A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciência da Computação Projeto Pedagógico. Missão Grupos de Inflëncia Grupos de Inflëncia Internos: Alunos, professor, COOPEX, CEGRAD, Biblioteca, CPD,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciência da Computação Projeto Pedagógico. Missão Grupos de Inflëncia Grupos de Inflëncia Internos: Alunos, professor, COOPEX, CEGRAD, Biblioteca, CPD,"— Transcrição da apresentação:

1 Ciência da Computação Projeto Pedagógico

2 Missão Grupos de Inflëncia Grupos de Inflëncia Internos: Alunos, professor, COOPEX, CEGRAD, Biblioteca, CPD, Funcionários, FAFICH, FEG, Laboratórios, secretaria; Externos: Mercado, Família, outros IES, Governo, Agentes Financiadores, MEC, Livraria, Comunidade,

3 Expectativas: Expectativas: Alunos: Alunos: Qualificação para o mercado; Professores qualificados; Que o curso seja referência no Estado; Retorno financeiro do investimento; Melhoria da estrutura; Didática- pedagógica (Biblioteca, laboratórios); Melhoria do processo ensino aprendizagem; Incentivo a projetos de pesquisa; Convênios Empresa-Curso; Projetos que contemplem a participação dos estudantes;

4 Professores: Recursos áudio-visual(data show); Definição de critérios para liberação de docente para estrado e doutorado; Seleção mais criteriosa no vestibular; Construção de laboratórios temáticos Melhoria de regime de contratação; Equiparação do salário em relação a outros IES particulares;

5 COPPEX Criação de núcleo de pesquisa Criação e execução de projetos de extensão; Criação e execução de projetos de pesquisa; Projeto para captação de recursos; Criação e execução de cursos de pós-graduação; Publicações Científicas Participação massiva no congresso Científico; Promoção de eventos do próprio curso; Iniciação Científica;

6 Biblioteca Que os discentes utilizem as bibliografias disponíveis; Dê críticas e sugestões Colabore na manutenção dos livros; Funcionários Colaborem na manutenção da instituição; Dê críticas e sugestões; Interação amigável:

7 CPD Uso racional dos recursos dos laboratórios Agendamento dos recursos; Melhor capacitação dos estagiários; Seleção dos estagiários; FEG Que os alunos paguem em dias; Que o curso seja de qualidade reconhecida; Que cumpra a missão do curso;

8 FAFICH Qualidade no ensino; Professor comprometido com o ensino, pesquisa e extensão; Diminuição da inadimplência dos alunos; Melhor harmonia entre funcionários; Busca de recursos de extensão;

9 Secretária Entrega dos diários e das notas em dias; Rápido despacho dos processos; Menor mudança possível no quadro-horário; Melhor interação com os discentes;

10 Família dos Alunos Qualidade dos serviços prestado; Colocação no mercado de trabalho durante e após sua formação; CEGRAD Melhoria do processo de Ensino; Melhor divulgação na seleção de professores por parte da coordenação;

11 Mercado Profissionais capacitados, empreendedor, profissional e ética; Grade Curricular flexível e que atenda tanto o mercado atual quanto ao futuro:

12 Mercado Profissionais capacitados, empreendedor, profissional e ética; Grade Curricular flexível e que atenda tanto o mercado atual quanto ao futuro: Governo Maior oferta de profissionais qualificados, nos órgão estatais; Contribuição para o desenvolvimento regional;

13 O que é o Curso de Ciência da Computação É um curso que prioriza a pesquisa e tem a computação como atividade fim, visando a formação de recursos humanos para o desenvolvimento científico e tecnológico.

14 O que caracteriza o curso da ciência da computação? O que caracteriza o curso da ciência da computação? Habilitar o profissional na aplicação e/ou desenvolvimento de métodos científicos, permitindo-o solucionar problemas na atividade fim da computação dentro dos setores produtivos da sociedade atual. O que o diferencia dos demais cursos ? Fornecimento de métodos, técnicas e ferramentas necessárias para o desenvolvimento das diversas áreas do conhecimento.

15 Quais os valores mais importantes para o curso Ciências da Computação e para Gurupi? ????

16 Missão do Curso de Ciência da Computação A finalidade do curso de Ciência da Computação é, portanto, formação de cientistas da computação para atuar em ambientes comerciais, industriais e científicos que, além de propiciar o contato com os fundamentos e as tecnologias da computação, fornece o conhecimento sócio-cultural e organizacional necessário para uma prática ética e de visão humanística das questões sociais e profissionais. A finalidade do curso de Ciência da Computação é, portanto, formação de cientistas da computação para atuar em ambientes comerciais, industriais e científicos que, além de propiciar o contato com os fundamentos e as tecnologias da computação, fornece o conhecimento sócio-cultural e organizacional necessário para uma prática ética e de visão humanística das questões sociais e profissionais.

