A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMINÁRIO GESTÃO AMBIENTAL: um passo para a sustentabilidade

Cópias: 1
GERENCIAMENTO DE RECURSOS AMBIENTAIS: um passo para a sustentabilidade. SGA – Sistema de Gestão Ambiental.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMINÁRIO GESTÃO AMBIENTAL: um passo para a sustentabilidade"— Transcrição da apresentação:

1 SEMINÁRIO GESTÃO AMBIENTAL: um passo para a sustentabilidade
SEMINÁRIO GESTÃO AMBIENTAL: um passo para a sustentabilidade. SGA – Sistema de Gestão Ambiental - um caminho para a sustentabilidade ambiental. Prof. Fernando Codelo Nascimento Faculdade SENAI de Tecnologia Ambiental São Paulo, 12 de Novembro de 2007

2 Conteúdo programático da palestra
Introdução Meio ambiente e gestão ambiental Gestão ambiental empresarial Sistemas de gestão ambiental (SGA) NBR ISO14001: leitura e interpretação Sustentabilidade ambiental

3 Introdução “Algumas empresas, têm demonstrado que é possível ganhar dinheiro ($$$$$) e proteger o meio ambiente mesmo não sendo uma organização que atua no chamado “ mercado verde”, desde que as empresas possuam certa dose de criatividade e condições internas que possam transformar as restrições e ameaças ambientais em oportunidades de negócios”. ( DONAIRE, Denis, 1999, p.51)

4 Que soluções vocês dariam para:
Exemplo 1 Que soluções vocês dariam para: Água da chuva Restos de madeira de uma marcenaria Restos de entulho Resíduos de PET Resíduos de vidro Resíduos de metais ( latas, tampas de garrafas)

5 UM PROBLEMA! Qual é a sua opinião a respeito?
Introdução Reflexão sobre o texto de Denis Donaire UM PROBLEMA! Qual é a sua opinião a respeito? “....O fato do meio ambiente sempre ter sido considerado um recurso abundante e classificado na categoria de bens livres, ou seja, daqueles bens para os quais não há a necessidade de trabalho para sua obtenção, dificultou a possibilidade de estabelecimento de certo critério em sua utilização e tornou disseminada a poluição ambiental, passando afetar a totalidade da população, através uma apropriação socialmente indevida do ar, da água ou do solo...”. ( DONAIRE, Denis, 1999, p.39)

6 Meio ambiente e Gestão ambiental
Meio ambiente: “é tudo o que envolve ou cerca os seres vivos. A palavra ambiente vem do latim e do prefixo ambi dá a idéia de ao redor de algo ou de ambos os lados . O verbo latino ambio, ambiere significa andar em volta ou em torno de alguma coisa. Cabe notar que as palavras meio e ambiente trazem per se a idéia de entorno envoltório, de modo que a expressão meio ambiente encerra uma redundância. Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, 2004)

7 Meio ambiente e Gestão ambiental
O meio ambiente está em nossas mãos! . Fonte: (www.ambientevrsa.org/img/index/ip jpg acessado em )

8 Meio ambiente e Gestão ambiental
Meio ambiente: Odum e Samiento apud Barbieri (2004) distingue três tipos de ambientes: O fabricado ou desenvolvido pelos seres humanos, constituído pelas cidades, pelos parques industriais e corredores de transportes como rodovias, ferrovias e portos; O ambiente domesticado, que envolve as áreas agrícolas, florestas plantadas, açudes, lagos artificiais, O ambiente natural, constituído pelas matas virgens e outras regiões auto-sustentadas, pois são acionadas apenas pela luz solar e outras forças da natureza, como precipitação, ventos, fluxo de água e etc.. Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, 2004, p. 2)

9 Meio ambiente e Gestão ambiental
Figura 4 – Meio ambiente natural (BARRA, Gisele, 2007) Figura 5 – Meio ambiente domesticado (Fonte: acessado em ) Figura 6 – Meio ambiente fabricado (Carotta, Roberto, 2007)

10 Meio ambiente e Gestão ambiental
Os termos administração ou gestão do meio ambiental, ou simplesmente gestão ambiental, podem ser entendidos como, “as diretrizes e as atividades administrativas e operacionais, tais como: Planejamento Direção Controle Alocação de recursos E outras realizadas com o objetivo de obter efeitos positivos sobre os problemas causados pelas ações humanas, quer evitando que eles surjam.” Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, 2004, p. 20

11 Meio ambiente e Gestão ambiental
Quais são os problemas ambientais? Como eles podem ser classificados? Quais são as possíveis soluções para estes problemas?

