A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Departamento. Especialistas Inclui especialistas: Programadores: Altamente treinados, elaboram software. Analistas / Desenvolvedores de Sistemas: especializados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Departamento. Especialistas Inclui especialistas: Programadores: Altamente treinados, elaboram software. Analistas / Desenvolvedores de Sistemas: especializados."— Transcrição da apresentação:

1 Departamento

2 Especialistas Inclui especialistas: Programadores: Altamente treinados, elaboram software. Analistas / Desenvolvedores de Sistemas: especializados em análise e elaboração de sistemas de informação. Utilizam ferramentas especializadas de análise e projeto. Analistas de Negócios: tem experiência em TI e um conhecimento sólido dos processos empresariais da organização.Traduzem os problemas administrativos em soluções, são o elo entre o departamento de sistema de informação e o resto da organização.

3 Especialistas Especialistas (cont.): Especialista em Telecomunicações/Redes: tem uma orientação muito mais técnica. Administrador de Banco de Dados: experiência e treinamento em um ou mais tipos de software e hardware de banco de dados. Administrador de Dados: deve ser um profissional especialista em técnicas de modelagem de dados e conhecer as principais regras que regem o negócio da empresa.

4 Especialistas Especialistas (cont.): Gerentes de sistemas de informação: Lideram vários especialistas Diretor de informática (CIO - Chief Information Officer): Cargo de administração sênior encarregado dos sistemas de informação na empresa Usuários finais: Representantes de departamentos externos ao departamento de SI para quem as aplicações são desenvolvidas

5 Mandamentos do Processo de Gestão de TI (Turban) Obter um alinhamento estratégico bidirecional Desenvolver relações eficientes com o gerenciamento de linha Alinhar a TI e as estratégias organizacionais. Uma parceria eficiente deve ser cultivada entre os usuários e a área de TI.

6 Mandamentos do Processo de Gestão de TI (Turban) Desenvolver e implantar rapidamente novos sistemas Construir e administrar infra- estruturas Quando as empresas competem no tempo, a velocidade de implantar novas aplicações é crucial. Infra-estrutura é um recurso compartilhado. Seu planejamento, arquitetura e políticas de uso devem ser apropriados.

7 Mandamentos do Processo de Gestão de TI (Turban) Administrar a relação com os fornecedores Recapacitar a equipe de TI Quanto mais fornecedores estão envolvidos em projetos de TI, mais crucial o gerenciamento das relações; que não devem ser apenas contratuais, mas estratégicas e colaborativas. As habilidades dos gerentes de TI e equipes técnicas devem ser constantemente atualizadas.

8 Mandamentos do Processo de Gestão de TI (Turban) Criar alto desempenho Redesenhar e administrar a organização federal de TI Os sistemas devem ser confiáveis e apresentar alta performance, assim como serem viáveis no que se refere a custo. A responsabilidade da gestão de TI é compartilhada com os usuários e deve ser clara para todos.

9 Processo de Gestão de Tecnologia de Informação Desafios do Gestor (Turban) Entender a complexidade de fazer negócio em um ambiente competitivo global. Administrar o ritmo acelerado das mudanças tecnológicas. Compreender que a TI pode transformar as empresas, de modo que se tornem movidas pela tecnologia. Dar-se conta que a TI muitas vezes é o principal capacitador das soluções de negócio. Conhecer o ramo de negócios com o qual a empresa está envolvida. Entender a estrutura organizacional da empresa e seus procedimentos operacionais. Usar a terminologia de negócios, não tecnológicas, para se comunicar com a alta administração da empresa.

10 Processo de Gestão de Tecnologia de Informação Desafios do Gestor (Turban) (continuação) Ser aceito com membro da equipe de gestão do negócio. Estabelecer a credibilidade do departamento de SI. Aumentar a maturidade tecnológica da empresa. Criar uma visão de futuro da TI e vender essa visão. Implementar uma arquitetura de TI que dê apoio a esta visão. Manter a competência da tecnologia. Entender a formação de redes em nível global. Administrar a segurança dos sistemas de TI. Capacitar os executivos de fora da área de SI.

