A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

5/3/20141 PROJETO Estruturação de Narrativas para o Centro Técnico Processo de Ride Test DIRETORIA DE P&D SETEMBRO DE 2009 Projeto SABERSair Objetivos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "5/3/20141 PROJETO Estruturação de Narrativas para o Centro Técnico Processo de Ride Test DIRETORIA DE P&D SETEMBRO DE 2009 Projeto SABERSair Objetivos."— Transcrição da apresentação:

1 5/3/20141 PROJETO Estruturação de Narrativas para o Centro Técnico Processo de Ride Test DIRETORIA DE P&D SETEMBRO DE 2009 Projeto SABERSair Objetivos FasesEquipeProcessosRecomendaçõesDocumentação IntroduçãoEstatísticas A PLUGAR

2 5/3/20142 A Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento da Magneti Marelli teve a brilhante iniciativa de realizar o Projeto SABER, cujo objetivo foi realizar uma diagnose profunda das práticas de Gestão do Conhecimento que já estavam em andamento nas áreas da Diretoria, e gerar um plano de ação que envolve melhoria nas práticas de Gestão do Conhecimento já existentes e implementação de novas ações, relacionadas à retenção dos conhecimentos estratégicos também determinados no decorrer do Projeto SABER. Finalizado este plano, a Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento está seguindo as recomendações feitas no diagnóstico que elege a implementação de práticas de storytelling/narrativas como as principais a serem executadas nos processos do Centro Técnico, tendo sido eleito como prioritário o Processo de Ride Test. FASES OBJETIVOSESTATÍSTICAS INTRODUÇÃO A PLUGARRECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃOPROCESSOS EQUIPE

3 5/3/20143 Foram 44 dias úteis nos quais com a participação contínua da equipe do Centro Técnico mapeamos o processo de Ride Test e identificamos nos sub-processos quais seriam os conhecimentos da equipe que deveríamos documentar através da Prática de Storytelling. Foram 48 horas e 33 minutos de gravações, dentre as quais, após edições, chegamos a 8 Narrativas, relacionadas aos sub-processos de Ride Test. Estas narrativas foram sub-divididas em 14 arquivos de Áudio, para facilitar a consulta a esta nova fonte de conhecimento. FASESOBJETIVOSA PLUGARRECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃOPROCESSOSEQUIPE ESTATÍSTICAS INTRODUÇÃO

4 5/3/20144 O objetivo deste projeto foi realizar o mapeamento do processo Ride Test, executando ações de narrativas associadas a este processo, conforme tabela abaixo: Com o intuito de: Disseminar os conhecimentos tácitos e experiências pessoais passados durante as narrativas; Diminuir a curva de aprendizado, pois facilita a compreensão dos conceitos apresentados; Possibilitar o registro, padronização, atualização e otimização do processo e sub-processos associados ao RIDE TEST; Possibilitar a criação/atualização dos procedimentos operacionais associados aos sub-processos; Possibilitar a identificação de conhecimentos, habilidades e treinamentos necessários para o desempenho das atividades associadas aos sub-processos. ProcessoSub-Processos Ride Test Preparação Execução Relatório de Conclusão Medição de Temperatura FASES OBJETIVOS ESTATÍSTICASINTRODUÇÃOA PLUGARRECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃOPROCESSOSEQUIPE

5 5/3/20145 INICIAÇÃO MATRIZ DE RESPONSABILIDADES KICK OFF DE PROJETO SENSIBILIZAÇÃO INICIAL EXECUÇÃO FECHAMENTO WORKSHOP DE FECHAMENTO APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS AJUSTES E REFINAMENTO DOCUMENTAÇÃO E RECOMENDAÇÕES FINAIS MAPEAMENTO DO PROCESSO DE RIDE TEST MAPEAMENTO DO PROCESSO DE RIDE TEST CONSTRUÇÃO DO PORTAL PARA MEMÓRIA DO CENTRO TÉCNICO – RIDE TEST CONTROLE E VALIDAÇÃO VALIDAÇÃO DOS PROCESSOS VALIDAÇÃO DOS PROCESSOS VALIDAÇÃO DAS MATRIZES DE CONHECIMENTOS VALIDAÇÃO DAS NARRATIVAS (ÁUDIOS) VALIDAÇÃO DAS NARRATIVAS (ÁUDIOS) EXECUÇÃO DE STORYTELLING (ÁUDIO) PARA AS ATIVIDADES DOCUMENTADAS NA ATIVIDADE 1 VALIDAÇÃO DOS CONHECIMENTOS ESTRATÉGICOS DO PROCESSO DE RIDE TEST ASSOCIADOS A CADA COLABORADOR ENVOLVIDO NESTE PROCESSO VALIDAÇÃO PORTAL A solução proposta pela Plugar abrange de forma geral as frentes de trabalho e encadeamento apresentados no gráfico abaixo: A PLUGARRECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃOPROCESSOSEQUIPE FASES OBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