12 Meio ambiente e Gestão ambiental
Dimensões da Gestão ambiental: A expressão gestão ambiental aplica-se a uma grande variedade de iniciativas relativas a qualquer tipo de problema ambiental. Segundo Barbieri, qualquer proposta de gestão ambiental inclui no mínimo três dimensões: (1) Dimensão espacial: que concerne à área na qual se espera as ações de gestão tenham eficácia (2) Dimensão temática: que delimita as questões ambientais às quais as ações se destinam; (3) Dimensão institucional: relativa aos agentes que tomaram as iniciativas de gestão. (4) Dimensão filosófica: trata da visão de mundo, e da relação entre o ser humano e a natureza Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, 2004, p )

13 Introdução Mas o que é poluição? Figura 9 – Poluição do solo
Fonte: CETESB< 2007, apud COSTA, Victor, 2007 Figura 7 – Poluição do Ar Fonte: AMBIENTE BRASIL 2007, apud COSTA, Victor, 2007 Figura 8 – Poluição das águas Fonte: IBAMA 2007, apud COSTA, Victor, 2007

14 Dimensões da gestão ambiental
Global Abrangência Espacial Questões Ambientais Iniciativa Local Regional Nacional Solo Ar Instituição Multilateral Sociedade Civil Governo Empresa Recursos Minerais Fauna e Flora Dimensão Filosófica Visão antropocêntrica Visão Ecocentrica Visão Sócio ambiental Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, 2004, p )

15 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
Figura 10 – Problemas ambientais no mundo Fonte: Bureau Veritas, 2007

16 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
População Figura 12 – Crescimento populacional Fonte: Bureau Veritas, 2007 Figura 13 – Evolução do Crescimento populacional Fonte: adaptado de Publicado originalmente em "Population and Environment: A Journal of Interdisciplinary Studies", Volume 16, Number 4, March 1995, pp   Transcrito em e em . Tradução de MJS. Este ensaio encontra-se em . David Price,

17 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
Camada de Ozônio Figura 14 – Camada de Ozônio Fonte: acesso em

18 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
Chuva Ácida Figura 15 – Chuva Ácida Fonte: em

19 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
Aquecimento Global e o Efeito Estufa Figura 16 – Aquecimento Global Fonte: Figura 17 – Efeito Estufa Fonte:

20 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
Desmatamento Figura 18 – Desmatamento Fonte: acessado em Figura 19 – Ranking do desmatamento Fonte: Flávia Oliveira, O Globo , 4 de fevereiro, 2004 disponível no site: ,

21 Problemas ambientais no mundo – uma visão geral
Perda da Biodiversidade Figura 21 – Ranking do desmatamento Fonte: disponível no site: whttp://ocasionalidades.files.wordpress.com/2007/05/log-ibd-2007-big-en.jpg ,acessado em Figura 20 – Perda da Biodiversidade Fonte: acessado em

22 Processo evolutivo da transformação
Dificuldade Objetivo Comportamento Coletivo Comportamento Individual Atitude Conhecimento Tempo Pensar globalmente, Agir localmente!

23 Gestão Ambiental Empresarial
Motivação para a gestão ambiental Figura 22 – Motivação para a Gestão Ambiental Fonte: disponível no site: ,acessado em

24 Gestão ambiental empresarial
Sistema: “ é o conjunto de partes inter-relacionadas” Pode-se desta forma dizer que um Sistema é formado pelos seguintes elementos: Objetivos: “que se referem tantos os dos usuários como do próprio sistema ”; Entradas e saídas: “cuja função caracteriza as forças que fornecem ao sistema o material, a informação, a energia para a operação ou processo, o qual gerará determinadas saídas do sistema que devem estar em sintonia com os objetivos estabelecidos” ( OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças, 2004, p.53)

