A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BASES DE SEMIÓTICA LABORATORIAL Avaliação laboratorial geral / rotina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BASES DE SEMIÓTICA LABORATORIAL Avaliação laboratorial geral / rotina."— Transcrição da apresentação:

1 BASES DE SEMIÓTICA LABORATORIAL Avaliação laboratorial geral / rotina

2 Batel Marques Avaliação Laboratorial Geral / Rotina Hemograma Hemograma Contagem de Plaquetas Contagem de Plaquetas Velocidade de sedimentação Velocidade de sedimentação Proteína C Reactiva Proteína C Reactiva Glicémia Glicémia Ureia Ureia Creatinina Creatinina Ácido úrico Ácido úrico Ionograma Ionograma Transaminases Transaminases Fosfatase alcalina Fosfatase alcalina glutamil transpeptidase glutamil transpeptidase Desidrogenase láctica Desidrogenase láctica Bilirrubinas Bilirrubinas Electroforese de proteínas Electroforese de proteínas Colesterol total Colesterol total HDL do Colesterol HDL do Colesterol LDL do Colesterol LDL do Colesterol Triglicéridos Triglicéridos Urina tipo II Urina tipo II

3 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma 1ª linha no estudo da função hematológica 1ª linha no estudo da função hematológica Quantificação dos elementos celulares do sangue e caracterização da sua morfologia Quantificação dos elementos celulares do sangue e caracterização da sua morfologia Eritrocitos (Glóbulos vermelhos) Eritrocitos (Glóbulos vermelhos) mais numerosos / anucleados mais numerosos / anucleados Leucocitos (Glóbulos brancos) Leucocitos (Glóbulos brancos) Neutrófilos Neutrófilos Eosinófilos Eosinófilos Basófilos Basófilos Linfócitos Linfócitos Monócitos Monócitos

4 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Aspectos prácticos - c olheita e processamento Venopunção Venopunção Tubo com anticoagulante (EDTA – ácido etilenodiaminotetracético) Tubo com anticoagulante (EDTA – ácido etilenodiaminotetracético) Concentração pré determinada Concentração pré determinada Remove o cálcio Remove o cálcio Promove anticoagulação completa com efeitos minor sobre as células Promove anticoagulação completa com efeitos minor sobre as células Analisado rapidamente / armazenado a 4ºC dte 24 horas Analisado rapidamente / armazenado a 4ºC dte 24 horas

5 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Análise da amostra Métodos manuais Métodos manuais - Observação microscópica da amostra - Mais demorados - Permitem avaliar dados qualitativos Métodos automáticos Métodos automáticos - Avaliam a impedância do fluxo eléctrico ou da dispersão da luz produzida pelas diferentes células - Precisos na avaliação quantitativa -> mais usados - Podem avaliar dados qualitativos (em média) -> menos precisos

6 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Eritrocitos (GV)– avaliação dos resultados Eritrocitos (GV)– avaliação dos resultados Contagem de glóbulos Concentração de hemoglobina (Hg) Hematócrito (Hct) Volume globular médio (VGM) Hemoglobina globular média (HGM) Concentração média de hemoglobina globular (CMHG) Avaliação da morfologia

7 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Valores de referência Contagem de eritrocitos Contagem de eritrocitos /L /L /L Concentração de hemoglobina 12 a 16 gr/dl 14 a 18 gr/dl 14 a 18 gr/dl Hematócrito 35 a 45 % 45 a 55 % 45 a 55 % (Percentagem do volume da amostra ocupada pelas células)

8 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma CONSTANTES GLOBULARES – caracterização das anemias macrocitose macrocitose VGM ( Hct / nº GV) 80-96fl microcitose VGM ( Hct / nº GV) 80-96fl microcitose CMHG (Hg/Hct) - 32 a 36 % - concentração média de Hg por GV CMHG (Hg/Hct) - 32 a 36 % - concentração média de Hg por GV HGM – (Hg / nº GV) – pg-– cromia ou coloração – relaciona-se com a presença de ferro HGM – (Hg / nº GV) – pg-– cromia ou coloração – relaciona-se com a presença de ferro

