A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APRESENTAÇÃO DO NACE NÚCLEO DE PESQUISA EM ACESSIBILIDADE, DIVERSIDADE E TRABALHO - NACE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APRESENTAÇÃO DO NACE NÚCLEO DE PESQUISA EM ACESSIBILIDADE, DIVERSIDADE E TRABALHO - NACE."— Transcrição da apresentação:

1 APRESENTAÇÃO DO NACE NÚCLEO DE PESQUISA EM ACESSIBILIDADE, DIVERSIDADE E TRABALHO - NACE

2 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Diversidade e Trabalho - NACE NACE: vinculado ao LAPIP (Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial) e ao Mestrado de Psicologia da UFSJ, foi instituído como núcleo de pesquisa em Surgiu a partir de um Programa de Pesquisas iniciado em 2003 e tem como grande tema articulador a Inserção de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho. Desenvolve pesquisa, ensino e extensão em dois grandes campos temáticos: - Acessibilidade, Diversidade e Inclusão nas organizações de trabalho: tendo por foco o estudo dos diferentes aspectos psicossociais e organizacionais que dificultam e facilitam a inserção social de pessoas com deficiência. - Formação para o trabalho com Acessibilidade e Diversidade: tendo por foco o estudo dos processos de formação de futuros profissionais que irão atuar junto às pessoas com deficiência em diversos contextos de trabalho. Maiores informações:

3 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2003 Inclusão no Mercado de Trabalho: um Estudo com Pessoas Portadoras de Deficiência Objetivo: Identificar a percepção das pessoas com deficiência (PcDs) sobre suas dificuldades e possibilidades de inserção no mercado formal de trabalho em duas cidades de Minas Gerais (São João del Rei e Santa Cruz de Minas). Amostra: 121 pessoas com deficiência. Resultados: Foi validado um questionário sobre as principais dificuldades e facilidades para a inserção de PcDs no mercado de trabalho, composto por quatro fatores: barreiras da cidadania, auto- estima, discriminação em relação ao trabalho, conhecimento dos direitos, que pode ser utilizado em pesquisas visando identificar a percepção de PcDs sobre esses fatores. Além disso, foi verificado que o percentual de PcDs que não trabalham (40,4%) ou que desenvolvem atividades informais (22,3%) é um indicador indiscutível da dificuldade de inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho. Também a predominância de baixa renda familiar entre as PcDs confirma resultados de outras pesquisas, como a de Neri et al (2003). Foi verificado também que com o aumento da renda familiar, decresce a percepção quanto às barreiras à cidadania e quanto à discriminação em relação ao trabalho; que quanto maior o nível de escolaridade, menor a percepção quanto às barreiras à cidadania e maior o conhecimento dos direitos da PcD. Estagiários da pesquisa: Adilson Tolentino Freitas, Fabiana Coelho Ferreira Meira e Fabiana Goulart de Oliveira

4 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2004 Inclusão social de pessoas com deficiência em Cabo Verde – África Objetivo: O objetivo geral da pesquisa foi investigar a percepção das dificuldades e possibilidades de inclusão social de Pessoas com Deficiência em três das dez ilhas do arquipélago de Cabo Verde – África. Amostra: 67 pessoas com deficiência em três ilhas de Cabo Verde/África (Ilha do Sal, Ilha de São Vicente e Ilha de Santo Antão). Resultados: Constatou-se que, com o aumento da renda familiar, aumenta o nível de instrução das PcDs; que, quanto maior o nível de escolaridade, maior a renda familiar e menores são as dificuldades em relação às barreiras ao exercício da cidadania. Além disso, contatou-se a ausência de conhecimentos sobre os direitos das PcDs e a não institucionalização desses direitos no país. Estagiários da Pesquisa: Nadine Helene Silva Rocha; Raquel Margarida Nascimento Lopes; Sónia Helena Lima Silva; Walter Leany Baptista Spínola.

