A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REFLEXÕES SOBRE O ENSINO DE CIÊNCIAS E A ESCOLHA DO LIVRO DIDÁTICO Encontro dos Professores de Ciências CENFOP - 27 de maio de 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REFLEXÕES SOBRE O ENSINO DE CIÊNCIAS E A ESCOLHA DO LIVRO DIDÁTICO Encontro dos Professores de Ciências CENFOP - 27 de maio de 2010."— Transcrição da apresentação:

1 REFLEXÕES SOBRE O ENSINO DE CIÊNCIAS E A ESCOLHA DO LIVRO DIDÁTICO Encontro dos Professores de Ciências CENFOP - 27 de maio de 2010

2 Existe um alto grau de desvinculação entre a atividade científica e a vida cotidiana; Não há consciência de em que medida a atividade científica/ tecnológica participa e afeta nossa realidade diária; A imagem do cientista na sociedade responde a esteriótipos muito marcados; Para os alunos a ciência escolar é rotineira, é chata, pouco útil e muito difícil; Os interesse dos alunos estão centrados na ação, no diálogo, na confrontação de idéias, no trabalho em equipe, na experimentação, na reflexão conjunta, na busca de novos questionamentos; As aulas de ciência não conseguem transmitir o caráter de empresa vital, humana, fascinante, indagadora, aberta, tolerante, útil e criativa que tem a atividade científica; Existem nos mestres uma brecha muito ampla entre o que consideram importante fazer e o que realmente fazem, o qual gera uma valorização questionada por parte dos estudantes. Fonte: La popularizáción de la ciencia y la tecnologia, E. Martinez/J.Flores, RedPop

3 A Ciência está ficando tão complexa que é impossível, mesmo ao cientista, dominar todo o conhecimento no âmbito de uma única especialidade, que tipo de conhecimento efetivo pode-se esperar que uma pessoa possa desenvolver na educação básica, sobre o conjunto das ciências? (Menezes, 2000)

4 Define-se letramento em Ciências como a capacidade de usar conhecimento científico, identificar questões e tirar conclusões com base em evidências, para entender e ajudar a tomar decisões sobre o mundo natural e as mudanças nele provocadas pela atividade humana. PISA – Programa Internacional de Avaliação de Estudantes – 2003 (PISA/OCDE)

5 O que dizem os PCNs sobre os conteúdos... Persiste uma tendência que os aborda de modo estanque nas disciplinas científicas, tais como se consagraram há mais de um século, e de forma caricatural.

6 Geologia, dentro de água, ar e solo; Zoologia e Botânica, como sendo classificação dos seres vivos; Anatomia e Fisiologia humana, como sendo todo o corpo humano; Física, como fórmulas, Química, como o modelo atômico- molecular e a tabela periódica. As interações entre os fenômenos, e destes com diferentes aspectos da cultura, no momento atual ou no passado, estudadas recentemente com maior ênfase nas Ciências Naturais, estão ausentes.

7 A compreensão do que é Ciência por meio desta perspectiva enciclopédica, livresca e fragmentada não reflete sua natureza dinâmica, articulada, histórica e não neutra, conforme é colocada atualmente. Está ausente a perspectiva da Ciência como aventura do saber humano, fundada em procedimentos, necessidades e diferentes interesses e valores. PCNs

8 O ensino de Ciências Naturais não se resume na apresentação de definições científicas, como em muitos livros didáticos, em geral fora do alcance da compreensão dos alunos. Definições são o ponto de chegada do processo de de chegada do processo de ensino, aquilo que se pretende que ensino, aquilo que se pretende que o estudante compreenda sistematize, ao longo ou ao final de suas investigações. o estudante compreenda sistematize, ao longo ou ao final de suas investigações.

