A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Www.sescoopsp.coop.br Departamento de Formação Profissional Gerência - Alexandre Ambrogi Coordenação Flávia Afonso – Coordenadora de Cursos Livres e Aprendizagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Www.sescoopsp.coop.br Departamento de Formação Profissional Gerência - Alexandre Ambrogi Coordenação Flávia Afonso – Coordenadora de Cursos Livres e Aprendizagem."— Transcrição da apresentação:

1 Departamento de Formação Profissional Gerência - Alexandre Ambrogi Coordenação Flávia Afonso – Coordenadora de Cursos Livres e Aprendizagem Lucilla Araujo - Coordenadora de Cursos In Company e ADH

2 Produtos e Serviços oferecidos A Formação Profissional do Sescoop/SP oferece às cooperativas do Estado: Educação Continuada, por meio de cursos e palestras de curta e média duração; Programa Aprendiz Cooperativo, através de formação e acompanhamento de jovens aprendizes nas cooperativa; Fomento à pós graduação, por meio de bolsas de estudo em temas que visem melhoria da gestão e desenvolvimento dos negócios cooperativistas. A seguir, conheça mais sobre cada um dos projetos.

3 OBJETIVO Ampliar o acesso das cooperativas à educação em gestão cooperativista, alinhada as suas reais necessidades, com foco na eficiência e na competitividade; Contribuir para viabilizar as principais demandas das cooperativas em Formação Profissional; Contribuir para o aprimoramento da gestão e dos resultados das cooperativas. Os cursos buscam atender necessidades específicas dos diferentes ramos do cooperativismo e oferecem oportunidades de aperfeiçoamento profissional em diversas áreas de conhecimento. PÚBLICO ALVO Dirigentes, cooperados e colaboradores de cooperativas regulares com o Sistema OCESP.

4 ATENDIMENTO São oferecidos mais de 200 títulos de cursos e palestras, distribuídos em 23 áreas do conhecimento. Visite e conheça a carga horária, o objetivo e o conteúdo de cada ação.http://www.sescoopsp.org.br/default.php?p=texto.php&c=educacao_continuada Os cursos e palestras são ministrados por consultorias parceiras reconhecidas no mercado, que são credenciadas no Edital 017/2010. Consulte nossa lista de parceiros disponível por temas em FORMA DE SOLICITAÇÃO As cooperativas devem solicitar os cursos e palestras no período de Planejamento e Replanejamento abertos pelo Sescoop/SP, por meio do sistema Supravizio.

5 VALORES PAGOS Os valores pagos pelo Sescoop/SP às instrutorias parceiras são regulamentados pelo Edital 017/2010, disponível em Para cursos a partir de 4h de duração, é pago até R$200,00 por hora/aula. Para palestras de 1h a 3h de duração, é pago até R$2.000,00 por palestra. As cooperativas podem solicitar em seu Planejamento Anual até 5 palestras por ano. Não há limites de solicitação para cursos. FORMAS DE ATENDIMENTO A partir das demandas recebidas no Planejamento das cooperativas, será analisado pela equipe técnica do Sescoop/SP o formato de atendimento adequado: In Company ou Livre.

6 IN COMPANY – características Ações programadas e organizadas a partir das demandas específicas da cooperativa levantadas pelo Agente de Desenvolvimento Humano – ADH, de acordo com o diagnóstico de necessidades de desenvolvimento das áreas, e que possuam o número mínimo de participantes informado no sistema Supravizio necessário para realizar turma exclusiva para a cooperativa; É de responsabilidade da cooperativa realizar as inscrições de seu público, organizar infraestrutura (sala, recursos audiovisuais, coffee break), preencher e enviar ao Sescoop/SP lista de presença, avaliação de reação, formulário de cadastro; As ações atendidas nesse formato constarão no documento de Planejamento Anual a ser assinado pela cooperativa, junto ao Termo de Parceria; A cooperativa deve preencher no sistema Supravizio a RREP - Requisição para Realização de Eventos/Projetos 30 dias antes da data de realização do curso/palestra.