6 5/3/20146 CENTRO TÉCNICO DIRETORIA P&D KNOW-HOW MANAGEMENT RECURSOS HUMANOS PLUGAR Antonio CollaBeniamino PelegriniMauro ConceiçãoElaine NogueiraEduardo Lapa Ricardo FiorettiJosé Carlos FrancoRicardo CastellaniElisabeth Gomes Carlos MoraesJanete Ribeiro Pedro MozzerSônia Katko José Divino Aguiar Antonio de Souza Antonio Carlos Curia Marcelo Trindade Ismar Viana FASESRECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃOPROCESSOS EQUIPE A PLUGAROBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

7 5/3/20147 RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA EXECUÇÃO PREPARAÇÃO MATERIAL DE APOIO MATERIAL DE APOIO O Processo de Ride Test trata da avaliação das características de segurança e conforto do veículo, em que o amortecedor é o principal componente de garantia da qualidade destes itens. Preparados Execução Para tanto são Preparados amortecedores desmontáveis com as características de projeto solicitadas pela montadora, para Execução do Ride Test em pistas que permitam reproduzir situações extremas a que o veículo possa ser exposto, e nas quais o amortecedor deverá ser o principal componente para garantir o melhor desempenho em segurança e conforto do veículo. Relatório de Conclusão Medição de Temperatura Uma vez obtidos estes resultados, são geradas amostras soldadas e enviadas ao cliente para sua validação final, e é gerado um Relatório de Conclusão do Ride Test. Em alguns casos, principalmente para veículos novos, são executados testes de Medição de Temperatura, para os quais são preparados amortecedores com hastes furadas com termopares instalados, e que devem ser utilizados apenas no percurso do teste, para avaliar a resistência dos componentes do amortecedor à exposição a temperaturas elevadas e em terrenos irregulares. RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

8 5/3/20148 Descrição do Processo Preparação Construção de Amortecedores Desmontáveis Fluxo do Processo Preparação Construção de Amortecedores Desmontáveis Matriz de Conhecimentos Estratégicos Preparação Construção de Amortecedores Desmontáveis Narrativas do Processo Preparação Construção de Amortecedores Desmontáveis EXECUÇÃO PREPARAÇÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MATERIAL DE APOIO RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

9 5/3/20149 EXECUÇÃO PREPARAÇÃO PESQUISA DO CÓDIGO INICIAL José Divino Aguiar Narrativas do Processo Preparação - Construção de Amortecedores Desmontáveis CONSTRUÇÃO AMORTECEDORES DESMONTÁVEIS José Divino Aguiar PREPARAÇÃO DA UNIDADE MÓVEL Marcelo Trindade PREPARAÇÃO DA UNIDADE MÓVEL Antonio Carlos Curia Texto RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MATERIAL DE APOIO RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

10 5/3/ Descrição do Processo Execução de Ride Test Fluxo do Processo Execução de Ride Test Matriz de Conhecimentos Estratégicos Execução de Ride Test Narrativas do Processo Execução de Ride Test RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURAEXECUÇÃO PREPARAÇÃO MATERIAL DE APOIO RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

11 5/3/ Narrativas do Processo Execução do Ride Test VEÍCULOS LEVES Carlos Adair de Moraes Texto VEÍCULOS LEVES Carlos Adair de Moraes Texto VEÍCULOS PESADOS Carlos Adair de Moraes Texto VEÍCULOS LEVES Ricardo Fioretti Texto RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA EXECUÇÃO PREPARAÇÃO MATERIAL DE APOIO RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

12 5/3/ Narrativas do Processo Execução do Ride Test VEÍCULOS LEVES Pedro Mozzer Texto VEÍCULOS PESADOS Pedro Mozzer Texto UNIDADE MÓVEL DURANTE O RIDE TEST Antonio Carlos Curia Texto RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASES RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA EXECUÇÃO PREPARAÇÃO MATERIAL DE APOIO OBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

13 5/3/ Descrição do Processo Montagem de Amostras Pós-Ride e Relatório de Conclusão Fluxo do Processo Montagem de Amostras Pós-Ride e Relatório de Conclusão Matriz de Conhecimentos Estratégicos Montagem de Amostras Pós-Ride e Relatório de Conclusão Narrativas do Processo Montagem de Amostras Pós-Ride e Relatório de Conclusão RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MATERIAL DE APOIO EXECUÇÃO PREPARAÇÃO RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

14 5/3/ Narrativas do Processo Montagem de Amostras Pós-Ride e Relatório de Conclusão RELATÓRIO DE CONCLUSÃO Pedro Mozzer Texto RELATÓRIO DE CONCLUSÃO Ricardo Fioretti RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MATERIAL DE APOIO EXECUÇÃO PREPARAÇÃO

15 5/3/ MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MATERIAL DE APOIO Descrição do Processo Medição de Temperatura de Amortecedores em Campo Fluxo do Processo Medição de Temperatura de Amortecedores em Campo Matriz de Conhecimentos Estratégicos Medição de Temperatura de Amortecedores em Campo Narrativas do Processo Medição de Temperatura de Amortecedores em Campo RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO EXECUÇÃO PREPARAÇÃO RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO

16 5/3/ Narrativas do Processo Medição de Temperatura de Amortecedores em Campo MEDIÇÃO DE TEMPERATURA Antonio Aparecido de Souza Texto RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MATERIAL DE APOIO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO EXECUÇÃO PREPARAÇÃO

17 5/3/ RELATÓRIO DE CONCLUSÃO RELATÓRIO DE CONCLUSÃO MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA EXECUÇÃO PREPARAÇÃO MATERIAL DE APOIO PEPD 015 – RIDE TEST CURSO ESPECIALISTA EM SUSPENSÃO Procedimentos Manuais & Apostilas RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPEA PLUGARFASESOBJETIVOSESTATÍSTICASINTRODUÇÃO BASIC SUSPENSION TRAINING MATERIAL PROGRAMA DE ESTÁGIO 2009 PEPD 016 – TESTE DE RODAGEM DE NOVOS PRODUTOS PEPD 017 – MEDIÇÃO DE TEMPERATURA DE AMORTECEDORES EM CAMPO PEPD 018 – CONSTRUÇÃO DE AMORTECEDORES DESMONTÁVEIS PEPD 019 – INSTALAÇÃO DE AMORTECEDORES NO VEÍCULO PEPD 026 – TESTE DE PERFORMANCE EM AMORTECEDORES NA UNIDADE VOLANTE

18 5/3/ Iniciação Workshop Inicial Sensibilização Cronograma Matriz Storytelling Responsabilidades Execução Mapas do Processo de Ride Test por Sub-processos e do Processo de Ride Test Completo Preparação do Ride Execução do Ride Relatório de Conclusão Medição de Temperatura Processo de Ride Test Matrizes de Conhecimentos Estratégicos por Sub-processos e Completa x Colaboradores Ride Test Preparação do Ride Execução do Ride Processo de Ride Test Relatório de Conclusão Medição de Temperatura FASES OBJETIVOS ESTATÍSTICASINTRODUÇÃOA PLUGARRECOMENDAÇÕES DOCUMENTAÇÃO PROCESSOS EQUIPE Fechamento Portal

19 5/3/ Atualização das Narrativas (Storytelling): Revisão dos processos; Identificação de pontos tácitos e revisão do roteiro; Gravação das narrativas; Transcrição das narrativas; Inserção dos arquivos gerados atualizados no Portal do Centro Técnico. Atualização dos Procedimentos Operacionais da Área; Mapeamento, Avaliação e Sugestão de Melhorias dos Processos do Centro Técnico; Extensão da Prática de Estruturação de Narrativas aos demais Processos do Centro Técnico; Implementação dos Bancos de Conhecimento abaixo, recomendados no Projeto SABER, visando à à otimização dos sub-processos do Ride Test: Banco de Dados de Limites de Projeto por Linha de Produto Banco de Relatórios de Testes de Temperatura Banco de Relatórios de Ride Test Banco de Relatórios de Protótipos Desmontáveis Construção de um banco de dados com testes possíveis por linha de produto, recomendado no Projeto SABER, que geraria um ÁBACO (força x velocidade), possibilitando a redução do tempo de desenvolvimento do processo de análise do código inicial, na medida em que permite definir um código mais próximo do sugerido pelo cliente; Implementação de ferramenta OLAP e Modelos Preditivos (lógica difusa, probabilidades, análise combinatória, redes neurais, etc.) para indicar ao usuário o código mais próximo da curva apresentada, baseando-se na experiência armazenada no banco gerado com os dados do ÁBACO, e disponibilização da Pesquisa através do Portal do Conhecimento; Programa de Repasse de Conhecimento associado às informações disponibilizadas no Portal do Centro Técnico, visando à diminuição da curva de aprendizado no que se refere ao Processo de Ride Test; Programa de Mapeamento de Competências associado aos processos do Centro Técnico a partir das respectivas Matrizes de Conhecimentos Estratégicos x Colaboradores. FASES OBJETIVOSESTATÍSTICAS INTRODUÇÃOA PLUGAR RECOMENDAÇÕES DOCUMENTAÇÃOPROCESSOS EQUIPE

20 5/3/ A Plugar Informações Estratégicas é uma empresa de Consultoria e Tecnologia para Inteligência Competitiva e Gestão do Conhecimento. Foco em ser parceira de nossos clientes, oferecendo consultoria, processo, tecnologia e treinamento em Inteligência Competitiva e Gestão do Conhecimento de maneira integrada. Unidade de consultoria focada em definição da estratégia de IC, na estruturação de processos e áreas de IC, e na comunicação, sensibilização e treinamento sobre o tema. Unidade de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para IC, desde tecnologias de gestão de processos de IC, até tecnologias que automatizam o processo de coleta, como robôs de coleta, algoritmos de reconhecimento de entidades e mining em textos e documentos. FASES OBJETIVOSESTATÍSTICAS INTRODUÇÃO A PLUGAR RECOMENDAÇÕESDOCUMENTAÇÃOPROCESSOS EQUIPE

21 5/3/201421


Carregar ppt "5/3/20141 PROJETO Estruturação de Narrativas para o Centro Técnico Processo de Ride Test DIRETORIA DE P&D SETEMBRO DE 2009 Projeto SABERSair Objetivos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google