17 Perfil do egresso Raciocínio abstrato, que lhe permita raciocinar com lógica e clareza sobre problemas, muitas vezes complexos, e que exigem um senso acurado de ordenação para sua resolução; Raciocínio abstrato, que lhe permita raciocinar com lógica e clareza sobre problemas, muitas vezes complexos, e que exigem um senso acurado de ordenação para sua resolução; Exatidão, que lhe permita diminuir ou eliminar falhas que possam gerar atrasos, e muitas vezes prejuízos, no desenvolvimento de projetos; Exatidão, que lhe permita diminuir ou eliminar falhas que possam gerar atrasos, e muitas vezes prejuízos, no desenvolvimento de projetos; Meticulosidade, que lhe possibilite observar todos os detalhes que compõem um sistema, a fim de analisá-lo minuciosamente para que um pequeno problema não venha a prejudicar o resultado final; Meticulosidade, que lhe possibilite observar todos os detalhes que compõem um sistema, a fim de analisá-lo minuciosamente para que um pequeno problema não venha a prejudicar o resultado final; Habilidade numérica, devido ao fato de se incluir na sua competência, cálculos científicos, contábeis e financeiros; Habilidade numérica, devido ao fato de se incluir na sua competência, cálculos científicos, contábeis e financeiros; Competência técnica, que lhe permita analisar e/ou criar sistemas complexos, com alto grau de eficiência e eficácia, utilizando técnicas e recursos adequados; Competência técnica, que lhe permita analisar e/ou criar sistemas complexos, com alto grau de eficiência e eficácia, utilizando técnicas e recursos adequados; Sociabilidade, que lhe facilite o relacionamento ético e profissional com sua equipe de trabalho, usuários e clientes; Sociabilidade, que lhe facilite o relacionamento ético e profissional com sua equipe de trabalho, usuários e clientes; Visão empreendedora,que lhe permita propor, elaborar e executar projetos; Visão empreendedora,que lhe permita propor, elaborar e executar projetos; Auto-aprendizagem, permitindo atualizar-se constantemente nas novas metodologias e métodos vindouros. Auto-aprendizagem, permitindo atualizar-se constantemente nas novas metodologias e métodos vindouros.

18 Grade Curricular Disciplinas Disciplinas Primeiro Período Inglês Instrumental Inglês Instrumental (9,10) Língua Portuguesa Língua Portuguesa (4,9) Cálculo I Cálculo I (3,6,12) Introdução à Computação Introdução à Computação (1, 3,6,12) Fund Mat da Informática Fund Mat da Informática (1,12) Segundo Período Cálculo II Cálculo II (3,6,12) Análise Numérica I Análise Numérica I (1,12) Estruturas de Dados I Estruturas de Dados I (1,3,6,8) Linguagem de Programação I Linguagem de Programação I (1, 2,3,6,8) Álgebra Linear (6,12) Eletrônica Geral Eletrônica Geral (1,3) Terceiro Período Cálculo III para Computação Cálculo III para Computação (3,6,12) Análise Numérica II Análise Numérica II (3,6,12) Estruturas de Dados II Estruturas de Dados II (1,3,6,8) Sistemas Digitais Sistemas Digitais (1,3) Linguagem de Programação II Linguagem de Programação II (1, 2,3,6,8) Orientação a Objetos Orientação a Objetos (1, 2,3,6) Quarto Período Arquitetura de Computadores I Arquitetura de Computadores I (1,3,8) Banco de Dados I Banco de Dados I (1, 2,3,4,6,7,8) Teoria dos Grafos (3,6,12) Ling. de Prog. Comercial I Ling. de Prog. Comercial I (2,3,4,6,7,8) Métodos Estatísticos Métodos Estatísticos (3,6,12) Disciplina Optativa Quinto Período Sistemas Operacionais I Sistemas Operacionais I (1,8) Linguagens Formais e Compiladores Linguagens Formais e Compiladores (6) Comput. I Análise e Proj. de Sist. Comput. I (2,3,4,6,7,8,9) Banco de Dados II Banco de Dados II (2,7,8) Simulação Discreta Simulação Discreta (3,4,6,7,12) Inteligência Artificial Inteligência Artificial (2,3,6,12) Disciplina Optativa Disciplina Optativa Sexto Período Teoria da Computação Teoria da Computação (1,6) Redes de Computadores I Redes de Computadores I (1,8) Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos (2,3,6) Engenharia de Software I Engenharia de Software I (2,3,4,6,7,8,9) Programação Paralela Programação Paralela (2,3,6) Introd. ao Proj. em C.C. Introd. ao Proj. em C.C. (4,8,9,10,11) Disciplina Optativa Disciplina Optativa Sétimo Período Engenharia de software II Engenharia de software II (2,3,4,6,7,8,9) Informática e Sociedade Informática e Sociedade (5) Projeto em CC Projeto em CC (3,4,6,8,9,10,11) Redes de Computadores II Redes de Computadores II (2,6) Estágio Supervisionado Estágio Supervisionado (2,3,4,5,6,7,8,9,10,11) Disciplina Optativa Disciplina Optativa Oitavo Período Adm. em Processamento de Dados Adm. em Processamento de Dados (5,8) Proj em Ciência da Comput II Proj em Ciência da Comput II (3,4,6,8,9,10,11) Segurança de Sistemas Segurança de Sistemas (3,5,6) Disciplina Optativa Disciplina Optativa

