A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração Estratégica Pós Graduação em Gestão Financeira – UNASP EC Aula 1. Introdução à administração estratégica e o processo da Administração Estratégica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração Estratégica Pós Graduação em Gestão Financeira – UNASP EC Aula 1. Introdução à administração estratégica e o processo da Administração Estratégica."— Transcrição da apresentação:

1 Administração Estratégica Pós Graduação em Gestão Financeira – UNASP EC Aula 1. Introdução à administração estratégica e o processo da Administração Estratégica Prof. Décio Henrique Franco

2 Estratégia Organizacional Conceito de Estratégia e de Tática. Planejamento Estratégico Estratégia Organizacional para Teoria Matemática Estratégia Organizacional para Teoria da Contingência Estratégia Organizacional para Novas Abordagens Ética e Responsabilidade Social Apreciação Crítica da Teoria da Contingência O processo de administração estratégica 2 Adm.Estratégica

3 Tática: Refere-se a cada departamento ou unidade É um meio para alcançar objetivos departamentais É orientada para o médio ou curto prazo É definida no nível intermediário pelo gerente Tática: Refere-se a cada departamento ou unidade É um meio para alcançar objetivos departamentais É orientada para o médio ou curto prazo É definida no nível intermediário pelo gerente Estratégia: Envolve a organização como uma totalidade É um meio para alcançar objetivos organizacionais É orientada para o longo prazo É decidida no nível institucional da organização Estratégia: Envolve a organização como uma totalidade É um meio para alcançar objetivos organizacionais É orientada para o longo prazo É decidida no nível institucional da organização Comparação entre estratégia e tática. 3 Adm.Estratégica

4 O modelo de planejamento estratégico de Steiner 4 Adm.Estratégica

5 Análise SWOT Pontos Fortes da Organização Pontos Fracos da Organização (Strenghts) (Weakness) ________________________ ________________________ Oportunidades AmbientaisAmeaças Ambientais (Opportunities) (Threatness) ________________________ ________________________ 5 Adm.Estratégica

6 Matriz de análise interna x análise externa (SWOT) 6 Adm.Estratégica

7 Figura Desenvolvimento de Planos Táticos Planejamento Estratégico Planos Táticos Planos Operacionais Planejamento de Novos Produtos Planejamento e Desenvolvimento Produto/Mercado Planejamento e Desenvolvimento de Recursos Planejamento de Novos Processos Planos Detalhados de Operações Objetivos Departamentais de cada Gerente 7 Adm.Estratégica

8 Estratégia Organizacional para a Teoria Matemática Competição típica dos jogos: 1. Compreender o comportamento competitivo como um sistema, no qual competidores, clientes, dinheiro, pessoas e recursos interagem continuamente. 2.Usar essa compreensão para predizer como um movimento estratégico pode alterar o equilíbrio competitivo. 3.Recursos que possam ser permanentemente investidos. 4.Prever riscos e lucros com certeza suficiente para justificar o investimento correspondente. 5.Disposição de agir. Competição típica dos jogos: 1. Compreender o comportamento competitivo como um sistema, no qual competidores, clientes, dinheiro, pessoas e recursos interagem continuamente. 2.Usar essa compreensão para predizer como um movimento estratégico pode alterar o equilíbrio competitivo. 3.Recursos que possam ser permanentemente investidos. 4.Prever riscos e lucros com certeza suficiente para justificar o investimento correspondente. 5.Disposição de agir. 8 Adm.Estratégica

