A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 4 DESAFIOS GERENCIAIS.  Alguns poucos conceitos fundamentais da microeconomia fornecem a base para toda a análise em economia gerencial. Os cinco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 4 DESAFIOS GERENCIAIS.  Alguns poucos conceitos fundamentais da microeconomia fornecem a base para toda a análise em economia gerencial. Os cinco."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 4 DESAFIOS GERENCIAIS

2  Alguns poucos conceitos fundamentais da microeconomia fornecem a base para toda a análise em economia gerencial. Os cinco mais importantes são:  Oferta e Demanda  Estabelecer o preço de equilíbrio no mercado  Análise Marginal  Fundamental para otimizar os objetivos (lucro ou riqueza)  Valor Presente Líquido  Relaciona as decisões de longo prazo com os objetivos dos acionistas  Significado e Medição de Risco  Importante para minimizar as incertezas das decisões  Escolhas (trade-offs) entre Risco e Retorno  Ajuda a compreender as alternativas de planejamento do gestor CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE ECONOMIA

3 DEMANDA  Definição de Demanda  É a quantidade de determinado bem ou serviço que os consumidores desejam adquirir, num dado período, dada sua renda, seus gastos e o preço do mercado, etc...  Além da variáveis que afetam a demanda, ela também é afetada pela utilidade que se atribui a um determinado bem:  Utilidade Total: tende a aumentar quanto maior a quantidade consumida do bem ou serviço.  Utilidade Marginal: é satisfação adicional (na margem)obtida pelo consumo de mais uma unidade do bem. É decrescente.

4 EXEMPLO DE FUNÇÃO DE DEMANDA

5 A FUNÇÃO DE DEMANDA (CONT.)

6 OFERTA DE MERCADO  Definição: É a quantidade de determinado bem ou serviço que os produtores e vendedores desejam vender em determinado período.  Como na demanda, representa a intenção e não a venda efetiva.

7 EXEMPLO DE FUNÇÃO DE OFERTA

8 A CURVA DE OFERTA 30R$ 5,00 25R$ 4,00 20R$ 3,00 15R$ 2,00 10R$ 1,00 QuantidadePreço ($) Preço Quantidade $1,00 10 $2,00 15 $3,00 20 $4,00 25 Curva de oferta

9 O PREÇO DE EQUILÍBRIO DE MERCADO  Oferta e demanda determinam simultaneamente o preço de equilíbrio de mercado ou seja, estipula a taxa de compra desejada igual à taxa de venda planejada

10 O PREÇO DE EQUILÍBRIO DE MERCADO (CONT.)  O preço de equilíbrio de mercado resulta da interação de demandantes e ofertantes envolvidos em uma troca.  Além do valor de uso que os demandantes preveem de um produto, o custo dos ofertantes também influenciará o preço de mercado observado.  Enfim, então, o que os ofertantes do preço pedido mínimo exigem para cobrir os seus custos é tão fundamental na determinação do valor em troca quanto qual o preço de oferta máximo que os compradores estão dispostos a pagar.

11 UTILIDADE MARGINAL E CUSTO MARGINAL  Oferta e demanda determinam simultaneamente o preço de equilíbrio de mercado “como duas lâminas de uma tesoura”.  De um lado, a utilidade marginal determina o preço máximo que os consumidores estão dispostos a pagar para cada unidade adicional de consumo no lado da demanda do mercado.  E do outro, novamente um conceito marginal — custo marginal — determina o preço de venda mínimo que os produtores estão dispostos a aceitar para cada unidade adicional fornecida.

12 ÁGUA E DIAMANTE

13 CURVAS DE DEMANDA INDIVIDUAIS E DE MERCADO  As decisões referentes a gastos tomadas por pessoa determinam a sua própria curva de demanda.  A curva de demanda do mercado é igual à soma das demandas individuais

14 ANÁLISE MARGINAL  A análise marginal é um dos conceitos mais úteis em microeconomia  As decisões sobre alocação de recursos são geralmente expressas em termos das condições de equilíbrio marginal que devem ser satisfeitas para a obtenção de uma solução ótima.

15 RELAÇÕES TOTAIS, MARGINAIS E MÉDIAS

16

17 EXERCÍCIO  Dado: e, e supondo a R = 100, pede-se:  Preço e a quantidade de equilíbrio do bem x.  Supondo um aumento de 20% da renda, determinar o novo preço e a quantidade de equilíbrio do bem x.

18 EXERCÍCIO  Dado: e, e supondo a R = 750, pede-se:  Preço e a quantidade de equilíbrio do bem x.  Supondo um aumento de 10% da renda, determinar o novo preço e a quantidade de equilíbrio do bem x.  Representar graficamente.

19  Um problema inicial enfrentado pelos gestores é a dificuldade de avaliação do risco associado aos investimentos e, então, a conversão daquele risco em uma taxa de desconto que reflita um nível adequado de compensação pelo risco.  Risco é a possibilidade de que o resultado seja diferente do resultado esperado.  Dentro da análise de investimento:  O risco é a possibilidade de que os fluxos de caixa correntes (retornos) serão menores do que os fluxos de caixa previstos (retornos).  Em resumo, quanto mais potencialmente variáveis os resultados, maior o risco

20  A probabilidade de que um resultado específico venha a ocorrer é definida como a frequência relativa ou chance percentual de sua ocorrência.  Onde: P(a i ) – probabilidade, n(a i ) – número de casos favoráveis à realização de a i, n – numero de casos possíveis  As probabilidades podem ser determinadas de modo objetivo ou subjetivo

21  Valor esperado  O valor esperado é definido como a média ponderada dos possíveis resultados. É o valor que se espera que ocorra em média, caso a decisão fosse repetida várias vezes.  Onde x são os resultados e p(x) é a probabilidade deste resultado.

