A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Avaliar para Melhorar. Auto-Avaliação o que é? É uma avaliação concebida e conduzida por pessoas pertencentes à escola e assenta na prática de uma cultura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Avaliar para Melhorar. Auto-Avaliação o que é? É uma avaliação concebida e conduzida por pessoas pertencentes à escola e assenta na prática de uma cultura."— Transcrição da apresentação:

1 Avaliar para Melhorar

2 Auto-Avaliação o que é? É uma avaliação concebida e conduzida por pessoas pertencentes à escola e assenta na prática de uma cultura de colaboração entre os membros da comunidade educativa. Avaliar para Melhorar

3 Lei N.º 31/2002, de 20 de Dezembro Aprova o sistema de avaliação da educação e do ensino não superior Artigo 6º A auto-avaliação tem carácter obrigatório, desenvolve-se em permanência, conta com o apoio da administração educativa e assenta nos termos de análise seguintes: a) Grau de concretização do projecto educativo e modo como se prepara e concretiza a educação, o ensino e as aprendizagens das crianças e alunos. Avaliar para Melhorar

4 b) Nível de execução de actividades proporcionadoras de climas e ambientes educativos capazes de gerarem as condições afectivas e emocionais de vivência escolar propícia à interacção, à integração social, às aprendizagens e ao desenvolvimento integral da personalidade das crianças e alunos; c) Desempenho dos órgãos de administração e gestão das escolas ou agrupamentos de escolas, abrangendo o funcionamento das estruturas escolares de gestão e de orientação educativa, o funcionamento administrativo, a gestão de recursos e a visão inerente à acção educativa, enquanto projecto e plano de actuação;

5 Avaliar para Melhorar d) Sucesso escolar, avaliado através da capacidade de promoção da frequência escolar e dos resultados do desenvolvimento das aprendizagens escolares dos alunos, em particular dos resultados identificados através dos regimes em vigor de avaliação das aprendizagens; e) Prática de uma cultura de colaboração entre os membros da comunidade educativa

6 Objectivos Gerais : Integrar/envolver todos os actores educativos num processo de auto-avaliação que se deseja, participado, intrínseco e permanente; Promover uma cultura de colaboração entre os membros da comunidade educativa; Delinear estratégias que assegurem o sucesso educativo e promovam uma cultura de qualidade e exigência; Avaliar para Melhorar

7 Sensibilizar os vários actores da comunidade para a participação no processo educativo; Garantir a credibilidade do desempenho da nossa escola; Promover a cultura de melhoria continuada, valorizando os aspectos positivos da organização / funcionamento da Escola. Objectivos Gerais Avaliar para Melhorar

8 - Levar a comunidade escolar a reflectir sobre o valor das suas práticas corrigindo-as se perceber que não produzem os resultados desejados; - Implementar acções que conduzam à melhoria da escola, seja essa melhoria ao nível organizacional, ao nível do desenvolvimento profissional de todos os que nela trabalham (professores e funcionários) ou ao nível da melhoria das aprendizagens dos alunos. Finalidade Avaliar para Melhorar

9 Objectivo Específico: Identificar pontos fortes e pontos fracos da E.S.S.A. nas seguintes áreas de intervenção: Organização e Gestão (política da escola) Ensino e Aprendizagem (trabalho de sala de aula) Cultura de Escola (o que está enraizado no modo de fazer e pensar dos membros da escola) Avaliar para Melhorar

10 . Sendo que o objectivo principal da avaliação da escola é obter conhecimento válido sobre organização. Para ser válido é necessário que ele seja compreendido e aceite pelos seus membros e para ser conhecimento a informação tem que ser recolhida e interpretada através da utilização de métodos fiáveis de recolha de informação. Avaliar para Melhorar

11 M ETODOLOGIA Entrevista Presidente do Conselho Executivo Questionários AlunosProfessores Funcionários Análise Documental Actas Relatório da IGE Avaliar para Melhorar

12 Pontos Fortes - Funcionamento do Conselho Pedagógico – Exercício da liderança pelo Conselho Executivo – Diversificação de materiais – Diversificação da tipologia do trabalho – Diversificação das técnicas e instrumentos de avaliação – Relação pedagógica – Exigência na avaliação – Justiça na avaliação – Expectativas elevadas relativamente aos alunos Avaliar para Melhorar

13 Fragilidades - Envolvimento dos encarregados de educação - Absentismo dos alunos - Absentismo dos professores - Indisciplina - Deficiente circulação de informação - Desmotivação de professores / alunos e funcionários - Recursos insuficientes - Transdisciplinaridade das TIC Avaliar para Melhorar

14 Face aos resultados obtidos, a equipa definiu as tarefas a realizar: Fazer chegar a informação aos principais órgãos da instituição: - Conselho Pedagógico; - Assembleia de Escola. Marcar reuniões de brainstorming com : - professores - alunos - funcionários Avaliar para Melhorar

15 Medidas sugeridas Sendo que uma das competências da equipa de auto-avaliação é reflectir sobre o diagnóstico efectuado, incluindo as análises dos documentos elaborados durante as reuniões de brainstorming, e ponderar sobre as estratégias de remediação a implementar, esta sugeriu que se implementassem as seguintes medidas: Avaliar para Melhorar

16 - - Criação de uma equipa para avaliar a eficácia dos apoios educativos; -Criação de um relatório de ocorrências de fácil preenchimento para as situações de indisciplina, situado na sala dos professores; - Criação de um jornal de parede no Polivalente cuja finalidade era melhorar a circulação de informação entre os alunos; Avaliar para Melhorar Medidas sugeridas

