A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A importância do profissional de RH nas organizações Apresentação: Faculdade Una de Contagem 29/09/2009 Gerencia Recursos Humanos Qualidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A importância do profissional de RH nas organizações Apresentação: Faculdade Una de Contagem 29/09/2009 Gerencia Recursos Humanos Qualidade."— Transcrição da apresentação:

1 A importância do profissional de RH nas organizações Apresentação: Faculdade Una de Contagem 29/09/2009 Gerencia Recursos Humanos Qualidade

2 Papel da função Recursos Humanos: Em crises Prevendo crises Participando da construção do futuro Construindo uma nova empresa 29/09/2009 ArcelorMittal BioEnergia

3 Convivendo com mudanças: Arcelor Mittal Florestas – Belgo Arcelor Mittal Jequitinhonha – Acesita Negócio Florestal Arcelor Mittal ArcelorMittal BioEnergia 29/09/2009 ArcelorMittal BioEnergia

4 3 Objetivos da Unificação O processo de unificação do setor energo-florestal, a partir do fechamento do capital da ArcelorMittal Inox Brasil do Grupo ArcelorMittal foi referendado internamente na ArcelorMittal Brasil (Longos) / ArcelorMittal Inox Brasil tendo como premissas : 1.Suprir de bio-redutor renovável (carvão vegetal) os setores Longos e Inox a custos menores; 2.Melhorar resultados por efeito escala, com a aplicação das melhores práticas (benchmark) do Grupo; 3.Valorizar oportunidades de uso intensivo de terras, processos de carbonização, geração de créditos de carbono e de co-geração de energia; 4.Recuperar créditos tributários evitando cash-out de IR sobre resultados; 5.Fortalecer sua participação na cadeia de valor e de sustentabilidade do Grupo; * Início da unificação 01/07/09

5 4 Resultados preliminares da unificação (1) Incluindo redução no custo de conversão – R$12,00 / ton.CV Dados Principais ArcelorMittal Florestas ArcelorMittal Jequitinhonha ArcelorMittal BioEnergia 1 – Sinergias realizadas (2009)--2,5 MR$ 2 – Sinergias a realizar(2010/11) (1) --12,5 MR$ 3 – Políticas sociais (2010)--(6,0 MR$)

6 A nova empresa Junho/2009

7 6 Contribuir para o desenvolvimento dos negócios de aço da ArcelorMittal na América do Sul suprindo a sua demanda de bio-redutor (Carvão vegetal ), energia renovável em quantidade, qualidade e custo, dentro dos princípios de sustentabilidade. Participar do desenvolvimento dos negócios de aço da ArcelorMittal Corporate, compartilhando conhecimento tecnológico e de gestão florestal para a criação, implantação e operação de negócios energo-florestais.. Contribuir para consolidar a imagem da ArcelorMittal como a empresa mais admirada no mundo no seu direcionamento para o Desenvolvimento Sustentável; Atuar alinhada aos padrões e políticas ArcelorMittal de gestão prioritária da saúde e da segurança, do relacionamento social e ambiental e da ética nos negócios; Alcançar resultados financeiros dentro dos padrões fixados pela ArcelorMittal Objetivos da ArcelorMittal BioEnergia

8 7 Pontos Fortes e Oportunidades de Melhorias Pontos Fortes 1.Liderança no setor (escala, tecnologia e sustentabilidade) 2.Patrimônio Fundiário com potencial de crescimento (duplicação de produção) 3.Benchmark em tecnologia, qualidade e custos 4.Adição de valor ao negócio : a.geração de créditos de carbono (MDL/CCX) b.produção diferenciada para o mercado (sementes, mudas, carvão e madeira) 5.Imagem de impulsionador do desenvolvimento regional Oportunidades de Melhorias 1.Aplicação de novas tecnologias 2.Logística integrada 3.Melhoria de resultados por efeito escala 4.Co-geração de energia 5.Incremento no desenvolvimento sustentável regional

9 8 AMF Rio Doce ( ha) AMF Bahia ( ha) AMF Centro Oeste ( ha) AMF Norte ( ha) AMJ ( ha) Dimensões da ArcelorMittal BioEnergia Participação Societária ArcelorMittal Brasil Longos 66% ArcelorMittal Inox Brasil 34% (Baseado no patrimônio das ArcelorMittal Florestas / ArcelorMittal Jequitinhonha) Dados ArcelorMitt al Florestas ArcelorMittal Jequitinhonha ArcelorMittal BioEnergia Área total - ha Área plantada (2008) - ha Produção de bio-redutor renovável : 2009 – kton (MRF) Pessoal (Próprio + Terceiros) maio EBTIDA (MR$) Este sumário é uma fotografia atual sem apresentar o crescimento ArcelorMittal Brasil Longos e ArcelorMittal Inox Brasil. Será elaborado oportunamente o Business Plan considerando as revisões das projeções do negócio siderúrgico as unidades Longos / Inox.