9 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Caracterização das anemias Anemia macrocítica - défice de Vit B 12 ou ácido fólico Anemia macrocítica - défice de Vit B 12 ou ácido fólico Desnutrição Desnutrição Alcoolismo Alcoolismo Défice de absorção – cirurgia gástrica Défice de absorção – cirurgia gástrica Anemia microcítica e hipocrómica – défice de ferro Anemia microcítica e hipocrómica – défice de ferro Perdas crónicas Perdas crónicas Má absorção Má absorção Anemia normocítica e normocrómica – Doença inflamatória crónica Anemia normocítica e normocrómica – Doença inflamatória crónica

10 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Eritrocitos /Hg Poliglobulias/policitémia - excesso de produção Eritropoietina Poliglobulias/policitémia - excesso de produção Eritropoietina - hipoxémia crónica - hipoxémia crónica - policitémia Vera - policitémia Vera Anemia – perdas de sangue Anemia – perdas de sangue - falta de elementos necessários à produção (ferro e vitaminas) - falta de elementos necessários à produção (ferro e vitaminas) - destruição aumentada – anemia hemolítica - destruição aumentada – anemia hemolítica - doenças inflamatórias crónicas - doenças inflamatórias crónicas

11 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Esfregaço de sangue periférico/ Morfologia das células Pode haver contagem normal de céls com morfologia anormal => patológica Pode haver contagem normal de céls com morfologia anormal => patológica Influência da técnica de preparação do esfregaço Influência da técnica de preparação do esfregaço Alterações na formação – congénitas ou adquiridas Alterações na formação – congénitas ou adquiridas Anisocitose – variação no tamanho Poiquilocitose - variação na forma Anisocromia – variação na cor Células jovens em circulação => LEUCÉMIAS / algumas situações benignas Células jovens em circulação => LEUCÉMIAS / algumas situações benignas

12 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Leucocitos / Leucograma Contagem dos leucocitos (Valor absoluto) 4300 a Contagem dos leucocitos (Valor absoluto) 4300 a Contagem diferencial / fórmula leucocitária Contagem diferencial / fórmula leucocitária Neutrófilos 45 a 75% Neutrófilos 45 a 75% Eosinófilos 0 a 7 % Eosinófilos 0 a 7 % Basófilos 0 a 2 % Basófilos 0 a 2 % Linfócitos 16 a 45 % Linfócitos 16 a 45 % Monócitos 4 a 10 % Monócitos 4 a 10 %

13 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Avaliação laboratorial geral / rotina Hemograma Leucocitos - função imunológica de defesa - aumentados em situações de infecções e inflamações -> leucocitose Neutrófilos -aumentados nas infecções -> neutrofilia -dimuidos nas situações de imunodificiência ou por toxicidade de drogas (tóxicos, Quimioterapia..) -dimuidos nas situações de imunodificiência ou por toxicidade de drogas (tóxicos, Quimioterapia..) Eosinófilos aumentados nas situações de alergias, parasitoses ou doenças malignas Linfócitos aumentados em algumas infecções (virais) ou doenças malignas (linfomas / leucémias) Monocitos aumentados em algumas neoplasias e algumas infecções virais (mononucleose)

14 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Contagem de Plaquetas Avaliação laboratorial geral / rotina Contagem de Plaquetas Nº de Plaquetas a Nº de Plaquetas a Elementos figurados do sangue -> fragmentos celulares Elementos figurados do sangue -> fragmentos celulares Interferem na hemostase Interferem na hemostase Interferência da colheita e processamento da amostra Interferência da colheita e processamento da amostra Agregados plaquetários falsa trombocitopénia Agregados plaquetários falsa trombocitopénia

15 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Contagem de Plaquetas Avaliação laboratorial geral / rotina Contagem de Plaquetas Trombocitopénia – risco de hemorragias mto grave -> transfusão ? mto grave -> transfusão ? - infecções graves bacterianas (sepsis) ou virais - doenças inflamatórias crónicas - hiperesplenismo - doenças neoplásicas - doenças imunológicas - anticorpos - tóxicos Trombocitose - risco de tromboses - trombocitose essencial - doenças neoplásicas ou infecciosas

