A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comunicação e Comportamento Organizacional Professor Douglas Pereira da Silva 1DPS Com Comp Org 8ª Aula 2014.1 Final.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comunicação e Comportamento Organizacional Professor Douglas Pereira da Silva 1DPS Com Comp Org 8ª Aula 2014.1 Final."— Transcrição da apresentação:

1 Comunicação e Comportamento Organizacional Professor Douglas Pereira da Silva 1DPS Com Comp Org 8ª Aula Final

2 Gerência versus Liderança CategoriaGerênciaLiderança 1.Processo de Pensamento Inicia Foco nas coisas Olha internamente Aceita a realidade Origina Foco nas pessoas Olha externamente Investiga a realidade 2. Estabelecimento de um direcionamento para as ações Planos operacionais Aprimora o presente Mercados próximos Vê as árvores Visão, Missão Cria o futuro Novos mercados Vê a floresta 3. Relações com os empregados Controle “apertado” Subordinados Instrui Dirige e coordena “Empowerment” Associados Aprende confia e desenvolve 4. Modo de Operação Eficiência (fazer certo as coisas) Pergunta “como” e “quando” Lida com a complexidade Gerencia a mudança Eficácia/Efetividade (fazer as coisas certas, segundo parâmetros éticos) Pergunta “0 que” e “por que” Incorpora a complexidade Provoca a mudança 5. Métodos de Decisão Políticas, regras, procedimentos Confia no processo e no sistema Alcança o que é esperado nele Serve à gerência maior Valores e princípios Confia nas idéias e nas pessoas Busca a excelência Serve aos clientes 2DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 141

3 •Este modelo, para predizer a eficácia da liderança, concentra-se naquilo que os líderes realmente fazem e como fazem. •Há várias versões deste modelo, mas o que iremos aqui examinar sugere que o líder eficaz ajuda os indivíduos e os grupos a alcançarem seus objetivos de duas maneiras. •Em primeiro lugar ele estabelece relações centradas nas tarefas com seus subordinados, focando na qualidade e na quantidade dos resultados a serem alcançados. •Em segundo lugar, eles cultivam uma alta sensibilidade para identificar quais as necessidades e objetivos pessoais de seus subordinados, como pode apoiá-los, incentivando-os nesta busca. O modelo comportamental de liderança 3DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 142/143

4 •Já os modelos contingenciais, estes procuram identificar variáveis que permitem que certas características de liderança e comportamento sejam efetivas em situações específicas dadas. •De acordo com Hellriegel, Slocum e Woodman existem quatro variáveis citadas como tendo influência no comportamento do líder, a saber: •a) as características pessoais do líder; •b) as características pessoais dos empregados; •c) as características da equipe; •d) a estrutura e as tarefas da equipe, do departamento ou da organização. Estas variáveis contingenciais não agem independentemente, mas interagem para influenciar a eficácia do estilo comportamental do líder. Modelos contingenciais 4DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 144

5 Variáveis contingenciais que afetam o comportamento do líder. Contingências Características do grupo Características do líder Características do liderado Características das estruturas organizacionais Contingências Características do grupo Características do líder Características do liderado Características das estruturas organizacionais Comporta mento do líder Comporta mento dos liderados Comporta mento dos liderados Feedback 5DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 144

6 •“Somente a moralidade de nossas ações pode nos dar a beleza e a dignidade de viver”. • Albert Einstein •“Negócios e industria são, antes de tudo, um serviço público. estamos organizados para fazer o melhor que pudermos em todos os lugares e para todos os interessados. Não acredito que devamos ter um lucro exorbitante sobre nossos carros. Um lucro razoável está certo, mas não demais. Portanto, minha política tem sido a de forçar os preços dos carros para baixo assim que a produção o permite, e beneficiar os usuários e trabalhadores, o que tem resultado em lucros surpreendentes grandes para nós.” • Henry Ford A Ética em um Mundo Competitivo 6DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 151

7 •Viver em sociedade não é nada simples. •Exige autolimitações de parte dos indivíduos e a obediência a normas estabelecidas por esta mesma sociedade. •Ao mesmo tempo é difícil discordar de que os princípios normalizadores e orientadores do comportamento humano em nossa sociedade estão em crise. •Antes que alguma mudança venha a ocorrer, há que se repensar valores e atitudes hoje prevalentes. •Pode parecer complicado tratar de ética, especialmente no mundo dos negócios. •E de fato é. 7DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 152

