A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

[MR] Administração pública Márcia Rejane.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "[MR] Administração pública Márcia Rejane."— Transcrição da apresentação:

1 [MR] Administração pública Márcia Rejane

2 [MR] Apresentação Márcia Rejane Consultora, Auditora, mestranda e professora.

3 [MR] Apresentações iniciais –Teoria x prática –Maneiras de estudar –Material

4 [MR] Edital do concurso de 2010 ADMINISTRAÇÃO GERAL. 1.Características básicas das organizações formais modernas: tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios de departamentalização. 2.Processo organizacional: planejamento, direção, comunicação, controle e 2.Processo organizacional: planejamento, direção, comunicação, controle eavaliação.

5 [MR] Edital do concurso de 2010 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. 3. Organização administrativa: centralização e descentralização. Administração patrimonialista, burocrática e gerencial. 4. Planejamento Estratégico.

6 [MR] Processo administrativo Abordagem Neoclássica*

7 [MR] Planejamento Planejamento Organização Organização Direção Direção Controle Controle

8 [MR] O processo administrativo inicia-se com o planejamento, passando pela organização e direção. Finalmente, o controle tem a função de subsidiar um novo planejamento, que reiniciará o ciclo administrativo.

9 [MR] Planejamento Planejar significa que os administradores devem pensar antecipadamente em seus objetivos e ações, e que seus atos sejam baseados em algum método, plano ou lógica e não em palpites.

10 [MR] Organização É o processo de arrumar e alocar o trabalho, a autoridade e os recursos entre membros da organização de modo que eles possam alcançar eficientemente os objetivos da mesma.

11 [MR] Direção É o processo de mobilizar e acionar os recursos, especialmente as pessoas, para realizar as atividades que conduzirão aos objetivos.

12 [MR] Controle É acompanhar se o que foi planejado foi executado e se o que foi executado foi planejado, propondo melhorias onde ocorreram os desvios.

13 [MR] Quando essas funções administrativas estão integradas e interagindo são tratadas como Processo Administrativo.

14 [MR] Planejamento

15 Planejar significa determinar onde se pretende chegar, o que deve ser feito, quando, como, quem e em que sequência será feito.

16 [MR] 1. O planejamento é orientado para resultados; Desempenho orientado para metas.

17 [MR] 2. O planejamento é orientado para prioridades; O mais importante receberá atenção especial.

18 [MR] 3. O planejamento é orientado para vantagens; Alocar e dispor recursos para melhorar o desempenho.

19 [MR] 4. O planejamento é orientado para mudanças. Antecipa problemas que certamente aparecerão.

20 [MR] Fases do planejamento 1. Para onde queremos ir? = Definição dos objetivos;

21 [MR] Fases do planejamento 2. Onde estamos agora? = Qual a situação atual;

22 [MR] Fases do planejamento 3. O que temos pela frente? = Quais as premissas em relação ao futuro;

23 [MR] Fases do planejamento 4.Quais os caminhos possíveis? = Quais as alternativas de ação?

24 [MR] Fases do planejamento 5.Qual o melhor caminho? = Qual a melhor alternativa?

25 [MR] Fases do planejamento 6.Como iremos percorrê-lo? = Implemente o plano escolhido e avalie os resultados.

26 [MR] Vantagens Melhora a coordenação; Melhora a coordenação; Melhora o controle;

27 [MR] Vantagens Melhora a administração do tempo; e, Melhora a administração do tempo; e, Aumenta o foco e a flexibilidade.

28 [MR] Tipos de planejamento Estratégico;Tático;Operacional.

