A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial –

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial –"— Transcrição da apresentação:

1 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – Disciplina – Relação homem x máquina: projeto de sistemas de proteção Prof. Dr. Abílio Garcia dos Santos Filho

2 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial –

3 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – MORAES(2000): 2 linhas de intervenção Enfoque EuropeuEnfoque Americano

4 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – Linha européia: MONTMOLLIN(1986): privilegia as atividades do operador, priorizando o entendimento da tarefa, os mecanismos de seleção de informações, de resolução de problemas, de tomadas de decisão. A observação do trabalho em condições reais. Em seguida, tem-se a verbalização do trabalho executado pelos próprios operadores envolvidos e considera-se a aprendizagem da tarefa e a competência do trabalhador.

5 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – Linha americana: MORAES(2000): preocupa-se, principalmente, com os aspectos físicos da interface homem-máquina(anatômicos, antropocêntricos, fisiológicos e sensoriais), objetivando dimensionar a estação de trabalho, facilitar a discriminação de informações dos mostradores e a manipulação dos controles.

6 FERREIRA definiu a ergonomia como uma abordagem científica antropocêntrica que se fundamenta em conhecimentos interdisciplinares das ciências humanas para um lado, compatibilizar os produtos e as tecnologias com as características dos usuários e, de outro, humanizar o contexto sociotécnico do trabalho, adaptando-o tanto aos objetivos do sujeito e/ou grupo, quanto às exigências das tarefas. unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial –

7 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – DEJOURS(1994): o trabalho deve ter relação direta com o prazer, mas tem-se mostrado mais relacionado ao sofrimento. TRABALHO SOFRIMENTO CONSCIENTIZAÇÃO TRABALHO PRAZER CONSCIENTIZAÇÃO = IDENTIDADE

8 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO História dos bancos(ALMEIDA,1995): Idade Antiga – Babilônia – Sacerdotes – Fenícios - Romanos Idade Média – OURIVES Brasil - século XIX - regime colonial - Banco Brasil (1808) regulamentação do sistema financeiro - Vargas

9 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO O trabalho bancário – pouca exigência física, mas gradativamente muita exigência mental, longas jornadas de trabalho e muitas pressões psicológicas.

10 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – Objetivos: mapear os problemas, através das queixas dos trabalhadores, classificá-las em problemas psico-sociais ou em problemas físicos ou técnicos e inter-relacionar as queixas de dores físicas tanto aos primeiros quanto aos últimos citados.

11 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – HIPÓTESE: Será possível encontrar soluções tanto dentro da macroergonomia, quanto na visão americana, que se restringe ao posto de trabalho, visando a maior praticidade de soluções e diminuição da distância entre estas duas vertentes?

12 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – Franceses: a partir dos anos 50 = André OMBREDANE e Jean- Marie FAVERGE em 1955: L analyse du travail, fundaram a obra desta perspectiva, também chamada de Macroergonomia. WISNER,1984, ressaltou que os trabalhadores que sofrem as más condições de trabalho são considerados os responsáveis pelas insuficiências de produção.

13 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – MONTMOLLIN(1990): a ergonomia trata-se de uma jovem disciplina que surgiu oficialmente na Inglaterra no final da década de 40, cujo corpo teórico-metodológico encontra-se em estágio de estruturação e consolidação. DEJOURS,1994 – Escola Dejouriana do trabalho: análise da relação prazer,sofrimento e trabalho. SILVA,1999 relata que: WISNER,1994;LEPLAT,1984;LAVILLE,1993;MONTMOL LIN,1990 configuraram a identidade da disciplina centrada na avaliação das situações externas.

14 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – FERREIRA,1999 define o termo indivíduo segundo o dicionário Aurélio, palavra que vem do latim individuu, significando a pessoa humana com suas características singulares, físicas e psíquicas. Ótica francesa = SUJEITO – é ativo, ele pensa, age e sente no ambiente de trabalho. Também chamada de ergonomia da atividade. Ótica americana, com inspiração taylorista (TAYLOR,1989) = Noção abstrata do INDIVÍDUO, de um trabalhador médio e do homem como variável de ajuste.

