A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EDGAR MORIN. Biografia e obras -Edgar Nahum (que mais tarde adotou o sobrenome Morin) nasceu em Paris no dia 8 de julho de 1921. -Formado em Sociologia,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EDGAR MORIN. Biografia e obras -Edgar Nahum (que mais tarde adotou o sobrenome Morin) nasceu em Paris no dia 8 de julho de 1921. -Formado em Sociologia,"— Transcrição da apresentação:

1 EDGAR MORIN

2 Biografia e obras

3 -Edgar Nahum (que mais tarde adotou o sobrenome Morin) nasceu em Paris no dia 8 de julho de Formado em Sociologia, Direito, História e Geografia. Diretor emérito do Centre Nationale de Recherche Scientifique, Presidente da Associação para o Pensamento Complexo. Presidente da Agência Européia para a Cultura. Membro fundador da Academia da Latinidade. -Co-director do Centro de Estudos Transdisciplinares da École des Hautes Etudes en Sciences Sociales. - Membro honorário do Instituto Piaget.

4 De 1936 a 1937 a Frente Popular e a Guerra Civil Espanhola impelem Edgar a se reconhecer politicamente. Militou em solidariedade aos anarquistas catalães. Participou do primeiro comício político: uma reunião trotskista no cais de Valmy envolvido em atividades subversivas, resolveu substituir o sobrenome Nahum porMorin. Viveu uma dupla clandestinidade, atuando na Resistência Francesa como militante oculto do Partido Comunista (ou submarino, como o chamavam). Acuado pela Gestapo, retornou no verão de 1943, a Toulouse, acolhido por uma família de operários.

5 Em 1961, fez uma longa viagem pela América Latina, quando ficou fascinado pelo mundo indígena e pelo mundo afro-brasileiro. Em 1997, foi convidado pelo governo francês a apresentar um plano de reforma do ensino secundário e universitário. Viajou por mais de 30 países participando de debates com professores e especialistas da educação em escolas e universidades.

6 Edgar Morin sempre envolvido com leituras e literaturas, curioso e desbravador do conhecimento. Passa o ano de 1965 pesquisando, com ajuda de diversos colaboradores, vivendo numa rústica cabana, em Poulhan. Nesse processo de encontros, reaprendizados e reorganização dos princípios do conhecimento, concebe a ideia de um livro que se chamaria La Méthode(O Método).

7 Em 1976 termina de escrever o primeiro volume de O Método – A Natureza da Natureza. Não há porque separar a parte do todo, pois a parte está no todo, assim como o todo está na parte. Onde se cultiva a ideia de totalidade. Põe em ciclo os conhecimentos dispersos a fim de que façam sentido, ligando-se uns aos outros.

8 A Vida da vida publicado em 1880 A vida apresenta-se sob caracteres tão diversos que nenhuma definição consegue abarcá-los e articulá-los em conjunto. É unidade física, e é diferente de todos os outros fenômenos físicos. É espécie e é indivíduo. É descontinuidade (nascimentos/existências/mortes) e é continuidade (ciclos, anéis, processos). É reprodução e é trocas.

9 Em 1986 publicou O Conhecimento do Conhecimento. O conhecimento necessita de consenso e de conflito. Refletir para sonhar, atingir o rigor da pesquisa "científica" para libertar o homem das suas crenças ingênuas no positivismo da própria ciência.

10 Em 1991 publica o volume 4 - As idéias: habitat, vida, costumes, organização. O autor mostra que a aventura do conhecimento enriquece-se na simplicidade (inimiga do simplismo) e na busca perpétua da complexidade, adversária declarada das doutrinas e das verdades que se recusam a comparecer diante do tribunal permanente da evolução.

11 Em 2001 Lançamento do livro La méthode V - A humanidade da humanidade. A identidade humana, tenta pensar as contradições do ser humano, aberto e fechado ao exterior, racional e irracional, paradoxal e lógico, humano e inumano, esperançoso e com medo da decadência, sempre novo e eternamente o mesmo.

12 Em 2005 apresenta o último volume de O Método – Ética. Esse constitui o ponto culminante da grande obra de Edgar Morin traduzida em inúmeros países. O autor fez da complexidade um problema fundamental a ser abordado e elucidado. Ganhou seguidores e suscitou um movimento pela reforma do pensamento. Neste sexto tomo, o mais concreto e talvez o mais acessível, Edgar Morin parte da crise contemporânea ocidental da ética para voltar a ela ao final, depois de uma análise antropológica, histórica do problema.

13 O MÉTODO divididos em 6 volumes OS SETE SABERES NECESSÁRIOS Á EDUCAÇÃO DO FUTURO

14 Morin tocou numa inquietação disseminada nos dias atuais, quando a tecnologia permite um acesso inédito às informações. Por isso, em 1999 a ONU - Organização das Nações Unidas - solicitou para que ele sistematizasse um conjunto de reflexões que servissem como ponto de partida para se repensar a educação do próximo milênio.

15 A lista proposta por Morin começa por: Conhecimento. O Conhecimento pertinente, para que levem a apreender problemas globais e fundamentais. A condição humana, entendida como unidade complexa da natureza dos indivíduos. A identidade terrena refere-se a abordar as relações humanas de um ponto de vista global. As incertezas com base nos aportes recentes das ciências. A compreensão humana. A condição planetária, uma reforma de mentalidades para superar males como o racismo. ética global, baseada na consciência do ser humano como indivíduo e parte da sociedade e da espécie.


Carregar ppt "EDGAR MORIN. Biografia e obras -Edgar Nahum (que mais tarde adotou o sobrenome Morin) nasceu em Paris no dia 8 de julho de 1921. -Formado em Sociologia,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google