9 Estratégia Organizacional para a Teoria da Contingência Escola Ambiental: O ambiente constitui um conjunto de forças gerais. É o agente central no processo estratégico. A organização precisa responder a essas forças ambientais ou será eliminada. A liderança na organização deve saber ler o ambiente e garantir uma adaptação adequada. É a resposta estratégica. As organizações se agrupam em nichos distintos onde permanecem até que os recursos escasseiem ou as condições se tornam hostis. Então elas morrem. Escola Ambiental: O ambiente constitui um conjunto de forças gerais. É o agente central no processo estratégico. A organização precisa responder a essas forças ambientais ou será eliminada. A liderança na organização deve saber ler o ambiente e garantir uma adaptação adequada. É a resposta estratégica. As organizações se agrupam em nichos distintos onde permanecem até que os recursos escasseiem ou as condições se tornam hostis. Então elas morrem. Escola do Design: Mapeamento ambiental: diagnóstico externo. Avaliação interna da organização: quais os pontos fortes (que devem ser ampliados) e pontos fracos (que devem ser corrigidos). Daí, a matriz SWOT (strenghts, weakness, opportunities, threats) do mapeamento ambiental e da análise interna. Compatibilização: prescrição para ajustar os aspectos internos (endógenos) aos aspectos externos (exógenos) da melhor maneira possível. Definição da estratégia organizacional: é a ação, a mudança estratégica. Escola do Design: Mapeamento ambiental: diagnóstico externo. Avaliação interna da organização: quais os pontos fortes (que devem ser ampliados) e pontos fracos (que devem ser corrigidos). Daí, a matriz SWOT (strenghts, weakness, opportunities, threats) do mapeamento ambiental e da análise interna. Compatibilização: prescrição para ajustar os aspectos internos (endógenos) aos aspectos externos (exógenos) da melhor maneira possível. Definição da estratégia organizacional: é a ação, a mudança estratégica. 9 Adm.Estratégica

10 Estratégia Organizacional Escola do Posicionamento: (Modelo do Boston Consulting Group) Vacas leiteiras: produtos com alta participação no mercado e elevado volume de caixa. Vira-latas: produtos com baixa participação e baixo crescimento. Crianças-problema: produtos de baixa participação de mercado e alto crescimento. Exigem mais dinheiro do que podem gerar. Estrelas: produtos de alta participação e alto crescimento. Garantem o futuro. Escola do Posicionamento: (Modelo do Boston Consulting Group) Vacas leiteiras: produtos com alta participação no mercado e elevado volume de caixa. Vira-latas: produtos com baixa participação e baixo crescimento. Crianças-problema: produtos de baixa participação de mercado e alto crescimento. Exigem mais dinheiro do que podem gerar. Estrelas: produtos de alta participação e alto crescimento. Garantem o futuro. Escola do Posicionamento: (Modelo de Porter de Análise Competitiva) Ameaça de novos entrantes. Poder de barganha dos fornecedores. Poder de barganha dos clientes. Ameaça de produtos substitutos. Intensidade da rivalidade entre concorrentes. a)Liderança em custo. b)Diferenciação. c)Foco. Escola do Posicionamento: (Modelo de Porter de Análise Competitiva) Ameaça de novos entrantes. Poder de barganha dos fornecedores. Poder de barganha dos clientes. Ameaça de produtos substitutos. Intensidade da rivalidade entre concorrentes. a)Liderança em custo. b)Diferenciação. c)Foco. 10 Adm.Estratégica

11 Elementos que compõem uma indústria(Porter) Determinantes da ameaça de substituição Determinantes do poder dos fornecedores Barreiras à entrada Determinantes da rivalidade Determinantes do poder dos compradores Novos Entrantes Concorrentes na Indústria Intensidade da rivalidade FornecedoresCompradores Substitutos Ameaça de novos entrantes Poder de barganha dos fornecedores Poder de barganha dos compradores Ameaça de substitutos 11 Adm.Estratégica

12 Cadeia de valor genérico de Porter. 12 Adm.Estratégica

13 Modelo de Gestão Estratégica 13 Adm.Estratégica

14 Estratégia Organizacional para as Novas Abordagens 1. Escola Empreendedora: 1. A estratégia existe na mente do líder. 2. O processo estratégico é semi-consciente. 3. O líder promove a visão e lidera o processo. 4. A visão estratégica é maleável. 5. A organização também é maleável. 6. A estratégia toma a forma de um nicho. 1. Escola Empreendedora: 1. A estratégia existe na mente do líder. 2. O processo estratégico é semi-consciente. 3. O líder promove a visão e lidera o processo. 4. A visão estratégica é maleável. 5. A organização também é maleável. 6. A estratégia toma a forma de um nicho. 2. Escola do Aprendizado: 1. A estratégia é um processo de aprendizado. 2. A organização é que aprende. 3. O aprendizado é emergente. 4. A liderança gerencia o processo. 5. As estratégias aparecem como padrões do passado, depois como planos para o futuro e finalmente como perspectivas para guiar o comportamento geral. 2. Escola do Aprendizado: 1. A estratégia é um processo de aprendizado. 2. A organização é que aprende. 3. O aprendizado é emergente. 4. A liderança gerencia o processo. 5. As estratégias aparecem como padrões do passado, depois como planos para o futuro e finalmente como perspectivas para guiar o comportamento geral. 3. Escola de Configuração: 1. Configuração – estabilidade. 2. Transformação – transformação e mudança. Ciclo vital: estabilidade – crise – renovação. 3. Escola de Configuração: 1. Configuração – estabilidade. 2. Transformação – transformação e mudança. Ciclo vital: estabilidade – crise – renovação. 14 Adm.Estratégica

