A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Educação Superior em Enfermagem Prof. Fernando Ramos Gonçalves –Msc Enfermeiro Intensivista, Mestre em Saúde Publica, especialista em UTI, Doutorando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Educação Superior em Enfermagem Prof. Fernando Ramos Gonçalves –Msc Enfermeiro Intensivista, Mestre em Saúde Publica, especialista em UTI, Doutorando."— Transcrição da apresentação:

1 A Educação Superior em Enfermagem Prof. Fernando Ramos Gonçalves –Msc Enfermeiro Intensivista, Mestre em Saúde Publica, especialista em UTI, Doutorando em Neuropsiquiatria – CCS/UFPE; Diretor do Curso de Graduação em Enfermagem da FG; Docente da FENSG/UPE; Coordenador da Residência de Enfermagem do Hospital da Restauração;

2 Enfermagem é uma ciência humana, de pessoas e de experiências com campo de conhecimento, fundamenta ç ões e pr á ticas do cuidar dos seres humanos que abrangem do estado de sa ú de aos estados de doen ç a, mediada por rela ç ões pessoais, profissionais, cient í ficas, est é ticas, é ticas e pol í ticas O que é Enfermagem?

3 Enfermeiro Profissional qualificado para o exerc í cio de Enfermagem, com base no rigor cient í fico e intelectual e pautado em princ í pios é ticos. Capaz de conhecer e intervir sobre os problemas/situa ç ões de sa ú de-doen ç a mais prevalentes, no perfil epidemiol ó gico nacional, com ênfase na sua região de atua ç ão, identificando as dimensões bio-psico-sociais dos seus determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da sa ú de integral do ser humano

4 Onde Atua o Enfermeiro? Nos Hospitais

5 Nas Escolas e Consultórios....

6 No Domicílio

7 Desde os Primeiros Momentos de vida..

8 Aos Momentos mais críticos...

9 Momentos Felizes!

10 Lado a Lado com os seres Humanos

11 Saúde e seus determinantes SAÚDE Trabalho Alimento Moradia Saneamento Meio Ambiente Educação Renda Lazer Transporte

12 O que é Educação ? Processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual e moral do ser humano, visando sua maior integração individual e social. Construção permanente do conhecimento através do ensino-aprendizagem, tendo como local dessa prática a escola ou a comunidade. Prática social que prepara os indivíduos para viverem em comunidade.

13 O que é Educação ? É o desenvolvimento, no indivíduo, de toda a perfeição de que é capaz (Kant);É o desenvolvimento, no indivíduo, de toda a perfeição de que é capaz (Kant); É a ciência que tem por fim a formação do indivíduo por si mesmo, despertando nele a multiplicidade de interesses"(Herbath );É a ciência que tem por fim a formação do indivíduo por si mesmo, despertando nele a multiplicidade de interesses"(Herbath );

14 Educação em Saúde é:

15 O Ensino Superior em Enfermagem

16 Perfil Profissional Enfermeiro, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Profissional qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos. Capaz de conhecer e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes, no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões bio-psico-sociais dos seus determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano. Resolução CNE/CES nº 3 de , art. 3º:

17 Competências do Enfermeiro · Aten ç ão A sa ú de; Tomada de Decisões; Comunica ç ão; Lideran ç a; Administra ç ão e Gerenciamento e Educa ç ão Permanente. Atua compreendendo a natureza humana em suas dimensões, expressões e fases evolutivas; · I ncorporar a ciência/arte do cuidar como instrumento de interpreta ç ão profissional;

18 R econhece os perfis epidemiológicos das populações; R econhece a saúde como direito e condições dignas de vida e atua de forma a garantir a integralidade da assistência. C uidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como enfermeiro; e

19 S er capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança; R econhecer-se como coordenador do trabalho da equipe de enfermagem; A ssessorar órgãos, empresas e instituições em projetos de saúde;

20 usar adequadamente novas tecnologias, tanto de informação e comunicação, quanto de ponta para cuidar da enfermagem; identificar as necessidades individuais e coletivas de saúde da população, seus condicionantes e determinantes; intervir no processo de saúde-doença, responsabilizando- se pela qualidade da assistência/cuidado de enfermagem.

21 C oordenar o processo de cuidar em enfermagem, considerando contextos e demandas de saúde; P restar cuidados de enfermagem, compatíveis com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família e pelos diferentes grupos da comunidade; ntegrar as ações de enfermagem às ações multiprofissionais; R espeitar os princípios éticos, legais e humanísticos da profissão;

22 Conteúdos Curriculares Ciências Biológicas e da Saúde; Ciências Humanas e Sociais; Ciências da Enfermagem: - Fundamentos da Enfermagem; Assistência de Enfermagem; Administração em Enfermagem e Ensino em Enfermagem.

23 Deve ser Assegurado: Articulação entre Ensino-Pesquisa- Extensão/Assistência; Atividades Teóricas e Práticas desde o início do curso; Estimulo ao pensamento crítico e reflexivo; Articulação entre o Saber, Saber Fazer e o Saber Conviver; Trabalho em equipe.

24 Tempo de Integralização Parecer CNE/CES Nº 8/2007 e a Resolução CNE/CES Nº 2/2007, O tempo para integralização do Curso de Enfermagem, deve ser de no mínimo 5 anos, e a carga horária mínima de horas; Esta Decisão Surgiu das demandas sociais e das entidades de Enfermagem: Associação Brasileira de Enfermagem-Aben e do Conselho Federal de Enfermagem-COFEN.

25 O Novo Profissional Bom relacionamento Interpessoal Senso crítico e autocrítica Iniciativa Flexibilidade Capacidade de autogestão Dinamismo e criatividade Poder de comunicação

26 Mestrado- Doutorado Pós doutorado Graduação Pós- Especialização

27 Curso de Graduação em Enfermagem da FG Informações Importantes: Autorizado no MEC com conceito máximo 100% em todos os itens avaliados; Turma manhã e noite; Currículo integrado com os demais cursos da área de saúde; Primeiro curso de Pernambuco a começar a graduação com o currículo já adequado as diretrizes curriculares nacionais de Enfermagem que preconiza, mínimo de 4000horas e 5 anos.

28 Ampla rede de estágios, por ser a única faculdade de saúde de Jaboatão dos Guararapes; Possibilidade de ingresso na pós-graduação com formação de especialista logo após a graduação; Possibilidade de intercâmbio Internacional e Nacional; Construção da clínica integrada de saúde; Ambiente acadêmico de crescimento; Inserção na comunidade desde primeiros momentos do curso; Professores mestres, doutores e com elevada experiência clínica; Formação para o mercado de trabalho mundial em Enfermagem.

29 Estamos te esperando para Juntos construirmos e compartilharmos conhecimentos!!! Obrigado!!!!!


Carregar ppt "A Educação Superior em Enfermagem Prof. Fernando Ramos Gonçalves –Msc Enfermeiro Intensivista, Mestre em Saúde Publica, especialista em UTI, Doutorando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google