25 Gestão ambiental empresarial
Elementos de um Sistema Processo de transformação:“é definido com a função que possibilita a transformação de um insumo (entrada) em produto, serviço ou resultado (saída)”; As saídas do sistema: “correspondem aos resultados dos processo. Estas podem ser definidas como sendo as finalidades para a qual se uniram objetivos, atributos, relações dos sistemas; e tendo em vista o processo de controle e avaliação, as saídas devem ser quantificáveis, de acordo com parâmetros previamente fixados”(OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças, 2004, p.53)

26 Gestão ambiental empresarial
Elementos de um Sistema Controles e avaliações do sistema: “são elementos necessários para verificar se as saídas estão coerentes com os objetivos estabelecidos. Para que estes sejam realizados de maneira adequada é necessária uma medida de desempenho do sistema, chamada padrão”; Retroalimentação ou realimentação ou feed back: “é uma reintrodução de uma saída sob a forma de informação. Se essa entrada faz aumentar o desempenho da saída ou do processo, a retroalimentação é considerada positiva, caso contrário, será negativa” (OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças, 2004, p.54)

27 Gestão ambiental empresarial
Elementos de um Sistema Controles avaliações do sistema: Ambiente do sistema: “é o conjunto de todos os fatores que, dentro de um limite específico possa conceber como tendo alguma influência sobre a operação do sistema, o qual corresponde ao foco do estudo. Este pode ser definido ainda como o conjunto de elementos que não pertencem ao sistema, mas; Qualquer alteração no sistema pode mudar ou alterar os elementos ; Qualquer alteração nos elementos pode mudar ou alterar o sistema. Cabe lembrar que a segunda situação é mais fácil de ocorrer que a primeira” (OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças, 2004, p.55)

28 Gestão ambiental empresarial
Sistema de gestão ambiental: ”é portanto o conjunto de atividades administrativas e operacionais inter-relacionadas para abordar os problema ambientais atuais ou para evitar o seu surgimento.” Observação: “a realização de ações ambientais pontuais, episódicas ou isoladas não configura um sistema de gestão ambiental, mesmo quando estas exigem recursos vultuosos. Ex. Instalação e manutenção de equipamento para controle de emissões hídricas.” Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, p.137: 2004)

29 Gestão ambiental empresarial
Requisitos de um SGA – Sistema de Gestão Ambiental requer para ser formulado: Diretrizes ( conjunto de procedimentos ) Definição de objetivos ( e metas ) Coordenação de atividades Avaliação de resultados Envolvimento dos diversos setores da organização para tratar das questões ambientais, através do comprometimento. Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, p.137: 2004)

30 Gestão ambiental “Entende-se por gestão ambiental empresarial as diferentes atividades administrativas e operacionais realizadas pela empresa para abordar problemas ambientais decorrentes da sua atuação ou para evitar que eles ocorram no futuro.” Fonte: ( BARBIERI, José Carlos, p.137: 2004)

31 No mundo de acordo com o Continente
Gestão ambiental Número de empresas certificadas até 31/12/2003 no mundo, de acordo com o site do INMETRO, 2007 No mundo de acordo com o Continente Total de Certificados    AMÉRICA CENTRAL 130    ÁFRICA 309    AMÉRICA DO SUL 3699    AMÉRICA DO NORTE 7119    ÁSIA 13410    EUROPA 21929    OCEÂNIA 1422    Total 48018 *Figura Fonte: Site da ISO - Dados coletados até 31/12/2003

32 Gestão ambiental Número de empresas certificadas até 2000 na América Latina, de acordo com o site do INMETRO, 2007 *Figura Fonte: Dados acessados em

33 Gestão ambiental Número de empresas certificadas até 2000 no mundo, de acordo com a ISO, 2007 *Figura Fonte: Dados acessados em

34 Gestão ambiental Número de empresas certificadas no Brasil, de acordo com o site do INMETRO, 2007 Total Apurado por Quantidade Certificados com Padrão Normativo ISO14001:2004 870 Total de Certificados ISO 14001 *Figura Fonte: Site da ISO - Dados coletados , no site do INMETRO

35 Sistema de Gestão Ambiental Figura 23 – Perda da Biodiversidade
Fonte: acessado em

36 Gestão ambiental Objetivos de acordo com a ISO14001:2004 Assegurar a conformidade com a política ambiental; Demonstrar esta conformidade a outras partes Requisitos de desempenho da ISO14001:2004 Melhoria contínua do desempenho ambiental Atendimento a legislação ambiental aplicável

37 Gestão ambiental A norma ISO14001:2004 requer: Compromisso com a melhoria contínua; Compromisso com à prevenção a Poluição; Compromisso com o cumprimento da legislação ambiental; Não exige a adoção da melhor tecnologia disponível.