5 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2005 Inclusão no Mercado de Trabalho: um Estudo com Pessoas Portadoras de Deficiência no Vale do Aço Objetivo: Tem como finalidade ampliar o conhecimento sobre a realidade das pessoas com deficiência através da verificação da percepção delas sobre suas dificuldades e possibilidades de inserção no mercado formal de trabalho na Região Metropolitana do Vale do Aço. Amostra: 33 pessoas com deficiência. Resultados: Foram identificadas dificuldades em relação às barreiras da cidadania, discriminação com relação ao trabalho, conhecimento de direitos. Além de ratificada a importância do trabalho para a pessoa com deficiência. Várias PcDs não estavam em busca de trabalho, pois recebiam o benefício de prestação continuada (BPC) e temiam perdê-lo. Também foram identificadas dificuldades para a qualificação para o trabalho por parte dessas pessoas, que se ressentiam em relação à falta de adequação desse tipo de formação e a ausência de cursos acessíveis a todos os tipos de deficiência. Estagiários da pesquisa: Luciana Alves Drumond de Almeida (UFMG)

6 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2006 Inclusão no Mercado de Trabalho: um Estudo com Pessoas Portadoras de Deficiência na Região Metropolitana de Belo Horizonte Objetivo: Tem como finalidade ampliar o conhecimento sobre a realidade das pessoas com deficiência através da verificação da percepção delas sobre suas dificuldades e possibilidades de inserção no mercado formal de trabalho na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Amostra: 22 pessoas com deficiência. Resultados: Foram identificadas dificuldades em relação às barreiras da cidadania, discriminação com relação ao trabalho e conhecimento de direitos. Além da confirmação da importância do trabalho para a pessoa com deficiência. Foi verificado que as PcDs têm um maior conhecimento de seus direitos nessa região. Além disso, foi constatado dificuldade maior em relação ao acesso às possibilidades de qualificação, principalmente devido à falta de meios de transporte acessíveis a todos. Estagiários da pesquisa: Cristiane Elias Penido Coimbra (UFMG)

7 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2007 Inserção de Pessoas com Deficiência em Organizações Brasileiras: um Estudo com Empresas Socialmente Responsáveis Objetivo: Esta pesquisa teve por objetivo investigar a relação de dois aspectos básicos da gestão da diversidade relacionada à inserção de pessoas com deficiência em empresas brasileiras consideradas socialmente responsáveis: a forma como a deficiência é vista pelos gerentes e as ações de adequação das condições e práticas de trabalho. Amostra: A investigação empírica utilizou-se de metodologia quantitativa, tendo sido realizado um survey do qual participaram 18 empresas nacionais e 163 gestores de PcDs. Resultados: Os resultados confirmaram o pressuposto teórico de coexistência de múltiplas concepções de deficiência e indicaram que as empresas têm priorizado as modificações nas condições de trabalho mais do que as ações de sensibilização e práticas de Recursos Humanos que assegurem a inserção. Além disso, foram constatadas relações significativas entre alguns fatores dos construtos concepções de deficiência e ações de adequação das condições e práticas de trabalho, indicando a importância de ações de Recursos Humanos no processo de inserção. Autores: Maria Nivalda de Carvalho Freitas (parte da tese de doutorado). Esta pesquisa foi indicada a melhor pesquisa do ano de 2007 pelo EnANPAD.

8 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2007 Inserção e Gestão do Trabalho de Pessoas com Deficiência: um Estudo de Caso Objetivo: O objetivo desta pesquisa foi analisar as possíveis relações entre as formas como os gestores vêem a deficiência, a adequação das condições de trabalho, e a satisfação das pessoas com deficiência em relação a aspectos relevantes para a manutenção da qualidade de vida no trabalho, em grande empresa brasileira que possui mais de mil funcionários portadores de deficiência, contratados. Amostra: A pesquisa constituiu-se de um estudo de caso realizado em grande instituição de serviços e intermediação financeira, que possui cerca de funcionários com deficiência em seu quadro de pessoal; funcionários com deficiência física, visual ou auditiva sem comprometimento intelectual. Fizeram parte da pesquisa 80 gestores e 128 PcDs. Resultados: Os resultados confirmaram a existência de relações significativas entre as concepções de deficiência compartilhadas pelos gerentes e a adequação das condições e práticas de trabalho na organização. Além disso, foram constatadas implicações das concepções de deficiência e da adequação das condições e práticas de trabalho para a satisfação das pessoas com deficiência, principalmente no que se refere às possibilidades de carreira por parte dessas pessoas. Finalmente, também pôde ser verificada a potencialidade do modelo heurístico proposto para pesquisa. Autora: Maria Nivalda de Carvalho-Freitas (parte da tese de doutorado).