29 [MR] Tipos x características Estratégico: Institucional; Genérico e sintético;Macro orientado, aborda a organização com um todo; Longo prazo; Estratégico: Institucional; Genérico e sintético;Macro orientado, aborda a organização com um todo; Longo prazo;

30 [MR] Tipos x características Tático: Intermediário; Menos genérico e mais detalhado; Aborda cada unidade organizacional em separado; Médio prazo; Tático: Intermediário; Menos genérico e mais detalhado; Aborda cada unidade organizacional em separado; Médio prazo;

31 [MR] Tático Exemplos: - Planos de produção - Planos financeiros - Planos de marketing - Planos de recursos humanos

32 [MR] Tipos x características Operacional: Operacional; Detalhado e analítico; Micro orientado, aborda cada operação em separado;Curto prazo. Operacional: Operacional; Detalhado e analítico; Micro orientado, aborda cada operação em separado;Curto prazo.

33 [MR] Exemplos: - Procedimentos = métodos; - Orçamentos = custos; - Programas/programações = tempo; - Regulamentos = comportamento das pessoas.

34 [MR] Resumindo Estratégico – incerteza e imprevisibilidade, longo prazo e ação global;

35 [MR] Resumindo Tático – Médio prazo, departamental;

36 [MR] Resumindo Operacional- Certeza e previsibilidade, curto prazo e ação específica.

37 [MR] Planejamento Estratégico Uma abordagem prática

38 [MR] O que é O Planejamento Estratégico é um ferramenta gerencial que permite que se estabeleça um direcionamento, com o objetivo de otimizar a relação entre a empresa e seu ambiente.

39 [MR] Como fazer Definição da missão corporativa. Definição da missão corporativa. Definição da visão. Definição da visão. Definição dos valores. Definição dos valores. Análise da situação (FOFA/SWOT). Análise da situação (FOFA/SWOT). Formulação de objetivos. Formulação de objetivos. Formulação de estratégias, Implementação, controle e Feedback (PDCA). Formulação de estratégias, Implementação, controle e Feedback (PDCA).

40 [MR] SWOT

41 SWOT

42 Super importante Visão x Missão Visão x Missão SWOT SWOT BSC e suas perspectivas BSC e suas perspectivas PDCA PDCA

43 [MR] Missão Refrescar todos os consumidores em corpo, alma e mente. Inspirar momentos de otimismo através de nossas marcas e ações. Inspirar momentos de otimismo através de nossas marcas e ações. Criar valor e fazer a diferença onde quer que atuemos. Criar valor e fazer a diferença onde quer que atuemos.

44 [MR] Visão Queremos ser um dos melhores fabricantes de Coca-Cola no mundo. "um dos melhores": em crescimento de receita e retorno aos Stakeholders; "um dos melhores": em crescimento de receita e retorno aos Stakeholders; "fabricantes de Coca-Cola": uma Companhia orientada pelo cliente e focada no consumidor; "fabricantes de Coca-Cola": uma Companhia orientada pelo cliente e focada no consumidor; "no mundo": em comparação com os fabricantes de Coca-Cola com ações listadas em bolsa. "no mundo": em comparação com os fabricantes de Coca-Cola com ações listadas em bolsa.

45 [MR] Valores Paixão Paixão Brilho nos olhos Sede por mais Persistência Liderança Liderança Coragem para modelar um futuro melhor Encarar de frente os desafios Liderar o crescimento contínuo do negocio Ética Ética Respeito mútuo Fazer "o correto" e o que se diz Ser autêntico e dizer o que pensa

46 [MR] Valores Inovação Quebrar paradigmas e estimular a criatividade Buscar o inesperado e surpreender sempre Aproveitar as oportunidades Responsabilidade Responsabilidade Se tem que ser, depende de mim Cumprir compromissos Agir como dono do negócio Qualidade Qualidade Exigir sempre mais O que fazemos, fazemos bem feito Deixar tudo melhor do que como encontramos

47 [MR] Valores Comunicação ComunicaçãoAdequadaTransparente Contínua e integrada Colaboração Colaboração Valorizar os diferentes pontos de vista Explorar o trabalho coletivo Estar disponível e compartilhar o conhecimento

48 [MR] Missão A missão da Unilever é levar vitalidade para o dia-a-dia.

49 [MR] Visão A Unilever será reconhecida e admirada no Brasil por sua liderança inovadora e pela responsabilidade e respeito com que conduz seus negócios junto à sociedade e aos funcionários.