15 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Fases de apreciação da Análise macroergonômica (GUIMARÃES,1999) Entrevista e questionário. Entrevista = identifica os Itens de Demanda Ergonômica. Questionário estruturado aplicado à 10 funcionários. Idades: entre 21 à 50 anos. Funções: estagiários, escriturários, caixas, gerentes de expediente e de contas.

16 Questionário estruturado com 6 perguntas a partir da entrevista aberta: 1.Pressão psicológica; 2.Organização no trabalho; 3.Localização das dores; 4.Volume de trabalho; 5.Problemas com o computador; 6.Problemas com o telefone. Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO

17 As perguntas 1,2,4,5,6 questionaram o nível de satisfação. Escala de avaliação contínua de 10 cm, com 2 âncoras nas extremidades, sinalizadas pelo nível de importância. A intensidade de cada resposta varia de 0 (maior importância) a 10 (menos importância). A média de satisfação para cada item. unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – A questão 3 mostra o Diagrama de Corllet e Manenica para identificar as dores.

18 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Postura no posto de trabalho

19 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO telefone computador vol. trabalho dores org. trabalho pressão psicológica

20 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO

21 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Grande diferença entre as regiões do pescoço e ombros das outras regiões apontadas. Identificar as causas das dores pela sua localização.

22 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Fatores psico-sociais Fatores físicos

23 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO SANTOS: Introdução de novas tecnologias = mudanças na organização do trabalho Há limites dos operadores na utilização de novas máquinas e equipamentos Operadores = estressados e com esgotamento mental precoce. (Sindicato dos Bancários)

24 Inadequações no posicionamento de mobiliário = posturas incorretas e Movimentos biomecânicos inadequados. Mobiliário inadequado – Caixas Projetos de arquitetura e engenharia que muitas vezes desconhecem a ergonomia, erros na concepção dos projetos. Falhas no sistema Software – ergonomização do diálogo homem x computador é desconhecida. unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – SANTOS:

25 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO FELDENKRAIS,1997 disse: Uma mudança fundamental na base motora dentro de cada padrão simples de integração quebrará a coesão do todo e, desse modo, o pensamento e o sentimento perdem sua sustentação nas rotinas estabelecidas. Nestas condições, é muito mais fácil efetuar mudanças no pensamento e nos sentimentos, porque o comportamento muscular, através do qual o pensamento e o sentimento alcançam a nossa consciência, mudou e não mais exprime os padrões familiares preexistentes. O hábito perdeu seu maior suporte – o dos músculos – e se tornou mais acessível a mudança.

26 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO O indivíduo deve ser o centro = CONSCIÊNCIA CORPORAL C C = o trabalhador perceba mais o seu corpo, de uma forma mais plena,uma vez mais atento a si, certamente estará mais atento a sua volta e conseqüentemente mais produtivo.

27 Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO CONSCIENTIZAÇÃO: corporal; orientar e esclarecer sobre o que é a ergonomia; ministrar palestras sobre orientação postural para prevenção de doença ocupacionais; mostrar os custos e benefícios da ergonomia para qualidade, produtividade e competitividade para a alta direção e gerências.

28 MORAES,2000 cita MONTMOLIN: A ergonomia é uma disciplina ao mesmo tempo muito modesta e muito ambiciosa. Muito modesta porque ela age pouco sobre as grandes evoluções que transformam em profundidade o mundo do trabalho. Mas muito ambiciosa, no entanto, porque pretende forjar instrumentos teóricos precisos que permitam modificar o trabalho. unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial –

29 unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial – Muito Obrigada,


Carregar ppt "Unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO Ana Maria Saraiva Coneglian –Mestranda em Desenho Industrial –"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google