16 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Velocidade de sedimentação Avaliação laboratorial geral / rotina Velocidade de sedimentação parâmetro de infecção ou inflamação parâmetro de infecção ou inflamação determinação: tubo com citrato de sódio + amostra de sangue – quantidade interfere no resultado determinação: tubo com citrato de sódio + amostra de sangue – quantidade interfere no resultado repouso em pipeta graduada esperar a sedimentação das células repouso em pipeta graduada esperar a sedimentação das células a medida corresponde à medida da quantidade que sedimentou em 1 Hora a medida corresponde à medida da quantidade que sedimentou em 1 Hora nos processos inflamatórios as proteínas ligam-se aos glóbulos e este sedimentam mais rapidamente nos processos inflamatórios as proteínas ligam-se aos glóbulos e este sedimentam mais rapidamente

17 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Velocidade de sedimentação Valor de referência: 1 a 13 ou a 20 mm Valor de referência: 1 a 13 ou a 20 mm Depende da técnica usada Depende da técnica usada Aumentada - doenças infecciosas, inflamatórias, neoplásicas Aumentada - doenças infecciosas, inflamatórias, neoplásicas - situações fisiológicas : gravidez, menstruação - situações fisiológicas : gravidez, menstruação Muito baixa nas policitémias Muito baixa nas policitémias Importante na monitorização de algumas doenças – resposta à terapêutica Importante na monitorização de algumas doenças – resposta à terapêutica

18 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Proteína C reactiva Proteína de fase aguda Proteína de fase aguda Valor normal – < 0,05 Valor normal – < 0,05 Fabricada no fígado em resposta a agressões externas (infecções/inflamações) Fabricada no fígado em resposta a agressões externas (infecções/inflamações) Aumenta em situações fisiológicas – 1º metade da gravidez Aumenta em situações fisiológicas – 1º metade da gravidez - menstruação - menstruação Serve para monitorizar: Serve para monitorizar: - doenças inflamatórias (artrite reumatóide, febre reumática, d. inflam do intestino) - doenças inflamatórias (artrite reumatóide, febre reumática, d. inflam do intestino) - doenças neoplásicas - doenças infecciosas (tuberculose, pneumonias, meningites…)

19 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Glicémia Avaliação laboratorial geral / rotina Glicémia Determinação em jejum – influenciada pelas refeições Determinação em jejum – influenciada pelas refeições Colheita para tubo seco – doseia-se no soro Colheita para tubo seco – doseia-se no soro Valores de referência 60 a 100 mg/dl, em jejum Valores de referência 60 a 100 mg/dl, em jejum

20 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Glicémia Avaliação laboratorial geral / rotina Glicémia Hiperglicémia – Diabetes mellitus Hiperglicémia – Diabetes mellitus - Pancreatite - Pancreatite - Outras doenças endócrinas - Outras doenças endócrinas Hipoglicémia – excesso de antidiabéticos orais Hipoglicémia – excesso de antidiabéticos orais - jejum prolongado - jejum prolongado - doenças endócrinas com excesso de produção de insulina - doenças endócrinas com excesso de produção de insulina - i nsuficiência hepática - i nsuficiência hepática Valores muito baixos 30 ou 40m mg/dl => coma ->risco de vida Valores muito baixos 30 ou 40m mg/dl => coma ->risco de vida

21 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Função renal Avaliação laboratorial geral / rotina Função renal Ureia usado como marcador de falência renal aumenta nas situações de insuficiência renal usado como marcador de falência renal aumenta nas situações de insuficiência renal produzido no fígado produto do catabolismo protéico filtrado pelos rins produto do catabolismo protéico filtrado pelos rins excretado na urina excretado na urina Valores de referência 10 a 45 mg/dl Valores de referência 10 a 45 mg/dl

22 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Função renal Ureia aumento do catabolismo tecidual aumento do catabolismo tecidual aumento da produção hemorragia gastrointestinal aumento da produção hemorragia gastrointestinal hiperalimentação hiperalimentação diminuição da excreção insuficiência renal diminuição da excreção insuficiência renal hemoconcentração (I.R.Pre-renal ) hemoconcentração (I.R.Pre-renal ) insuficiência hepática insuficiência hepática desnutrição desnutrição