22  Exemplo:  Considere um investidor que está pensando em comprar títulos da US Airways. Utilizando os métodos objetivos e subjetivos, ele monta os seguintes cenários para investimento, a partir dos fluxos de caixa anuais: Investimento I Investimento II FLC Possível Probabilidade FLC Possível Probabilidade $ 2000,2$ 1000,2 $ 3000,6$ 3000,6 $ 4000,2$ 5000,2 Valor esperado $ 40 $ 180 $ 80 $ 300 $ 20 $ 180 $ 100 $ 300

23  O desvio-padrão é uma medida estatística da dispersão de uma variável em torno de sua média.  Ele é definido como a raiz quadrada da média ponderada dos desvios quadráticos dos resultados individuais em relação à média:  Onde μ é o valor esperado, x são os resultados e p(x) é a probabilidade deste resultado

24  Exemplo:  Para o investimento anterior, qual o projeto mais arriscado?  Desvio padrão  Projeto I: $ 63,25  Projeto II: $ 126,49 Investimento I Investimento II FLC Possível Probabilidade FLC Possível Probabilidade $ 2000,2$ 1000,2 $ 3000,6$ 3000,6 $ 4000,2$ 5000,2

25 _

26  Os resultados de muitas decisões podem ser estimados ao se supor que seguem a distribuição de probabilidade normal. Esta suposição é, em geral, correta ou quase correta, e simplifica enormemente a análise.  A distribuição de probabilidade normal é caracterizada por uma curva simétrica e no formato de sino.  Caso a distribuição de probabilidade contínua esperada para os resultados seja aproximadamente normal, existe uma tabela para ajudar no cálculo da probabilidade de ocorrência de algum resultado específico.

27 _

28  A probabilidade de p[a

29 CÁLCULO DA PROBABILIDADE  Qualquer distribuição normal pode ser transformada em distribuição z (valor esperado=0 e variância=1) utilizando a seguinte relação:  Por exemplo:  Uma variável aleatória x normal apresenta média 20 e desvio- padrão 3. Calcule p(20

30  Exercício:  Os balancetes semanais realizados em uma empresa mostram que o lucro realizado distribui-se normalmente com média R$48.000,00 e desvio padrão de R$8.000,00. Qual a probabilidade de que:  Na próxima semana o lucro seja maior que R$50.000?  Na próxima semana o lucro esteja entre R$40.000,00 e R$45.000,00?

31  Um projeto de investimento previa fluxos de caixa líquidos anuais de $ ,00 com um desvio-padrão de $40.000,00. A distribuição dos fluxos de caixa líquidos anuais é aproximadamente normal. a)Determine a probabilidade de os fluxos de caixa líquidos anuais serem negativos. b)Determine a probabilidade de os fluxos de caixa líquidos anuais serem inferiores a $20.000,00.

32  A remuneração média por semana dos trabalhadores norte- americanos do setor de produção (2000) foi de US$441,84. Suponha que os dados disponíveis indiquem que os salários dos trabalhadores do setor de produção estejam normalmente distribuídos, com um desvio padrão de US$90. a)Qual é a probabilidade de um trabalhador ter ganho um salário entre US$400 e US$500? b)Qual é a probabilidade de ele ter ganho menos de US$250 por semana?

33

34  A Long Term Capital Management funcionou de junho de 1993 até setembro de 1998  A principal atividade da LTCM era analisar os contratos derivativos de taxa de juros por todo o mundo em busca de mínimas precificações equivocadas e então apostar enormes quantias na convergência subsequente daqueles contratos para preços de equilíbrio previsíveis.  Eles obtiveram retornos de 45% -, mas devido ao alto risco em seu tipo de atividade, em 1998, a inadimplência do Governo Russo alterou o nível de risco da dívida pública, e LTCM perdeu 2 bilhões de dólares.

35 1.Estimar o resultado mais otimista. O resultado mais otimista é definido como sendo um resultado que não seria superado em mais de 5% (ou algum outro percentual pré- especificado) das vezes. 2.Estimar o resultado mais pessimista. O resultado mais pessimista é definido como sendo um resultado que não se esperaria ser pior em mais de 5% das vezes. 3.Com uma distribuição normal, o valor esperado estará a meio caminho entre a estimativa mais otimista e a mais pessimista. 4.Calcular o valor de um desvio-padrão

36  O coeficiente de variação fornece uma melhor medida de risco para a comparação de alternativas de tamanho diferente.

37 RISCO E RETORNO EXIGIDO  2010 Cengage Learning Edições Ltda. Todos os direitos reservados  A taxa de retorno livre de risco se refere ao retorno disponível sobre um investimento sem risco de inadimplência.  Um prêmio pelo risco é uma “recompensa” potencial que um investidor pode esperar receber ao fazer um investimento arriscado.

38 REALIZED RATES OF RETURNS AND RISK

39

40

41 ANÁLISE MARGINAL  A análise marginal é um dos conceitos mais úteis em microeconomia  As decisões sobre alocação de recursos são geralmente expressas em termos das condições de equilíbrio marginal que devem ser satisfeitas para a obtenção de uma solução ótima.

42 RELAÇÕES TOTAIS, MARGINAIS E MÉDIAS

43


Carregar ppt "Aula 4 DESAFIOS GERENCIAIS.  Alguns poucos conceitos fundamentais da microeconomia fornecem a base para toda a análise em economia gerencial. Os cinco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google