38 Gestão ambiental – evolução dos conceitos
Filosofia Princípios de controle A função meio ambiente Preocupações Abrangência dos impactos ambientais Profissionais envolvidos Controle Controle final Atividades e seg. ind. Deptos de meio ambiente Poluição do ar, águas Recursos não renováveis Desenvolvimento Econômico Emissões Líquidas/Gasosas Engenheiros Políticos Planejamento Reciclagem/ minimização Assessorias Meio ambiente Contaminação dos solos Acidentes Transporte Emissões Resíduos Meio físico e biológico Meio antrópico Biólogos Geógrafos Ecólogos Gestão Prevenção da poluição Comitês meio ambiente SGA’S Camada de ozônio Aquecimento global Biodiversidade Desenvolvimento Sustentável Desenvolvimento Sustentável Ciclo de vida Riscos Passivo Advogados Economistas Administradores

39 Gestão ambiental empresarial
A gestão ambiental empresarial e as influências Governo Empresa Sociedade Mercado ( Fonte: BARBIERI, José Carlos , 2004)

40 Gestão ambiental empresarial: abordagens
Características Controle da poluição Prevenção da poluição Estratégica Ações típicas Corretiva Corretiva e preventiva Corretivas, preventivas e antecipatórias Tecnologias de remediação e de controle no final do processo ( end of pipe) Conservação e substituição de insumos Antecipação de problemas e captura de oportunidades utilizando soluções de médio e longo prazos. Aplicação de normas de segurança Uso de tecnologias limpas ( Fonte: BARBIERI, José Carlos , 2004) 

41 Gestão ambiental empresarial: abordagens
Características Controle da poluição Prevenção da poluição Estratégica Percepção dos empresários Custo adicional Redução de custos e aumento da produção Vantagens competitivas Envolvimento da alta administração Esporádico Periódico Permanente e sistemático Áreas envolvidas Ações ambientais confinadas nas áreas produtivas As principais ações ambientais continuam confinadas nas áreas produtivas, mas há crescente envolvimento de outras áreas Atividades ambientais disseminadas pela organização ampliação das ações ambientais para toda a cadeia produtiva ( Fonte: BARBIERI, José Carlos , 2004) 

42 Gestão ambiental empresarial: Ciclo do PDCA
O ciclo PDCA evita que a empresa tenha um ciclo produtivo baseado no processo do serrote. MELHORIA Perda da melhoria por falta de sistematização dos procedimentos (rotina) TEMPO

43 Gestão ambiental empresarial: Ciclo do PDCA
P – Plan (Planejar); D - Do (fazer); C – Check (verificar); A – Act (Agir / melhorar) “Plan” Planejar “Act” Agir /melhorar “Check” Avaliar “Do” Executar - Definir as metas - Definir os métodos que permitirão atingir as metas propostas - Educar e treinar - Executar a tarefa - Atenuar de maneira corretiva e preventiva - Verificar os resultados da tarefa executada - Abandonar o que deu errado (lições aprendidas)

44 Gestão ambiental empresarial: Ciclo do PDCA
É uma metodologia que se preocupa com a melhoria continua dos processos TEMPO MELHORIA Análise de processo e novo padrão proposto P D C A ROTINA

45 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.1 – Requisitos Gerais: Diz o requisito “A organização deve estabelecer, documentar, implementar, manter e continuamente melhorar um sistema da gestão ambiental em conformidade com os requisitos desta Norma e determinar como ela irá atender a esses requisitos”. “ A organização deve definir e documentar o escopo de seu sistema da gestão ambiental”.

