes decisões – requerem capacidade de decisão Global – exigem informação estratégica Objetivos da Informatização neste nível: – tomada de decisão estratégica – extração automática de conhecimento – simulação e exploração dos dados

25 QUAL É A LÓGICA DE FUNCIONAMENTO DE UM SIS? DADOS CPD INFORMAÇÃO

26

27

28 NÍVEL PÚBLICO X NÍVEL PRIVADO

29 NÍVEL PÚBLICO S.U.S.

30 SIAB SIM SINAM SINASC SIA CNES...

31 ESQUEMA DE FUNCIONAMENO SUS

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45 NÍVEL PRIVADO SOFTWARES ESPECÍFICOS COM O PERFIL DE UTILIZAÇÃO INERENTE

46 O Sistema de Informação, assim como o cachorro, tem a cara do dono Lincoln,SP/nov/ 2011

47 A Saúde é Especial!!! Informação extremamente variada – > itens no vocabulário da saúde do dia a dia – dificuldade de se estabelecer padrões: vocabulário – > possibilidades diagnósticas Informação muito pouco estruturada – prescrição médica, laudo médico, prontuário – Prescrição de enfermagem – dificuldades de se estabelecer padrões: estrutura – quase linguagem natural Serviços de Saúde correspondem a empresas muito complexas – clientes e tipos de procedimentos com atendimento absolutamente personalizado!

48 Tendências Prioridade Hoje: Produção – faturamento – contabilidade – controle de materiais e medicamentos Visão Estratégica: Gestão da Qualidade – saúde baseada em evidências – redução de custos e aumento de produtividade – call centers, cuidado domiciliar Visão Estratégica: Automação Total do Negócio – prontuário eletrônico, – Padronização do Registro Clínico

49 Perfil do Mercado Mercado Extremamente Fragmentado: – Hospitais – Operadoras – Consultórios – Menos de 10% têm algum Sistema de Informação eficaz – A fraude no sistema é da ordem de U$ 2.5/ano

50 Desejável ConsultóriosSeguradorasHospitais Planos de Saúde Clínicas Nível de Informatização da Saúde

51 Exemplos de Modelos

52 AdministraçãoCo-responsabilidade Foco InternoFoco Externo Transação Business Intelligence Local, RegionalGlobal Usar a Internet para mudar a nossa forma de trabalhar! Reinventar o Negócio! Novas Formas de Trabalho


Carregar ppt "Curso de enfermagem 7º período Processos criativos e inovações em enfermagem Profº. Julio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google