A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O uso da parábola pelo autor, mostra de maneira rudimentar a desigualdade do progresso em diversas frentes. Comparação cirurgião e professores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O uso da parábola pelo autor, mostra de maneira rudimentar a desigualdade do progresso em diversas frentes. Comparação cirurgião e professores."— Transcrição da apresentação:

1

2 O uso da parábola pelo autor, mostra de maneira rudimentar a desigualdade do progresso em diversas frentes. Comparação cirurgião e professores.

3 Por que, durante um período em que tantas atividades humanas foram revolucionadas, não vimos mudanças comparáveis na forma como ajudamos nossas crianças a aprender?

4 Conservadores reconhecem que a escola tem problemas e mostram-se interessados em resolvê-los. Inovadores buscam meios para contornar a escola abrindo espaço para programas que se desviem das políticas públicas tradicionais, quanto ao método e ao currículo.

5 Há um nível de esforço intelectual que as crianças colocam nesta atividade, e aprendem muito em um espaço restrito. Foi sem dúvida a porta de entrada das crianças para o mundo da informática. A criança trabalha dentro de regras e estruturas preestabelecidas.

6 No passado as crianças também não gostavam da escola, porém elas eram persuadidas a acreditar que este era o passaporte para um um futuro promissor. A Escola precisa ser aceita por seus participantes.

7 A informática está oferecendo aos Inovadores novas oportunidades para criar alternativas. Com uma conversação com crianças, o autor percebe que existe uma notável capacidade nelas, para elaborar teorias, mas também uma dependência quase desamparada dos adultos em testá-las.

8 O que separa os esforços de uma verdadeira Máquina de conhecimento da virtual, não é a falta de tecnologia de armazenamento ou de acesso, mas o esforço necessário para reunir o conhecimento. As crianças com oportunidades de explorar florestas, cidades, mitos antigos, etc, de forma virtual, dificilmente se sentariam tranquilamente até o final de uma aula.

9 Está bem documentado que os pré- escolares não memorizam o conhecimento que os adultos tentam suprir-lhes. Este é metabolizado e assimilado juntamente com todas as experiências de mundo. O importante é que a Máquina do conhecimento oferece às crianças uma transição entre a aprendizagem pré- escolar e a verdadeira alfabetização de uma forma mais pessoal.

10 Com o computador, problemas abstratos e difíceis tornam-se concretos e manejáveis. Na visão do autor, quase todas as experiências de implementar uma educação progressista foram decepcionantes, porque não foram suficientemente longes em tornar o estudante o sujeito, ao invés do objeto.

11 Toda criança pré-escolar acumulou seu próprio conhecimento matemático, como já foi documento por Jean Pieget. Oferecendo às crianças a oportunidade de aprender e de usar matemática através de um modo não-formalizado, as encoraja, exatamente como a Máquina do conhecimento o faz.

12 O propósito de oferecer o modo não- formalizado de conhecer a Matemática é inteiramente subvertido quando é concebido como uma tributa para aprender o estilo formal ou como um truque para atrair as crianças à instrução formalizada.

13 As teorias que foram desenvolvidas por psicológos educacionais e por psicológos acadêmicos em geral correspondem a um tipo específico de apendizagem, o tipo da Escola. Enquantos este forem dominantes, será muito difícil fazer um desvio sério da forma tradicional da Escola.


Carregar ppt "O uso da parábola pelo autor, mostra de maneira rudimentar a desigualdade do progresso em diversas frentes. Comparação cirurgião e professores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google