A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A DESAFIADORA FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE RECURSOS HUMANOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A DESAFIADORA FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE RECURSOS HUMANOS."— Transcrição da apresentação:

1 A DESAFIADORA FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE RECURSOS HUMANOS

2

3

4 85% dos empregos no Brasil são gerados por MPE Sebrae

5

6 Dinama Consultoria e Marketing

7

8

9 Ativista confiável Os líderes empresariais devem construir relações pessoais com os profissionais de RH que são eficazes ativistas confiáveis e que passam credibilidade e relações pessoais de confiança. Como um ativistas, os profissionais de RH têm ponto de vista, não só sobre as atividades de RH, mas sobre as demandas de negócios. Profissionais de RH que são confiáveis mas não ativistas são admirados, mas não tem muito impacto. Aqueles que são ativistas, mas não têm credibilidade podem ter boas ideias, mas não será dada muita atenção a eles. Para serem confiáveis, profissionais de RH precisam ser auto-conscientes e comprometidos com a construção de sua profissão.

10 RH Inovador & Integrador Integrar práticas de RH inovadoras em soluções alinhadas para problemas de negócios por meio do desenvolvimento de talentos, gestão de desempenho com vistas à organização e liderança da marca. Campeão das Mudanças Ajudar a fazer a mudança acontecer no nível institucional (mudanças nos padrões), iniciativa (fazer as coisas acontecerem) e individual (permitindo a mudança pessoal). O RH deve atuar na superação da resistência à mudança; envolver os principais interessados no processo de mudança; e articular as decisões para começar a mudança através dos recursos organizacionais, comunicação e aprendizagem contínua.

11 Proponente Tecnológico Entregar de forma mais eficiente os sistemas administrativos de RH, como benefícios, processamento de folha de pagamento e outros serviços administrativos. Profissionais de RH que entendem a tecnologia criam a identidade organizacional melhorada fora da empresa e estimulam as relações sociais dentro da empresa. Arquiteto de Capacidades Organização não é a estrutura ou processo; é um conjunto distinto de capacidades, no que a organização é boa e conhecida. O RH deve ser capaz de auditar e investir na criação de capacidades organizacionais. Uma delas é criar uma organização onde os funcionários encontrem significado e propósito no trabalho.

12

13

14

15

16

17

18 BCG's Creating People Advantage 2013 report

19

20 Planejar e executar processos de recrutamento e seleção; Planejar e executar processos de remuneração, benefícios; Desenvolver, operacionalizar e aferir os processos de treinamento, desenvolvimento e avaliação de desempenho; Compreender a legislação e gerenciar rotinas de pessoal; Promover ações para a gestão de carreiras; Identificar e propor políticas de saúde e qualidade de vida no trabalho; Compreender a cultura e gerenciar o clima organizacional; Ser capaz de negociar e mediar conflitos; Ser capaz de liderar pessoas e grupos e compreender as relações de poder; Agir dentro dos princípios éticos e de responsabilidade socioambiental; Capacidade de solucionar problemas de forma criativa e inovadora.

21 Comportamento Organizacional; Comunicação Organizacional; Cultura e Clima Organizacional; Empreendedorismo; Ética e Responsabilidade Socioambiental; Fundamentos de Gestão; Gerenciamento de Carreiras; Gestão do Conhecimento; Legislação Trabalhista; Negociação; Qualidade de Vida no Trabalho; Recrutamento e Seleção; Remuneração e Benefícios; Rotinas de Dptº de Pessoal; Saúde e Segurança no Trabalho; Sistemas de Inf. Gerenciais; Treinamento e Desenvolvimento.

22 Reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão; Desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais; Refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento;

23 Desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais; Ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional;

24 Desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se profissional adaptável; Desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações; e Desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicos e operacionais

25 I - Formação Básica: relacionados com estudos antropológicos, sociológicos, filosóficos, psicológicos, ético-profissionais, políticos, comportamentais, econômicos e contábeis, bem como os relacionados com as tecnologias da comunicação e da informação e das ciências jurídicas; II - Formação Profissional: relacionados com as áreas específicas, envolvendo teorias da administração e das organizações e a administração de recursos humanos, mercado e marketing, materiais, produção e logística, financeira e orçamentária, sistemas de informações, planejamento estratégico e serviços;

26 III - Estudos Quantitativos e suas Tecnologias: abrangendo pesquisa operacional, teoria dos jogos, modelos matemáticos e estatísticos e aplicação de tecnologias que contribuam para a definição e utilização de estratégias e procedimentos inerentes à administração; e IV - Formação Complementar: estudos opcionais de caráter transversal e interdisciplinar para o enriquecimento do perfil do formando.

27 Conhecimentos específicos adquiridos no curso Administração de pessoas/equipes67,02% Administração estratégica59,46% Administração financeira e orçamentária58,10% Visão ampla, profunda e articulada do conjunto das áreas de conhecimento 55,87%

28 Competências Identificar problemas, formular e implantar soluções73,04% Ser capaz de enfrentar desafios e solucionar conflitos67,56% Desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico sobre a realidade organizacional64,26% Assumir o processo decisório das ações de planejamento, organização, direção e controle59,65% Desenvolver e socializar o conhecimento alcançado no trabalho51,50%

29 Habilidades Relacionamento interpessoal75,56% Visão do todo75,36% Liderança64,06% Adaptação à transformação63,05% Criatividade e inovação55,63%

30 Atitudes Comportamento ético81,72% Comprometimento80,12% Profissionalismo78,76% Aprendizado contínuo71,24% Atitude empreendedora/iniciativa60,91%

31

32


Carregar ppt "A DESAFIADORA FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE RECURSOS HUMANOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google