19 Competências e Habilidades 1.Corpo de conhecimento da computação; 2.Desenvolvimentos de sistemas computacionais; 3.Soluções de problemas e design criativo; 4.Elaboração de projetos e documentação; 5.Aspectos éticos e legais; 6.Abstração e modelagem; 7.Trabalho em grupo; 8.Auto-aprendizado contínuo; 9.Expressividade oral e escrita; 10.Língua inglesa; 11.Capacidade empreendedora e Liderança. 12.Habilidade Numérica.

20 Formulação da Proposta de Avaliação Ao final do estágio, como parte do processo de avaliação do mesmo, o aluno elabora um relatório, onde são detalhadas as atividades desenvolvidas. O estagiário apresenta o relatório, fazendo a defe­sa do mesmo, para uma banca examinadora composta por professores da Fafich, incluindo, necessariamente, o professor-orientador. Ao final do estágio, como parte do processo de avaliação do mesmo, o aluno elabora um relatório, onde são detalhadas as atividades desenvolvidas. O estagiário apresenta o relatório, fazendo a defe­sa do mesmo, para uma banca examinadora composta por professores da Fafich, incluindo, necessariamente, o professor-orientador. TCC já possui normatização da instituição – necessidade de professor orientador, individual, deve constar de uma implementação. Possui duas linhas principais: acadêmica e mercado(empreendedora). TCC já possui normatização da instituição – necessidade de professor orientador, individual, deve constar de uma implementação. Possui duas linhas principais: acadêmica e mercado(empreendedora).

21 Formulação da Proposta de Avaliação 1.Corpo de conhecimento básico da computação; 1.Trabalhos e provas (envolvendo situações teórica e práticas) que utilizem da teoria, para saber quando e onde aplicá-la e ter como resultado final a implementação. 2.Desenvolvimentos de sistemas computacionais; 1.Trabalhos e provas (envolvendo situações teórica e práticas) que utilizem da teoria, para saber quando e onde aplicá-la e ter como resultado final a implementação. 3.Soluções de problemas e design criativo; 1.Trabalhos e provas (envolvendo situações teórica e práticas) que promovam e desenvolvam a percepção e a criatividade dos discentes de modo que possam resolver problemas de forma eficiente e eficaz.

22 Formulação da Proposta de Avaliação 4.Elaboração de projetos e documentação; 1.Realização de projetos na área de computação, documentados de acordo com as normas da ABNT ou outra compatível. 2.Mostra dos trabalhos produzidos perante a comunidade acadêmica do curso. 5.Aspectos éticos e legais; 1.Comportamento e atitudes. 2.Trabalhos e provas que levem em consideração os aspectos éticos e legais da profissão e da convivência em sociedade. 6.Abstração e modelagem; 1.Trabalhos e provas (envolvendo situações teórica e práticas) que utilizem da teoria, para saber quando, onde e como aplicá-la e tendo como resultados finais modelos, documentos e/ou implementações. 2.Trabalhos e provas que avaliem o grau de abstração em situações práticas e/ou teóricas e sua capacidade de modelá-las.

23 Formulação da Proposta de Avaliação 7.Trabalho em grupo; 1.Trabalhos que envolvam participação, divisão de tarefas, conhecimento profundo da sua tarefa e da sua relação com o todo e comunicação e relacionamento entre os membros da equipe. 8.Auto-aprendizado contínuo; 1.Realização de seminários de temas de interesse e/ou do estado-da-arte. 9.Expressividade oral e escrita; 1.Trabalhos, provas, seminários e relatórios que avaliem a capacidade de expressar idéias e conhecimentos de forma oral e escrita usando uma linguagem clara e objetiva.

24 Formulação da Proposta de Avaliação 10.Língua inglesa; 1.Trabalhos, provas e textos que avaliem a capacidade de interpretação e conhecimento de termos técnicos da computação em língua inglesa. 11.Capacidade empreendedora e Liderança. 1.Trabalhos que avaliem a capacidade de liderança, visão, percepção, perseverança e execução de projetos. 12.Habilidade Numérica. 1.Trabalhos e provas (envolvendo situações teórica e práticas) que utilizem da teoria, para saber quando e onde aplicá-la e podendo ter como resultado final a implementação. 2.Trabalhos e provas que envolvam a interpretação e resolução de problemas que envolvam conceitos matemáticos.


Carregar ppt "Ciência da Computação Projeto Pedagógico. Missão Grupos de Inflëncia Grupos de Inflëncia Internos: Alunos, professor, COOPEX, CEGRAD, Biblioteca, CPD,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google