50 [MR] Missão e princípios Trabalhamos para criar um futuro melhor todos os dias A Missão Corporativa, a Visão e o Código de Princípios de Negócios norteiam as ações da Unilever no Brasil

51 [MR] Missão e princípios Trabalhando sempre com integridade Trabalhando sempre com integridade Impacto positivo Impacto positivo Compromisso contínuo Compromisso contínuo Promulgando nossas aspirações Promulgando nossas aspirações Trabalhando com outros Trabalhando com outros

52 [MR] Missão e princípios Trabalhando com outros Trabalhando com outros Queremos trabalhar com fornecedores que têm valores semelhantes aos nossos e que trabalhem com os mesmos padrões que nós trabalhamos. Nosso código de parceiros de negócios, alinhado ao nosso próprio código, consiste em dez princípios, abrangendo integridade nos negócios e responsabilidades relacionadas a funcionários, consumidores e meio ambiente.

53 [MR] SWOT

54 BSC É uma ferramenta utilizada na avaliação do desempenho organizacional, possuindo – em geral- quatro perspectivas: a) Financeira b) Do Cliente c) dos processos internos d) do aprendizado e do crescimento

55 [MR] Balanced Scorecard

56 [MR]

57 Alguns mapas

58 [MR] Distribuídos* Distribuídos*

59 [MR]

60

61

62

63 Objetivos estratégicos A Ação Estratégica é o esforço empreendido pelos integrantes de uma organização para possibilitar que o planejamento estratégico seja executado. Para tanto, os objetivos estratégicos são desdobrados em projetos e iniciativas.

64 [MR]

65

66 Organização O ato de organizar, estruturar e integrar os recursos e os órgãos incumbidos da administração.

67 [MR] Organização É o processo de arrumar e alocar o trabalho, a autoridade e os recursos entre membros da organização de modo que eles possam alcançar eficientemente os objetivos da mesma.

68 [MR] Estrutura organizacional Maneira pela qual as atividades da organização são divididas, organizadas e coordenadas. É a configuração dos órgãos e equipes da organização.

69 [MR] Estrutura organizacional 1. Vertical Hierarquia (Divisão de trabalho; cadeia de comando; e, autoridade, responsabilidade e delegação);Hierarquia (Divisão de trabalho; cadeia de comando; e, autoridade, responsabilidade e delegação); Amplitude (estreita/larga); e,Amplitude (estreita/larga); e, Grau de centralização/descentralização.Grau de centralização/descentralização. 2. Horizontal DepartamentalizaçãoDepartamentalização

70 [MR] Estrutura vertical

71 [MR] Estrutura vertical Envolve três fatores estreitamente relacionados entre si:

72 [MR] Fatores: a) A hierarquia administrativa; b) A amplitude de controle; e, c) O grau de centralização ou descentralização do processo de tomada de decisões da organização.

73 [MR] a) Hierarquia administrativa Tem a função de assegurar que as pessoas executem suas tarefas e deveres de maneira eficiente e eficaz.

74 [MR] a) Hierarquia administrativa Uma estrutura alta exige muitos níveis hierárquicos, uma baixa requer poucos níveis. Sendo conseqüência da divisão do trabalho, como um esquema de controle.

75 [MR] a.1) Divisão de trabalho a.2) Cadeia de comando a.3) Autoridade, responsabilidade e delegação.

76 [MR] a.1) Divisão de trabalho Como as organizações executam diversas tarefas, a especialização tornou-se sinônimo de eficiência.

77 [MR] a.1) Divisão de trabalho Sendo a divisão de trabalho o grau em que as tarefas organizacionais são dividas e fragmentadas em atividades separadas.

78 [MR] a.1) Divisão de trabalho Apesar das vantagens, muitas organizações estão ampliando cargos e atribuindo tarefas a equipes para que possam efetuar rotação entre os membros.

79 [MR] a.2) Cadeia de comando Linha contínua de autoridade que liga todas as pessoas da organização, mostrando quem está subordinado a quem.

