A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Daisy Schneider Assessora Pedagógica SEAD/UFRGS O Papel do Tutor na EAD on-line.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Daisy Schneider Assessora Pedagógica SEAD/UFRGS O Papel do Tutor na EAD on-line."— Transcrição da apresentação:

1 Daisy Schneider Assessora Pedagógica SEAD/UFRGS O Papel do Tutor na EAD on-line

2 Competências na Educação (CHA) Conhecimentos (representações organizadas da realidade), Habilidades (inteligência capitalizada, uma sequência de modos operatórios, de transposições dominadas) e Atitudes (modelo mental; intenção, querer, vontade)

3 Pilares da Educação (UNESCO) Delors, no documento Educação: um tesouro a descobrir (2000) para UNESCO, apresenta os pilares da educação baseados nas competências: aprender a conhecer aprender a fazer aprender a conviver aprender a ser. Indivíduo é competente quando é capaz de saber, de saber fazer e de saber ser.

4 Comellas (2000, p ): SaberSaber: o conhecimento objetivado, livre de subjetividade, exterior aos indivíduos e referindo-se ao mundo que nos rodeia, em qualquer domínio. Implica cognição, o "saber que". Saber fazer Saber fazer: Trata-se de habilidade e execução. Atualmente, tem um significado mais amplo e refere-se também a conhecimentos processuais/procedimentais que se aplicam a uma determinada situação. O conhecimento é muitas vezes usado, mas dependendo do contexto, a ação pode variar. Saber ser Saber ser: Trata-se do domínio afetivo do indivíduo. Por isso, mobiliza os afetos, as emoções, a motivação e os valores que entram em jogo numa determinada situação.

5 Philippe Perrenoud: capacidade de agir eficazmente em um determinado tipo de situação, apoiada em conhecimentos, mas sem limitar-se a eles mobilização de saberes em um contexto. Antoni Zabala: A competência consistirá na intervenção eficaz nos diferentes âmbitos da vida, mediantes ações nas quais são mobilizados, ao mesmo tempo e de maneira inter-relacionada, componentes atitudinais, procedimentais e conceituais.

6 O que valida o currículo não os objetivos de ensino e, sim, os processos que se constituíram no aluno e se expressam pela competência de saber, de saber fazer e de saber ser ou ter atitude. Competência não é pedagogia de objetivos!

7 Contexto...

8 Moore e Kearsley (2008, p. 240): a separação determina, na realidade, que os professores planejam, apresentam conteúdo, interagem e desempenham os outros processos de ensino, de modo significativamente diferente daquele do ambiente presencial. Em resumo, interação a distância possui uma natureza que torna essencial comportamentos organizacionais e de ensino especiais; o quanto isso ocorre dependerá do grau de interação a distância. O que é EAD?

9 Schlemmer (2005, p. 31): A EAD consiste, então, em um processo que enfatiza a construção e a socialização do conhecimento, assim como a operacionalização dos princípios e fins da educação, de modo que qualquer pessoa, independentemente do tempo e do espaço, possa tornar-se agente de sua aprendizagem, devido ao uso de materiais diferenciados e meios de comunicação que permitam a interatividade (síncrona e assíncrona) e o trabalho colaborativo/cooperativo.

10 Público Nativos x imigrantes digitais Faixa etária Localidade Escolaridade / Profissional em serviço ou em formação Etapa de ensino (graduação, pós-graduação lato sensu ou stricto sensu)

11 Nativos e Imigrantes Digitais O que são os nativos digitais? O que são os imigrantes digitais?

12 Tapscott (2010): Baby boomers: os conteúdos aprendidos valiam para toda a vida. Geração Digital / Geração Net / Ciberinfância...: aprendizagem ao longo da vida. Os conteúdos de hoje podem estar obsoletos até o final da formação. A capacidade de aprender novas coisas é mais importante do que nunca. Os estudantes precisam ser capazes de pensar de forma criativa, crítica e colaborativa para se tornar cidadãos globais responsáveis e cooperativos em uma economia mundial cada vez mais complexa.

13 Instituição Contexto/particularidades do curso Contexto/particularidades da instituição Contexto/particularidades da disciplina e seu grupo de trabalho, quando houver

14 Palavra de origem latina: cuidar, proteger, defender, amparar, dirigir, tutelar, supervisionar o indivíduo; Profissional graduado Pode ser um especialista ou um generalista, dependendo das necessidades do curso ou disciplina Parceiro do professor Educador Tipos: –Tutor presencial: atua no Polo de Apoio Presencial –Tutor a distância (ou de sede): atua na instituição de ensino padrão de tutoria Não existe um padrão de tutoria nos cursos a distância. Classificação Brasileira de Ocupações Quem é o Tutor?

15 Atribuições do tutor No documento de avaliação para Credenciamento de Polo de Apoio Presencial para Educação a Distância do MEC, o tutor: atua junto aos estudantes sob estrita orientação e supervisão da equipe de docentes, principalmente como mediador pedagógico e facilitador nos processos de ensino-aprendizagem. É necessária (deve possuir) formação em nível superior, preferencialmente na área do curso onde atuará.

16 Atribuições do tutor orientar estudantes; esclarecer dúvidas; promover espaços de construção coletiva de conhecimento; acompanhar a freqüência e a participação dos alunos; selecionar material de apoio; conduzir processos avaliativos; além de participar dos trabalhos de planejamento e redirecionamento do projeto pedagógico do curso junto aos docentes.

17 Atribuições do tutor mediar a comunicação de conteúdos; acompanhar as atividades discentes; apoiar o professor; manter regularidade de acesso ao AVA e dar retorno; estabelecer contato permanentes e mediar as atividades discentes; colaborar com a coordenação do curso na avaliação dos estudantes; participar das atividades de capacitação e atualização; elaborar relatórios; participar do processo de avaliação; apoiar operacionalmente a coordenação do curso nas atividades presenciais nos polos.

18 Chaves Filho (2006, p. 73): O tutor é o responsável pela criação de oportunidades de aprendizagem e pela motivação no acompanhamento dos alunos durante o desenvolvimento, orientação e realização das atividades, incluindo a [...] interação entre os participantes.

19 O tutor colabora nas discussões acerca dos conteúdos e estratégias de aprendizagem, acompanha individualmente a trajetória dos alunos, estabelece diálogo e media a comunicação entre professor e alunos, presta suporte quanto ao uso das TICs, orienta a realização de tarefas, responde mensagens, acolhe e incentiva os alunos. Portanto, é figura chave para o alcance dos objetivos do curso ou disciplina e diminuição das possibilidades de evasão.

20 Competências do Tutor Planejamento Dar e receber feedback Reflexão Fluência Digital Trabalho em equipe Flexibilidade Comunicação …

21 Organização Auxílio na avaliação da aprendizagem do aluno Capacidade de motivar-se e de motivar ao outro Socialização on-line ou presencialidade on-line Gestão acadêmica Didática Competências do Tutor

22 Obrigada! Telefone: Equipe Acadêmica SEAD/UFRGS: prédio Château – Campus


Carregar ppt "Daisy Schneider Assessora Pedagógica SEAD/UFRGS O Papel do Tutor na EAD on-line."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google