9 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2007 Turismo e Inclusão Social em São João del Rei e Tiradentes Objetivo: O objetivo geral da pesquisa foi identificar as crenças e ações dos gestores de hotéis e pousadas frente à possibilidade de incluir pessoas com deficiência como clientes potenciais em seus empreendimentos. Amostra: A amostra da pesquisa foi constituída por 81 hotéis e pousadas, 26 de São João del Rei e 55 de Tiradentes. Resultados: Verificou-se que os gestores possuem dúvidas em relação à deficiência e uma tendência em concordar com a concepção baseada na matriz da inclusão. Há concordância que a inserção de PcDs beneficia a imagem dos hotéis. No entanto, para que a inserção ocorra, veem a necessidade de treinamentos. A maioria dos sujeitos tem informações superficiais sobre a deficiência. As ações realizadas nos estabelecimentos são as que exigem menor investimento financeiro. Bolsista: Janayna de Cássia Coelho Suzano

10 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2007 Fatores gerenciais na inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho Objetivo: O objetivo geral da pesquisa é analisar se existe relação entre concepções de deficiência, de um lado, e as crenças básicas dos gerentes sobre as pessoas e a natureza humana, de outro. Amostra: A amostra da pesquisa foi constituída por 227 alunos de pós-graduação de três universidades federais mineiras (UFSJ, UFJF e UFMG). Resultados: Constatou-se que as formas como as pessoas vêem as possibilidades de trabalho das PcDs estão associadas à suas crenças sobre a natureza do comportamento humano, indicando disposições mais ou menos positivas em relação a essas pessoas. Foi verificado que as pessoas com uma tendência maior em desconfiar de seus subordinados (Teoria X) também tendem a acreditar que somente algumas áreas são adequadas ao trabalho das PcDs, que elas podem assumir atitudes inadequadas na empresa, são mais propensas a se acidentar e têm mais problemas de relacionamento (matriz da normalidade). Essas pessoas, se pudessem escolher, não trabalhariam com as PcDs e acreditam que o desempenho delas seja pior do que as pessoas que não possuem deficiência. Bolsista: Maristela Ferro Nepomuceno PRÊMIO DESTAQUE DO ANO NA INICIAÇÃO CIENTÍFICA (CNPq) - 2º LUGAR NO PAÍS PRÊMIO DE MELHOR TRABALHO NA ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS, XVI SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto UM DOS TRABALHOS PREMIADOS ENTRE OS 10 MELHORES NO I CONGRESSO DE PSICOLOGIA DA ZONA DA MATA E VERTENTES. – Universidade Federal de Juiz de Fora.

11 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2008 A questão cognitiva e afetiva na inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho Objetivo: Os objetivos desta pesquisa foram verificar como gerentes potenciais de pessoa com deficiência veem a deficiência; e se existe relação entre as formas, como veem as possibilidades de trabalho dessas pessoas e os sentimentos que possuem em relação a elas. Amostra: 227 alunos de cursos de especialização em Administração de três universidades federais mineiras. Resultados: Pôde-se observar que a deficiência é mobilizadora de inúmeros sentimentos nas pessoas; no entanto, algumas formas de ver as PcDs (matriz da normalidade e o fator de desempenho) estão mais relacionadas aos sentimentos experimentados em relação a elas, do que a outras. A matriz de normalidade está mais relacionada, principalmente, com os sentimentos negativos em relação às PcDs. Bolsistas: Giselle Brighenti Lara e Maria Regina do Carmo Ávila UM DOS TRABALHOS PREMIADOS ENTRE OS 10 MELHORES NO I CONGRESSO DE PSICOLOGIA DA ZONA DA MATA E VERTENTES – ENJUPSI (Universidade Federal de Juiz de Fora).

12 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2008 Socialização organizacional de pessoas com deficiência Objetivo: O objetivo da pesquisa foi verificar como ocorre o processo de socialização organizacional de pessoas com deficiência, em organizações públicas e privadas. Amostra: Foi realizado um estudo com nove PcDs de três organizações do interior de Minas Gerais e com 33 PCDs que trabalhavam em instituições financeiras privadas na Região Metropolitana de Belo Horizonte Resultados: Alguns fatores contribuem para que as PcD´s se mantenham nas organizações: autonomia financeira e possibilidade de reconhecimento social e profissional. Progressão ao longo do tempo, adaptando-se ao ambiente de trabalho e adquirindo novas habilidades. Na socialização inicial identifica-se: predominância de ações de busca de domínio do trabalho, de integração ao grupo de trabalho e de conhecimento dos valores da organização realizadas pelas próprias pessoas com deficiência. Mediante a ausência de ações sistematizadas de socialização desenvolvidas pelas organizações, as PcDs procuram se integrar por meio de: atitudes proativas de busca de informações, manutenção de bom relacionamento com os colegas de trabalho, envolvimento nas atividades relacionadas ao trabalho, dentre outras. Bolsistas: Maristela Ferro Nepomuceno, Isadora DÁvila Toledo, Janayna de Cássia Suzano e Luciana Drumond Almeida Artigo contemplado entre aqueles com melhores avaliações pelo EnANPAD recebendo Fast Track para publicação em periódicos com classificação maior ou igual Qualis B2, ANPAD.

