A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Protocolo em rampa Odwaldo Barbosa e Silva Congresso do DERC Curitiba - 2001.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Protocolo em rampa Odwaldo Barbosa e Silva Congresso do DERC Curitiba - 2001."— Transcrição da apresentação:

1 Protocolo em rampa Odwaldo Barbosa e Silva Congresso do DERC Curitiba

2 Myers et al. (1991) primeiro trabalho que compara outros protocolos aos de rampa e serviu de base para os estudos sobre a utilização do protocolo em rampa na esteira ergométrica. Myers J et al. Comparison of the ramp versus standard exercise protocols. JACC May 1991;17(6): Introdução

3 CARACTERÍSTICAS:. Protocolo INDIVIDUALIZADO para cada paciente examinado. Tempo estabelacido para alcançar o VO2 máx previsto: 8 a 12 minutos ( média de 10 min. ) ( média de 10 min. ). Início suave e aumento progressivo da inclinação e da velocidade da esteira Protocolo EM RAMPA

4 VO2 METs tempomin Protocolo EM RAMPA

5 VANTAGENS:. Individualização do Protocolo. Cargas de trabalho programadas de acordo com o paciente e ser examinado. Permite melhor adaptação ao esforço pelo aumento lento e progressivo da intensidade do exercício Protocolo EM RAMPA

6 INTENSIDADE MÁXIMA INDIVIDUALIZADA VO2 previsto pelas fórmulas do ACSM de acordo com o sexo, idade e atividade física VO2 previsto pelas fórmulas do ACSM de acordo com o sexo, idade e atividade física Questionário “VSAQ” Questionário “VSAQ” Observar que o valor do VO2 calculado por fórmulas é superestimado quando comparado ao VO2 medido Observar que o valor do VO2 calculado por fórmulas é superestimado quando comparado ao VO2 medido Protocolo EM RAMPA

7 TEMPO IDEAL DO EXERCÍCIO 8 a 12 minutos Testes mais curtos: valores menores do VO2 ( limitação muscular pela maior intensidade do esforço ) Testes mais curtos: valores menores do VO2 ( limitação muscular pela maior intensidade do esforço ) Testes mais longos: valores menores do VO2 ( aumento da temperatura corporal, maior desidratação, desconforto muscular e diferentes substratos energéticos envolvidos ) Testes mais longos: valores menores do VO2 ( aumento da temperatura corporal, maior desidratação, desconforto muscular e diferentes substratos energéticos envolvidos ) Buchfuher MJ et al. Optiminzing the exercise protocol for cardiopulmonary assessement. J Appl Physiol 1983;55: Protocolo EM RAMPA

8 AUMENTO DA CARGA DE TRABALHO. Calcular o VO2 máx. previsto para o sexo, idade e atividade física. Programar velocidade e inclinação iniciais e aos 10 minutos. Variação constante do aumento da velocidade e inclinação até o final do exame Protocolo EM RAMPA

9 “DESVANTAGENS”. Aumento do tempo do exame nos indivíduos mais idosos, descondicionados e cardiopatas. Necessidade de sistemas computadorizados especiais para o controle do ergômetro. Dificuldades para estabelecer os limites do exercício – inclinação e velocidade Protocolo EM RAMPA

10 Treino: 1,5 a 3,5 Km/h – 0 a 4% Esforço: 50% velocidade 50% inclinação Desaquecimento: 50% da velocidade final – 0% Diminuir vel. 10% - 30/30 seg. Protocolo EM RAMPA

11 Inclinação inicial 0 a 5 % Inclinação aos 10 minutos 8 a 15 % Velocidade Inicial 2 a 5 Km/h Velocidade aos 10 minutos 4 a 10 Km/h Protocolo EM RAMPA

12 As tabelas a seguir mostram sugestões para a inclinação e velocidade inicial e aos 10 minutos do esforço, baseadas nos resultados de mais de exames realizados entre fev/98 e ago/2001. As tabelas a seguir mostram sugestões para a inclinação e velocidade inicial e aos 10 minutos do esforço, baseadas nos resultados de mais de exames realizados entre fev/98 e ago/2001. Estes valores podem ser corrigidos para mais ou para menos na dependência do maior ou menor condicionamento físico do paciente. Estes valores podem ser corrigidos para mais ou para menos na dependência do maior ou menor condicionamento físico do paciente. Crianças e adolescentes estão descritas em tabela individualizada Crianças e adolescentes estão descritas em tabela individualizada Protocolo EM RAMPA

13

14

15 T.E. em crianças e adolescentes Protocolo EM RAMPA


Carregar ppt "Protocolo em rampa Odwaldo Barbosa e Silva Congresso do DERC Curitiba - 2001."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google