A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Investir em Educação na Era das Tecnologias Digitais: Desafios e Oportunidades Francislê Neri de Souza

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Investir em Educação na Era das Tecnologias Digitais: Desafios e Oportunidades Francislê Neri de Souza"— Transcrição da apresentação:

1

2 Investir em Educação na Era das Tecnologias Digitais: Desafios e Oportunidades Francislê Neri de Souza

3 Um vendedor de materiais de construção?!!

4 Roteiro de Apresentação 1.Por que investir em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Educação? 2.Em que e quando investir em TIC na Educação? 3.Pressões para Investir em Tecnologia na Educação. 4.Peculiaridades do Investimento em Tablets para a Educação. 5.Desafios e Oportunidades das TIC na Educação.

5 O Que é TIC? Coleção de artefatos tecnológicos e recursos para serem usados na comunicação. As TIC servem para gerar, distribuir, recolher e administrar informações. Duas componentes básicas: 1.Infraestrutura de Informação e Comunicação (IIC), sistemas de telecomunicações e redes físicas (celular, transmissão, cabo, satélite, fibra ótica) e os serviços (internet, voz, e- mail, rádio e televisão). 2.Tecnologia da Informação (TI), que se refere ao hardware e software para recolher, armazenar, processar e apresentar informações.

6 Por que investir em TIC na Educação? Todos estão investindo!!!

7 Por que investir em TIC na Educação? Sociedade global cada vez mais tecnológica!!!

8 As TIC têm impacto sobre a prática educacional. As TIC irá tornar-se um forte agente de mudança das muitas práticas educativas (Sarkar, 2012, p.30). Professor de economia na Índia

9 Aulas no ENA 1995

10 Por que investir em TIC na Educação? Joana chegou com um tablet na escola, qual foi o pensamento da professora? A – Como o pai permite que essa criança use uma coisa tão cara. B - Isso só vai atrapalhar as minhas aulas. C – E agora o que é que faço com esse novo aparelho? D – E se a Joana começar a fazer os apontamentos da aula nesse aparelho e me pedir ajuda? Eu não sei usar.

11 Pausa para questionar através da ferramenta TIC:

12 Room Number

13 Por que investir em TIC na Educação? Joana chegou com um tablet na escola, qual foi o pensamento da professora? A – Como o pai permite que essa criança use uma coisa tão cara. B - Isso só vai atrapalhar as minhas aulas. C – E agora o que é que faço com esse novo aparelho. D – E se a Joana começar a fazer os apontamentos da aula nesse aparelho e me pedir ajuda? Eu não sei usar. Room Number

14 Um dos problemas mais comuns do uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na educação é basear as escolhas sobre as possibilidades tecnológicas, em vez de necessidades educacionais (Sarkar, 2012, p.30).

15 Por que investir em Tecnologia na Educação? 1.Todos estão investindo. 2.Sociedade global cada vez mais tecnológica. 3.As novas gerações estão imersas na tecnologia. 4.As TIC podem tornar-se um forte agente de mudança das muitas práticas educativas. Do ensino centrado no professor para um ensino centrado no aluno.

16 Desafio TIC: Relacional A integração das TIC na educação se presta a uma redefinição da aprendizagem para mais centrada no aluno, mas isso pode criar algumas tensões para alguns professores e alunos.

17 Tecnologias Alteram as Atividades Humanas As TIC proporcionam novas maneiras de comunicar, questionar, tomar decisões e resolver problemas, porque são processos, ferramentas e técnicas para: 1. Identificar e recolher as informações 2. Classificar e organizar 3. Resumir e sintetizar 4. Analisar e Avaliar 5. Especular e prever Alto Nível Cognitivo Literacia da Informação

18 Desafio TIC: Cognitivo A integração das TIC na educação desafia os professores e os alunos cognitivamente porque disponibiliza processos, ferramentas e técnicas que exigem o desenvolvimento de competências e não somente a memorização de informações.

19 Por que investir em Tecnologia na Educação? 1.Todos estão investindo. 2.Sociedade global cada vez mais tecnológica. 3.As novas gerações estão imersas na tecnologia. 4.As TIC pode tornar-se um forte agente de mudança das muitas práticas educativas. – Do ensino centrado no professor para um ensino centrado no aluno. – Do ensino transmissivo para um ensino centrado no desenvolvimento de competências.

20 Pressões para Investir em TIC na Educação Há uma crescente pressão para garantir que as possibilidades tecnológicas sejam observadas nos contextos educacionais, mas esquecem que a grande ironia da integração das TIC é que as suas maiores potencialidades são ao mesmo tempo os seus maiores desafios.

