A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Condição Física Professor João Pedro Salvador. Aptidão Física Processo de Elevação da Condição Física Processo de Elevação da Condição Física Desenvolvimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Condição Física Professor João Pedro Salvador. Aptidão Física Processo de Elevação da Condição Física Processo de Elevação da Condição Física Desenvolvimento."— Transcrição da apresentação:

1 Condição Física Professor João Pedro Salvador

2 Aptidão Física Processo de Elevação da Condição Física Processo de Elevação da Condição Física Desenvolvimento das Capacidades Motoras Desenvolvimento das Capacidades Motoras 1. Resistência aeróbia 1. Resistência aeróbia

3 Processo de Elevação e manutenção da Condição Física O treino é um processo que visa aperfeiçoar o desempenho de uma tarefa, aumentando o rendimento de um indivíduo. Através de que processo uma pessoa pode elevar a Condição Física? TREINO

4 Processo de Elevação e manutenção da Condição Física Capacidade Funcional Fase Super-compensação O organismo adapta-se às novas condições e aumenta a sua capacidade funcional

5 Processo de Elevação e manutenção da Condição Física 1. Princípio da Super-compensação Princípios do Treino 2. Princípio da Continuidade 3. Princípio da Progressividade

6 Processo de Elevação e manutenção da Condição Física 1. Princípio da Super-compensação Princípios do Treino Princípio da Super-Compensação: Processo que provoca modificações no organismo, aumentando a capacidade funcional.

7 Processo de Elevação e manutenção da Condição Física 2. Princípio da Continuidade Princípios do Treino Princípio da Continuidade: A adaptação do organismo é um processo reversível, por isso sempre que o treino é interrompido, verifica-se uma diminuição do nível das capacidades. Sem ContinuidadeCom Continuidade

8 Processo de Elevação e manutenção da Condição Física 3. Princípio da Progressividade Princípios do Treino Princípio da Progressividade: Para que haja um aumento da capacidade funcional, tem de haver um aumento progressivo na intensidade dos exercícios. Sem ProgressãoCom Progressão

9 Resistência Capacidade Motora que permite efectuar um esforço durante um tempo considerável e suportar a fadiga dele resultante. Definição:

10 Qual é o melhor indicador da intensidade de esforço? Frequência Cardíaca Locais mais indicados para medir a F.C.? Pulso (artéria radial) Pescoço (carótida) Coração

11 Frequência Cardíaca Máxima Idade Exemplo: Aluno: 15 anos 220 – 15 = 205 bat./min. Fórmula para calcular a Frequência Cardíaca Máxima

12 Frequência Cardíaca de Esforço 100 % 80 % 70 % Frequência Cardíaca Máxima Frequência Cardíaca Esforço Intervalo de esforço para desenvolver a Capacidade de Resistência 50 % Intensidade de Esforço para perder Peso Frequência Cardíaca de Repouso

13 Frequência Cardíaca de Esforço 100 % 80 % 70 % Frequência Cardíaca Máxima Frequência Cardíaca Esforço 50 % Exemplo: Pessoa - 15 anos Frequência Cardíaca Máxima = 220 – Idade 220 – 15 = 205 Bat./min. 100% 205 bat./min 80% X F.C.E.= 205 x 80 / 100 = 165 bat./min Frequência Cardíaca Esforço (80%) Frequência Cardíaca Esforço (70%) 100% 205 bat./min 70% X F.C.E.= 205 x 70 / 100 = 143 bat./min 165 bat./min 143 bat./min

14 Frequência Cardíaca de Esforço 100 % 80 % 70 % Frequência Cardíaca Máxima Frequência Cardíaca Esforço 50 % Exemplo: Pessoa - 15 anos Frequência Cardíaca Máxima = 220 – Idade 220 – 15 = 205 Bat./min. 100% 205 bat./min 50% X F.C.E.= 205 x 50 / 100 = 102,5 bat./min Frequência Cardíaca Perder Peso (50%) 165 bat./min 143 bat./min Frequência Perder Peso 102 bat./min

15 Tipo de Exercícios Ritmo regular Ritmo regular Duração da corrida elevada Duração da corrida elevada 20 – 30 minutos Percurso Plano Percurso Plano

16 Exercício Prático 15 segundos 43 bat./15 seg. X 4 = 172 bat./min. Corrida de 20 minutos Idade = 15 anos Perante este resultado o que deve fazer a atleta para desenvolver a capacidade de resistência: A- Manter a velocidade B- Aumentar o ritmo C- Diminuir o ritmo 165 – 143 bat./min Medir a F.C.

17 Exercício Prático Corrida de 20 minutos Idade = 15 anos 165 – 143 bat./min Frequencia cardíaca de esforço (bat./min) /4= 41 bat/15 segundos 143/4= 36 bat/15 segundos

18 Tipo de Esforço %Esforço Ritmo óptimo para: Muito Fácil 50-60% Duração: min Em níveis de intensidade baixos, o corpo escolhe a gordura como combustível para os músculos em actividade. 1. Iniciantes; 2. Sessões de recuperação; 3. Pessoas que querem perder peso. (30 min.) Fácil % Duração: >30 min. Intensidade de treino mais importante; a gordura continua sendo a fonte energética principal nessa intensidade. 1. Aperfeiçoa a habilidade do coração de bombear sangue; 2. Aumenta a nossa resistência. Mediano 70-80% Duração: 30 min. Este é o ritmo mais rápido que podemos manter e, ainda assim, nos sentirmos confortáveis e sem dor. 1. Hidratos de carbono como combustível; 2. Aumenta a resistência. Difícil 80-90% Ritmo para competição

19 Equação mais precisa para determinar a Frequência Cardíaca de Esforço Equação de Karvonen F.C.E. = ((F.C.máx. – F.C.rep.) x (%Esforço)) + F.C.rep.

20 Como os atletas de Alta Competição Controlam a Frequência cardíaca?

21 Este Documento está disponível no site:


Carregar ppt "Condição Física Professor João Pedro Salvador. Aptidão Física Processo de Elevação da Condição Física Processo de Elevação da Condição Física Desenvolvimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google