A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os fluxos associados ao tipo de gestão de estoques Grupo 19 W Luiza Miranda Marcus Vinícius Pamella Ayres Patrícia Ramos Subgrupo: Pamella e Patricia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os fluxos associados ao tipo de gestão de estoques Grupo 19 W Luiza Miranda Marcus Vinícius Pamella Ayres Patrícia Ramos Subgrupo: Pamella e Patricia."— Transcrição da apresentação:

1 Os fluxos associados ao tipo de gestão de estoques Grupo 19 W Luiza Miranda Marcus Vinícius Pamella Ayres Patrícia Ramos Subgrupo: Pamella e Patricia

2 Gestão de estoques versus controle de estoques Visão tradicional da gestão de estoques: Os produtos devem ser mantidos em estoques para acomodar variações na demanda. Essa estratégia acarreta em: 1.custos mais altos de manutenção de estoques; 2.Falta de tempo na resposta do mercado; 3.Risco do inventário tornar-se obsoleto. A gestão de estoques faz: o planejamento – determinação; o controle – registros; a retroalimentação – comparação de dados.

3 Gestão de estoque Conceito Surgiu em empresas que compreenderam a importância de integrar o fluxo de materiais a suas funções de suporte. Era vista como um meio de reduzir os custos totais associados com aquisição e a gestão de materiais. Quando a gestão não é integrada, diferentes departamentos gerenciam partes do processo. Cada elo da cadeia está ciente apenas da demanda do próximo elo.

4 Gestão de estoque... Para alcançar a eficiência na Gestão de Estoques, são feitos os seguintes procedimentos: Programa Mestre de Produção; Planejamento das necessidades de Material; Programa da Montagem Final; Planejamento das Necessidades de Capacidade; Controle das Atividades de Produção; Planejamento e Controle de Compras.

5 Mudança na gestão de estoques... Cenários: Tradicionalmente os estoques são reativos, porque respondem a mudanças olhando apenas para o passado. As organizações agora precisam de estratégias proativas, porque passaram a baseadas nas necessidades dos cliente.

6 Estrutura do negócio global Os elementos da gestão da logística estão posicionados dentro da estrutura do negócio, e influenciam essa estrutura Os estoques são parte das atividades de planejamento empresarial. A gestão da logística dentro da empresa pode ser

7 Gestão da Logística A gestão da logística dentro da empresa pode ser empregada no : Plano de Negócios Plano de produção Plano de necessidades de recursos Plano financeiro

8 Gerenciamento da demanda Função: coletar e agregar as demandas das necessidades de produtos ; Fonte de dados: pedidos reais e previstos de clientes, pedidos das filiais, necessidades interfábricas, necessidades de lançamento de produtos, necessidades promocionais, etc.

9 Objetivos da Gestão de Estoques Funções básicas: fazer o cálculo do estoque mínimo; fazer o cálculo do lote de ressurgimento; fazer o calculo do estoque máximo; manter atualizada a ficha de estoque; replanejar os dados quando houver razões para modificação; emitir solicitações de compra quando atingir o ponto de ressuprimento; receber o material do fornecedor; identificar o material e armazená-lo; conservar o material em condições adequadas; entregar o material mediante requisição; atualizar a ficha de estoque e guardar a documentação de movimentação do material; organizar o almoxarifado e manter sua organização.

10 Tipos de estoque em uma indústria... Matéria-prima; Produtos em processo; Materiais de embalagem; Produto acabado suprimentos complementares

11 Técnicas de Gestão de Estoques Just in Time (JIT); Fluxo Descontínuo de Material; Curva ABC; Balanceamento de Capacidade; Fluxo Contínuo de Material; Fluxo Sincrônico de Material

12 Just in Time ( JIT) Visa atender a demanda imediatamente com qualidade e sem desperdícios; Redução de custos no processo; Utilização do mínimo de recursos; Elimina processos complexos. JIT requer os seguintes princípios: Qualidade; Velocidade; Compromisso; Flexibilidade; Confiabilidade.

13 Fluxo descontínuo de material É um método de empurrar estoque, push. O material é empurrado ao longo do processo pela fábrica, para suprir clientes. a medida que os pedidos dos clientes chegam, eles são atendidos com produtos estocados.

14 Curva ABC Parte da premissa que nem todos os produtos merecem a mesma atenção da Administração. Cada produto deve ser classificado de acordo com seus requisitos antes de estabelecermos uma política adequada de estoque. Baseia-se do raciocínio do diagrama de Pareto, em que nem todos os itens têm a mesma importância e a atenção deve ser dada aos mais significativos. Para a política de estoque dizemos que 20% dos itens em estoque são responsáveis por 80% do valor em estoque.

15 Balanceamento de capacidade Fábrica com capacidade balanceada – todos os produtos tem a mesma medida de produção; Uma fábrica com capacidade balanceada não é possível Se um recurso está ocioso, estamos perdendo dinheiro, ou, então investimos mais que o necessário.

16 Fluxo contínuo de material JIT – Conceito introduzido pela Toyota Fluxo contínuo de material Método de puxar o estoque, pull; As previsões de vendas de médio e longo prazo são usadas para planejar as compras e refletem a sazonalidade da demanda; A fábrica produz em ciclos curtos e rápidos; O estoque de produtos acabados é evitado tanto quanto possível. O cliente puxa o fluxo de material

17 Fluxo sincrônico de material A produção e a distribuição se tornam integradas por meio do uso de tecnologia da informação; As partes são atualizadas simultânea e instantaneamente: os fornecedores, fábricas, estoque regulador e distribuição.

18 Obridado!


Carregar ppt "Os fluxos associados ao tipo de gestão de estoques Grupo 19 W Luiza Miranda Marcus Vinícius Pamella Ayres Patrícia Ramos Subgrupo: Pamella e Patricia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google