46 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.2 – Política Ambiental Diz o requisito “A alta administração deve definir a política ambiental da organização e assegurar que, dentro do escopo definido de seu sistema de gestão, a política. Seja apropriada a natureza, a escala e impactos ambientais de suas atividades, produtos e serviços; Inclua um comprometimento com a melhoria contínua e com a prevenção de poluição; Inclua um comprometimento em atender aos requisitos legais aplicáveis e outros requisitos subscritos pela organização que se relacionem a seus aspectos ambientais; Seja documentada, implementada e mantida; Seja comunicada a todos que trabalhem na organização ou que atuem em seu nome; Esteja disponível para o público.

47 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
Política pública ambiental - “ uma política ambiental é um conjunto de princípios e metas fundamentais que ajudam uma empresa a colocar em prática seu comprometimento ambiental. É o fundamento sobre o qual a melhoria do desempenho ambiental e um sistema de gestão ambiental ( SGA) podem ser construídos. ” ( Fonte: FANG, L. e outros , 2001)

48 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.3 – Planejamento 4.3.1 – Aspectos Ambientais 4.3.2 – Requisitos legais e outros 4.3.3 – Objetivos, metas e programa(s)

49 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.4 – Implementação e operação 4.4.1 – Recursos, funções, responsabilidade e autoridade 4.4.2 – Competência, treinamento e conscientização 4.4.3 – Comunicação 4.4.4 – Documentação 4.4.5 – Controle de documentos 4.4.6 – Controle Operacional 4.4.7 – Preparação e resposta a emergência

50 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.5 – Verificação 4.5.1 – Monitoramento e medição 4.5.2 – Avaliação do atendimento a requisitos legais e outros 4.5.3 – Não conformidade, ação corretiva e ação preventiva 4.5.4 – Controle de registros 4.5.5 – Auditoria interna

51 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
Análise pela administração “A alta administração da organização deve analisar o sistema de gestão ambiental, em intervalos planejados, para assegurar sua contínua adequação, pertinência e eficácia. As análises devem incluir: a avaliação de oportunidades de melhoria e a necessidade de alterações no sistema de gestão ambiental, inclusive da política ambiental e dos objetivos e metas ambientais. Os registros das análises pela administração devem ser mantidos”

52 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.6 - Análise pela administração “As entradas para análise pela administração devem incluir: Resultados das auditorias internas e das avaliações do atendimento aos requisitos legais e outros subscritos pela organização, Comunicação(ões) proveniente(s) de partes interessadas externas, incluindo reclamações. O desempenho ambiental da organização, Extensão na qual foram atendidos os objetivos e metas, Situação das ações corretivas e preventivas,

53 Sistema de gestão ambiental: Leitura e interpretação
4.6 - Análise pela administração “As entradas para análise pela administração devem incluir: Ações de acompanhamento das análises anteriores, Mudança de circunstâncias, incluindo desenvolvimento em requisitos legais e outros relacionados aos aspectos ambientais, e Recomendações de melhoria. As saídas da análise pela administração devem incluir quaisquer decisões e ações relacionadas a possíveis mudanças na política ambiental, nos objetivos, metas e em outros elementos do sistema de gestão ambiental, consistentes com o comprometimento com a melhoria contínua.

54 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
De acordo com a BS 7750 Fonte: Barbieri, 2004, p.142) Comprometimento corporativo Revisão inicial Política ambiental Revisões Organização e pessoal

55 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
Política ambiental Manual de gerenciamento ambiental Objetivos e metas Avaliação e registros de efeitos Levantamento da Legislação ambiental Organização e pessoal Auditorias ambientais Manual de gerenciamento ambiental Controle Operacional Registros Revisões Fonte: Barbieri, 2004, p.142)

56 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
NBR ISO 9000:2000 NBR ISO 14001:2004 Introdução Generalidades Abordagem de processo Relação com a NBR 9004 Compatibilidade com outros sistemas de gestão 0.1 0.2 0.3 0.4 Objetivo Aplicação 1 1.1 1.2 Referência Normativa 2 Termos e Definições 3 Definições Sistema de Gestão da Qualidade 4 Requisitos do Sistema da Gestão Ambiental

57 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
NBR ISO 9000:2000 NBR ISO 14001:2004 Requisitos Gerais 4.1 Requisitos de Documentação Generalidades Manual da Qualidade Controle de Documentos Controle de Registros 4.2 4.2.1 4.2.2 4.2.3 4.2.4 4.4.4 4.4.5 4.5.3 Doc. do sistema de Gestão Ambiental Registros Responsabilidade da Direção 5 4.4.1 Estrutura e Responsabilidade Comprometimento da Direção 5.1 Política Ambiental Foco no Cliente 5.2 4.3.1 4.3.2 Aspectos Ambientais Requisitos Legais e outros requisitos.

