A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FLUXO GÊNICO E MUTAÇÃO. É o resultado da migração de indivíduos de diferentes demes. Demes são populações locais que se intercruzam compartilhando um.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FLUXO GÊNICO E MUTAÇÃO. É o resultado da migração de indivíduos de diferentes demes. Demes são populações locais que se intercruzam compartilhando um."— Transcrição da apresentação:

1 FLUXO GÊNICO E MUTAÇÃO

2 É o resultado da migração de indivíduos de diferentes demes. Demes são populações locais que se intercruzam compartilhando um pool genético comum. FLUXO GÊNICO

3 A maioria das espécies tem várias populações locais. Embora a maioria dos acasalamentos geralmente ocorram em uma população local, algumas vezes indivíduos se acasalam fora de seu deme. Conexões reprodutivas entre demes permite que alelos se movam de um pool gênico a outro. O movimento de genes entre demes é chamado de fluxo gênico. FLUXO GÊNICO

4 Estimativas de Fluxo gênico podem ser feitas através de dois tipos de métodos: Diretos - em que os indivíduos ou os gametas são considerados para a estimativa direta de fluxo. Indiretos - apenas estimativas genéticas, medidas a partir de alelos nos demes, são consideradas para a estimativa desses índices. FLUXO GÊNICO

5 Problemas de estimativas diretas: Animais que dispersam podem não encontrar habitat. Eles podem chegar em condições precárias. Eles podem ter dificuldade em encontrar par. Reprodução pode não ser bem sucedida. FLUXO GÊNICO

6 Problemas de estimativas indiretas: Medida de fluxo gênico pode estar estimando coisas diferentes além de apenas o fluxo gênico. FLUXO GÊNICO

7 O fluxo gênico pode alterar a frequência de alelos em uma população se: As populações não estiverem isoladas geograficamente (m>0); A frequência entre os alelos é diferente (pq). FLUXO GÊNICO

8 Os efeitos do fluxo gênico dentro das populações são opostos aos da deriva gênica. Dentro da população a variabilidade genética tende a aumentar pela introdução de novos alelos. Um gene fixado pode voltar a ser polimórfico por fluxo gênico. EFEITO INTRAPOPULACIONAL

9 Em grandes populações, deriva demora a diferenciar populações, pouco fluxo gênico é suficiente para contrabalançar a força da deriva. À medida que a população diminui, mais e mais fluxo gênico é necessário para contrabalançar a deriva. EFEITO INTRAPOPULACIONAL

10 A variabilidade entre demes tende a diminuir com o espalhamento dos genes entre as populações de uma área. Ex: as frequências do alelo Rh+ no lócus Rh do grupo sanguíneo são: Europeus: Africanos: Afro-Americanos: redução da diferença entre os alelos. EFEITO INTERPOPULACIONAL

11 Origem de toda a variação genética em uma população. Se aplica desde arranjos cromossômicos até a troca, perda ou adição de nucleotídeos em um gene. MUTAÇÃO

12 Refere-se tanto a mudança do material genético quanto ao processo de mudança. MUTAÇÃO

13 Tipos de mutação MUTAÇÃO

14 Tipos de mutação MUTAÇÃO

15 Pode ocorrer tanto em células somáticas quanto em células germinativas. Só as mutações que ocorrem em células germinativas são herdáveis. Ex: uma pessoa com câncer de pele não passa a doença para os filhos. Uma pessoa que sofra exposição à radiação nos órgãos reprodutivos pode ter filhos malformados. MUTAÇÃO

16 Agentes mutagênicos: Radiação ionizante (Raios X, gama, cósmicos). Luz ultravioleta. Agentes alquilantes (Nitrosaminas, gás mostarda). Desaminantes (ácido nitroso). MUTAÇÃO

17 Velocidade da mutação: Cerca de a pares de base/geração, variando para cada espécie. Em alguns genes a taxa de mutação pode ser bem maior (hot spots). As velocidades de mutação aumentam para mais de 1% com a exposição a agentes mutagênicos. MUTAÇÃO

18 Existem dois tipos de processos que mudam a frequência dos genes na população: Processo sistemáticos: mudam as frequências gênicas de forma previsível. Ex: mutação, fluxo gênico e seleção natural. Processos dispersivos: dependem de fatores aleatórios. Ex: Deriva gênica. SÍNTESE DAS FORÇAS EVOLUTIVAS

19 1- Em uma população com 1 milhão de indivíduos (população grande) qual força evolutiva influencia mais a frequência de genes: a deriva gênica ou a seleção natural. Por quê? 2- Um gene em um deme se fixa por deriva gênica. Depois de um certo tempo ocorre um fluxo gênico. O que pode ocorrer com a frequência de gene. Por quê? 3- De que outra forma a variabilidade do gene fixado na população do exercício 2 pode aumentar? 4- O que é a seleção natural? Ela é aleatória? 5- O que ocorreria em uma espécie se a taxa de mutação crescesse muito? Em que situação causada pelo homem isso pode ocorrer? 6- Por que o registro fóssil é uma boa evidência da evolução? EXERCÍCIO


Carregar ppt "FLUXO GÊNICO E MUTAÇÃO. É o resultado da migração de indivíduos de diferentes demes. Demes são populações locais que se intercruzam compartilhando um."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google