80 [MR] a.2) Cadeia de comando Relacionada aos princípios da Teoria Clássica da Administração: o da unidade de comando (cada empregado deve ter apenas um chefe a quem se reportar) e o princípio escalar (linhas de autoridade definidas desde a cúpula até a base).

81 [MR] a.3) Autoridade, responsabilidade e delegação. Sendo poder a capacidade de afetar e controlar as ações e decisões das outras pessoas.

82 [MR] a.3) Autoridade, responsabilidade e delegação. E autoridade o direito formal e legítimo de tomar decisões, dar ordens e alocar recursos para alcançar objetivos organizacionais desejados.

83 [MR] A autoridade é formalmente estabelecida pela organização através do poder legitimado. A cadeia de comando reflete a hierarquia de autoridade que existe na organização.

84 [MR] Características da autoridade: - Decorrente da posição organizacional e não de pessoas; - Deve ser aceita pelos subordinados; - Flui pela hierarquia vertical.

85 [MR] Atribuição É o mecanismo através do qual a autoridade e responsabilidade são distribuídas entre as pessoas ou órgãos da organização.

86 [MR] Atribuição A pessoa recebe autoridade e responsabilidade através da atribuição.

87 [MR] Delegação É o processo pelo qual o administrador transfere autoridade e responsabilidade aos seus subordinados abaixo na hierarquia.

88 [MR] b) Amplitude administrativa/ de controle Significa o número de empregados que se devem reportar a um administrador.

89 [MR] b) Amplitude administrativa/ de controle Ou seja, quanto maior é a amplitude de controle, maior é o número de subordinados.

90 [MR] Amplitude estreita A estreita gera ainda estruturas organizacionais altas e alongadas, comunicação mais lenta e mais dificuldade de coordenação entre grupos.

91 [MR] Amplitude estreita A estreita gera custos administrativos maiores. Porém, as pessoas recebem maior atenção e suporte e possuem menos autonomia e oportunidade para autodireção;

92 [MR] Amplitude larga A amplitude de controle larga gera custos administrativos menores, a tarefa administrativa é mais complicada por haver mais subordinados;

93 [MR] Amplitude larga Porém, as pessoas são encorajadas a desenvolver mais habilidades e maior iniciativa.

94 [MR] c) Centralização/ Descentralização Centralização significa que a autoridade para tomar decisões está localizada no topo da organização.

95 [MR] c) Centralização/ Descentralização Do outro lado, a descentralização significa que a autoridade de decisão está distribuída em vários níveis organizacionais mais baixos.

96 [MR] Centralização

97 Vantagens da centralização - Controle, visto que, a centralização constitui o melhor método de controlar e coordenar as atividades e os recursos;

98 [MR] Vantagens da centralização - Custos, devido às economias de escala, uma função centralizada pode ser administrada com menos recursos do que uma descentralizada. Ex. Compras;

99 [MR] Vantagens da centralização - Novas tecnologias, o processo decisório através das ferramentas de sistemas de informação mais rápidos.

100 [MR] Descentralização

101 Vantagens da descentralização - Agilidade, respostas mais rápidas aos clientes e às condições locais;

102 [MR] Vantagens da descentralização - Independência, através do estímulo a criatividade;

103 [MR] Vantagens da descentralização - Novas tecnologias, A TI também permite maior descentralização, visto que, o controle de resultados pode ser monitorado através da informação em tempo real.

104 [MR] Estrutura horizontal

105 [MR] Estrutura Organizacional O desenho departamental significa a especialização horizontal da organização e os seus desdobramentos são denominados departamentos ou divisões.

106 [MR] Abordagens da departamentalização* a) Funcional; b) Divisional; c) Matricial; d) De equipes; e) De redes; f) Virtuais ou não físicas

107 [MR] a) Funcional A mais usual, agrupamento de atividades baseado nas habilidades, conhecimentos e recursos similares. Exemplo: produção, finanças, material, RH, Marketing e vendas. A mais usual, agrupamento de atividades baseado nas habilidades, conhecimentos e recursos similares. Exemplo: produção, finanças, material, RH, Marketing e vendas.

