A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Da Administração de Recursos Humanos à Gestão de Pessoas MOTTA, Fernando C. Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral da Administração. São.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Da Administração de Recursos Humanos à Gestão de Pessoas MOTTA, Fernando C. Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral da Administração. São."— Transcrição da apresentação:

1 Da Administração de Recursos Humanos à Gestão de Pessoas MOTTA, Fernando C. Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral da Administração. São Paulo :Pioneira. Thomsom Learning, 2002

2 GRH Pessoas previsíveis e controláveis; Pessoas como recursos; Modelo instrumental. Gestão de pessoas Pessoas complexas, não controláveis; Pessoas buscam autorealização; decidem e são políticas ; A organização tem função social; Modelo político.

3 Modelo instrumental Características

4 Empresa como instrumento racional de produção; Maximização do resultado econômico; Pagamento por produtividade; Pressuposto de que a eficiência social gera eficiência econômica; Padronização dos processos decisórios;

5 Homogeneidade cultural; Pessoas como agentes condicionados e previsíveis; Negação do conflito.

6 Modelo instrumental Funções

7 Avaliação das necessidades da organização e de seus recursos; Descrição e provimento dos cargos por meio de métodos objetivos de avaliação; Treinamento e comunicação; Adaptação ao meio ambiente; Modelo funcionalista.

8 Modelo político Características

9 Eficiência econômica negociada; Aceitação do conflito ; Superação do conflito pela negociação; Avaliação de resultados feita pelo grupo; Indivíduos como atores políticos que buscam a concretização de seus objetivos na organização;

10 Mudança organizacional vista como desejável e necessária; Meio ambiente construído por meio de alianças estratégicas; Organização vista como arena política.

11 Modelo político Funções

12 Diretoria e gerentes envolvidos na gestão de pessoas; Gestão de pessoas como função estratégica; Gerentes como árbitros dos processos decisórios; Busca do consenso, se possível;

13 Negociação política; Diversidade cultural, diversos padrões de referência e comparação; Autonomia e responsabilização pelos resultados.

14 Modelo político Matriz teórica

15 Estudos motivacionais de Maslow e Herzberg. Estudos do Instituto Tavistock (Modelo sociotécnico). Modelo da racionalidade limitada de Simon; Movimento da democracia industrial. Programas de humanização do trabalho, melhoria das condições de trabalho, reestruturação das tarefas, grupos semi- autônomos.

16 Modelos organizacionais Burocrático x pós-burocrático

17 Modelo Burocrático Características

18 Funções definidas e competências estabelecidas por norma ; Direitos e deveres baseados no princípio da igualdade burocrática, evitando o clientelismo; Definições de hierarquia e especialização de funções ;

19 Impessoalidade nas relações ; Objetivos explícitos e estrutura formalizada; Autoridade racional-legal; Racionalidade instrumental. MOTTA e VASCONCELOS, 2002

20 Modelo burocrático Vantagens

21 Predomínio da lógica científica; Consolidação das metodologias de análise racional; Aprimoramento dos processos de produção; Profissionalização das relações de trabalho; Formalização de competências técnicas; Diminuição das perdas e desperdícios; Isomorfismo(transposição e incorporação por outras culturas. MOTTA E VASCONCELOS, 2002

22 ORGANIZAÇÕES BUROCRÁTICAS X PÓS BUROCRÁTICAS Seleção baseada em treinamento específico ; Promoção baseada em mérito; Especialização baseada no treinamento fornecido pela organização Seleção baseada em potencialidade e formação geral; Promoção baseada em conhecimento e desempenho; Especialização baseada na estrutura do conhecimento;

23 Hierarquia baseada em autoridade legal, sistema de estamentos; Regras rígidas, legalismo; clientes tratados de forma impessoal, universalística. Hierarquia difusa, respeito baseado na competência e no conhecimento; Regras pragmáticas, de caráter temporário; Clientes tratados de forma democrática.

24 Modelo industrial Características

25 Concentração dos trabalhadores na industria; Renda concentrada nos países centrais; Divisão do trabalho; Fragmentação programada das tarefas; Separação entre vida privada e pública; Conceito estrito de família; Maior mobilidade social;

26 Produção em massa e consumismo; Mecanização e automatização do trabalho; Predomínio da melhor maneira ou racionalidade absoluta; Sindicalismo como movimento social; Estabilidade e comunidade como valores predominantes; Controle burocrático e social; Aprendizagem de circuito simples.(Argyres)

27 Modelo pós industrial DE MASI e CASTELLS Características

28 Aprendizagem de circuito duplo(Argyrs); Predominância do setor terciário; Globalização; Predomínio da tecnologia da informação; Processamento de informação como mecanismo de geração de valor e de vantagem competitiva; Mecanização do trabalho intelectual; Diversidade cultura; Desregulamentação e descentralização; Aumento de complexidade dos sistemas técnicos e sociais;

29 Organizações da aprendizagem(Senge); Identidades evolutivas; Consolidação dos conceitos: mudança contínua, transitoriedade, aprendizagem, contingência; autonomia, identidade cultural, comunicação simbólica e diversidade; Racionalidade limitada( diversidade formas de pensamento) Mistura dos ambientes privado e público de trabalho(teletrabalho); Hegemonia do presente como unidade temporal; O HOMO LUDUS substitui o HOMO FABER.


Carregar ppt "Da Administração de Recursos Humanos à Gestão de Pessoas MOTTA, Fernando C. Prestes e VASCONCELOS, Isabela F. Gouveia. Teoria Geral da Administração. São."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google