A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HOMILÉTICA II. A DEFINIÇÃO É a ciência e a arte da pregação religiosa que constrói (ideia), prepara (conteúdo)e transmite (comunicação) a mensagem de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HOMILÉTICA II. A DEFINIÇÃO É a ciência e a arte da pregação religiosa que constrói (ideia), prepara (conteúdo)e transmite (comunicação) a mensagem de."— Transcrição da apresentação:

1 HOMILÉTICA II

2 A DEFINIÇÃO É a ciência e a arte da pregação religiosa que constrói (ideia), prepara (conteúdo)e transmite (comunicação) a mensagem de Deus.

3 OBJETIVOS -Perceber a relevância da pregação expositiva para os nossos dias. -Refletir no propósito da pregação expositiva. -Aprofundar no conteúdo de cada texto proposto -Trabalhar o estilo da pregação expositiva. -Observar os resultados da pregação expositiva. -Confeccionar um sermão expositivo

4 CONTEÚDO -Introdução / definição -Vários conceitos importantes da pregação -Relembrar a estrutura do sermão expositivo -Confeccionar um sermão expositivo -Analisar alguns sermões em grupo -Observar as técnicas de oratória -Apresentar o sermão

5 MATERIAL -Pasta de assuntos -Pasta de sermões (sermonário) -Dicionário -Chave bíblica -1 livro de cada matéria -Esboços pessoais -Esboços do Espírito

6 BIBLIOGRAFIA -LOPES, Hernandes Dias, Pregação Expositiva, Hagnos -RICHARD, Ramesh, Homilética, Vida Nova -MORAES, Jilton, Do Púlpito ao Ouvinte, Vida -MORAES, Jilton, Do Ouvinte a Prática, Vida -MORAES, Jilton, Da Pesquisa ao Púlpito, Vida -ROBINSON, Haddon W., A Pregação Bíblica, Vida Nova -KEY, Jerry S., O Preparo e a Pregação do Sermão, Juerp -BROADUS, John A., Sermões, Hagnos -ROBINSON, H., LARSON, Craig B., A Arte e o Ofício a Pregação Bíblica, Shedd -KOESSLER, John, Manual de Pregação, Vida Nova

7 NECESSIDADE 1.Crescimento da igreja em detrimento dos princípios bíblicos 2.Método que dá certo em detrimento da verdade 3.Centralidade da mensagem no homem em detrimento da centralidade em Deus 4.Automatismo eclesiástico em detrimento de uma espiritualidade profunda 5.Entretenimento e mecanismo litúrgico em detrimento a exposição bíblica 6.Fidelidade à ortodoxia morta em detrimento à produtividade criativa dinâmica viva

8 CONTEXTO 1.Teologia da prosperidade 2.Confissão positiva 3.Movimento de batalha espiritual 4.Experiências estapafúrdias 5.Descrédito às igrejas

9 CONTEXTO As pessoas não escolhem a igreja por causa de uma necessidade espiritual, mas para satisfazer outras necessidades. (Hernandes Dias Lopes, p.13)

10 CONTEXTO...os últimos modismos na comunicação seduzem mais do que a mensagem... O surpreendente e o incomum podem servir de disfarce para o vácuo. (ROBINSON, Haddon W.,, p.18)

11 A PREGAÇÃO EXPOSITIVA... A pregação expositiva é a atualização da proposição central de um texto bíblico que é derivada de métodos apropriados de interpretação e declarada por meio de meios eficazes de comunicação para informar mentes, instruir corações, e influenciar a conduta para a semelhança com Jesus. RICHARD, Ramesh pg. 18,19

12 A PREGAÇÃO EXPOSITIVA 1.Causará impacto na congregação 2.Ajuda a ser fiel ao texto 3.Equipa o povo a fidelidade a Deus em longo prazo 4.Supera a tendência de direcionamento do sermão 5.Evita o pregador pular textos antipáticos 6.Dá uma multiplicidade pastoral/ministerial 7.Comunica dignidade pastoral 8.Integra a igreja na mensagem da semana 9.Trabalha melhor a liderança num nivelamento espiritual 10.Unifica na visão 11. Motiva as pessoas na visão 12.Promove mudanças na igreja 13.Responsabiliza os líderes a serem modelos 14.Torna a igreja familiarizada com a bíblia RICHARD, Ramesh pg. 17,18

13 DO TEXTO AO SERMÃO 1.O estudo do textocarne 2.A estrutura do textoesqueleto 3.A proposição do textocoração 4.A frase de transiçãocérebro 5.A proposição do sermãocoração 6.A estrutura do sermãoesqueleto 7.A pregação do sermãocarne