17 - Elaboração de convites dirigidos aos encarregados de educação sempre que haja exposição de trabalhos dos alunos ou outras actividades; - Elaboração de um documento de sensibilização distribuído a todos os directores de turma no sentido da adopção de critérios uniformes no que respeita a indisciplina e as faltas dos alunos. Avaliar para Melhorar

18 - Aulas de acompanhamento para todos os anos; - Criação de um placard com as informações semanais mais importantes; - Afixação de um resumo com informações sobre as reuniões de Conselho Pedagógico; - Entrega de memorandos aos professores; - Circulação de memorandos destinadas a serem lidas pelos professores aos alunos durante as aulas; Avaliar para Melhorar

19 - - Criação de uma equipa para avaliar a eficácia dos apoios educativos; – Sensibilização dos Directores de Turma para a necessidade de registar e actuar nas situações de indisciplina; – Elaboração de um relatório de ocorrências (de fácil preenchimento) para o registo das situações de indisciplina; Avaliar para Melhorar

20 - - Criação de uma equipa de eventos tendo como finalidade a promoção de visitas e momentos de convívio entre professores e funcionários; - Aquisição de diverso material informático, uma máquina fotográfica digital, um tripé, mobiliário para biblioteca, software de gestão e fundo documental; - Implementação do Plano das TIC com diversas actividades que prevêem o envolvimento de todos os actores educativos; Avaliar para Melhorar

21 A escola que se conhece, que se compreende, que se auto-avalia e que se regula está no bom caminho para a resolução de todos os seus problemas. Consideramos que os primeiros passos, ainda que inseguros foram dados, cabe agora dar continuidade a esta longa e árdua caminhada. Avaliar para Melhorar

22

23 Área de intervenção: Resultados/ Sucesso / Insucesso A promoção do sucesso escolar passa, seguramente, por uma cultura de auto-avaliação das escolas, que permita reflectir sobre os seus projectos, o seu funcionamento, os processos que desenvolvem e os resultados que obtêm, possibilitando a rectificação, a mudança e a melhoria. Avaliar para Melhorar

24 Metodologia Análise documental Pautas de exame de 12º ano e de 9º ano Pautas de frequência de todos os níveis Textos produzidos pelos diversos Departamentos Curriculares Avaliar para Melhorar

25 Como poderemos definir uma escola de sucesso? A escola de sucesso será somente aquela cujos resultados nos exames lhe permitem obter boa posição nos rankings? Os maus resultados não poderão coexistir com dinâmicas de sucesso? Avaliar para Melhorar Questões para reflexão colocadas pela equipa em reunião de Conselho Pedagógico

26 Avaliar para Melhorar Evidência das reflexões dos Departamentos Curriculares e, provavelmente, da mudança de algumas práticas pedagógicas e de estratégias de avaliação, o que se verificou foi que a nossa ESCOLA ficou em primeiro lugar no concelho do Barreiro e muito bem posicionada a nível nacional.

27 . Para chegar a uma compreensão e a um conhecimento válido da escola, esta deve envolver-se num processo cíclico de auto-avaliação. Assim, iniciámos o processo no ano lectivo de 2005/2006. Foram objecto de avaliação as seguintes áreas: A Organização e Gestão da Escola A Ligação à Comunidade O Clima e o Ambiente Educativo Avaliar para Melhorar

28 No ano lectivo 2006/2007 debruçámo-nos sobre a área: Resultados. No próximo ano lectivo é nossa intenção proceder à avaliação do PEE, do PCE e do PAA e voltar a avaliar as três grandes áreas: Organização e Gestão da Escola, Ligação à Comunidade, Clima e o Ambiente Educativo e verificar se, de facto, houve não só mudanças mas principalmente melhorias na nossa escola, por outras palavras, a nossa escola enquanto organização aprendente teve poder de auto-regulação. Avaliar para Melhorar

29

30 A auto-avaliação não tem um princípio e também não tem um fim, porque está em permanente crescimento e aperfeiçoamento. A tarefa da escola consiste em, de forma continuada, procurar melhorar a auto-avaliação, torná-la mais sistemática, mais assente na reflexão e na evidência. (MacBeath et al, 2005, p.75)

31 Avaliar para Melhorar 2005/2006 Identificação de pontos fortes e pontos fracos 2006/2007 Resultados sucesso/insucesso 2007/2008 Identificação de pontos fortes e pontos fracos

32 Avaliar para Melhorar Auto- avaliação reflexãodebate melhoria acção A escola tem capacidade de auto-regulação?

33 Avaliar para Melhorar A equipa de auto-avaliação considera que apesar do trabalho desenvolvido, das medidas sugeridas e das estratégias implementadas, a nossa escola ainda não possui a capacidade de auto-regulação tão almejada. Não existe uma cultura de organização aprendente, com poder auto-reflexivo e construtivo que nos leve a uma melhoria efectiva dos pontos menos conseguidos. Apesar de ainda podermos apresentar o resultado do trabalho realizado durante este ano lectivo, podemos, desde já, afirmar que a análise dos dados dos questionários nos permite chegar a esta conclusão.


Carregar ppt "Avaliar para Melhorar. Auto-Avaliação o que é? É uma avaliação concebida e conduzida por pessoas pertencentes à escola e assenta na prática de uma cultura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google