A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOENÇA RENAL ATEROEMBÓLICA Reunião Nefrologia Gustavo Ferreira Gustavo Fernandes Ferreira Hospital das Clínicas da FMUSP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOENÇA RENAL ATEROEMBÓLICA Reunião Nefrologia Gustavo Ferreira Gustavo Fernandes Ferreira Hospital das Clínicas da FMUSP."— Transcrição da apresentação:

1 DOENÇA RENAL ATEROEMBÓLICA Reunião Nefrologia Gustavo Ferreira Gustavo Fernandes Ferreira Hospital das Clínicas da FMUSP

2 Introdução É parte de uma doença multisistêmica; Caracterizada pela embolização de colesterol para vários locais; Prognóstico renal reservado; Tríade: – Evento precipitante –Insuficiência renal subaguda –Embolização periférica

3 Histórico Primeiro relato: –1862 Panum: Escultor dinamarques Thorwaldsen –1945 Floyd: Descobre a origem dos êmbolos –Fine: Lesões de pele características

4 Fatores de Risco Evento precipitante: –Manipulação de grandes vasos Arteriografia Angioplastia Cirurgia –Anticoagulação: Heparina Warfarin Trombolíticos

5 ATHEROEMBOLIC RENAL DISEASE: EFFECT ON MORBIDITY AND SURVIVAL AFTER REVASCULARIZATION FOR ATHEROSCLEROTIC RENAL ARTERY STENOSIS 1980 a surgical renal revascularization aortorenal bypass, splenorenal bypass, hepatorenal bypass, iliorenal bypass, thoracic aortorenal bypass e auto transplante 16 pacientes ( 36,4%) apresentaram sinal de ateroembolismo na biópsia. Urology Vol 161(4), April 1999, pp

6 ATHEROEMBOLIC RENAL DISEASE: EFFECT ON MORBIDITY AND SURVIVAL AFTER REVASCULARIZATION FOR ATHEROSCLEROTIC RENAL ARTERY STENOSIS Urology Vol 161(4), April 1999, pp

7 ATHEROEMBOLIC RENAL DISEASE: EFFECT ON MORBIDITY AND SURVIVAL AFTER REVASCULARIZATION FOR ATHEROSCLEROTIC RENAL ARTERY STENOSIS Urology Vol 161(4), April 1999, pp P=0,01

8 Características Clínicas Síndrome do dedo azul Livedo Reticular

9 Características Clínicas Placa de Hollenhorst

10 Características Clínicas Manifestação Renal: –Perda de função de início agudo –Forma subaguda –Perda lenta e progressiva da função

11 Características Clínicas Exames Laboratorias: –Urina I : Exame “benigno” –Eosinofilia e eosinofilúria –Hipocomplementenemia

12 Diagnóstico Perda de função: –Após evento desencadente –Sinais de embolização extrarenal –Exames laboratorias: Eosinofilia, eosinofilúria e hipocomplementenemia

13 Diagnóstico Biópsia da lesão

14 Diagnóstico Diferencial Necrose Tubular Aguda Nefrite intersticial Aguda Vasculite

15 Tratamento Não há tratamento específico Prevenção secundária para DCV (Estatinas, aspirinas, controle dos níveis pressóricos, tabagismo e controle glicêmico) Cirúrgico

16 J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, 2003

17 Revisão Estudo prospectivo observacional de 1995 a 2002 J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, pacientes

18 J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, 2003

19 Renal Function Mean serum creatinine before the onset of disease 1.77 mg/dl chronic renal impairment present in 57 patients (60%); At the time of diagnosis, mean serum creatinine concentration 3.77 mg/dl Thirty-five patients (37%) required dialysis therapy. two additional patients required maintenance dialysis, during followup. J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, 2003

20 Renal Survival final diagnosis of ESRD was made for 23 patients (24%). These patients were more likely to have an abnormal basal serum creatinine (34 versus 10%; P 0.011) and renal artery stenosis(40.7 versus 19.6%; P 0.045) were less likely to be under statin treatment (4.3 versus 30.6%; P 0.011). longer history of arterial hypertension. J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, 2003

21 Patient Survival J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, 2003

22 Conclusão Fatores de risco para IRC terminal: –IRC anterior ao evento –Hipertensão de longa data –Fator protetor das estatinas Insuficiência renal terminal como forte fator preditor de mortalidade. J Am Soc Nephrol 14: 1584–1590, 2003


Carregar ppt "DOENÇA RENAL ATEROEMBÓLICA Reunião Nefrologia Gustavo Ferreira Gustavo Fernandes Ferreira Hospital das Clínicas da FMUSP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google