A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear MESA VI Perspectivas da Energia Nuclear no Brasil 27 de Outubro, 2004 Esteves, R. G.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear MESA VI Perspectivas da Energia Nuclear no Brasil 27 de Outubro, 2004 Esteves, R. G."— Transcrição da apresentação:

1 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear MESA VI Perspectivas da Energia Nuclear no Brasil 27 de Outubro, 2004 Esteves, R. G. - INB X CONGRESSO BRASILEIRO DE ENERGIA

2 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 1. Planejamento na Área Nuclear (1) - Considerandos- Até hoje todo planejamento na área nuclear falhou no cumprimento do seu escopo e prazo. A principal causa, após ~82, foi a falta de vontade política de realizá-lo ou a ousadia de encerrá-lo. A alegação de razões estratégicas é argumento equivocado e defensivo (erro do presente). Não se deve propor metas fictícias mas realísticas (erros do passado). Deve ser demonstrada a importância do programa no planejamento energético (objetivo p/ sobreviver).

3 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 3. Resposta às Seguintes Perguntas Que áreas do programa podem ser auto sustentáveis a médio prazo? Programa de Governo (planejamento energético) Que áreas do programa são estratégicas? Programa de Estado

4 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 4. Prospeção e Exploração de Urânio As reservas conhecidas já são suficientes para as centrais atuais e a médio prazo. (309 mil tU3O8) Para exportação de volumes regulares (1000ta), as reservas conhecidas são também suficientes? Reservas/estoques estratégicos assegurados? Mudança na legislação p/ exportação. Rio Cristalino, Pitinga (cassiterita)? Projeto de exportação de urânio: se possível agregando valor - conversão, enriquecimento, etc.

5 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Demanda e Suprimento Mundial de Urânio

6 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 5. Conversão Tecnologia dominada pelo CTMSP: brake-even-point > 1000ta - Angra 1 e 2 = 400ta Para suprir o mercado interno: só com fins estratégicos Para mercado externo, justifica se pudermos exportar o urânio com maior valor agregado - enriquecido p.ex. Preço no mercado spot 7.5 a 9 $/kgU Déficit de suprimento previsto a partir de 2006: pode indicar aumento de preço

7 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Demanda e Suprimentos Ocidentais de Conversão

8 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 6. Enriquecimento do Urânio Tecnologia desenvolvida pelo CTMSP. Planta industrial em fase de implantação na INB. Para ter capacidade de exportação necessita de alto investimento para aumento da produção. Para maior valor agregado ao Urânio pode ser conveniente investir na planta de Conversão. Preço no mercado spot $/SWU

9 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Capacidade Mundial de Enriquecimento

10 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 7. Fabricação do Combustível INB Capacidade Tecnológica - FANP, WH –Capacidade Tecnológica - INB - Projeto –Capacidade Tecnológica - INB - Fabricação Nacionalização de Componentes e Materiais Avanços no Projeto do Combustível PWR Política de Exportação

11 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Fabricas de Combustível para LWR Fabrica PaísPó/Pellet (t)EC-PWR (t) FANP(FBFC) Fr.1300/800800(PWR) FANP(FBFC)Bel.0/500500(PWR) FANP(ANF)Alem.400/400650(B/PWR) FANP(SPC)EE.UU1200/ (B/PWR) FANP(FC)EE.UU 0/0400(PWR) WH(Cola)EE.UU1150/ (PWR) WH-AtomSue600/400400(B/PWR) BNFL(WH)UK 700/440 0 Global NFEE.UU1000/ (BWR) ENUSAEsp 0/300300(B/PWR) KNFCCoréia 400/400400(PWR) FCNBr120/120240(PWR) JapãoJap1475/ (PWR) RussiaRus1000/ (VVER/RBMK) ChinaCh.100/100100(PWR) Total 9445/

12 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 8. Capacidade Tecnológica - INB Projeto 1. Capacidade atual em Projeto do Combustível –1.1 Domínio atual do estado da arte s/ autonomia 2. Necessidades p/ domínio do estado da arte c/ autonomia –2.1 Capacidade Teórica (códigos, labs...) –2.2 Capacidade de executar/gerênciar testes Fabricação 3. Capacidade atual em fabricação do combustível –3.1 Capacidade com autonomia parcial (testes, qualif. fornecedores e novos processos, licenciamento)

13 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Avanços no Projeto do Combustível PWR 1. Projetos de Combustível nos anos 70 - Conservativos –Banco de dados, modelos, 35GWD/t, ciclo fechado, 45$/lb 2. Status do projeto nos anos 00s –Ciclo aberto, + exp. irrad., >60GWD/t, > enriq, 10-20$/lb 3. Ciclo aberto vs fechado – Redução de massa, diâmetro da vareta, OFAs

14 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Otimização do Diâmetro da Vareta Resultados Incidência do diâmetro nos custos pertinentes em uma recarga

15 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 9. Politica de Exportação 9.1 Qualificação da INB para exportação de peças Fase de qualificação para fornecimento de bocais do EC Fornecimento para a WH e KNFC Qualificação para fornecimento de combustível Possibilidade de ECs para KRSKO Qualificação para fornecimento de EC com RepU Via BNFL para Japão Qualificação para fornecimento de pó e pastilhas p/WH Qualificação de outras peças/materiais. 9.2 Exportação de serviços. Serviços de engenharia para WH (14WIN e outros)

16 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Sugestão de Metas - Geral Nucleoelétrica - Programa mínimo de centrais para garantir a sustentabilidade do ciclo do Combustível. - Adequação das tarifas. Urânio - Adequar o conjunto legislativo e normativo para permitir a exploração (via PPPs) e exportação. Conversão - Poucas possibilidades de ser sustentável. Estratégico a menos de possibilidade de exportação. Enriquecimento - Sua expansão é uma das bases da sustentabilidade do ciclo do combustível. Fabricação do combustível- atingir a auto suficiência

17 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Sugestão de Metas Fabricação do Combustível Autonomia completa em projeto - atividade de longo prazo, cara e não se justifica para 3 usinas. Autonomia completa em fabricação - a capacidade potencial para exercer a autonomia pode ser implementada. Nacionalização de componentes - Pode ser perseguida nos itens julgados viáveis ou suportados por financiamento externo. Otimização do projeto do combustível - foi realizado para Angra 1. Para Angra 2 é uma decisão a ser tomada. Exportação de peças e componentes e serviços - é uma meta a ser perseguida pois está no caminho da sustentabilidade Exportação de Combustível - tanto a meta para Krsko como combustível com RepU pode ser alcançada.

18 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear Tecnologia de Projeto e Fabricação do Combustível Nuclear - INB Outubro, 2004 Esteves, R. G. - INB Encontro 2004 sobre as Perspectivas da Energia Nuclear no Brasil

19 X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear 5.1 Otimização do Diâmetro da Vareta SWUs para 340 DEPP, 40 ECs / recarga para diferentes diâmetros da Vareta


Carregar ppt "X Congresso Brasileiro de Energia - Perspectivas da Energia Nuclear MESA VI Perspectivas da Energia Nuclear no Brasil 27 de Outubro, 2004 Esteves, R. G."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google