108 [MR] b) Divisional Os departamentos são agrupados juntos em divisões com base em resultados organizacionais, sendo as divisões autônomas para produzir um produto ou serviço. Ex. localização geográfica, produtos/serviços, processos ou clientes.

109 [MR] b.1)Geográfica ou territorial É denominada departamentalização territorial ou regional ou por localização geográfica.

110 [MR] b.1)Geográfica ou territorial Requer diferenciação e agrupamento das atividades de acordo com a localização onde o trabalho será desempenhado ou uma área de mercado e ser servida pela empresa.

111 [MR] b.2) Produtos/serviços Envolve diferenciação e agrupamento de atividades de acordo com o resultado da organização, isto é, de acordo com o produto ou serviço realizado.

112 [MR] b.2) Produtos/serviços Exemplos: hospitais – cirurgia, radiologia, pediatria; bancos: contas correntes, câmbio, cobrança, empréstimo; instituição de ensino: profissionalizantes, graduação, pós-graduação.

113 [MR] b.3) Por processos É freqüentemente utilizada nas empresas industriais nos níveis mais baixos da estrutura organizacional das áreas produtivas ou de operações.

114 [MR] b.4) Por clientes A organização na base da clientela envolve a diferenciação e o agrupamento das atividades de acordo com o tipo de pessoa ou pessoas para quem o trabalho é executado.

115 [MR] b.4) Por clientes As lojas de departamento são exemplos, sendo divididas por seções (perfumaria, lingerie, roupas femininas e masculinas, calçados femininos e masculinos, eletroeletrônico, eletrodoméstico etc).

116 [MR] c) Matricial Combinação da funcional e divisional na mesma estrutura. Uma grade ou matriz bipolar de atuação e comando para inovar e ficar mais ágil;

117 [MR] d) De equipes Uma maneira de fazer o empoderamento (empowerment*), substituindo os órgãos por equipes para promover a horizontalização da estrutura. * Sendo empowerment a descentralização de poderes pelos vários níveis da organização.

118 [MR] e) De redes A organização desagrega suas principais funções em companhias separadas que são interligadas por uma pequena organização central, funcionando como uma teia de organizações. A organização desagrega suas principais funções em companhias separadas que são interligadas por uma pequena organização central, funcionando como uma teia de organizações.

119 [MR] f) Virtuais ou não físicas Ainda em surgimento, caracterizadas por dispensarem escritórios convencionais. Organização virtual é caracterizada pelo uso da tecnologia da informação como base e sustentação para sua formação.

120 [MR] f) Virtuais ou não físicas Ela usa ferramentas da tecnologia para unir pessoas, processos e recursos sem precisar de um espaço físico para tal.

121 [MR] Dificilmente se encontra, na prática, a aplicação pura de um único tipo de departamentalização em toda a organização.

122 [MR] É comum a conjugação de diversos tipos de departamentalização, seja no mesmo nível ou diferentes níveis hierárquicos da organização.

123 [MR] As organizações normalmente usam esquemas híbridos de diferentes desses tipos.

124 [MR] Direção

125 Direção É o processo de mobilizar e acionar os recursos, especialmente as pessoas, para realizar as atividades que conduzirão aos objetivos.

126 [MR] Direção Significa liderar, influenciar e motivar os empregados a realizar tarefas essenciais.

127 [MR] Direção Direção é a função administrativa relativa ao relacionamento interpessoal do administrador com os seus subordinados.

128 [MR] Direção É uma das mais complexas funções da administração.

129 [MR] Os meios de direção A emissão de ordens; instruções; comunicação; motivação; liderança e coordenação.

130 [MR] Direção O planejamento e organização precisam ser complementados pela orientação e apoio às pessoas, através de uma boa comunicação, liderança e motivação.

131 [MR] Motivação

132 A motivação existe dentro das pessoas e se dinamiza com as necessidades humanas.

133 [MR] Cada pessoa tem sua necessidade, também conhecidas como desejos, aspirações, objetivos individuais ou motivos.