15 Estratégias empresariais EstratégiasNível Institucional Nível Intermediário Nível Operacional Empresariais Problema Empresarial Problema Administrativo Problema Técnico Defensiva Manutenção do atual domínio Ofensiva Ampliação e busca de novos domínios Analítica Manutenção do domínio atual e busca de novos domínios Reativa Garantir e conservar o domínio atual de produtos/mercados. Defesa do domínio. Explorar e localizar novos domínios ainda que transitórios. Garantir um domínio atual e simultaneamente localizar e explorar novos domínios. Resposta empresarial Despreparada e improvisada. Planejamento e controle das Operações para garantir Eficiência. Conservantismo. Coordenar as constantes Mudanças nas atividades Da empresa. Mudança organizacional. Diferenciar a estrutura para Acomodar e equilibrar áreas Estáveis e dinâmicas. Conservação x mudança. Falta de consonância entre Estratégia e estrutura. Dificuldade de integração. Busca de eficiência na produção para intensificar a tecnologia atual. Ênfase na tecnologia utilizada. Flexibilidade nas tecnologias para acompanhar as mudanças. Flexibilidade da tecnologia. Adotar tecnologia dual para servir a um domínio híbrido: estável e instável. Complexidade tecnológica. Pouca eficiência nas operações. 15 Adm.Estratégica

16 Ética e Responsabilidade Social Práticas Éticas: 1. Aumento da produtividade. 2. Melhoria da saúde organizacional. 3. Minimização da regulamentação do governo. Práticas Éticas: 1. Aumento da produtividade. 2. Melhoria da saúde organizacional. 3. Minimização da regulamentação do governo. Responsabilidade Social Corporativa: 1. A RS emerge do poder social. 2. A organização deve operar em duas vias. 3. Custos e benefícios devem ser calculados. 4. Custos sociais repassados ao consumidor. 5. Como cidadãs, devem atuar fora de suas áreas normais de operação. Responsabilidade Social Corporativa: 1. A RS emerge do poder social. 2. A organização deve operar em duas vias. 3. Custos e benefícios devem ser calculados. 4. Custos sociais repassados ao consumidor. 5. Como cidadãs, devem atuar fora de suas áreas normais de operação. 16 Adm.Estratégica

17 Níveis de sensibilidade social das organizações Ambiente Organizacional Comunidade Organização Abordagem de sensibilidade social: Satisfazer obrigações legais e sociais atuais e previstas para tendências que afetam indiretamente a empresa. Abordagem de responsabilidade social: Satisfazer obrigações legais e sociais atuais e que afetam diretamente a empresa. Abordagem de obrigação legal e social: Atender somente às obrigações sociais previstas pela legislação em vigor. 17 Adm.Estratégica

18 O processo de administração estratégica Etapa 1 Análise do ambiente Interno e externo Etapa 2 Estabelecimento da diretriz organizacional Missão, objetivos Etapa 3 Formulação da estratégia Etapa 4 Implementação de estratégias Etapa 5 Controle estratégico 18 Adm.Estratégica

19 O processo de administração estratégica Questões do estudo de caso: CASAS BAHIA 1.Analisando o material sobre a Casas Bahia, você acha que ela tem uma estratégia definida? 2.A que você atribui o sucesso da rede em comparação com os concorrentes? Para responder, faça uma pesquisa na internet sobre as estratégias adotadas pelas redes Magazine Luiza, Ponto Frio e outras. 3.Como os cenários político e econômico do país podem afetar a estratégia da Casas Bahia? 4.E como fica agora... Que a Casas Bahia foi vendida para o grupo Pão de Açucar? Qual é a estratégia por trás disto? 19 Adm.Estratégica


Carregar ppt "Administração Estratégica Pós Graduação em Gestão Financeira – UNASP EC Aula 1. Introdução à administração estratégica e o processo da Administração Estratégica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google