13 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2008 Aperfeiçoamento e Validação do Inventário de Concepções de Deficiência em Situações de Trabalho (ICD-ST) Objetivo: Promover o aperfeiçoamento do "Inventário de Concepções de Deficiência" (ICD) e avaliar sua estabilidade temporal. Bolsistas: Maria Regina do Carmo Ávila Vitor, Giselle Brighenti Lara e Luciene Braga – Integrante. Profs. Envolvidos: Antônio Luiz Marques (Integrante – UFMG), Angelo Brigatto Ésther (Integrante – UFJF) e Maria Nivalda de Carvalho-Freitas (Coord.).

14 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2009 Pressões no trabalho e disposição para a inserção de pessoas com deficiência Objetivo: O objetivo da pesquisa é verificar se a percepção da presença de fatores geradores de sofrimento e estresse no trabalho está relacionada com a forma como as pessoas vêem a deficiência e a possibilidade de trabalho das pessoas com deficiência. Amostra: O universo da pesquisa foi constituído por cerca de 300 servidores da Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ distribuídos em seus diversos campi. Resultados: Os resultados da pesquisa indicam que os fatores estressores, além de causar sofrimento e adoecimento para os trabalhadores, também podem ter uma repercussão negativa na inserção de pessoas com deficiência nas organizações. Esses resultados reforçam a premissa de que é necessário desenvolver ambientes de trabalho que assegurem mais saúde e menos sofrimento para o trabalhador, o que também favorecerá a inserção e gestão do trabalho de pessoas com deficiência. Bolsista: Raissa Pedrosa Gomes.

15 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2009 Pessoas com Deficiência: Comprometimento Organizacional, Condições de Trabalho e Qualidade de Vida no Trabalho Objetivo: O objetivo desta pesquisa foi identificar as bases do vínculo que se estabelece entre as pessoas com deficiência e a organização na qual trabalham e as possíveis relações entre comprometimento, condições de trabalho e satisfação com fatores de qualidade de vida. Amostra: A amostra estudada foi de 33 pessoas com deficiência, as quais foram entrevistadas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Resultados: Os resultados indicam que o comprometimento e a satisfação das pessoas com deficiência estão associados com aspectos organizacionais e não com o tipo de deficiência ou dificuldade de se inserir no mercado de trabalho. Autores: Maria Nivalda Carvalho-Freitas, Antônio Luiz Marques e Luciana A. D. de Almeida.

16 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2010 Pessoas com Deficiência e comunidades virtuais: a dimensão do trabalho em foco Objetivo: identificar como a questão do trabalho tem sido tratada por comunidades virtuais compostas por pessoas com deficiência (PcDs) e por profissionais que atuam junto a essas pessoas. Amostra: O universo da pesquisa foi composto por 177 comunidades virtuais relacionadas com a deficiência disponíveis no Orkut, durante o mês de março de Resultados: O estudo possibilitou verificar que o trabalho é uma dimensão relevante na vida das pessoas, sendo objeto de divulgação em praticamente metade das comunidades virtuais (Orkuts) compostas por pessoas com deficiência. Nessas comunidades privilegia-se a divulgação de trabalhos desenvolvidos com PcDs, seja na educação, esporte, lazer etc.; e nas comunidades cujo dono é uma PcD, os temas recorrentes são o compartilhamento das experiências vividas como pessoas com deficiência, principalmente através de relatos autobiográficos; comunidades sublinhando as qualidades das PcDs e comunidades que buscam criar vínculos de amizade e vínculos afetivos. O trabalho se restringe à divulgação de oportunidades de emprego, em sua maioria de nível operacional, que não requerem grande qualificação das PcDs. Não foram encontrados Orkuts em que o trabalho, as dificuldades para inserir-se no mercado, se manter ou progredir na carreira fosse um tema articulador de discussão. Esses resultados indicam que apesar da Lei de Cotas ter mais de dez anos de existência, ainda a busca das pessoas com deficiência tem se limitado à tentativa de pertencer e de ter o direito ao trabalho. Bolsista: Liliam Medeiros da Silva.