14 DO TEXTO AO SERMÃO 1.Estudo do texto 2.Estrutura do texto 3.Proposição central do texto 5. Proposição central do sermão 6. A estrutura do sermão 7. A pregação do sermão 4. Frase de transição

15 OS ELEMENTOS Relembrando os elementos do sermão.

16 1. O OBJETIVO O objetivo constitui um guia indispensável quando se está preparando o sermão. Ele irá determinar o tema e até o texto da pregação Ele selecionará, limitará e determinará as idéias a serem usadas no desenvolvimento da mensagem

17 2. O TEMA COMO ESCOLHE-LO ? 1.ENCONTRADO NO PRÓPRIO TEXTO MT AS BEM-AVENTURANÇAS 2. POR INFERÊNCIA DO TEXTO.....SL.91. BATALHA ESPIRITUAL 3. SUGESTÃO DO TEXTO......SL.1.3. A ESTABILIDADE DO CRISTÃO

18 3. O TÍTULO COMO FAZÊ-LOS ? -de fácil comunicação -prefiram o aspecto positivo ao negativo -de fácil entendimento -sintetizados / resumidos -sem sensacionalismo -sempre equilibrando os assuntos no púlpito -deve expressar a unidade do sermão

19 4. A PROPOSIÇÃO / TESE É a declaração da ideia central do sermão numa breve frase afirmativa. A frase mostra o que o sermão vai tentar provar. É o coração da mensagem e marcará o rumo da mesma. É uma afirmativa da principal lição espiritual ou verdade eterna

20 5. A INTRODUÇÃO 1.Despertar a atenção dos ouvintes 2.Provocar o interesse na igreja 3.Demonstrar a relevância do tema 4.Preparar para entrar do desenvolvimento

21 6. PREPARO PARA O DESENVOLVIMENTO Pode conter: 1.Oração interrogativa 2.Oração de transição 3.Palavra chave

22 7. O DESENVOLVIMENTO O que deve conter: -Conceitos / definições / princípios -Explicações escriturísticas -Pensamentos teológicos -Comentários pessoais ou de terceiros -Ilustrações -Aplicações -Conclusões

23 8. A EXPOSIÇÃO É a interpretação, explanação, explicação e argumentação do texto.

24 9. A APLICAÇÃO É o meio a qual o pregador usa para a persuasão dos ouvintes reagirem a mensagem revelada.

25 10. A ILUSTRAÇÃO É a iluminação do sermão com alguma ideia histórica de um personagem bíblico ou não para elucidar o conceito.

26 11. A CONCLUSÃO É o clímax do sermão. O que foi dito anteriormente se concentra com intensidade nesta hora.

27 12. O APELO É um convite a ação visando transformação.

28 PREGAÇÃO EXPOSITIVA Pregação expositiva é, antes de tudo, pregação bíblica. Não é pregar sobre a Bíblia, mas pregar a Bíblia. As palavras ditas pelo Senhor são o alfa e o ômega da pregação expositiva. Ela. Começa e termina na Bíblia e tudo que se interpõe tem origem na Bíblia. Em outras palavras, a pregação expositiva é a pregação centrada na Bíblia. (Merril Unger)

29 PREGAÇÃO EXPOSITIVA... (pregação expositiva) tem o compromisso de explicar o texto da Escritura. (Merril Unger)

30 PREGAÇÃO EXPOSITIVA A pregação expositiva é a comunicação de um conceito bíblico, derivado de, e transmitido de um estudo histórico, gramatical e literário de uma passagem em seu contexto, que o Espírito Santo primeiramente aplica à personalidade e experiência do pregador, e depois, através dele, a seus ouvintes. (ROBINSON, Haddon W., pg 22)

31 PREGAÇÃO EXPOSITIVA...requer que o sermão exponha as escrituras, derivando de um texto específico os pontos e subpontos dele que revelam o pensamento do autor, abrangem o escopo da passagem, e se aplicam às vidas dos ouvintes. (Bryan Chapell)

32 EXPOSITIVO 1. VANTAGENS 1. É TIDO COMO O SERMÃO MAIS EFICIENTE 2. PRODUZ UM ENSINO SISTEMÁTICO A IGREJA 3. HÁ UMA PROGRESSÃO NO ENSINO 4. ABORDA MAIS OS TEXTOS BÍBLICOS 5. DÁ MAIOR IDÉIA SOBRE OS CONTEXTOS, DOUTRINAS, HISTÓRIAS, BIOGRAFIAS 6. É O DESENVOLVIMENTO DE UMA VERDADE CONTIDA EM UMA PASSAGEM BÍBLICA 7. GIRA EM TORNO DE UMA IDÉIA PRINCIPAL 8. A MAIOR PARTE DO SERMÃO É TIDO DELE MESMO 9. O PREGADOR É OBRIGADO A TIRAR AS DIVISÕS E SUBDIVISÕES DELE MESMO 10. ESTETICAMENTE....TERÁ NO MÍNIMO 4 VERSÍCULOS......SEM LIMITES