8 •Teste de Ética, teste este muito simples baseado em três perguntas: •1. É legal? • Estarei violando a lei civil ou a política da companhia? •2. É imparcial? • É justa com todos os interessados, tanto a curto como a longo • prazo? • Promove relacionamentos em que todos saiam ganhando? •3. Vou me sentir bem comigo mesmo? • Posso me orgulhar de minha decisão? Eu me sentiria bem se ela • fosse publicada nos jornais? Como me sentiria se família • soubesse? • A verdade é que o uso constante dessas perguntas nos conduz ao hábito de agir eticamente. Teste de Ética 8DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 152

9 •“Ética” nasce: •a) do reconhecimento de que nossas ações têm consequências e; •b) do reconhecimento de que nossos interesses de longo prazo, às • vezes, se constituem em freios para impulsos momentâneos. Ética 9DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 153

10 •Qual é o problema? •Quais são as alternativas? •Qual alternativa é a melhor? • John Dewey, How we think •“Tratando a tomada de decisão como sinônimo de administração, eu estarei me referindo não meramente ao ato final de escolha entre alternativas, mas a todo o processo de decisão”. • Decision Making and Organization Design Administração e Processo Decisório nas Organizações 10DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 157

11 •Vocês já pararam para pensar porque os executivos, em grandes organizações, recebem polpudos salários, muito acima do que seria razoável imaginar? •A razão é simples: eles tomam decisões críticas, que podem aumentar os lucros, aumentar o preço das ações ou absorver ou superar um competidor. •O oposto é também verdadeiro. •Quando as decisões são falhas ou inadequadas, elas podem comprometer o destino da organização por eles dirigida. •1. Administração é sobre seres humanos. •Sua tarefa é tornar as pessoas capazes de atuar juntas, tornar sua força eficiente e sua fraqueza irrelevante. •2. Porque a administração lida com a integração de pessoas num objetivo comum, ela está profundamente ligada com a cultura. 11DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 158/159

12 •3. Todo empreendimento requer objetivos simples e comuns. •A missão da administração tem de ser clara e grande o bastante para dar uma visão comum. •4. É também trabalho da administração tornar viáveis à empresa e a cada um de seus membros o crescimento e desenvolvimento, apesar das mudanças de necessidades e oportunidades. •5. Toda empresa é composta por pessoas de diferentes habilidades e conhecimento, fazendo diferentes tipos de trabalho. •6. Nem a grande quantidade de produção nem a baixa produção são por si mesmas um final adequado do desempenho da administração e da empresa. •7. Finalmente, a coisa mais importante a ser lembrada sobre qualquer empreendimento é que não há resultados dentro de suas paredes. 12DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 159

13 •A época em que vivemos e o desafios que enfrentamos não permitirão que gerentes e líderes complacentes sobrevivam por muito tempo. Novas idéias, novas formas de fazer as coisas e, talvez, o mais importante de tudo, novas formas de pensar sobre as coisas precisam ser avaliadas, adotadas, valorizadas e incorporadas ou rejeitadas para que a vida organizacional progrida. W. Bjur & G. Caravantes, ReAdministração em Ação, p. 50 A Nova Administração: Conceitos e Resultados Pretendidos 13DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 171

14 •É importante que, logo de início, esclareçamos o conceito da Nova Administração ou ReAdministração, como a temos chamado. •Trata-se de uma abordagem integral, sistêmica e holística, e que, de forma crescentemente acelerada, ganha espaço na literatura administrativa. • Quando falamos em aumento da eficiência, estamos pensando em redução de custos, em diminuição dos tempos nas operações, em maior produtividade, o que permitirá ampliar os mercados consumidores. 14DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 172

15 Os três (E)’s da organização Eficiência Eficácia Efetividade Está ligado aos meios: Redução de custos Diminuição dos tempos nas operações Maior produtividade Está ligado aos meios: Redução de custos Diminuição dos tempos nas operações Maior produtividade Está ligado aos fins: Consecução dos objetivos pretendidos Busca sistemática de resultados Está ligado aos fins: Consecução dos objetivos pretendidos Busca sistemática de resultados Está ligado à ética e à responsabilidade pública 15DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 173