58 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
Estrutura e Responsabilidade 4.4.1 5.5.1 5.5.2 Responsabilidade e autoridade Representante da Direção Requisitos Gerais 4.1 5.5 Responsabilidade, autoridade e comunicação Programa(s) de gestão ambiental 4.3.4 5.4.2 Planejamento do Sistema de Gestão da Qualidade Objetivos e Metas 4.3.3 5.4.1 Objetivos da Qualidade Política Ambiental 4.3 5.4 Política da Qualidade NBR ISO 14001:2004 NBR ISO 9000:2000

59 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
Treinamento, Conscientização e Competência 4.4.2 6.2.2 Competência, conscientização e treinamento Estrutura e Responsabilidade 4.4.1 6 6.1 6.2 6.2.1 Gestão de Recursos Provisão de Recursos Recursos Humanos Generalidades Análise Crítica pela administração 4.6 5.6 5.6.1 5.6.2 5.6.3 Análise Crítica pela direção Entradas para análise crítica Saída da análise crítica Comunicação 4.4.3 5.5.3 Comunicação Interna NBR ISO 14001:2004 NBR ISO 9000:2000

60 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
Aspectos Ambientais Requisitos Legais e outros requisitos Controle Operacional 4.3.1 4.3.2 4.3.3 7.2.1 Determinação de requisitos relacionados ao produto 4.4.6 7.1 7.2 Planejamento da Realização do Produto Processos relacionados ao cliente Implementação e Operação 4.4 7 Realização do Produto Estrutura e Responsabilidade 4.4.1 6.3 6.4 Infra-estrutura Ambiente de trabalho NBR ISO 14001:2004 NBR ISO 9000:2000

61 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
Controle Operacional 4.4.6 7.3 7.3.1 7.3.2 7.3.3 7.3.4 7.3.5 7.3.6 7.3.7 7.4 7.4.1 7.4.2 7.4.3 Projeto e desenvolvimento Planej. do projeto e desenvolvimento Entradas de projeto e desenvolvimento Saidas de projeto e desenvolvimento Análise Crítica de proj. Desenvolv. Verificação de proj. Desenvolv. Validação de proj. Desenvolv Controle de Alterações de Proj. e Des Aquisição Processo de Aquisição Informções de Aquisição Verificação do Produto Adquirido Comunicação 4.4.3 7.2.3 Comunicação com o cliente Aspectos Ambientais 4.3.1 7.2.2 Análise Crítica dos requisitos relacionados ao produto NBR ISO 14001:2004 NBR ISO 9000:2000

62 Dicas para implementar a ISO 14001:2004
Controle Operacional 4.4.6 7.5 7.5.1 7.5.3 7.5.4 7.5.5 Produção e fornecimento de Serviço Controle de Produção e Forn de Serv Valid dos Proc de prod e forn e Serv Identificação e Rastreabilidade Propriedade do cliente Preservação do Produto Comunicação 4.4.3 7.2.3 Comunicação com o cliente Aspectos Ambientais 4.3.1 7.2.2 Análise Crítica dos requisitos relacionados ao produto NBR ISO 14001:2004 NBR ISO 9000:2000

63 Sustentabilidade e Gestão Ambiental
Desenvolvimento Sustentado: “Implica na melhoria da qualidade de vida humana´; mas , dentro da capacidade de suporte do ecossistema: é uma estratégia de desenvolvimento que administra todos os ativos, os recursos naturais e os recursos humanos, assim como os ativos financeiros e físicos, de forma compatível com o crescimento da riqueza e do bem estar a longo prazo ” (KLINK, C. A, 2001, p. 78).