134 [MR] Elas são as forças internas que impulsionam e influenciam cada pessoa determinando seus pensamentos e direcionando o seu comportamento diante das situações da vida.

135 [MR] A motivação é definida como a vontade de empregar altos níveis de esforço em direção a metas organizacionais, condicionada pela capacidade do esforço de satisfazer alguma necessidade do indivíduo.

136 [MR] A palavra motivação (derivada do latim motivus, movere, que significa mover) indica o processo pelo qual um conjunto de razões ou motivos explica, induz, incentiva, estimula ou provoca algum tipo de ação ou comportamento humano.

137 [MR] A motivação é cíclica e repetitiva como o organismo humano que tende a um estado de equilíbrio dinâmico, sendo rompido quando surge uma necessidade.

138 [MR] O Ciclo motivacional

139 [MR] Fases Estado de equilíbrio; Estado de equilíbrio; Necessidade; Necessidade; Tensão; Tensão; Comportamento; Comportamento; Satisfação da necessidade; e, Satisfação da necessidade; e, Retorno ao estado de equilíbrio anterior. Retorno ao estado de equilíbrio anterior.

140 [MR] Tipos de resolução do processo motivacional 1. Frustração da necessidade quando alguma barreira impede a satisfação da necessidade, que permanece insatisfeita e mantém o estado de tensão no organismo;

141 [MR] Tipos de resolução do processo motivacional 1. O ciclo é bloqueado por alguma barreira, impedindo a satisfação da necessidade e provocando um estado de frustração;

142 [MR] Tipos de resolução do processo motivacional 2. Satisfação da necessidade com a descarga da tensão e retorno ao estado anterior de equilíbrio dinâmico.

143 [MR] Tipos de resolução do processo motivacional 2. O ciclo se fecha plenamente, visto que o comportamento foi eficaz no alcance do seu objetivo;

144 [MR] Tipos de resolução do processo motivacional 3.Compensação da necessidade quando a necessidade não é satisfeita mas compensada por um meio indireto ou alternativo.

145 [MR] Tipos de resolução do processo motivacional 3. O ciclo é bloqueado por alguma barreira impeditiva e o indivíduo encontra um desvio ou um substituto para aliviar a tensão ou reduzir a insatisfação.

146 [MR] A motivação depende da direção (objetivos), força e intensidade do comportamento (esforço) e duração e persistência.

147 [MR] Teorias de conteúdo

148 [MR] Abraham Maslow – Hierarquia das necessidades Afirma que as necessidades humanas estão organizadas e dispostas em níveis, em uma hierarquia de importância e de influência, denominada escala de necessidades. Afirma que as necessidades humanas estão organizadas e dispostas em níveis, em uma hierarquia de importância e de influência, denominada escala de necessidades.

149 [MR] Pirâmide de Maslow

150 [MR] Pirâmide de Maslow

151 [MR] Maslow

152 Teoria dos dois fatores de Frederick Herzberg Dois fatores orientam fortemente o comportamento das pessoas.

153 [MR] Dois fatores

154 [MR] Frederick Herzberg- Teoria dos dois fatores

155 [MR] Controle

156 Controle É o processo de assegurar a realização dos objetivos e de identificar a necessidade de modificá-los.

157 [MR] Controle É acompanhar se o que foi planejado foi executado e se o que foi executado foi planejado, propondo melhorias onde ocorreram os desvios.

158 [MR] Controle como função administrativa É uma parte do processo administrativo.

159 [MR] Controle como função administrativa Ou seja, é a função administrativa que monitora e avalia as atividades e os resultados alcançados para assegurar que o planejamento, a organização e a direção sejam bem-sucedidos.

160 [MR] Etapas do controle Estabelecer padrões de desempenho ou objetivos; Estabelecer padrões de desempenho ou objetivos; Podem ser padrões de quantidade, de qualidade, de tempo e/ou de custo. Medir o desempenho atual; Medir o desempenho atual;

161 [MR] Etapas do controle Comparar o desempenho atual com os padrões estabelecidos; Comparar o desempenho atual com os padrões estabelecidos; Caso sejam detectados desvios, executar ações corretivas. Caso sejam detectados desvios, executar ações corretivas.