11 Relação entre Estratégias da empresa, SI e TI Estratégia da empresa Estratégia de SI Estratégia de TI Apóia o negócio Infra-estrutura e serviços Direção p/ o negócio Necessidades e prioridades Para onde se encaminha a empresa e por quê? O que é necessário? Como pode ser fornecido? -Decisões da empresa -Objetivos e direção -Mudança -Baseada no negócio -Voltada para a demanda -Focada no aplicativo -Baseada na atividade -Voltada para o suprimento -Centrada em tecnologia

12 Planejamento Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor Preocupação dos altos executivos de TI. Trata de: 1. Alinhar o plano de TI com o plano de negócio da empresa. 2. Desenhar uma arquitetura de TI para a empresa de forma que os usuários, os aplicativos e os bancos de dados possam ser integrados e colocados juntos em rede. 3. Alocar de forma eficiente, entre aplicativos concorrentes, os recursos operacionais e de desenvolvimento de sistemas de informação. 4. Planejar os projetos de sistemas de informação de modo que possam ser concluídos dentro do prazo e do orçamento e que incluam as funcionalidades especificadas.

13 A Empresa Emergente

14 Modelo das Forças Competitivas – Michael Porter Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor Trata-se de uma estrutura para analisar a competitividade; largamente utilizado no desenvolvimento de estratégias, visando aumentar a margem competitiva das organizações. Reconhece cinco forças com maior potencial de colocar em risco a posição de uma empresa em um determinado setor econômico.

15 Modelo das Forças Competitivas - Porter Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor

16 Modelo das Forças Competitivas - Porter Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor Porter sugere uma forma de desenvolver estratégias contra essas cinco forças, voltadas para o estabelecimento de uma posição rentável e sustentável. Estratégias: Liderança em custo; Diferenciação; Diferenciação focalizada; Desenvolvimento de alianças.

17 Liderança em custo Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor A organização busca oferecer produtos e serviços a baixo custo de forma que possa praticar preços menores que seus concorrentes. Suporte de TI: SIs que permitem reduzir os custos de produção e comercialização dos produtos e serviços. Exemplo: Implantar um ERP com o objetivo de reduzir custos.

18 Diferenciação Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor A organização tem como objetivo conquistar fidelidade do cliente através da criação de novos produtos e serviços que são distinguidos dos produtos concorrentes ou que a concorrência não é capaz de copiar. Suporte de TI: SIs que permitem agregar aos produtos e serviços da organização novas características que dificilmente podem ser imitadas pela concorrência. Exemplo: Uma organização pode oferecer seus produtos pela web e garantir a entrega dentro de prazos inferiores aos da concorrência.

19 Diferenciação focalizada Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor A organização busca conquistar uma fatia específica do mercado, oferecendo produtos e serviços especializados para um determinado grupo de clientes. Suporte de TI: SIs que permitem analisar detalhadamente o mercado para identificar padrões de consumo e estratificar os clientes de forma a focar as ações no atendimento de clientes com um determinado perfil. Exemplo: Uso de sistemas de gestão do relacionamento com clientes (CRM – Customer Relationship Management), que podem identificar nichos de mercado a serem explorados.

20 Desenvolvimento de alianças Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor A organização busca o estabelecimento de parcerias com clientes e fornecedores dentro de uma determinada cadeia de suprimentos e fazer frente a cadeias concorrentes no mesmo ramo de atividade. Suporte de TI: SIs que permitem integrar operações de empresas parceiras, reduzindo custos, otimizando processos e compartilhando recursos tecnológicos e dados. Exemplo: Emprego da web e a construção de portais corporativos em que as empresas parceiras podem realizar operações conjuntas.

21 Identificando oportunidades para sistemas estratégicos de informação É tarefa dos gerentes identificar os tipos de sistemas que poderiam conceder vantagem estratégica às suas empresas. Eis alguma perguntas-chave que devem ser feitas: Examine a estrutura do setor a que a empresa pertence: –Quais são algumas das forças competitivas em funcionamento no setor? Há novos entrantes nele? Que poder relativo têm fornecedores, clientes, produtos e serviços substitutos sobre os preços? –A base da concorrência é qualidade, preço ou marca? –Qual é a natureza e a tendência das mudanças dentro do setor? De onde estão vindo os impulsos e as mudanças? –Como o setor utiliza a tecnologia da informação atualmente? A organização está atrás ou à frente do setor em aplicação de sistemas de informação?