21 Iniciativa Pública

22

23 Livro em Tablet é sinónimo de Qualidade? (Iniciativa Privada)

24 Magalhães - o portátil português para as crianças do 1º ciclo

25 South Korean Digital Textbook Project

26 Em que Investir em TIC na Educação? Em que investir para obter o melhor retorno ao investimento? Como saber se estamos a fazer a coisa certa? Como avaliar nossos esforços de investimento?

27 Economia, Investimento e Capital Humano Estratégicas: A informação e o conhecimento são as armas termonucleares para a competitividade do nosso tempo; Capital intelectual. Financeiras: Aproximadamente 93% do valor das empresas deve-se a ativos intangíveis, que os contabilistas não medem: marca, pesquisa e desenvolvimento, e as pessoas.

28 "Os custos de capital humano não podem ser ignorados, pois eles podem ser responsáveis por 70% dos custos operacionais de uma empresa (Morrison, 2003, p.53).

29 Gerenciar um investimento em capital humano de forma adequada traz benefícios: aumento da competitividade, valor para os acionistas, eficiência, satisfação do cliente, desempenho máximo, e assim por diante...

30 O treino ou preparação defeituosa dos recursos humanos das empresas são apontados como um dos grandes motivos para a insatisfação dos funcionários e daí o desejo de saírem das empresas. Sendo verdade que na economia do conhecimento, o capital humano é o trunfo mais importante de uma empresa, será de esperar uma pressão para encontrar um especialista que dê o retorno sobre o investimento aplicado (Morrison, 2003, p.53).

31 Então porque existe tão baixo investimento em capital humano? – Porque a formação e o treinamento são tratados como custos e não como investimentos. – Pressões do mercado para reduzir custos. – Falta de informação e conhecimento necessários para reconhecer tais gastos como investimentos dignos. – Medo de perder o capital humano. – Baixa visibilidade deste tipo de investimento. Isto leva a uma tendência coletiva a não investir no capital humano – ineficiência que afeta a sociedade como um todo.

32 Desafios no Investimento em Capital Humano Como investir e manter o capital humano? – Velocidade de aprendizagem do capital humano. – Velocidade de retenção do capital humano. Na maioria das vezes, um gerente só descobre durante uma entrevista de saída que as oportunidades de aprendizagem eram muito escassos ou muito pobres. Até então o empregado está saindo pela porta levando seu capital humano com ela (Morrison, 2003 p.54). Nosso capital humano é especifico para além do que existe normalmente no mercado. Como poderemos valorizá-lo e retê-lo?

33 Um erro sistemático de investimento? ? ?

34 Quando investir em TIC na Educação? Aproximadamente alunos no Brasil

35 Motivação para Tesoureiros Em geral, verificou-se uma clara relação entre as despesas de formação por funcionário e o desempenho financeiro no ano seguinte (Morrison, 2003 p.54).

36 Pedagoware SoftwareConteúdosProfessoresAlunosHardware Teoria Instrucional, Teoria da Aprendizagem...

37 Pedagoware É a sistematização na integração dos elementos hardware, software, aluno, professor e conteúdos para a educação nos contextos interdisciplinares e na promoção do ensino e da aprendizagem ativa. Pedagoware é a parte lógica ou conjunto de instruções ou estratégias pedagógicas que leva em consideração a complexidade do ato de ensinar e de aprender.

38 Dimensões do Pedagoware Interações (Aluno-Conteúdo, Aluno-Aluno, Aluno-Professor, Professor-Conteúdo) Gestão dos Recursos (Princípios de design de interação, ligação entre conteúdos – inter e entre livros, apoio Necessidades Educativas Especiais) Assistência à Aprendizagem (Rascunhar e editar documentos, desenhar figuras e mapas, dicionários, sistema de busca, desenvolver recursos multimédia) Gestão do Ensino e da Aprendizagem (Agendamento de tarefas e exercícios, diários para a resolução de problemas, processos de avaliação, ligações com Personal Learning Environments) Pedagoware

39 Universidade de Aveiro, 14 anos atrás

40 Processo ou níveis de integração das TIC na Educação Hardware para Educação Computadores comum (PC) Adaptações do PC aos contextos e Pessoas Concebidos de Raiz para Educação Software para Educação Para uso comum (editores de texto) Adaptações ao uso didático Concebidos de Raiz com base em estudos didáticos Pedagoware Integração de hardware e Software Integração do hard e software no processo de ensino (Tutorado) Integração no processo de aprendizagem (Autonomia)