64 Sustentabilidade e Gestão Ambiental
Desenvolvimento Sustentável: “É aquele que faz face às necessidades da geração presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazer suas próprias necessidades” (BRUNDTLAND, apud, BARTHOLO, 2001, p. 79)

65 Sustentabilidade e Gestão Ambiental
FOCO DO Planejamento Ambiental HOJE O FOCO ESTÁ NA PREVENÇÃO ANTERIORMENTE O FOCO ESTAVA NO CONTTROLE (Tecnologia de Fim de Tubo) ECOLOGIA INDUSTRIAL CONSUMO SUSTENTÁVEL MODIFICAÇÃO DO PRODUTO TRATAR DISPOR REMEDIAR RECICLAR FORA DO PROCESSO MELHORIA NA OPERAÇÃO MODIFICAÇÃO DO PROCESSO RECICLAR NO PROCESSO TENDÊNCIAS

66 Referenciais Bibliográficos
ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas. ABNT NBR ISO Sistema da gestão ambiental – requisitos com orientações para uso. 2ª edição, dezembro de 2004. NBT ISO – Sistema de gestão ambiental – Diretrizes gerais sobre princípios, sistemas e técnicas de apoio. Outubro de 1996. BARBIERI, José Carlos. Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos. São Paulo, Ed. Saraiva, 2004. BV – BUREAU VERITAS – ISO – Seminário Gerencial. São Paulo:BV,2007 ENCINAS, Cristiane Gantus. Possibilidades de futuro: educação ambiental, cidadania e projetos de transformação. São Paulo, Editora TECMEDD, 2004. FANG , Liping; BAPTISTA, Manuel Victor da Silva e BARDECKI, Michal. Sistema de gestão ambiental. Brasilia, SENAI, 2001.

67 Referenciais Bibliográficos
14000: como atualizar o sistema de Gestão Ambiental com eficácia. São Paulo, Ed. Atlas, 2001. LITTLE, Paul E. Política ambientais no Brasil: análises, instrumentos e experiências. São Paulo: Ed. Peirópolis,Brasília: IIEB, 2003 MOREIRA, Maria Suely. Estratégia e implantação do sistema de gestão ambiental ( modelo ISO 14000). Belo Horizonte, Editora de Desenvolvimento Gerencial, 2001. OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Planejamento estratégico: conceitos, metodologia, prática. 21ª ed. São Paulo: Atlas, 2004 REIS, Luis Felipe Sanches de Souza Dias e QUEIROZ, Sandra Mara Pereira. Gestão ambiental em pequenas e médias empresas. Rio de Janeiro, Qualitymark Ed., 2002. SEIFFERT, Mari Elizabete Bernardini. ISO14001 Sistemas de gestão ambiental: implantação objetiva e econômica. São Paulo: Atlas, 2005.

68 Referenciais Bibliográficos
COIMBRA, José de Ávila Aguiar. O outro lado do meio ambiente. Campinas: millennium, 2002. BARTHOLO, Roberto, Jr et al. A difícil sustentabilidade: política energética e conflitos ambientais. Rio de Janeiro: Editora Garamond, FIGUEIREDO, Guilherme José Purvin de. Direito ambiental e a saúde dos trabalhadores. São Paulo: LTR, 2000. LIMA E SILVA, Pedro Paulo de, et al. Dicionário brasileiro de ciências do meio ambiente. Rio de Janeiro: THEX Editora, 1999. MORANDI, S. e GIL, I. C. Tecnologia e Ambiente. São Paulo: Copidart, 2000. PHILLIPI, Arlindo, Jr. et al. Meio ambiente, direito e cidadania. São Paulo: Signus, 2002.

69 Faculdade SENAI de Tecnologia Ambiental
MUITO OBRIGADO! Contatos: Faculdade SENAI de Tecnologia Ambiental Criando Atividade Treinamento e Consultoria Ltda Rua Paranapanema, 50 – Ap. 34A Vila da Saúde SÃO PAULO - SP Prof e Eng. Fernando Codelo Nascimento Fone: Cel


Carregar ppt "SEMINÁRIO GESTÃO AMBIENTAL: um passo para a sustentabilidade"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google