23 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Função renal Creatinina Forma-se por degradação da creatina do músculo Forma-se por degradação da creatina do músculo Concentração é influenciada pela filtração glomerular e Concentração é influenciada pela filtração glomerular e pela massa muscular e/ou doenças do músculo Melhor marcador de filtração glomerular, mais específico e mais sensível Valor de referência < 1,2 mg/dl Valor de referência < 1,2 mg/dl - é < nas mulheres, crianças e idosos - é < nas mulheres, crianças e idosos - é > nos atletas

24 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Ácido úrico Produto do catabolismo das purinas – proteínas Produto do catabolismo das purinas – proteínas Produzido essencialmente no fígado Produzido essencialmente no fígado purina hipoxantina xantina purina hipoxantina xantina xantina oxidase urato de sódio ác. Úrico urato de sódio ác. Úrico Eliminado pelo rim, bilis e secreções gástricas Eliminado pelo rim, bilis e secreções gástricas

25 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Ácido úrico Valor de referência 3,0 - 7,5 mg/dl Valor de referência 3,0 - 7,5 mg/dl 4,0 – 8,5 mg/dl 4,0 – 8,5 mg/dl insuf. renal, gota e situações de hipercatabolismo (doenças hematológicas, outras neoplasias, destruição celular pela quimioterapia, anemias hemolíticas, psoríase, alcoolismo,etc) insuf. renal, gota e situações de hipercatabolismo (doenças hematológicas, outras neoplasias, destruição celular pela quimioterapia, anemias hemolíticas, psoríase, alcoolismo,etc) drogas uricosúricas (salicilatos, cortisona, alopurinol ) drogas uricosúricas (salicilatos, cortisona, alopurinol )

26 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Ionograma (Na-K-Cl) Sódio (Na) Valor de referência 136 a 145 mEq/L Valor de referência 136 a 145 mEq/L Hipernatrémia Hipernatrémia - perda de água - diarreia, suores, diurese osmótica, desidratação - reabsorção renal aumentada - hiperaldosteronismo - reabsorção renal aumentada - hiperaldosteronismo - artefacto – colheita em veia com soro fisiológico em curso - artefacto – colheita em veia com soro fisiológico em curso

27 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Ionograma Sódio (Na) Hiponatrémia – acção de diuréticos Hiponatrémia – acção de diuréticos hipoaldosteronismo hipoaldosteronismo acção da HAD (SIADH) acção da HAD (SIADH) hemodiluição- edemas (insuf. cardiaca, cirrose hepática) hemodiluição- edemas (insuf. cardiaca, cirrose hepática) polidipsia polidipsia Hiper ou hiponatrémia em situações extremas podem dar coma, convulsões ou mesmo morte

28 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Ionograma Potássio Potássio Valor de referência – 3,6 a 5,0 mEq/L Valor de referência – 3,6 a 5,0 mEq/L Hipokaliémia – perdas pelo rim – diuréticos perdas pelo tubo digestivo - vómitos e diarreia Hipokaliémia – perdas pelo rim – diuréticos perdas pelo tubo digestivo - vómitos e diarreia Hiperkaliémia – insuficiência renal Hiperkaliémia – insuficiência renal insuficiência supra renal insuficiência supra renal artefactos – garrotagem prolongada, hemólise artefactos – garrotagem prolongada, hemólise drogas poupadoras de potássio, digoxina drogas poupadoras de potássio, digoxina

29 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Função hepática Transaminases (AST/ALP) Transaminases (AST/ALP) Desidrogenase láctica Desidrogenase láctica Fosfatase Alcalina Fosfatase Alcalina GT GT Bilirrubinas Bilirrubinas

30 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Função hepática Transaminases Transaminases Aspartato aminotransferase (AST) – transaminase oxaloacética (TGO) – 15 a 37 UI/L Aspartato aminotransferase (AST) – transaminase oxaloacética (TGO) – 15 a 37 UI/L Lesão do parênquima hepático (hepatites, alcoól, tóxicos) Lesão do parênquima hepático (hepatites, alcoól, tóxicos) Lesão muscular (miocárdio) Lesão muscular (miocárdio) Alanina Aminotransferase (ALT) – transaminase glutâmico pirúvica (TGP) – 30 a 65 UI/L Alanina Aminotransferase (ALT) – transaminase glutâmico pirúvica (TGP) – 30 a 65 UI/L Lesão hepática ( a mais aumentada nas hepatites) Lesão hepática ( a mais aumentada nas hepatites)