33 EXPOSITIVO...as pessoas que ouvem tal pregação são ajudadas a pensar e viver biblicamente. Nolan Howington (pg 148)

34 EXPOSITIVO 2. PERIGOS 1.SE TORNAR MONÓTONA 2.É ANTAGONICA AO PÓS MODERNISMO -IMAGENS -EXPERIÊNCIAS -ELITISTA -INTOLERANTE 3.DESCONTEXTUALIZAÇÃO 4.REPETITIVIDADE 5.FALTA DE ESPIRITUALIDADE 6.EXCESSO DE DETALHES

35 EXPOSITIVO 3. ANÁLISE 1.FORMULE OS PONTOS PRINCIPAIS DA PASSAGEM 2.NOTE O QUE É PROBLEMÁTICO NA PASSAGEM E COMPARE COM OS SINÓTICOS 3.IDENTIFIQUE PALAVRAS-CHAVES OU CONCEITOS 4.LISTE OS PROBLEMAS HISTÓRICOS, TEOLÓGICOS, LITERÁRIOS 5.PREPARE UM ESBOÇO INICIAL 6.REFIRA-SE AS PAASGENS PARALELAS 7.REGISTRE IMPLICAÇÕES MAIORES QUE POSSA TER WALTER KARSER JR (154,155)

36 EXPOSITIVO 4. ELUCIDAR A GRANDE IDEIA...cada sermão é a explicação, interpretação ou aplicação de uma única ideia dominante apoiada por outras ideias; todas extraídas de uma ou de várias passagens da escritura. HADDON ROBINSON ( )

37 EXPOSITIVO A passagem governa o sermão. Sua riqueza é extraída somente através de árduo trabalho preparatório, intelectual e espiritual. (ROBINSON, Haddon W., pg 22,23)

38 EXPOSITIVO 5. QUANTO A APLICAÇÃO Não devemos fazer exegese somente do texto mas do mundo. H. D. LOPES (160)

39 EXPOSITIVO 6. DUAS OU MAIS PASSAGENS PODEM COMPOR A BASE DO SERMÃO OBSERVAÇÃO TOMAR CUIDADO COM O PARÁGRAFO QUE É A IDÉIA TOTAL (PERICOPE) INDEPENDENTE DO CAPÍTULO

40 EXPOSITIVO 7. O PRINCIPAL FATOR NA COMPOSIÇÃO É A UNIDADE TÍTULO: UM JOVEM NO CULTO Is A VISÃO DE UM JOVEM SOBRE DEUS A VISÃO DE UM JOVEM SOBRE O PECADO A VISÃO DE UM JOVEM SOBRE A PURIFICAÇÃO A VISÃO DE UM JOVEM SOBRE O SERVIÇO (BLACKWOOD)

41 EXPOSITIVO 8. O SERMÃO EXPOSITIVO NÃO É UMA HOMILIA APESAR DA UNIDADE QUE ELE DEMONSTRA A HOMILIA BÍBLICA É A EXPLICAÇÃO DE TRECHO POR TRECHO DA BÍBLIA NELA NÃO HÁ A PREOCUPAÇÃO DE UM ESTRUTURA HOMILÉTICA COM SUAS REGRAS

42 EXPOSITIVO 9. QUANTO AO CONTEÚDO O pregador cria o sermão, não a mensagem. (Hernandes Dias Lopes, p.19)

43 EXPOSITIVO 10. QUANTO AO RESULTADO...a igreja alcança a maturidade e cresce em número quando a palavra de deus é exposta fielmente e com sensibilidade. Hernandes Dias Lopes, (165,166)

44 CONCLUSÃO (A Bíblia) é o livro por excelência, inspirado por Deus, escrito por homens, concebido no céu, nascido na terra, odiado pelo inferno, pregado pela igreja, perseguido pelo mundo, e crido pelos eleitos de Deus (Hernandes Dias Lopes, p.72)

45 CONCLUSÃO (A Bíblia) seu autor é divino; seu conteúdo, infalível; sua mensagem, eficaz; sua influência, universal; seu poder, irresistível. (Hernandes Dias Lopes, p.72)

46 CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO 1.SERMÃO EXPOSITIVO DE ZAQUEU (LC ) 2.ANÁLISE DO SERMÃO DO PR. MAURÍCIO 3.SERMÃO DE TIAGO CAP SERMÃO PROVA


Carregar ppt "HOMILÉTICA II. A DEFINIÇÃO É a ciência e a arte da pregação religiosa que constrói (ideia), prepara (conteúdo)e transmite (comunicação) a mensagem de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google