A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA A ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS In: ZABALA, A. (1998). A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA A ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS In: ZABALA, A. (1998). A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed."— Transcrição da apresentação:

1 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA A ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS In: ZABALA, A. (1998). A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed.

2 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA A organização dos conteúdos Organização tradicional dos conteúdos - relacionados a matérias ou disciplinas; heranças do trívio e do quadrívio medievais. Rupturas - sincretismo e globalização.

3 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA A organização dos conteúdos –Disciplinas como organizadoras dos conteúdos: Multidisciplinaridade: organização somativa, a interação entre as disciplinas pode não ocorrer necessariamente. Interdisciplinaridade: interação entre as disciplinas (comum nas ciências sociais e experimentais no ensino médio e na área de conhecimento do ensino fundamental). Transdisciplinaridade: grau máximo de relações, supõe integração global dentro de um sistema totalizador.

4 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Métodos globalizados –Centrado no aluno e em suas necessidades educacionais. –Aluno como protagonista do ensino. –Tipos principais: Centros de interesses (Decroly) Projetos (Kilpatrick) Estudo do meio (Movimento de Cooperazione Educativa) Projetos de trabalho (vide quadro 6.1, p. 145)

5 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Métodos globalizados –Centros de interesses – parte de um núcleo temático motivador e segue com observação, associação e expressão. –Projetos – elaboração / produção de um objeto ou montagem. –Estudo do meio – construção do conhecimento através da seqüência do método científico (problema, hipóteses, experimentação). –Projetos de trabalho globais – elaboração de um dossiê, como resultado de uma pesquisa pessoal ou em equipe.

6 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Centros de interesse –Seqüência: observação, associação e expressão. –Justificativa: aprendiz como ponto de partida, respeito à personalidade do aluno, ineresse como alavanca da aprendizagem, a vida como educadora, aprendizes como seres sociais, atividade mental presidida pela função globalizadora.

7 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Projetos –Kilpatrick, a partir de Dewey. –Seqüência: intenção, preparação, execução e avaliação. –Justificativa: possibilita a atividade coletiva, vincula as atividades escolares à vida real, torna o trabalho escolar autenticamente educativo, favorece a concepção da realidade como fato problemático.

8 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Estudo do meio –MCE, a partir de Freinet (1924). Revigorado em –Seqüência: motivação, explicitação das perguntas ou problemas, respostas intuitivas ou hipóteses, determinação dos instrumentos para a busca de informação, esboço das fontes de informação e planejamento da investigação, coleta de dados, seleção e classificação dos dados, conclusões, generalização, expressão e comunicação. –Justificativa: a pesquisa envolve uma ação que implica a modificação do meio, a aprendizagem científica desenvolve o espírito científico, o qual é essencial ao desenvolvimento do hábito democrático, o método pode contribuir para a formação de cidadãos críticos.

9 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Projetos de trabalho globais –Seqüência: escolha do tema, planejamento do desenvolvimento do tema, busca de informação, tratamento da informação, desenvolvimento dos diferentes tópicos do índice, elaboração do dossiê de síntese (avaliação, novas perspectivas). –Justificativa: abordagem dos conteúdos a partir do diálogo, contribui com um sentido da globalização, dá prioridade a uma perspectiva procedimental, promove elevado nível de envolvimento do grupo/classe, leva em conta as diferentes possibilidades e interesses dos aprendizes.

10 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Análise das diferentes formas de organização dos conteúdos –Opção globalizadora - importância que se dá ao aluno e a como aprende e a finalidade que se atribui ao ensino. –Pergunta-chave – qual o papel do ensino? Que tipo de cidadão se propõe? Que capacidades é preciso desenvolver? –Disciplinas – promovem as capacidades cognoscitivas. –Educação básica – pelo seu caráter formativo não pode ser exclusivamente disciplinar.

11 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Tipologia dos conteúdos –Conceituais – priorizam as capacidades cognoscitivas. –Factuais – conhecimento de fatos, acontecimentos, situações, dados e fenômenos concretos e singulares. –Procedimentais – inclui regras, técnicas, métodos, destrezas e habilidades, estratégias e procedimentos dirigidos para a realização de um objetivo. –Atitudinais – agrupam valores, atitudes e normas.

12 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Intervenção na realidade –Centros de interesse – conteúdos conceituais e atitudinais. Cidadãos preparados para conhecer e interagir com o meio. –Projetos – conteúdos procedimentais, atitudinais e conceituais. Pessoas solidárias, que sabem fazer. –Estudo do meio – conteúdos procedimentais presentes em todas as fases; também os conceituais e os atitudinais. Cidadãos democráticos, com espírito científico. –Projetos de trabalho globais – conteúdos conceituais e procedimentais. Cidadãos capazes de aprender a aprender.

13 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Intervenção na realidade –Objetivos dos métodos globalizado: Conhecer a realidade e saber se desenvolver nela (conhecimento e atuação para a vida). Estabelecer vínculos com o mundo real, a partir de problemas tirados da realidade. –Erro simplista – o conhecimento isolado de técnicas e saberes é suficiente para dar resposta aos problemas da vida social e profissional futura.

14 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Métodos globalizados - significância e funcionalidade –Fomento à atitude favorável para a aprendizagem. –Conteúdos de aprendizagem e projeto concreto. –Aprende-se a partir de uma necessidade sentida e não de conhecimentos impostos a priori. –Formação de cidadãos que, ao entenderem o porquê da aprendizagem dos distintos instrumentos conceituais, das técnicas e dos recurso das diversas disciplinas, compreendem e participam de uma sociedade complexa. –A abordagem exclusivamente disciplinar não se relaciona diretamente com os conteúdos atitudinais.

15 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Conclusões –A organização dos conteúdos não se restringe ao caráter meramente técnico, pois responde à própria essência do que se pretende alcançar com a educação. –A abordagem globalizada não supõe a rejeição das disciplinas, mas as percebe como instrumentos de análise, compreensão e participação social, para além do caráter enciclopédico.

16 OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA Atividades 1.Equipe 1 – organização de um conteúdo mediante os centros de interesses. 2.Equipe 2 – organização de um conteúdo mediante projetos. 3.Equipe 3 - organização de um conteúdo mediante estudo do meio. 4.Equipe 4 – organização de um conteúdo mediante projetos de trabalho globais. 5.Qual a contribuição da abordagem globalizadora de organização dos conteúdos que sua equipe desenvolveu para o campo da EaD?


Carregar ppt "OAPI I - LUCILA PESCE - ZABALA A ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS In: ZABALA, A. (1998). A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google