9 Utilização de observações, experimentação, jogos, diferentes fontes textuais para obter e comparar informações, por exemplo, despertam o interesse dos estudantes pelos conteúdos e conferem sentidos à natureza e à ciência que não são possíveis ao se estudar Ciências Naturais apenas em um livro. Sugestões dos PCNs

10 Valorizar: o conhecimento prévio do aluno, a investigação, a observação cuidadosa, a experimentação, o registro preciso, a comunicação, a troca, e demais procedimentos característicos utilizados na produção científica.

11 PNLD 2011 Ciências Ministério da Educação da Educação

12 Criado por meio do Decreto-lei nº , de 1985 e regulamentado pelo Decreto 7.084, de 27/01/2010, o Programa Nacional do Livro Didático tem por objetivo fornecer aos alunos da rede pública material didático de qualidade. Programa Nacional do Livro Didático

13 construção da autonomia da escola e do professor; fortalecimento do projeto pedagógico da Escola. A escolha do Livro Didático deve favorecer:

14 Cronograma de atividades PNLD Previsão de data Atividade 21 de maio Encontro para orientação dos coordenadores e diretores sobre o processo de escolha. 24 a 28 de maio Encontro com os professores das áreas (6º ao 9º ano) para análise do Guia do Livro Didático e orientações do processo de escolha. 30 de maio a 10 de junho Análise na escola durante as coordenações por área e para a seleção das coleções. Até 21 de junho Reunião da escolha, que deverá ocorrer na escola com a participação de todos os professores. 21 de junho a 04 de julho Registro da escolha na internet.

15 Veicular informação correta, precisa, adequada e atualizada Formar, mais que informar; enfatizar processos mais que resultados, conceitos, mais que conteúdos Formar cidadãos Aspectos centrais

16 discussão e participação de professores na escolha dos materiais didáticos A escolha A escolha

17 O uso do livro didático Os efeitos positivos do livro didático nas escolas não dependem apenas de uma boa escolha do livro, mas também de um uso adequado desse instrumento em sala de aula.

18 O Guia traz as resenhas das 11 coleções aprovadas no PNLD/2011 As resenhas contêm informações que ajudam a escolher o livro didático que seja mais adequado ao trabalho com os alunos e ao projeto político- pedagógico da escola. Expressam uma avaliação de cada coleção, feita por educadores que estão envolvidos com o ensino do 6º ao 9º ano, com base nos critérios publicados pelo Ministério da Educação.

19 Características Analisadas Abordagem do Conteúdo; Abordagem Pedagógica; Atividades Experimentais e investigação científica; Manual do Professor; Projeto Gráfico.

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32 Análise das resenhas

33 As coisas têm muitos jeitos de ser, depende do jeito da gente ver. É bom ver de um jeito agora, ver de outro jeito depois, e melhor ainda ver na mesma hora os dois." Jandira Masur

34 ATIVIDADE 1 PNLD Programa Nacional do Livro Didático – CIÊNCIAS Considere os critérios de seleção, citados nas resenhas, e responda: Abordagem do conteúdo; Abordagem pedagógica; Atividades experimentais e investigações científicas; Manual do professor; Projeto gráfico.CIÊNCIAS

35 ATIVIDADE 2 PNLD Programa Nacional do Livro Didático – CIÊNCIAS VOCÊ ESCOLHERIA ESSE LIVRO PARA SUA ESCOLA? ( ) SIM ( ) NÃO Justifique sua resposta: ________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________

36 Ciências Gewandszajer Ciências C. Barros Ciências Integradas Ciências Atitude e C Ciências BJ Ciências Naturais Ciências N. Aprendendo Ciências, N & Cotidiano Construindo Consciencias Perspectiva Ciências Projeto Radix Níveis de Qualificação (-) (+)

37 Acesse o nosso blog: cenfopciencias.wordpress.com Envie suas dúvidas, sugestões, atividades e experiências pedagógicas para o nosso Contato: 8397, 8389,8395, 8399 Priscila Binatto


Carregar ppt "REFLEXÕES SOBRE O ENSINO DE CIÊNCIAS E A ESCOLHA DO LIVRO DIDÁTICO Encontro dos Professores de Ciências CENFOP - 27 de maio de 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google