10

11 10 Visão: Empresa referência no setor florestal brasileiro. Missão: Produzir energia renovável, com tecnologia avançada, garantindo qualidade e custo compatíveis, por meio do uso ecoeficiente de florestas plantadas, atuando com responsabilidade social e ambiental e no relacionamento com as comunidades, de modo a assegurar a competitividade do gusa ArcelorMittal. Valores: Confiança, respeito, integridade, ética, excelência e comprometimento. Nosso negócio: Nosso negócio é orientado para a produção e comercialização de: Bio-redutor sólido renovável( Carvão Vegetal) Madeira; Mudas e Sementes

12 PAPEL DA GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS E QUALIDADE 29/09/2009 ArcelorMittal BioEnergia

13 Onde queremos chegar? Onde estamos? Qual a contribuição do RH? Construir uma visão

14 Alinhamento Diretrizes e metas Negócio BioEnergia Diretrizes Corporativas Suporte a Gestão Operacional

15 Realinhar TCOE Promover mudanças estruturais SG&A Manter padrões de Saúde & Segurança e Meio Ambiente Fortalecer o relacionamento com Sindicatos, Autoridades e Comunidades Proteger marca e reputação Mitigar a redução do engajamento e moral FINAN CEIRA Otimizar o retorno da força de trabalho Desenvolver e manter a marca do emprego Fortalecer a reputação corporativa e a marca Desenvolver atitudes positivas Liderar a transformação Prover as competências Fortalecer o alinhamento organizacional CLIENTE APRENDIZADO E CRESCIMENTO PROCES SOS Desenvolver a responsabilidade corporativa PRIORIDADES 2009MACROOBJETIVOS INDICADOR ROI – Retorno sobre o investimento em RH Empregador preferido Reputação Prontidão estratégica Engajamento e motivação Qualidade da liderança Foco no negócio Manter Certificação A1 A2 B C D E Prioridades e objetivos

16 Alinhamento Diretrizes e metas Negócio BioEnergia Diretrizes Corporativas Suporte a Gestão Operacional

17 16 Contribuir para o desenvolvimento dos negócios de aço da ArcelorMittal na América do Sul suprindo a sua demanda de bio-redutor (Carvão vegetal ), energia renovável em quantidade, qualidade e custo, dentro dos princípios de sustentabilidade. Participar do desenvolvimento dos negócios de aço da ArcelorMittal Corporate, compartilhando conhecimento tecnológico e de gestão florestal para a criação, implantação e operação de negócios energo-florestais. Contribuir para consolidar a imagem da ArcelorMittal como a empresa mais admirada no mundo no seu direcionamento para o Desenvolvimento Sustentável ( Transforming tomorow); Atuar alinhada aos padrões e políticas ArcelorMittal de gestão prioritária da saúde e da segurança, do relacionamento social e ambiental e da ética nos negócios; Alcançar resultados financeiros dentro dos padrões fixados pela ArcelorMittal Objetivos da ArcelorMittal BioEnergia ( estratégia)

18 17 Diretrizes 1.Segurança / Saúde Prioridade 1 JTZ – Zero Acidente Auditorias 2.UnificaçãoConsolidação Gestão de Mudanças Planejamento longo prazo 3.PessoasDesenvolvimento lideranças Consolidação de sistemas de gestão Comunicação e Clima Organizacional 4.FinançasCaixa Custo 5.Meio ambienteÍndices de consumo Créditos de carbono Sustentabilidade 6.Desenvolvimento Processos e Tecnologias aplicadas Geração e Consumo de Energia 7. Relações externas Sindicatos e ONGs Lideranças Comunitárias Projetos Sociais

19 Da Formulação Estratégica ao Piso de Fábrica SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES ESTRATÉGICAS GERENCIAMNETO DA ROTINA DIÁRIA R E S U L T A D O S SISTEMA DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL (Competências + Itens de Controle) GERENCIAMENTO DE MELHORIAS E INOVAÇÕES VISÃO E DIRETRIZES CORPORATIVAS Alinhamento Estratégico Análise de SWOT Benchmarking Interno e Externo Planejamento (1+5): Orçamento / Plano de Investimento

20 CICLO DE MELHORIAS (MELHORIAS E INOVAÇÕES) CICLO DE PADRONIZAÇÃO ( TRABALHO DE ROTINA DIÁRIA) DIRETRIZES ESTRATÉGICAS EXECUÇÃO DOS PROJETOS D D P P REUNIÕES DE AVALIAÇÃO A A AÇÕES PREVENTIVAS E CORRETIVAS (Relatório das Três Gerações) D D TREINAMENTO E EXECUÇÃO DO TRABALHO A A ANÁLISE DE ANOMALIA S S ITENS DE CONTROLE PADRONIZAÇÃO C C FOLLOW-UP & AUDITORIAS SISTEMA DE GESTÃO – PDCA e SDCA PROJETOS E METAS C C Banca Técnica Ferramentas Avançadas Conhecimento Tecnológico Seis Sigma Problemas Crônicos