7 LIVRES – características Ações programadas e organizadas pelo Sescoop/SP, definidas a partir de demandas semelhantes de cooperativas de uma mesma cidade ou região; Levantadas através de solicitações de cooperativas feitas pelo Supravizio, para cursos que não continham número mínimo de participantes necessário para realizar turma exclusiva para a cooperativa; A organização do evento é de responsabilidade do Sescoop/SP; Os cursos e palestras previstos são disponibilizados no site do Sescoop/SP php php A cooperativa deve acessar o site e inscrever seus colaboradores e cooperados interessados para cada curso; As ações atendidas nesse formato não constarão no documento de Planejamento Anual a ser assinado pela cooperativa, junto ao Termo de Parceria.

8 DICAS IMPORTANTES PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANEJAMENTO DE CURSOS E PALESTRAS ASSERTIVO Insira no sistema Supravizio todas as ações que as áreas de sua cooperativa tem interesse e condições de realizar ao longo do ano, independentemente do número de participantes. Isso ajudará o Sescoop/SP a cruzar demandas semelhantes em cidades e regiões e oferecer uma grade de cursos livres que atenda à sua necessidade; Alinhe as necessidades de treinamento ao Planejamento Estratégico de sua cooperativa e priorize temas que vão ao encontro dos objetivos traçados para 2014; Utilize o histórico de previsão x realização de treinamentos como indicador para mensurar a quantidade de ações a serem solicitadas; Se necessário, apresente aos gestores e diretoria os programas e projetos nos quais o Sescoop/SP pode ser parceiro de sua cooperativa. Se preferir, solicite uma visita dos técnicos do Sescoop/SP para esclarecimento sobre os projetos de interesse. A efetividade do seu Planejamento dependerá do envolvimento dos gestores de áreas a serem capacitadas. Procure elaborar o Planejamento Anual com a participação de todos;

9 DICAS IMPORTANTES PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANEJAMENTO DE CURSOS E PALESTRAS ASSERTIVO Ajude as áreas de sua cooperativa a identificar as competências a serem desenvolvidas em sua equipe. Procure investigar e entender a demanda de treinamento solicitada. O ADH das cooperativas foi capacitado para realizar o diagnóstico de necessidades de desenvolvimento de maneira efetiva; Não se esqueça das necessidades de treinamento de cooperados e dirigentes; Observe que o Sescoop/SP oferece cursos e palestras de temas técnicos e comportamentais. Procure capacitar seus colaboradores e cooperados em ambas competências; Após levantar todos os temas e datas, distribua em um calendário e levante algumas questões: uma mesma equipe tem mais de 16h de treinamento dentro do mesmo mês? O gestor tem condição de liberar a equipe toda?

10 DICAS IMPORTANTES PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANEJAMENTO DE CURSOS E PALESTRAS ASSERTIVO Não se esqueça de considerar peculiaridades do negócio de sua cooperativa na hora de organizar a agenda de treinamentos: existem períodos nos quais o volume de trabalho impede a liberação dos funcionários para treinamentos (colheita, eventos internos, maior atendimento em hospitais, etc)? Existem meses em que muitos colaboradores saem de férias? Existem treinamentos obrigatórios a serem feitos até uma data específica do ano? Quando pronto, submeta à aprovação da diretoria e dos demais gestores, para que todos sejam corresponsáveis na execução; Quando for solicitar a RREP, pesquise a instrutoria que melhor se adequa ao seu público- alvo. Entre em contato com a instrutoria para fazer o briefing sobre os objetivos esperados com o treinamento. Lembre-se de pesquisar os valores praticados, pois algumas consultorias cadastradas podem cobrar um valor à parte da cooperativa, dependendo da distância entre a cooperativa e a sede da consultoria, período do treinamento, etc.

11 OBJETIVO Inserir profissionalmente, formar e acompanhar o desenvolvimento integral de jovens aprendizes nas cooperativas do Estado de São Paulo, atendendo aos princípios da cooperação e da legislação brasileira, por meio de uma contratação socialmente responsável. PÚBLICO ALVO Prioritariamente jovens de 16 a 18 anos, contratados pelas cooperativas do Sistema OCESP em regime de aprendizagem.

