A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estrutura Organizacional. Destitua-me de todos os meus bens, mas deixe-me com a minha organização, e em cinco anos eu terei tudo de volta. Alfred P. Sloan.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estrutura Organizacional. Destitua-me de todos os meus bens, mas deixe-me com a minha organização, e em cinco anos eu terei tudo de volta. Alfred P. Sloan."— Transcrição da apresentação:

1 Estrutura Organizacional

2 Destitua-me de todos os meus bens, mas deixe-me com a minha organização, e em cinco anos eu terei tudo de volta. Alfred P. Sloan Jr.

3 1. Organização

4 Organograma – as relações de subordinação e a divisão de trabalho em uma organização, mostradas em uma forma gráfica.

5 1.1 Diferenciação – um aspecto do ambiente interno das organizações criado pela divisão e especialização do trabalho.

6 Divisão do trabalho – a atribuição de diferentes tarefas para diferentes pessoas ou grupos.

7 Especialização – um processo no qual unidades e indivíduos diferentes realizam tarefas diversas.

8 1.2 Integração – o grau segundo o qual unidades de trabalho diferenciadas trabalham juntas e coordenam seus esforços.

9 Coordenação – os procedimentos que conectam as várias partes de uma organização com o propósito de alcançar a sua missão global.

10 Qual o melhor organograma?

11 Depende do ramo de atuação e das características da empresa!

12 2. Estrutura vertical

13 Governança corporativa – o papel dos membros do quadro de executivos e do conselho de diretores em assegurar que as atividades da empresa atingirão os objetivos dos seus stakeholders.

14 Oito características da Governança Corporativa: Participação Estado de direito Transparência Responsabilidade Orientação por consenso Igualdade e inclusividade Efetividade e eficiência Prestação de conta (accountability)accountability

15 2.1 Autoridade na organização

16 Autoridade – direito legítimo de tomar decisões e dizer a outras pessoas o que fazer.

17 Conselho Diretivo – nas corporações, os proprietários são os acionistas. Os acionistas elegem um conselho de diretores para supervisionar a organização. O conselho, liderado pelo seu presidente, toma as grandes decisões que afetam a organização, sujeitas às provisões de um estatuto corporativo e da lei. Os conselhos são responsáveis por pelo menos três grandes grupos de obrigações: (1) a seleção, avaliação, remuneração e a substituição do CEO; (2) a determinação da diretriz estratégica e a revisão do desempenho financeiro; e (3) assegurar uma conduta ética, socialmente responsável e legal.

18 O Chief Executive Officer (CEO) (Diretor Executivo) – a autoridade, da qual o Conselho Diretivo é oficialmente investido, é delegada ao CEO, que ocupa o topo da pirâmide organizacional. O CEO é pessoalmente responsável, perante o conselho e os proprietários, pelo desempenho da organização.

19 2.2 Níveis hierárquicos

20 Hierarquia – os níveis de autoridade da pirâmide organizacional.

21 Subunidades – subdivisões de uma organização.

22 2.3 Abrangência de controle – o número de subordinados que se reportam diretamente a um executivo ou supervisor.

23 2.4 Delegação – a designação de responsabilidades novas ou adicionais para um subordinado. Exige que o subordinado mantenha seu superior informado no que se refere à eficácia com que a tarefa foi executada.

24 Responsabilidade – a atribuição de uma tarefa que um empregado deverá executar.

25 Autoridade – o direito legítimo de tomar decisões e dizer a outras pessoas o que fazer.

26 Prestação de contas – a expectativa de que os empregados realizarão uma atividade, empreenderão as ações corretivas – quando necessárias – e se reportarão aos superiores hierárquicos sobre o status e a qualidade do próprio desempenho.

27 Vantagens da delegação – alavanca a energia e o talento do gerente, bem como daqueles que são seus subordinados; permite que gerentes obtenham mais resultados do que poderiam, caso tivessem de fazer tudo sozinhos; a ausência de delegação reduz claramente os resultados que um gerente pode alcançar; o gerente economiza tempo pela cessão de algumas de suas responsabilidades para outra pessoa; auxilia no desenvolvimento de subordinados eficazes.

28 Como os gerentes devem delegar? (1) Defina o objeto sucintamente; (2) Selecione pessoas para a tarefa; (3) Solicite o ponto de vista do subordinado sobre as abordagens sugeridas; (4) Forneça ao subordinado autoridade, tempo e recursos (pessoas, dinheiro e equipamentos) para que ele execute suas atribuições; (5) Programe datas para a revisão dos progressos; e (6) Acompanhe a evolução, de forma contínua, por meio da discussão do progresso em intervalos apropriados.

29 2.5 Descentralização

30 Organização centralizada – uma organização na qual os executivos de alto nível tomam a maior parte das decisões e as repassam para os níveis inferiores para implementação.

31 Organização descentralizada – uma organização na qual os gerentes dos níveis hierarquicamente inferiores tomam importantes decisões. Idealmente, o processo decisório ocorre no nível hierárquico em que se concentra o maior número de pessoas diretamente afetadas e que possuam um conhecimento íntimo do problema.

32 3. Estrutura horizontal

33 Departamentos de linha – unidades que lidam diretamente com os produtos e os serviços primários de uma organização.

34 Departamentos de apoio – unidades que dão suporte para os departamentos de linha.

35 Departamentalização – o ato de subdividir uma organização em unidades menores. Suas três abordagens básicas são: funcional, divisional e matricial.

36 3.1 Organização funcional – departamentalização em torno de atividades especializadas, como produção, marketing e recursos humanos.

37 Princípio da unidade de comando – uma estrutura em que todo empregado se reporta a um único chefe, o qual, por sua vez, se reporta também a um único chefe.

38 3.2 Organização divisional – uma forma de departamentalização que agrupa unidades em torno de produtos, consumidores ou regiões geográficas.

39 3.3 Organização matricial – uma organização composta por relações duais de subordinação, em que alguns gestores se reportam a dois ou mais superiores – um gerente funcional (área específica) e um gerente divisional (projeto).

40 3.4 Organização em rede – uma reunião de companhias essencialmente independentes, devotadas a um único negócio, que colaboram para a produção de determinado produto ou serviço.

41 Rede dinâmica – arranjos temporários entre parceiros que podem ser montados ou remontados para responder a mudanças no ambiente.

42 4. Integração organizacional – à medida que as organizações diferenciam suas estruturas, precisam se preocupar com a integração e a coordenação (o modo como todas as partes da organização trabalham juntas).

43 4.1 Coordenação por padronização – estabelecimento de rotinas e procedimentos comuns que são aplicados uniformemente a todos.

44 Formalização – a presença de regras e regulamentos que governam a forma como as pessoas interagem no interior de uma organização.

45 4.2 Coordenação por planejamento – exige-se de unidades interdependentes que atinjam prazos e metas que contribuam para um objetivo comum.

46 4.3 Coordenação por ajuste mútuo – unidades que interagem entre si para efetuar ajustes com o objetivo de alcançar uma coordenação flexível.


Carregar ppt "Estrutura Organizacional. Destitua-me de todos os meus bens, mas deixe-me com a minha organização, e em cinco anos eu terei tudo de volta. Alfred P. Sloan."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google