17 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas Realizadas 2010 O Trabalho junto às Pessoas com Deficiência: Um estudo de caso com alunos em processo de formação Objetivo: identificar as formas de ver, os sentimentos e os comportamentos de alunos de Educação Física frente ao trabalho junto às PcDs, caracterizando as dificuldades iniciais e as possíveis modificações dessas disposições a partir do contato com as pessoas com deficiência. Amostra: A amostra foi constituída por 70 alunos que cursam a disciplina Educação Física Adaptada na UFSJ. Resultados: Foram identificadas algumas estratégias que os alunos utilizaram para lidar com os receios frente à nova atividade. As estratégias defensivas (menos operativas) foram distanciamento das PcDs; tendência à idealização; comparação com a escola regular; divisão das PcDs de acordo com os tipos de deficiências, buscando a homogeneidade do grupo; superproteção. As estratégias mais operativas foram: observação do comportamento do professor frente às PcDs; pesquisar sobre as deficiências e atividades que seriam desenvolvidas; promover a realização de atividades que compatibilizavam algumas atividades individualizadas com atividades coletivas realizadas pelas PcDs, sem separar as pessoas por tipo de deficiência (promovendo também a socialização entre elas). Em relação aos fatores que mantiveram a motivação dos alunos de Educação Física, foi verificado que a receptividade das PcDs; a constatação de o trabalho surte efeito ao longo do tempo e a observação de que existe auxílio das PcDs entre si. Por outro lado, foi verificado que a experiência negativa com as PcDs pode se tornar positiva se acompanhada de reflexão e orientação adequada. Quando não se tem clareza do que fazer, os alunos tendem a subestimar o processo de aprendizagem das PcDs considerando que apenas o acompanhamento e o cuidado são suficientes. Profs. Envolvidos: Andréa Carmen Guimarães (Integrante) e Maria Nivalda de Carvalho-Freitas (Coord.). Bolsista: Giselle Barreto Diniz Rocha. Estagiária: Natália B. Medeiros.

18 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas em Andamento Acessibilidade Atitudinal: desenvolvimento de modelo de análise da disposição das pessoas para a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho Objetivo: Esta pesquisa buscar-se-á desenvolver um modelo de análise das disposições das pessoas frente à inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A disposição é entendida como uma atitude genérica em relação à deficiência, que tanto pode favorecer quanto interditar os processos de inserção de pessoas com deficiência no trabalho, interferindo na garantia de direito de acesso ao trabalho das pessoas com deficiência. Essas disposições podem estar associadas às barreiras atitudinais, que se referem aos valores e concepções sobre a deficiência e associam-se à discriminação, ao preconceito, aos estigmas e estereótipos. Amostra: O universo da pesquisa será constituído por alunos dos últimos anos de graduação dos cursos de Psicologia, Educação, Administração, Engenharias e Arquitetura de quatro universidades federais mineiras – Universidade Federal de Juiz de Fora, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal de São João del- Rei e Universidade Federal de Uberlândia. Situação: Em andamento. Já foi realizada uma revisão da literatura internacional nos últimos 10 anos. Profs. Envolvidos: Antônio Luiz Marques (Integrante – UFMG), Angelo Brigatto Ésther (Integrante – UFJF), Maristela de Souza Pereira (Integrante – UFU) e Maria Nivalda de Carvalho-Freitas (Coord.). Bolsista: Giselle Teixeira Leal e Jéssica Faria Souto.

19 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Pesquisas em Andamento 2011 Satisfação no trabalho e comprometimento organziacional: um estudo comparativo entre pessoas com e sem deficiência Objetivo: O objetivo desta pesquisa é identificar se os resultados de comprometimento organizacional e de satisfação com aspectos relacionados à qualidade de vida no trabalho dependem do fato de ser pessoa com deficiência. Além disso, busca verificar se pessoas com e sem deficiência apresentam resultados de comprometimento e satisfação diferentes, em situações semelhantes de trabalho. A principal contribuição da pesquisa será verificar se o fato de se possuir uma deficiência é realmente um fator distintivo nas relações de trabalho, ou se em condições similares pessoas com e sem deficiência apresentam características semelhantes de comprometimento e satisfação. Amostra: O universo da pesquisa será constituído por pessoas com e sem deficiência que trabalham em organizações privadas e públicas dos mais distintos segmentos da sociedade (empresas, escolas, hospitais, etc.). Situação: Em andamento Professores envolvidos: Maria Nivalda de Carvalho-Freitas (Coord.). Bolsista: Liliam Medeiros Silva.

