A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Subgrupo 1 Cleber da Silveira Priscyla Rocha. Estrutura da Cadeia Logística Logística de Suprimento Relações fornecedor-empresa Alinhamento de planos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Subgrupo 1 Cleber da Silveira Priscyla Rocha. Estrutura da Cadeia Logística Logística de Suprimento Relações fornecedor-empresa Alinhamento de planos."— Transcrição da apresentação:

1 Subgrupo 1 Cleber da Silveira Priscyla Rocha

2 Estrutura da Cadeia Logística Logística de Suprimento Relações fornecedor-empresa Alinhamento de planos estratégicos de fornecedores e empresas que direcionam recursos para reduzir custos e desenvolver novos produtos. Logística de produção Não envolve relação externa diretamente A estratégia de produção é baseada na demanda Logística de distribuição Relações empresa-cliente-fornecedor Distribuição física do produto acabado

3 Nível 3: Estratégias Buscam-se elos estratégicos Nível 2: Processos Busca-se integração dos processos Nível 1: Transações Transações da Cadeia Busca-se Eficiência nas transações Estrutura da Cadeia Logística A integração da cadeia logística concentra-se em alinhar todos os processos-chave do negócio

4 Logística de Suprimento (...) é vital integrar os processos da empresa com os fornecedores e estabelecer relações estreitas e duradouras. Por suprimento, entendemos a fonte de todas as matérias-primas, embalagens, componentes e outros insumos para preencher as necessidades da conversão da logística de produção A habilidade de realizar melhorias na base de fornecimento está entre as maiores oportunidades de aumentar a lucratividade e a competitividade das empresas. Estrutura da Cadeia Logística

5 Integração com fornecedores Parceria Relacionamento comercial sob medida, com base na confiança mútua, abertura, riscos e recompensas compartilhados, que proporciona vantagem competitiva estratégica, resultando em um desempenho melhor do que seria possível individualmente. Certificação Acontece por meio de diplomas ou certificados expedidos aos melhores fornecedores. Estrutura da Cadeia Logística

6 NíveisTraços gerenciais Organização da Qualidade Status da empresa InocênciaFalta de entendimento Nenhum inspetor presente Desconhecimento do que causa baixa qualidade Consciência Vê os valores da mudança, mas sem comprometimento Sistemas tratados, não as causas Constantes problemas de qualidade Entendimento Disposto a mudar, apoiar e aprender Gerencia envolve-se na prevenção Comprometimento com a melhoria contínua CompetênciaGerência é participativa Qualidade efetivamente controla o processo Mudança para prevenção de defeitos Excelência Gerenciamento é parte do grupo de melhorias Zero defeito é o único método aceitável Certificação é um meio de sobrevivência Critérios para certificação de fornecedores Estrutura da Cadeia Logística

7 Excelência Certificado: alcança todos os critérios de seleção para qualidade, entrega, custo. Competência Qualificado: encontra-se dentro das especificações, de forma consistente. Bons materiais e boa performance global. Entendimento Aprovado: já fez negócios com a empresa antes. Necessita de monitoramento. Consciência/inocência Rejeitado. Níveis de certificação Estratégias de suprimento Estrutura da Cadeia Logística Define relacionamentos apropriados a cada grupo de fornecedores

8 Estrutura da Cadeia Logística Aproximação com fornecedores Consolidar parcerias Criar novos graus de relacionament o Atrair os melhores fornecedores Estratégias diferenciadas Identificar os insumos- chave

9 Estrutura da Cadeia Logística Objetivos: Integração com fornecedores Efetividade organizacional Benchmark das melhores práticas Fornecimento mundial Objetivos: Determinação das estratégias de suprimento O processo de determinação das estratégias de suprimento é estruturado em três macroetapas: avaliação, análise e implantação.

10 Identificação dos grupos de suprimento em função de dois eixos: impacto sobre a empresa e complexidade do mercado. Estrutura da Cadeia Logística

11 Para os grupos de suprimento I e II, empresa com posição fortalecida nesses dois mercados: EXPLORAR O PODER DE COMPRA ADOTAR SELEÇÃO COMPETITIVA Estrutura da Cadeia Logística Para os grupos de suprimento III e IV, empresa com posição enfraquecida nesses mercados: CRIAR/OBTER VANTAGENS DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES

12 Estrutura da Cadeia Logística

13 CONCORRÊNCIAPARCERIA SIMPLIFICAÇÃO ASSEGURAR ABASTECIMENTO REDUZIR QUANT. FORNECEDORES REDUÇÃO COMPLEXIDADE AQUISIÇÃO ( PEDIDOS, ENSAIOS, ESTOQUES ) ESTANDARTIZAÇÃO E-PROCUREMENT BUSCA DO MENOR CUSTO TOTAL SUPRIMENTO INTERNACIONAL CONSOLIDAÇÃO AQUISIÇÃO EM PACOTES COTAÇÃO COMPETITIVA ASSEGURAR O FORNECIMENTO ANÁLISE DE RISCO SUBSTITUIÇÃO EMPREGO DE STANDARDS EXISTENTES NO MERCADO LIDAR COM MONOPÓLIOS RELACIONAMTO DE LONGO PRAZO RELAÇAO GANHA-GANHA CONFIANÇA E COMPROMETIMENTO COMPARTILHAMENTO TÉCNICO QUALIDADE LOGÍSTICA HARMONIZADA PARCERIAS E GLOBAL SOURCING Avaliação contínua das estratégias e dos processos: Estrutura da Cadeia Logística


Carregar ppt "Subgrupo 1 Cleber da Silveira Priscyla Rocha. Estrutura da Cadeia Logística Logística de Suprimento Relações fornecedor-empresa Alinhamento de planos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google