A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 1 – Violência, Desvio e Crime Profa. Aline Kerber.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 1 – Violência, Desvio e Crime Profa. Aline Kerber."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 1 – Violência, Desvio e Crime Profa. Aline Kerber

2 Bloco A: O que é violência e criminalidade? Os diversos tipos e dimensões da violência Violência em sentido amplo e restrito Mídia e Violência

3 Bloco B: Desvio, crime e violência Prevenção e Repressão Natureza e Cultura

4 Bloco A: Violência com enfoque sociológico: Uma sociedade se revela tanto pelo que preza como sagrado e como fundamental para o seu bem-estar, quanto pelo que tem e despreza como pecado, crime e violência. (DA MATTA, 1982, p. 11) entre nós, a violência tem se constituído na linguagem com que se tece a rede intersubjetiva, em cuja trama a realidade comum ganha significação para os agentes sociais (SOARES, L.E., 1996, p. 166)

5 Bloco A: Funções sociais da violência Realização de si mesmo; Status e prestígio social; Exemplo: Grupos de jovens que se reúnem para expressar a sua força física (gangues, bondes, galeras). Como sinal de perigo ou disfunção, para chamar a atenção de questões negligenciadas, podendo provocar mudanças; Para provocar a solidariedade entre as pessoas, que se unem em prol de uma causa comum, em busca de sanção.

6 Bloco A: O que é violência? Desigualdade e exclusão social; Discriminação de gênero, étnico-racial, geracional, de classe; Privação de direitos sociais, tais como: moradia, educação, saúde, transporte coletivo, emprego. ?

7 Bloco A: Dimensões da violência Violência política e do Estado; Violência costumeira ou difusa; Violência simbólica; Violência como negação da condição humana.

8 Bloco A: Dimensões da violência Violência política e do Estado; Violência costumeira ou difusa; Violência simbólica; Violência como negação da condição humana.

9 Bloco A: Violência objetiva e subjetiva Violência objetiva: pode ser medida. Ex: Estatísticas criminais; Violência subjetiva: atinge o nível das representações sociais. Ex: Sensação de segurança. Mas alguma é absoluta? Por quê?

10 Bloco A: Violência em sentido amplo Há violência quando, numa situação de interação, um ou vários atores agem, de maneira direta ou indireta, maciça ou esparsa, causando danos a uma ou mais pessoas em graus variáveis, seja em sua integridade física, em suas posses, ou em suas participações simbólicas e culturais. (MICHAUD, 1989, p. 11)

11 Bloco A: Violência em sentido estrito Ação direta contra a pessoa, cuja vida, saúde e integridade física está em jogo (CHESNAIS, 1981); Envolve tanto o ato quanto a ameaça de praticá- lo.

12 Bloco A: Mídias e Violência Luiz Eduardo Soares – Cultura do medo; Stela Grossi Porto – Mídia cria e produz a violência; Incitam e provocam a violência; Cria expectativa de vivenciar a violência – diminui a convivência entre as pessoas e estimula a defesa pessoal (armamento).

13 Bloco B: Desvio X Normalidade Desvio: Abrange um conjunto heterogêneo de transgressões, de condutas, transgressões sexuais, doenças mentais e deficiências físicas Normalidade X Desvio: Sentido estatístico: Normalidade = + comuns, = frequentes Desvio = Afastam-se na tendência central do grupo ou da sociedade

14 Bloco B: Desvio Desvio: Todas as sociedades criam os seus juízos, tem alguma reação social que provoca repulsa, sendo o desvio um fato universal. O que varia é a natureza e aquilo que é percebido como desvio, com estranhamento. Ex: homens usarem saias; homem ter relação afetiva com outro homem; piercing; tatuagem; comer com a mão. Fatos universalmente reprimidos: incesto entre pais e filhos, entre irmão; um ato de matar voluntariamente um membro de seu próprio grupo; abuso sexual de crianças.

15 Bloco B: Crime É uma reação social expressa em lei a determinados atos considerados desviantes das normas socialmente legitimadas. Ex: Homicídio, Furtos, Roubos, Violência doméstica; Para Durkheim o crime uma função social: manter coesa a sociedade através da consciência coletiva da punição. Todo crime é um desvio, mas nem todo desvio é um crime. Ex: Homem gostar de homem, prostituição.

16 Bloco B: Violência difere de crime O crime pode ser praticado com ou sem violência (física), assim como atos considerados violentos podem estar ou não enquadrados penalmente no meio onde ocorrem. Ex: Violência doméstica, palmada educativa.

17 Bloco B: Violência no Brasil a partir de 1980 Aumento dos crimes contra o patrimônio e homicídios, especialmente nas RM; das violências interpessoais, nas escolas; dos homicídios causados por armas de fogo; dos crimes violentos em geral. Graves violações dos DH. Ex: mortes por policiais, chacinas. Expansão da criminalidade organizada, especialmente do tráfico de drogas. Vítimas preferenciais: homens, jovens, negros e de periferia; Violência doméstica; A pedofilia na déc. 90

18 Bloco B: Prevenção X Repressão Prevenção: Ex: projetos sociais, urbanização, palestras nas escolas Repressão: Policiais, Inteligência Policial, Ações Integradas E as câmeras em vias públicas? Guardas na frente das escolas? E os alarmes?

19 Bloco B: Natureza X Cultura Natureza: biológico, fisiológico Cultura: surge da interação social Ex: Riso, Parto; Maneira de sentar na mesa; maneira de comer


Carregar ppt "Aula 1 – Violência, Desvio e Crime Profa. Aline Kerber."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google