A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unidade X Reengenharia e Benchmarking ADM005 – Organização, Sistemas e Métodos Professora Michelle Luz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unidade X Reengenharia e Benchmarking ADM005 – Organização, Sistemas e Métodos Professora Michelle Luz."— Transcrição da apresentação:

1 Unidade X Reengenharia e Benchmarking ADM005 – Organização, Sistemas e Métodos Professora Michelle Luz

2 2 Reengenharia

3 3 Reengenharia Cenário inicial Cenário inicial Literatura leiga: reengenharia como tecnologia para redução de quadros Literatura leiga: reengenharia como tecnologia para redução de quadros Empresários: algo para melhor formatação da empresa, corte de pessoal Empresários: algo para melhor formatação da empresa, corte de pessoal Proposta => inovação e desapego às formas tradicionais de gestão Proposta => inovação e desapego às formas tradicionais de gestão

4 4 Reengenharia Extremamente criticada Extremamente criticada Válida por alertar a ADM superior sobre a importância da abordagem racional e analítica do processo de trabalho Válida por alertar a ADM superior sobre a importância da abordagem racional e analítica do processo de trabalho Em muitos casos representa a única saída para empresas declinantes Em muitos casos representa a única saída para empresas declinantes

5 5 Reengenharia Começar de novo, esquecer o que existe, abandonar os procedimentos consagrados em uma empresa e criar novos, absolutamente novos. (ARAUJO, 2001)

6 6 Reengenharia Termo muito amplo que pode significar muitas coisas: recriar, refazer, reinventar ou repensar. (OLIVEIRA, 1994)

7 7 Reengenharia Repensar fundamental e reestruturação radical dos processos empresariais que visam alcançar drásticas melhorias em indicadores críticos e contemporâneos de desempenho (custos, qualidade, atendimento, velocidade). (CHAMPY e HAMMER, 1994)

8 8 Reengenharia Fundamental Fundamental Empresas precisam de visão revolucionária Empresas precisam de visão revolucionária Estar sempre um passo adiante Estar sempre um passo adiante Radical Radical Procura a raiz do problema Procura a raiz do problema Evita mudanças superficiais Evita mudanças superficiais Abandonar TODOS os procedimentos anteriores e inventar novas maneiras Abandonar TODOS os procedimentos anteriores e inventar novas maneiras

9 9 Reengenharia Drástica Drástica Não pretende melhorias em pequenos volumes e efeitos Não pretende melhorias em pequenos volumes e efeitos Idealizada para empresas que querem dar saltos de 1000% Idealizada para empresas que querem dar saltos de 1000% Processos Processos Principal objetivo do esforço da reengenharia Principal objetivo do esforço da reengenharia Unidade básica da empresa Unidade básica da empresa

10 10 Reengenharia fundamental Repensar fundamental radical Mudança radical drástica Melhoria drástica processos Aperfeiçoamento de processos Reengenharia Empresas 100% eficientes

11 11 O que não é Reengenharia Downsizing e reestruturação Downsizing e reestruturação Redução de níveis hierárquicos Redução de níveis hierárquicos Fazer menos com menos Fazer menos com menos Reengenharia: fazer mais com menos, se for o caso Reengenharia: fazer mais com menos, se for o caso

12 12 Reengenharia Automação Automação Não adianta apenas colocar computadores novos no lugar dos obsoletos se os processos de trabalho continuarem os mesmos Não adianta apenas colocar computadores novos no lugar dos obsoletos se os processos de trabalho continuarem os mesmos Raramente se atingirá altos patamares de desempenho apenas com a implementação de máquinas Raramente se atingirá altos patamares de desempenho apenas com a implementação de máquinas

13 13 Reengenharia Qualidade Total Qualidade Total Introdução de mudanças graduais através da melhoria contínua Introdução de mudanças graduais através da melhoria contínua Reengenharia: mudanças radicais, drásticas, revolucionárias. Substituição dos processos antigos por rigorosamente novos Reengenharia: mudanças radicais, drásticas, revolucionárias. Substituição dos processos antigos por rigorosamente novos

14 14 Benchmarking Abordagem de gestão organizacional em busca da excelência Abordagem de gestão organizacional em busca da excelência, Uso de procedimentos de investigação Uso de procedimentos de investigação Reunião e adaptação de respostas encontradas em outras empresas Reunião e adaptação de respostas encontradas em outras empresas

15 15 Benchmarking Modalidade especial de aprendizado direcionada à revelação das melhores práticas de uma organização plenamente reconhecida como a número um, no intuito de possibilitar um quadro do que poderia ser modificado, melhorado na organização, por intermédio de comparação. (ARAUJO, 2001)