41 Educadores Adventistas do Nordeste Brasil, Janeiro 2014 Total da amostra = 83

42 Participantes deste Concílio (Líderes do Financeiro) Total da amostra = 86

43 Líderes do Financeiro Total da amostra = 86 Total da amostra = 83 Educadores do Nordeste – Brasil

44 Pedagoware SoftwareConteúdosProfessoresAlunosHardware Teoria Instrucional, Teoria da Aprendizagem...

45 Educadores Adventistas do Nordeste – Brasil Janeiro 2014 Total da amostra = 83 Total da amostra = 86 32% 86%

46 Participantes deste Concílio (Líderes Financeiros) 68% 90%

47 TIC não é suficiente …em geral a maior parte desse tipo de estudos mostra que, apesar do aumento de computadores disponíveis e de melhores infraestruturas, as tecnologias de informação e comunicação (TIC) não são usadas ainda em grau satisfatório ou, pelo menos, não são usadas tirando partido de todo o seu potencial para aquilo que é central na escola - a aprendizagem (p.24) Uma das primeiras constatações é a de que o acesso aos computadores é uma condição necessária mas não suficiente para que as TIC sejam utilizadas no ensino e na aprendizagem. (p.28) (Costa, F., et al. (2008). Competências TIC. Estudo de Implementação (Vol. I). Lisboa: Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação\Ministerio da Educação)

48 O Caso dos Desafios e das oportunidades do Livro Didático Digital (LDD) em Tablet Qual é o melhor Tablet para a educação? Quais as vantagens e dificuldades pedagógicas existentes no LDD em tablet? Os professores estão preparados para integrar o LDD em tablet no seu ensino?...

49 Dimensões do Pedagoware Interações (Aluno-Conteúdo, Aluno-Aluno, Aluno-Professor, Professor-Conteúdo) Gestão dos Recursos (Princípios de design de interação, ligação entre conteúdos – inter e entre livros, apoio Necessidades Educativas Especiais) Assistência à Aprendizagem (Rascunhar e editar documentos, desenhar figuras e mapas, dicionários, sistema de busca, desenvolver recursos multimédia) Gestão do Ensino e da Aprendizagem (Agendamento de tarefas e exercícios, diários para a resolução de problemas, processos de avaliação, ligações com Personal Learning Environments) Pedagoware

50 Assistência à Aprendizagem - Sublinhar

51 Assistência a Aprendizagem - Sublinhar HadrwareMini-iPad ou iPad? Samsung? Evitar dependência tecnológica excessiva. Software / FunçãoApp da CPB / SublinharManutenção e inovação constante: construção de um conjunto de destaques. Pedagoware-Professor solicita que os alunos criem etiquetas para as cores disponíveis no App. -Pede para que leiam alguns parágrafos e apresentem seu sistema de etiquetas e o que sublinharam na atividade. - Disponibilização de outras estratégias de integração desta função para os professores numa plataforma de partilha (Comunidade de Prática).

52 Assistência à Aprendizagem - Bíblia

53 HadrwareMini-iPad ou iPad? Samsung? Evitar dependência tecnológica excessiva. Software / FunçãoApp da CPB / SublinharManutenção e inovação constante: construção do próprio dicionário/glossário Pedagoware-Que estratégias pedagógicas poderiam ser criadas quando temos uma Bíblia Completa sempre disponível? - Disponibilização de outras estratégias de integração desta função para os professores numa plataforma de partilha (Comunidade de Prática).

54 Líderes do Financeiro Educadores do Nordeste – Brasil 63% 76%

55 Decorrente de tudo o que foi apresentado, vem a necessidade de formação dos professores de forma tão crucial quanto disponibilizar as TIC aos alunos e professores.

56 Formação Piloto da Divisão Sul-Americana

57

58

59 Um vendedor de materiais de construção?!!

60 Investir em Educação na Era das Tecnologias Digitais: Desafios e Oportunidades Desafios são muitos como vimos!!! Oportunidades ao níveis do investimento: – Usar as tecnologias digitais para atrair no imediato (Investimento nas coisas - efeitos transitórios) – Usar as tecnologias digitais para melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem (Investimento em pessoas - efeitos mais duradouros e eternos). – Faça a escolha certa invista no eterno!

61 Investir em Educação na Era das Tecnologias Digitais: Desafios e Oportunidades Francislê Neri de Souza Obrigado pela Atenção! Perguntas ou Questões


Carregar ppt "Investir em Educação na Era das Tecnologias Digitais: Desafios e Oportunidades Francislê Neri de Souza"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google