12 ATENDIMENTO O Sescoop/SP atende às Cooperativas em cumprimento da Lei /00 das seguintes formas: 1. Programa Próprio: Grande São Paulo; 2. Parceria Entidades Qualificadas no interior do Estado. Grade de cursos: Auxiliar Administrativo – Duração do curso 18 meses; Cooperativa deverá cumprir de 5% a 15% da cota;

13 FORMA DE SOLICITAÇÃO As cooperativas devem solicitar os cursos e palestras no período de Planejamento e Replanejamento abertos pelo Sescoop/SP, por meio do sistema Supravizio. Se sua cooperativa já é atendida pelo Sescoop/SP, selecione no sistema a mesma entidade já utilizada. Veja abaixo as opções de entidades parceiras disponíveis no Supravizio: Entidade QualificadoraCidade atendida Programa Jovem Aprendiz - São Paulo Capital e Grande São Paulo Programa Jovem Aprendiz - Interior I - CIEE Interior de São Paulo Programa Jovem Aprendiz - Interior II - Casa Ruth Oswaldo Cruz Programa Jovem Aprendiz - Interior III - DCA Bebedouro Programa Jovem Aprendiz - Interior IV - Clasa Santo André Programa Jovem Aprendiz - Interior V - Novo Amanhecer Dracena Programa Jovem Aprendiz - Interior VI - Patrulheiros Campinas

14 VALORES PAGOS O valor pago varia entre as entidades qualificadoras parcerias do Sescoop/SP, conforme abaixo:

15 Projeto Pós Graduação OBJETIVO Fomentar a participação de cooperados e funcionários de cooperativas em cursos de pós graduação lato sensu cujas propostas pedagógicas sirvam à melhoria da gestão, ao desenvolvimento dos negócios e à sustentabilidade dos empreendimentos. PÚBLICO ALVO Dirigentes, cooperados e colaboradores de cooperativas regulares com o Sistema OCESP. ATENDIMENTO O apoio financeiro do SESCOOP/SP caracteriza-se pela concessão de bolsas de estudos a participantes de programas de pós graduação ofertados por instituições de ensino superior e que sejam do interesse das cooperativas. As propostas pedagógicas podem ser definidas pelo próprio Sescoop/SP, em parceria com as instituições, ou podem ser acolhidas entre as existentes no mercado, desde que aprovadas por um Comitê Especializado em Pós Graduação – CEPG.

16 Projeto Pós Graduação FORMAS DE SOLICITAÇÃO Para os cursos criados em parceria entre Instituições de Ensino Superior e o Sescoop/SP, o próprio Sescoop/SP fará a divulgação junto às cooperativas. As inscrições serão feitas diretamente junto às entidades executoras e, se necessário, os interessados participarão de processo seletivo. Os classificados farão suas solicitações de bolsas de estudos diretamente ao Sescoop/SP, que decidirá pela concessão se todos os requisitos estiverem presentes (vínculo do participante com a cooperativa e regularidade desta junto ao Sistema OCESP). Para os cursos ofertados no mercado pelas instituições, a cooperativa interessada deverá enviar ao Sescoop/SP a sua proposta pedagógica, para análise pelo CEPG. Se aprovada a proposta, os participantes inscritos nos cursos farão sua solicitação de bolsas de estudos diretamente ao SESCOOP/SP, que decidirá pela concessão se todos os requisitos estiverem presentes.

17 Projeto Pós Graduação VALORES PAGOS As bolsas de estudos corresponderão a um terço dos valores das mensalidades pagas pelos participantes. As bolsas de estudos serão pagas diretamente às instituições executoras dos cursos, devendo estas, necessariamente, firmar Termo de Cooperação Mútua com o Sescoop/SP.

18 Condições de atendimento Todas cooperativas poderão solicitar ações de Formação Profissional ao Sescoop/SP por meio do Supravizio, no caso de cursos e palestras de Educação Continuada e do Programa Aprendiz Cooperativo, e por meio de solicitação de bolsa de estudo, no caso de fomento à pós graduação. Entretanto, só poderão ser atendidas aquelas que estiverem regulares com o Sistema Ocesp. Confira se sua cooperativa está regular por meio do CNPJ no site

19 Obrigado!


Carregar ppt "Www.sescoopsp.coop.br Departamento de Formação Profissional Gerência - Alexandre Ambrogi Coordenação Flávia Afonso – Coordenadora de Cursos Livres e Aprendizagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google