21 Alinhamento Diretrizes e metas Negócio BioEnergia Diretrizes Corporativas Suporte a Gestão Operacional

22 MACROFLUXO DO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA Meio Ambiente Controladoria P R O C E S S O S G E R E N C I A I S Qualidade Saúde & Segurança Responsabilidade Social Tecnologia Logística Jurídico P R O C E S S O S D E S U P O R T E Comunicação RH & Administrativo TI REQUISITOSREQUISITOS CLIENTECLIENTE SAÍDA SATISFAÇÃOSATISFAÇÃO CLIENTECLIENTE MANEJO FLORESTAL E CADEIA DE CUSTÓDIA Planejamento Florestal Produção de Mudas Plantio Florestal Desenvolvimento Florestal Colheita Florestal Transporte de Madeira Produção de Carvão Expedição de Carvão ENTRADA FEEDBACK PRODUTO / SERVIÇO PPF

23

24

25 ANEXO-Estratégia_Negociações Sindicais_Acordo 2009x2010_ AM BioEnergia.ppt ANEXO-Comparativo_Acordos Coletivos_Valorização.xls ANEXO-Capital_Humano.ppt

26 ANEXO-Indicador Absenteísmo da EX- AMF(Regiões).xls Matriz_de-responsabilidades_Administrativa_UNIFICAÇÃO_REVISADO_julho09.XLS AVALIAÇÃO MODELO GESTÃO LCCSA - CICLO 2009.ppt

27 26

28 27 O que mantêm uma empresa integrada: Valores: Confiança, respeito, integridade, ética, excelência e comprometimento. Cultura

29 Histórias e estórias Rituais Símbolos Linguagem e gestos Convivência com os mais velhos e experientes © 2006 by Pearson Education Como se aprende

30 Benefícios: Melhora a capacidade da organização de se adaptar ao seu novo ambiente. Muda o comportamento de atitude dos participantes. Mudança = Fazer as coisas de maneira diferente. Mudança planejada Alterações em atividades de forma intencional e orientada para resultados. Agentes de mudança Pessoas que atuam como catalisadores e assumem a responsabilidade pela administração das mudanças. © 2006 by Pearson Education Mudanças em uma Cultura Organizacional

31 Sobrevivência da Empresa VELOCIDADE QUALIDADE RENTABILIDADE

32 Para alcançar metas que nunca atingimos antes, precisamos começar a fazer coisas que nunca fizemos. As metas só serão atingidas quando todos da equipe souberem exatamente o que devem fazer.

33 CONTRATE PESSOAS QUE GOSTEM DE GENTE E QUE ACHAM QUE SERVIR AOS OUTROS É ALGO NOBRE Clarck Johnson

34 SÓ EXISTEM DOIS TIPOS DE EMPREGADOS: OS QUE SERVEM AOS CLIENTES e OS QUE SERVEM ALGUÉM QUE FAZ ISTO. (Len Roberts)

35 Perfil do Profissional

36 Perfil do Profissional Não pensa pobre Aprende com erros Capacidade Fuçativa Faz Acontecer Simplicidade Disciplina Visão resultado Paixão por renovar Senso de Humor Realidades Diferentes, Atitudes Diferentes Marca VOCÊ

37 Características do Ganhador Aprende à velocidade da luz Altamente criativo e intuitivo Equilibra cabeça e coração Competência em: aprender escrever relacionar dialogar

38 Características do Perdedor Minimiza o risco Respeita a cadeia de comando Aguenta o chefe Reclama, Justifica, Acusa, Culpa e Espera

39 Conceito Muitas pessoas podem operar uma empresa Algumas pessoas podem melhorar uma empresa Poucas pessoas podem inovar uma empresa

40 QUESTÕES 1) 05 COISAS QUE A EMPRESA NÃO FAZ E DEVERIA FAZER... 2) 05 COISAS QUE A EMPRESA FAZ E NÃO DEVERIA FAZER... 3) 05 COISAS QUE A EMPRESA FAZ E DEVERIA CONTINUAR FAZENDO...

41 Comportamentos Em Alta Em Baixa

42 Comportamentos Acomodação Ser burocrático Buscar culpado Desalinhamento Ter foco no passado Individualismo Justificativas Mau atendimento Mau humor Mentira Omissão Resistência a mudança Em Baixa

43 Comportamentos Empreendedorismo Atendimento amigo Atração Centralidade do Cliente Comunicação com emoção Criatividade Empatia Ética Ganha-Ganha Ouvir o cliente Geração de valor Relacionamento Simplicidade Sutilezas Em Alta

44 Papéis do RH na construção de uma Organização competitiva FUTURO/ESTRATÉGICO FOCO PESSOAL COTIDIANO/OPERCIONAL FOCO PROCESSOS Administração de Estratégias de Recursos Humanos Parceiro estratégico Administração da Transformação e Mudança Agente da mudança Administração da Infra-estrutura da Empresa Especialista administrativo Administração da Contribuição dos Funcionários Defensor dos funcionários

45 REFLEXÃO Comece fazendo o que é Necessário, depois o que é Possível, e de repente você estará fazendo o Impossível. São Francisco de Assis

46 Obrigado!!! Vanderlan Bernardino dos Santos Extraído da palestra Kit de Sobrevivência da Empresa de Emilia Telma Geron (Magazine Luiza).


Carregar ppt "A importância do profissional de RH nas organizações Apresentação: Faculdade Una de Contagem 29/09/2009 Gerencia Recursos Humanos Qualidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google