20 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Dissertações de Mestrado em Andamento 1. SATHLER, Sâmara. Acessibilidade urbana como fator determinante na promoção de autonomia de pessoas com deficiência física. Início: Dissertação (Mestrado em Mestrado de Psicologia) - Universidade Federal de São João Del- Rei. 2. ASSIS, Adamir Moreira. A inclusão e a socialização de pessoas com deficiência: um estudo de caso numa grande organização. Início: Dissertação (Mestrado em Mestrado de Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei. 3. COSTA, Mariela Cristina de Aguiar. A qualificação profissional oferecida nas APAES para pessoas com deficiência intelectual. Início: Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei. 4. NEPOMUCENO, Maristela Ferro. Lei de cotas em concursos públicos: a percepção e a concepção de deficiência das chefias, dos colegas de trabalho e das pessoas com deficiência. Início: Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei. 5. REZENDE, Michelli Gódoi. Diversidade e inclusão: o papel dos psicólogos organizacionais na transposição de barreiras atitudinais. Início: Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei. 6. GOMES, Raissa Pedrosa. Estresse nas organizações e sua relação com a receptividade e gestão do trabalho de pessoas com deficiência. Início: Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei.

21 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Dissertações de Mestrado Concluídas 1. ÁVILA, Maria Regina do Carmo. Valores organizacionais e concepções de deficiência: a percepção das pessoas com deficiência Dissertação (Mestrado em Mestrado de Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei. 2. SUZANO, Janayna de Cássia Coelho. Concepções de Deficiência e Percepção do Desempenho por Tipo de Deficiência: a perspectiva dos gestores Dissertação (Mestrado em Mestrado de Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei. 3. ALMEIDA, Luciana Alves Drumond. Qualificação, inserção e ganhos salariais: estudos sobre pessoas com e sem deficiência no mercado formal de trabalho Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (co-orientação). 4. MOREIRA, Lilian Barros. Socialização Organizacional e Dinâmica Identitária de Pessoas com Deficiência: um estudo no Brasil e nos Estados Unidos Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Lavras. (co-orientação). 5. COIMBRA, Cristiane Elias Penido. A inserção de pessoas com deficiência: múltiplas percepções das possibilidades de trabalho Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante) - Faculdade de Estudos Administrativos de Minas Gerais. (co orientação).

22 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Ensino Disciplina Inserção de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho – eletiva oferecida no Curso de Psicologia. Extensão 2010 Inclusão de Pessoas com Deficiência: UFSJ sem barreiras Objetivo: Programa financiado pelo MEC - Edital Projeto Incluir que busca, do ponto de vista da extensão, criar condições de acesso e permanência ao estudante com deficiência, através de ações que visem o desenvolvimento de atitudes inclusivas, e o desenvolvimento de adequações de condições de acesso das pessoas com deficiência (PcDs) às informações necessárias à formação acadêmica. No que se refere à pesquisa, o programa visa desenvolver instrumentos de avaliação que permita verificar os impactos do treinamento nas formas de se ver a deficiência e as possibilidades educacionais de alunos com deficiência na universidade.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação ( 10) / Mestrado acadêmico ( 3). Integrantes: Maria Regina do Carmo Ávila - Integrante / Janayna de Cássia Coelho Suzano - Integrante / Marcos Vieira- Silva - Integrante / Rita Laura Avelino Cavalcanti - Integrante / Sâmara Sathler Corrêa de Lima - Integrante / Maria Nivalda de Carvalho-Freitas - Coordenador.

23 Núcleo de Pesquisa em Acessibilidade, Trabalho e Diversidade - NACE Extensão 2011 INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: barreiras atitudinais e de escolarização em foco Objetivo: O objetivo do projeto é promover a sensibilização de pessoas com e sem deficiência para a discussão e busca de minimização de barreiras atitudinais e de escolarização relacionadas à inclusão social de pessoas com deficiência (PcDs). Resultados Esperados: Descrever os resultados e, ou, produtos esperados. Estimar a repercussão. Situação: Em andamento Alunos envolvidos: Graduação ( 15) / Mestrado acadêmico ( 4). Integrantes: Janayna de Cássia Coelho Suzano - Integrante / Victor Dinalli Ornellas Iglesias - Integrante / Maria Nivalda de Carvalho-Freitas - Coordenador.

24 Obrigada pela atenção!


Carregar ppt "APRESENTAÇÃO DO NACE NÚCLEO DE PESQUISA EM ACESSIBILIDADE, DIVERSIDADE E TRABALHO - NACE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google