A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho Projecto e TIC Grupo de Trabalho da Esc. Sec. António Arroio 22 Março 2006 - Centro de Competência CRIE - FCUL Questões colocadas na Plataforma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho Projecto e TIC Grupo de Trabalho da Esc. Sec. António Arroio 22 Março 2006 - Centro de Competência CRIE - FCUL Questões colocadas na Plataforma."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalho Projecto e TIC Grupo de Trabalho da Esc. Sec. António Arroio 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL Questões colocadas na Plataforma Algumas ideias a partilhar Actividade em pares O que se segue?

2 As vossas questões 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

3 Enquadramento geral A noção de projecto surge em tempos de crise (projecto Marshal para o Japão) O projecto como um elemento organizador das actividades O projecto tem tipicamente relação com um problema O que caracteriza um problema? introdução de uma descontinuidade na experiência da pessoa ( Dewey ) Situação complexa sem soluções imediatamente disponíveis Sustentado por uma dificuldade objectiva Mobilizador de competências e de iniciativa Mobilizador de uma curiosidade sustentada 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

4 implica acção interessada, intencional não existência de uma rotina ou resposta automática permite organizar a passagem de conhecimentos de natureza declarativa aos conhecimentos de natureza processual (do saber que ao saber como) potencia a relação entre a utilização social do saber e as actividades escolares Resolução do problema 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

5 O Projecto é um mediador das aprendizagens O Projecto é um mediador das aprendizagens Se um Problema deve ser: Significativo (e, por isso, mobilizador) Desafiante (provocando um desequilíbrio óptimo) Exequível (situações potencialmente resolúveis) Um problema não é um exercício! Como formular um problema passível de legitimar a sua relação com um projecto? capaz de contribuir para que os alunos aprendam, assumindo-se como uma oportunidade eminentemente educativa? 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

6 em pg 99http://www.curriculosemfronteiras.org/vol3iss2articles/beane.pdf pg 99 Integração Curricular (James A. Beane, 2003) 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL O tema central e os conceitos em seu redor envolvem problemas e questões que têm um significado pessoal e social no mundo real (pg. 98) tema - foco aglutinador e difusor da discussão de onde devem emergir as questões e os problemas que são significativos

7 A abordagem por Projectos em 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

8 Questões do professor qual o(s) meu(s) objectivo(s)? que actividades para as aprendizagens que quero que ocorram? que actividades para as aprendizagens que quero que ocorram? que organização/dispositivo(s) devo preparar/proporcionar? que organização/dispositivo(s) devo preparar/proporcionar? que materiais, documentos, instrumentos, ferramentas? que materiais, documentos, instrumentos, ferramentas? que constrangimentos existem ou devem ser colocados?que constrangimentos existem ou devem ser colocados? que actividades posso propor (pelas condições físicas e humanas reais existentes)?que actividades posso propor (pelas condições físicas e humanas reais existentes)? As TIC são relevantes? Para quê e Como? 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

9 Equívocos e ambiguidades sobre Trabalho de Projecto Temos que ter objectivos? Temos que ter objectivos? - dizer não a uma concepção espontaneista do projecto levada às últimas consequências - liberdade de iniciativa mas com um alinhamento com os objectivos que são aperfeiçoados ao longo do projecto Não sobrevalorização do produto – obsessão produtivista – mas… Não sobrevalorização do produto – obsessão produtivista – mas… Cuidado nos instrumentos e ferramentas vs perfeccionismo dos processos subvalorizando a participação dos alunos Cuidado nos instrumentos e ferramentas vs perfeccionismo dos processos subvalorizando a participação dos alunos ( não se deve reduzir o trabalho de projecto à sua dimensão técnica ) 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

10 Actividades na sessão Ficha de planificação Ficha de planificação ( discutir em pares ) Ficha de planificação Seleccionar os meus objectivos implícitos meus objectivos meus objectivos Seleccionar os meus Papeis de professor meus Papeis meus Papeis Pensar no papel das TIC OU Na Plataforma (alguma luz para as minhas questões?) Plataforma Integração curricular: a essência de uma escola democrática Projecto de TIC 10ºAno Caderneta retalhada - Início de vida 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

11 utilizar uma metodologia baseada numa concepção activa de aprendizagem em que os alunos são construtores de conhecimentos; - utilizar uma metodologia baseada numa concepção activa de aprendizagem em que os alunos são construtores de conhecimentos; - despertar e desenvolver capacidades investigativas e criatividade; - compreender relações dialógicas entre teoria e prática; - desenvolver capacidades de trabalho em grupo e de compreensão das dinâmicas grupais; - experienciar metodologias de resolução de problemas; - desenvolver processos de autonomia individual e de grupo; - sensibilizar à contextualização social e interdisciplinar dos problemas; - desenvolver relações de solidariedade e competências de participação social; - implicar os alunos numa metodologia de avaliação reguladora; - contribuir para a construção de novas relações entre professores e alunos, alunos entre si, com a escola, com a comunidade. De objectivos implícitos a explícitos… um esforço a fazer… 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

12 O papel do professor no trabalho de projecto Perito – proporcionar respostas qualificadas a perguntas sobre diferentes áreas do tópico. Conselheiro – sempre que os alunos necessitem de ajuda para formular novas questões para a sua pesquisa ; reafirmar e apoiar sempre que os alunos se sentem inseguros Explicador – apontar soluções para dificuldades ou impasses. Instrutor – sempre que novos elementos tenham de ser explicados a toda a turma. Líder motivador – ajudar e encorajar os alunos sempre que estes não sabem como fazer face às necessidades do projecto. Árbitro – sempre que um membro do grupo esteja prestes a estragar o projecto aos restantes elementos. Amigo crítico – provocar os alunos para que reflictam em maior profundidade antes de escolherem as soluções mais simples. Avaliador – apoiar os alunos nos seus esforços para alcançar os objectivos do projecto. Examinador – sempre que o projecto tem de ser avaliado. 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

13 approach.com/development/ features.htm 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL

14 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL A ter em conta A ter em conta

15 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL approach.com/default.htm

16 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL Exemplos de projectos Exemplos de projectos em

17 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL Exemplos de projectos Exemplos de projectos em

18 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL Exemplos de projectos Exemplos de projectos em

19 Tipos diferentes de projectos Tipos diferentes de projectos Tipos de projectos Projectos relacionados com um tema Projectos baseados em tópicos Projectos interdisciplinares funcionais Exemplos de temas/tópicos Poesia alemã do séc. XVIII América do Sul Sustentabilidade ambiental nos países em desenvolvimento Fim (objectivo educacional) Maior conhecimento relacionado com o tema Maior conhecimento relacionado com o tema Maior conhecimento relacionado com o tópico Maior conhecimento relacionado com o tópico Maior conhecimento funcional Maior conhecimento funcional Ponto de partida (objectivos de aprendizagem) TemaTópicoProblema Resultado (o que se espera) (o que se espera) Descrição das áreas do tema Descrição de tópicos interdisciplinares Análise interdisciplinar relacionada com o tópico e o tema, com modelos de solução 22 Março Centro de Competência CRIE - FCUL


Carregar ppt "Trabalho Projecto e TIC Grupo de Trabalho da Esc. Sec. António Arroio 22 Março 2006 - Centro de Competência CRIE - FCUL Questões colocadas na Plataforma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google