31 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Função hepática Fosfatase alcalina Fosfatase alcalina Valor de referência: 50 a 136 UI/L - colestase intra ou extra hepática (hepatite, nódulos hepáticos, litíase) - colestase intra ou extra hepática (hepatite, nódulos hepáticos, litíase) - toxicidade de drogas /anti-convulsivantes - toxicidade de drogas /anti-convulsivantes - actividade osteoblástica turnover ósseo (lesões secundárias, D. Paget) - actividade osteoblástica turnover ósseo (lesões secundárias, D. Paget) - situações fisiológicas (infância, gravidez)

32 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Função hepática glutamil transpeptidase glutamil transpeptidase Valor de referência: 15 a 85 UI/L Valor de referência: 15 a 85 UI/L Específica do fígado Específica do fígado Elevada nas situações de colestase Elevada nas situações de colestase Relaciona-se com o consumo de álcool e com o fígado gordo Relaciona-se com o consumo de álcool e com o fígado gordo

33 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Função hepática Desidrogenase Láctica Valor de referência : 100 a 190 UI/L Valor de referência : 100 a 190 UI/L Existe no fígado, no músculo, no coração, no cérebro e no pulmão Existe no fígado, no músculo, no coração, no cérebro e no pulmão Aumenta nas lesões hepáticas Aumenta nas lesões hepáticas Faz parte da avaliação do enfarte de miocárdio – fase sub aguda - sobe depois dos outros marcadores Faz parte da avaliação do enfarte de miocárdio – fase sub aguda - sobe depois dos outros marcadores Importante na avaliação da destruição muscular – rabdomiólise Importante na avaliação da destruição muscular – rabdomiólise Pode ser indicadora de enfarte pulmonar – tromboembolismo pulmonar Pode ser indicadora de enfarte pulmonar – tromboembolismo pulmonar

34 Batel Marques Avaliação laboratorial geral / rotina Função hepática Bilirrubinas Produto da degradação final da hemoglobina Produto da degradação final da hemoglobina Forma-se nas células endoteliais do baço e do fígado- bilirrubina não conjugada (indirecta) Forma-se nas células endoteliais do baço e do fígado- bilirrubina não conjugada (indirecta) Conjugada no hepatócito – conjugada (directa) - sendo depois excretada na bilis para o duodeno Conjugada no hepatócito – conjugada (directa) - sendo depois excretada na bilis para o duodeno Valores de referência: Bil T : 0,3 a 1,0 mg/dl Valores de referência: Bil T : 0,3 a 1,0 mg/dl Bil D : < 0,3 mg /dl Bil D : < 0,3 mg /dl colestase intra ou extra hepática ou excesso de produção (hemólise)-> bilirrubina Indirecta ou não conjugada colestase intra ou extra hepática ou excesso de produção (hemólise)-> bilirrubina Indirecta ou não conjugada

35 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Dislipidémia Triglicéridos/Colesterol /HDL e LDL do colesterol Cuidados com a colheita: jejum de 12 a 14 horas (> que para a maior parte das outras análises) Cuidados com a colheita: jejum de 12 a 14 horas (> que para a maior parte das outras análises) Se o plasma ficar turvo (lipémico) corresponde a aumento dos triglicéridos Se o plasma ficar turvo (lipémico) corresponde a aumento dos triglicéridos Valores de referência variam com a idade e sexo e têm sido actualizados nas guidelines Valores de referência variam com a idade e sexo e têm sido actualizados nas guidelines Factores de risco cardiovascular independente Factores de risco cardiovascular independente

36 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Dislipidémia Colesterol < 180 a 200 mg/dl Colesterol < 180 a 200 mg/dl HDL do colesterol – 40 a 50 mg/dl HDL do colesterol – 40 a 50 mg/dl - 50 a 60 mg/dl - 50 a 60 mg/dl LDL do Colesterol - <100 mg/dl (100 a 130) LDL do Colesterol - <100 mg/dl (100 a 130) Triglicéridos - 40 a 160 mg/dl Triglicéridos - 40 a 160 mg/dl 35 a 135 mg/dl 35 a 135 mg/dl