162 [MR] Características Orientação estratégica para resultados; Orientação estratégica para resultados; Compreensão (dados compreensíveis para apoio ao processo de tomada de decisão); Compreensão (dados compreensíveis para apoio ao processo de tomada de decisão);

163 [MR] Características Orientação rápida para as exceções (desvios); Orientação rápida para as exceções (desvios); Flexibilidade (adaptativo); Flexibilidade (adaptativo); Autocontrole (confiabilidade, boa comunicação e participação); Autocontrole (confiabilidade, boa comunicação e participação);

164 [MR] Características Natureza positiva (Incentivar a iniciativa e evitar punições); Natureza positiva (Incentivar a iniciativa e evitar punições); Clareza e objetividade (Imparcialidade). Clareza e objetividade (Imparcialidade).

165 [MR] Tipos de controle Controles estratégicos; Controles táticos; Controles operacionais.

166 [MR] Controles estratégicos - Balanço e relatórios financeiros; - Controle de lucros e perdas; - Análise do retorno sobre o investimento (RSI)

167 [MR] Controles táticos - Controle orçamentário; - Contabilidade de custos (fixos e variáveis);

168 [MR] Controles operacionais - Disciplina A ação disciplinar deve possuir as seguintes características: * Deve ser esperada; * Impessoal; * Imediata;

169 [MR] Controles operacionais - Disciplina A ação disciplinar deve possuir as seguintes características: * Consistente; * Limitada ao propósito; e, * Informativa. * Informativa.

170 [MR] Controles operacionais - Controle de estoques; - Controle de Qualidade (Ciclo PDCA)

171 [MR] Ciclo PDCA É uma ferramenta de qualidade, conhecida como ciclo da melhoria contínua, baseada em princípios de Qualidade enunciados por Deming, pressupõe a análise dos processos com vistas a realização de maneira otimizada.

172 [MR] PDCA

173 Ciclo PDCA x PECA (Planejar, Executar, Controlar e Avaliação/ Planejar, Executar, controlar e avaliar)

174 [MR] Conceitos importantes

175 [MR] Accountability A capacidade de prestar contas ou uma capacidade de se fazer transparente.

176 [MR] Accountability - Obrigação em prestar contas - Responsabilização pelos atos e resultados - Responsividade

177 [MR] Governança A capacidade que um determinado governo tem para formular e implementar as suas políticas.

178 [MR] Governança É a capacidade financeira e administrativa em sentido amplo de uma organização de implementar suas políticas.

179 [MR] Governabilidade Pode ser concebida como a autoridade política do Estado em si, entendida como a capacidade que este tem para agregar os múltiplos interesses dispersos pela sociedade e apresentar-lhes um objetivo comum para o curto, médio e longo prazos.

180 [MR] Governabilidade = condições políticas, capacidade de governar; Governança = capacidade de administrar.

181 [MR] Eficiência Eficiência Eficácia Eficácia Efetividade Efetividade

182 [MR] a) eficiência = fazer certo as coisas; b) eficácia = fazer a coisa certa; c) efetividade = fazer certo a coisa certa. a) eficiência = fazer certo as coisas; b) eficácia = fazer a coisa certa; c) efetividade = fazer certo a coisa certa.

183 [MR] Segundo o MPOG: - Eficiência: uso otimizado, com economia e qualidade, dos bens e recursos empregados na implementação das ações;

184 [MR] Segundo o MPOG: - Eficácia: capacidade de alcance das metas previstas;

185 [MR] Segundo o MPOG: - Efetividade: correspondência entre os resultados da implantação de um programa e o alcance dos seus objetivos, tendo como referência os impactos na sociedade.

186 [MR] Bons estudos!


Carregar ppt "[MR] Administração pública Márcia Rejane."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google