A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACE. OBJETIVOS : Identificar a função e as estruturas anatômicas da face, tais como músculos, glândulas, vascularização e inervação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACE. OBJETIVOS : Identificar a função e as estruturas anatômicas da face, tais como músculos, glândulas, vascularização e inervação."— Transcrição da apresentação:

1 FACE

2 OBJETIVOS : Identificar a função e as estruturas anatômicas da face, tais como músculos, glândulas, vascularização e inervação.

3 Face

4 FACE - MÚSCULOS Características Os músculos faciais, em especial os da expressão facial, são exclusivos porque não possuem bainhas fasciais; A fáscia, com suas características, envolve e dá forma aos músculos, conectado-os aos ossos e ajudando a posicionar os mesmos. Muitas de suas fibras musculares inserem-se diretamente na pele.

5 FACE - MÚSCULOS Características Expressão facial Fixação: pele Bem inervados poucas fibras musculares por placa motora

6 FACE - MÚSCULOS Particularidades Seu tamanho, forma e grau de desenvolvimento dependem, entre outras coisas, de idade, dentição, gênero e variações individuais; Os lábios são a parte mais móvel da face, em virtude dos muitos músculos faciais que atuam sobre eles.

7 FACE - MÚSCULOS MÚSCULOAÇÃO Occipito-frontralMovimenta o couro cabeludo (escalpo) Corrugador do supercílioEleva as sobrancelhas Depressor do supercílioDeprime as sobrancelhas Orbicular do olhoFecha as pálpebras PróceroAproxima sobrancelhas.

8 FACE - MÚSCULOS NasalMovimenta as asas do nariz TemporalFecha a boca e retrai a mandíbula (mastigação) MasseterFecha a boca (mastigação) Zigomático maiorSorriso (movimentando os lábios e a asa do nariz) Zigomático menorSorriso (movimentando os lábios e a asa do nariz) Risório de SantoriniSorrir sem mostrar os dentes Depressor do ângulo da bocaDeprime o ângulo da boca

9

10 FACE - MÚSCULOS Levantador do ângulo da bocaEleva o ângulo da boca Orbicular da bocaMúsculo da boca. Fecha os lábios Levantador do lábio superiorEleva o lábio superior Depressor do lábio inferiorDeprime o lábio inferior Bucinador Localizado lateralmente à cavidade oral (forma as bochechas) e atua de forma indireta na mastigação, empurrando o bolo de alimento de volta aos dentes para serem mastigados.

11

12 FACE – INERVAÇÃO SENSORIAL Nervo principal Trigêmeo (V Par). Sensitivo

13 ATUAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA Alterações SSMO Paralisia Facial Queimaduras Faciais Traumas de Face Estética Facial

14 ATUAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA SSMO A fonoaudiologia tem como objetivo o restabelecimento das funções de respiração, mastigação, deglutição e fala visando o equilíbrio destas funções e da musculatura da face. O trabalho fonoaudiológico visa sobretudo prevenir, habilitar ou reabilitar estas funções. O tratamento fonoaudiológico voltado para os distúrbios miofuncionais orofaciais visa, sobretudo, a estabilidade e harmonia entre forma e função. O trabalho conjunto entre médico, ortodontista e fonoaudiólogo, com troca de informações, é o caminho mais indicado para o sucesso deste tipo de tratamento e maior satisfação dos pacientes.

15 ATUAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA PARALISIA FACIAL Apresenta-se como uma fraqueza ou paralisia dos músculos faciais dificultando a expressão das emoções através da face. O músculo orbicular dos lábios é um dos mais prejudicados, não permitindo o fechamento dos lábios e impedindo a correta realização de [p, b, m] e do vedamento labial para alimentação. A preocupação em lançar mão de cuidados para com estes pacientes, dá-se em virtude da ausência da mímica facial considerada importante como participante da comunicação oral. Um dos objetivos da terapia é favorecer a comunicação desses pacientes, incrementando a utilização de gestos juntamente com a fala na tentativa não só de prender a atenção do interlocutor, mas principalmente para abrandar os efeitos da alteração de fala.

16 ATUAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA QUEIMADURAS FACIAIS As queimaduras que atingem a face podem acarretar cicatrizes que prejudicam a capacidade de comunicação, assim como a funcionalidade do sistema motor oral dos indivíduos queimados. Os pacientes apresentam graves alterações morfológicas que comprometem a realização de algumas funções do sistema estomatognático e, conseqüentemente, afetando a mímica facial, comunicação verbal e alimentação por via oral. O objetivo da intervenção é aumentar a abertura máxima da boca facilitando a alimentação; restabelecer a ação muscular, promovendo uma melhor relação de força entre a pele e o músculo; auxiliar no pré e pós-cirúrgico, preparando a musculatura para a intervenção e depois readaptando-a as suas funções normais. Nos casos de queimadura inalatória, a fonoaudiologia atua desde a fase aguda, obtido o equilíbrio do estado clínico, procede-se a avaliação vocal do paciente.

17 ATUAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA TRAUMAS DE FACE No caso das fraturas de face, devido à imobilização, há redução dos movimentos dos músculos faciais, com redução também de abertura bucal e das atividades das funções do sistema estomatognático. A atuação fonoaudiológica nos casos de traumas de face devem respeitar o tempo de estabilização da fratura e colaborar para o restabelecimento do equilíbrio funcional da atividade muscular por meio de manobras internas, alongamento dos feixes mastigatórios ou faciais.

18 ATUAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA ESTÉTICA FACIAL O conhecimento que o fonoaudiólogo detém da musculatura e inervação facial tem proporcionado um trabalho de tonificação muscular associado ao funcionamento adequado das funções estomatognáticas, oferecendo ao paciente um equilíbrio miofuncional e estético satisfatório, somando-se ao tratamento médico realizado. Devido a contração exagerada dos músculos é responsável pelo aparecimento das marcas ao redor da boca. A tensão e o excesso de expressividade facial faz com que a musculatura marque a pele e, conseqüentemente, facilita o aparecimento de rugas. A idéia das sessões de Fonoaudiologia Estética, portanto, é ensinar a relaxar os músculos, bem como tonificar aqueles que não são tão usados,para que escapem da flacidez. Assim como no resto do corpo, não é bom que a musculatura do rosto fique fortalecida ou flácida demais. A escassez ou o excesso de mímica facial pode provocar o desgaste de fibras elásticas e colagenas, o que leva ao aparecimento de marcas de expressão. Por isso, é preciso buscar equilíbrio.

19 BIBLIOGRAFIA SOBOTTA, J./ Becher, H./ Werneck, Wilma Lins. Atlas de anatomia humana, v. 1, 20ª Ed., Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, ZEMLIN, W. Princípios de Anatomia e Fisiologia em Fonoaudiologia, 4ª Ed., Porto Alegre, Artmed, 1998.


Carregar ppt "FACE. OBJETIVOS : Identificar a função e as estruturas anatômicas da face, tais como músculos, glândulas, vascularização e inervação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google