16 As 7 características da auto-atualização Imaginar a vida como um processo de infinitas escolhas. Auto-atualização é vivenciar tudo aquilo que se faz de maneira total. Auto-atualização significa que há um “auto” interior que pode ser atualizado. In dubio, ser honesto; quando em dúvida a tendência é faltar com a verdade. Ter coragem de expressar a própria opinião, ainda que esta pareça incomum, não-conformista, impopular até. Auto-realização não deve ser interpretada apenas como resultado final, mas também como um processo de atualização das potencialidades de cada um. Ficar atento às experiências culminantes (peak experiences). 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 16DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 180

17 •O administrador é um servo. Seu mestre é a instituição que ele administra e sua primeira responsabilidade deve ser com ela. Sua primeira tarefa é fazer a instituição, não importa se empresa, hospital ou universidade, desempenhar sua função e realizar a contribuição para a qual ela foi concebida. O homem que usa sua posição no comando de uma grande instituição para tornar-se uma figura pública e liderar em áreas que digam respeito a problemas sociais, enquanto sua empresa ou sua universidade se esboroa, por sua negligência, este não é um estadista. Ele é um irresponsável e falso em relação àquilo que lhe foi delegado. Peter Drucker, Management, Tasks, Responsibilities and Practices, p. 343 A Nova Administração: A Responsabilidade Social 17DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 183

18 Mar de turbulência. Mudanças no campo social Mudanças no campo político Mudanças no campo econômico Mudanças no campo organizacional Mudanças no campo tecnológico Mudanças no campo do conhecimento Mudanças no campo gerencial Mudanças no campo da ecologia Mudanças no campo da valorização do homem 18DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 184

19 •Ninguém mais, em sã consciência, duvida que o ambiente em que vivemos pode ser caracterizado como um mar de turbulência, onde modificações nos campos políticos, social, econômico da ecologia, da valorização do homem, da tecnologia, da gerência e da organização se dão de forma contínua e em ritmo sempre crescente. São mudanças que se dão em campos específicos. O Quadro Atual 19DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 184

20 Responsabilidade, Obrigação e Responsividade Social Responsabilidade social Obrigação social Responsividade social Define como a obrigação de empresa que vai além daquela requerida pela lei e pela economia, em busca de alcançar objetivos que são considerados bom pela sociedade. Corresponde à obrigação da empresa e satisfazer suas responsabilidades econômicas legais. Esta se refere à capacidade de uma empresa de se adaptar às condições sociais mutantes. 20DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 187

21 Comunicação: Variável Crítica na Integração Sistêmica •Durante as últimas décadas, a tecnologia moderna, com o rádio, a televisão, as viagens aéreas e os satélites, teceu uma rede de comunicações que põe cada parte do mundo em contato quase instantâneo com todas as outras. Ainda assim, em que pese este sistema mundial de ligações, há nesse exato momento, um sentimento generalizado de que a comunicação está se deteriorando em toda parte, numa escala sem precedentes. David Bohm, Diálogo, Comunicação e Redes de Convivência, p DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 195

22 Formas de Comunicação OralEscritaNão-Verbal Exemplos Conversação Discursos Telefonemas Videoconferências Ofícios Cartas Relatórios s fax Forma de vestir Entonação da voz Gestos Expressão facial Vantagens Vívida Estimuladora Exige atenção Difícil de ignorar Flexível Adaptável Maior precisão Reduz falhas de interpretação Eficácia na comunicação aumentada pela congruência com a apresentação oral. Pode enfatizar o conteúdo. Desvantagens Transitória Sujeita a interpretações Imprecisão pela tradução. Inflexibilidade Fácil de ignorar Os conteúdos da comunicação não-verbal não são universais. Forma Verbal (A linguagem usada para expressar o significado) 22DPS Com Comp Org 8ª Aula Final 199


Carregar ppt "Comunicação e Comportamento Organizacional Professor Douglas Pereira da Silva 1DPS Com Comp Org 8ª Aula 2014.1 Final."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google