22 Identificando oportunidades para sistemas estratégicos de informação Examine as cadeias de negócios da empresa e do setor: –Como a empresa está criando valor para o cliente? Por meio de preços e custos de transação mais baixos ou maior qualidade? –A empresa entende e gerencia seus processos de negócios usando as melhores práticas disponíveis? Ela está tirando o máximo proveito do gerenciamento da cadeia de suprimentos, do gerenciamento do relacionamento com clientes e dos sistemas integrados? –A empresa alavanca suas competências essenciais? –O modo como a cadeia de suprimentos e a base de dados do setor está mudando beneficia ou prejudica a empresa? –A empresa poderia beneficiar-se de parcerias estratégicas e de redes de valor? –Em que ponto da cadeia de valor os sistemas de informação proporcionariam uma maior valor para a empresa?

23 Estágios de Nolan 1 Iniciação 2 Expansão 3 Controle 4 Integração 5 Gestão de Dados 6 Maturidade

24 Automação : Aceleração do desempenhoAutomação : Aceleração do desempenho Racionalização de procedimentos: Simplificação de procedimentos operacionaisRacionalização de procedimentos: Simplificação de procedimentos operacionais Reengenharia de processos de negócios: Reprojeto radical dos peocessos de negóciosReengenharia de processos de negócios: Reprojeto radical dos peocessos de negócios Mudança de paradigma: Alteração radical dos conceitosMudança de paradigma: Alteração radical dos conceitos Desenvolvimento de sistemas e mudança organizacional Mudança Organizacional

25 Toda mudança organizacional traz consigo riscos e recompensas Mudança Organizacional

26 y A Reengenharia, criada por Michael Hammer, é um sistema administrativo utilizado pelas organizações para se manterem competitivas no mercado e alçarem as suas metas, reformulando o seu modo de fazer negócios, suas atividades e tarefas ou processos. y A reengenharia para Stair e Reynolds (2002, p.39) é vista como redesenho de processos, envolve a readequação dos processos empresariais, estruturas organizacionais, sistemas de informação e valores de organização objetivando uma guinada nos resultados do negócio. Reengenharia

27 Gerência sênior precisa desenvolver uma visão estratégica amplaGerência sênior precisa desenvolver uma visão estratégica ampla A gerência deve entender e medir o desempenho dos processos existentes como parâmetroA gerência deve entender e medir o desempenho dos processos existentes como parâmetro A tecnologia da informação deveria poder influenciar o projeto de processos desde o inícioA tecnologia da informação deveria poder influenciar o projeto de processos desde o início A infra-estrutura de TI deveria ser capaz de apoiar as mudanças nos processos de negóciosA infra-estrutura de TI deveria ser capaz de apoiar as mudanças nos processos de negócios Etapas de uma reengenharia efetiva Mudança Organizacional

28 Desafios relacionados a SI Ameaça dos novos participantes Poder de barganha dos fornecedores Ameaça dos substitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidade dentro do setor Projetar sistemas competitivos e eficientes; Entender os requisitos do sistema no ambiente empresarial global; Criar um base informacional e tecnológica que apóie as metas da organização; Determinar o valor dos sistemas para a empresa; Projetar sistemas que as pessoas possam controlar, entender e usar de um modo social e eticamente responsável.

29 Referências Textos LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Sistemas de Informação Gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Ed. Pearson Prentice Hall, 5 a ed., TURBAN E.; McLEAN, E.; WETHERBE, J. Tecnologia da Informação para Gestão: transformando negócios na economia digital, Porto Alegre: Ed. Bookman, 3 a ed., 2004.


Carregar ppt "Departamento. Especialistas Inclui especialistas: Programadores: Altamente treinados, elaboram software. Analistas / Desenvolvedores de Sistemas: especializados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google