16 16 Benchmarking Aprender com os outros o que eles fazem de melhor e porquê estão tão bem Aprender com os outros o que eles fazem de melhor e porquê estão tão bem Buscar fazer melhor Buscar fazer melhor Fonte de informação que ajuda no estabelecimento de objetivos e metas para patamares extraordinários de qualidade Fonte de informação que ajuda no estabelecimento de objetivos e metas para patamares extraordinários de qualidade

17 17 Benchmarking Propõe a medição de práticas, produtos e serviços Propõe a medição de práticas, produtos e serviços Concorrentes mais expressivos Concorrentes mais expressivos Empresas reconhecidas pela lideranças Empresas reconhecidas pela lideranças Dados quantitativos e qualitativos colocados juntos Dados quantitativos e qualitativos colocados juntos

18 18 Benchmarking Benchmarking interno Pesquisa dentro da própria empresa (departamentos, gerências, etc.), nas unidades cujas práticas tenham se mostrado melhores. É um dos mais fáceis. Benchmarking competitivo Investigação voltada para os concorrentes diretos. A empresa deve se atentar para as diferenças entre si e a investigada para evitar aplicação de técnicas descabidas. Benchmarking funcional Identifica os líderes em função, quaisquer que sejam os ramos de atuação (logística, atendimento, etc.). Geralmente melhor aceito pelas pessoas da organização. Benchmarking genérico Não há limitações, simplesmente busca-se o melhor. Aproxima-se do funcional.

19 19 Benchmarking Benchmarking é... Benchmarking não é... Um processo contínuo Uma investigação que fornece informações valiosas Um processo de aprendizado com outros Um trabalho intensivo, consumidor de tempo, requer disciplina Uma ferramenta viável a qualquer organização e aplicável a qualquer processo Um evento isolado Uma investigação que fornece respostas simples e receitas Cópia, imitação Rápido e fácil Mais um modismo da Administração

20 20 Benchmarking - Etapas Planejamento Planejamento Estabelecimento do marco de referência Estabelecimento do marco de referência Escolha do candidato ao processo de comparação Escolha do candidato ao processo de comparação Definição das formas pelas quais os dados serão coletados Definição das formas pelas quais os dados serão coletados

21 21 Benchmarking - Etapas Análise Análise Verificação de informações conseguidas Verificação de informações conseguidas Responder perguntas Responder perguntas Existe lacuna de desempenho Existe lacuna de desempenho Que tipo de lacuna Que tipo de lacuna Preparação para proposição de novos métodos de trabalho Preparação para proposição de novos métodos de trabalho

22 22 Benchmarking - Etapas Ação Ação Execução dos planos de transformação Execução dos planos de transformação Maturidade Maturidade Superioridade alcançada Superioridade alcançada Benchmarking convertido em demanda permanente Benchmarking convertido em demanda permanente

23 23 Benchmarking Lacunas no desempenho Lacunas no desempenho Lacuna positiva: operações superiores às do meio externo. Jamais pode ser tratada como certeza absoluta Lacuna positiva: operações superiores às do meio externo. Jamais pode ser tratada como certeza absoluta Lacuna negativa: operações externas são referência, as melhores práticas pertencem aos outros Lacuna negativa: operações externas são referência, as melhores práticas pertencem aos outros Paridade: não há grandes diferenças Paridade: não há grandes diferenças

24 24 Benchmarking Por que usar? Estímulo ao pensamento para fora da caixa Estímulo ao pensamento para fora da caixa Olhar para além das fronteiras Olhar para além das fronteiras Quebra de barreiras, visão ampla Quebra de barreiras, visão ampla Planejamento estratégico Planejamento estratégico Preparação para enfrentar adversidades ambientais e concorrência Preparação para enfrentar adversidades ambientais e concorrência

25 25 Benchmarking Por que usar? Previsão Previsão Medição da situação do mercado Medição da situação do mercado Previsão de potenciais oportunidades de exploração comercial Previsão de potenciais oportunidades de exploração comercial Novas idéias Novas idéias Processo gerador de idéias Processo gerador de idéias Tecnologia alarga os horizontes pelos quais compreendemos a realidade Tecnologia alarga os horizontes pelos quais compreendemos a realidade

26 26 Benchmarking Por que usar? Comparação entre produtos / serviços / processos Comparação entre produtos / serviços / processos Explorar melhores técnicas alheias para desenvolvimento organizacional Explorar melhores técnicas alheias para desenvolvimento organizacional Estabelecimento de objetivos Estabelecimento de objetivos Equiparar-se? Equiparar-se? Estabelecimento de objetivos realísticos Estabelecimento de objetivos realísticos


Carregar ppt "Unidade X Reengenharia e Benchmarking ADM005 – Organização, Sistemas e Métodos Professora Michelle Luz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google