37 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Proteinograma Electroforese de proteínas Electroforese de proteínas Fenómeno físico –químico que Fenómeno físico –químico que permite a migração de partículas em função da sua carga eléctrica, sendo essa migração registada em tira de papel, de acordo com a velocidade a que ocorre

38 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Proteinograma Proteínas totais - 6,0 a 8,0 mg/dl Proteínas totais - 6,0 a 8,0 mg/dl Albumina - 3,2 a 5,0 mg/dl – 52 a 68% Albumina - 3,2 a 5,0 mg/dl – 52 a 68% Alfa 1 – 0,1 0,4 mg/dl – 2,4 a 5,3 % Alfa 1 – 0,1 0,4 mg/dl – 2,4 a 5,3 % Alfa 2 – 0,4 a 1,2 mg/dl – 6,6 a 13,5 % Alfa 2 – 0,4 a 1,2 mg/dl – 6,6 a 13,5 % Beta – 0,6 a 1,3 mg/dl – 8,5 a 14,5 % Beta – 0,6 a 1,3 mg/dl – 8,5 a 14,5 % Gama – 0,7 a 1,6 mg/dl – 10,7 a 22,0% Gama – 0,7 a 1,6 mg/dl – 10,7 a 22,0%

39 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Proteinograma Electroforese de proteínas Electroforese de proteínas Classificação clássica das proteínas Classificação clássica das proteínas Avaliação da relação da albumina /globulinas Avaliação da relação da albumina /globulinas Despite de gamapatias monoclonais Despite de gamapatias monoclonais Desde a albumina até beta – função hepática Desde a albumina até beta – função hepática Gama – função imunitária Gama – função imunitária

40 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Exame sumário - Urina II Exame físico Exame físico Cor - escala de Vogel Cor - escala de Vogel - modificada por substâncias dissolvidas (medicamentos, urobilinogénio, sangue) - modificada por substâncias dissolvidas (medicamentos, urobilinogénio, sangue) - depende da maior ou menor concentração - depende da maior ou menor concentração Aspecto - límpido ou turvo Aspecto - límpido ou turvo Cheiro - depende da presença de agentes infecciosos, de substâncias dissolvidas, ou do pH Cheiro - depende da presença de agentes infecciosos, de substâncias dissolvidas, ou do pH pH – 4.8 a varia com os agentes infecciosos e substâncias dissolvidas pH – 4.8 a varia com os agentes infecciosos e substâncias dissolvidas Densidade a reflecte a capacidade de concentração Densidade a reflecte a capacidade de concentração

41 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Exame sumário - Urina II Exame químico Exame químico Glucose – excreção aumentada na diabetes mellitus Glucose – excreção aumentada na diabetes mellitus Proteínas – reflecte alteração da filtração – síndrome nefrótico, nefropatia diabética, disproteinémias (mieloma) Proteínas – reflecte alteração da filtração – síndrome nefrótico, nefropatia diabética, disproteinémias (mieloma) - pode ser influenciada por infecções ou hematúria - pode ser influenciada por infecções ou hematúria Bilirrubina e urobilinogénio – aumentam na colestase (intra ou extra hepática) Bilirrubina e urobilinogénio – aumentam na colestase (intra ou extra hepática) Corpos cetónicos – relacionam-se com a diabetes descompensada ou com o jejum prolongado Corpos cetónicos – relacionam-se com a diabetes descompensada ou com o jejum prolongado Nitritos – reflectem a presença de infecção Nitritos – reflectem a presença de infecção

42 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina Exame sumário - Urina II Sedimento Células epiteliais – podem aumentar nos processos inflamatórios Células epiteliais – podem aumentar nos processos inflamatórios Eritrocitos – reflectem hematúria Eritrocitos – reflectem hematúria Leucocitos - aumentam nas infecções Leucocitos - aumentam nas infecções - piocitos ? - piocitos ?

43 Batel Marques Avaliação Laboratorial geral / Rotina


Carregar ppt "BASES DE SEMIÓTICA LABORATORIAL Avaliação laboratorial geral / rotina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google