A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dislexia A palavra dislexia é derivada de: dis = distúrbio e lexia que, em grego, quer dizer linguagem e, em latim, leitura, portanto, dislexia é uma distúrbio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dislexia A palavra dislexia é derivada de: dis = distúrbio e lexia que, em grego, quer dizer linguagem e, em latim, leitura, portanto, dislexia é uma distúrbio."— Transcrição da apresentação:

1 Dislexia A palavra dislexia é derivada de: dis = distúrbio e lexia que, em grego, quer dizer linguagem e, em latim, leitura, portanto, dislexia é uma distúrbio de linguagem e/ou leitura.

2 Dislexia Definida como um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração, a dislexia é o distúrbio de maior incidência nas salas de aula. Haverá sempre: dificuldades com a linguagem e escrita ; dificuldades em escrever; dificuldades com a ortografia; lentidão na aprendizagem da leitura;

3 Dislexia O termo dislexia é caracterizada por não conseguir decorar coisas nem ler ou escrever textos longos, podendo inclusive não reconhecer as palavras mais familiares. Os disléxicos geralmente têm inteligência normal, audição ou visões normais e não passem privações de ordem doméstica ou cultural.

4 Dislexia Dislexia é uma condição neurológica associada a deficiências na aquisição e processamento da linguagem. Manifesta-se por dificuldades na linguagem receptiva e expressiva, incluindo processamento fonológico, na leitura, escrita, ortografia, caligrafia, e por vezes em aritmética

5 Dislexia Dificuldade de reconhecimento acurado de palavras e pobre habilidade em soletrar e de codificar. Resultam em um déficit no compo nente fonológico da linguagem. Para alguns autores, o treinamento fonológico(junção de letras e som), realizado antes de qualquer aprendizagem, parece eficaz a longo prazo e tem valor preventivo.

6 Dislexia Por não fazer a correlação som/significado, não armazenam em seu lobo occipital, na área de forma de palavras a forma da palavra lida, portanto é como se tivessem lendo uma certa palavra sempre pela primeira vez. Os principais erros são :os fonológicos,que se aproximam foneticamente da palavra-alvo,substituição por palavras de sentido próximo, na leitura os erros ocorrem tanto em palavras fáceis como difíceis.

7 Dislexia O distúrbio pode ser diagnóstico cedo, pois o sujeito já nasce disléxico, mas este fato torna- se evidente somente na época da alfabetização, quando a leitura e a escrita são formalmente apresentados a criança. De acordo com Nico ( 2003 ) EX. Dificuldade na evocação no nome das cores.

8 Dislexia Além do despreparo dos professores, os disléxicos enfrentam o preconceito dos colegas. Muita gente não acredita na existência do distúrbio, pensam que são preguiçosos ou burros. E muitos os tratam como se tivessem algum problema. O que deixa seqüelas psicológicas para o resto da vida.

9 Dislexia Talvez a mais convincente evidência para base neurobiológica da dislexia vem dos achados das investigações sobre a imagem funcional do cérebro. Oferece a possibilidade de examinar o cérebro funcionando durante uma tarefa cognitiva.

10 Dislexia O diagnóstico deve ser feito por uma equipe multidisciplinar, formada por psicopedagogo, psicólogo, fonoaudiólogo e neurologista. Um histórico familiar com distúrbios de aprendizagem deve ser levado em consideração, pois, a dislexia pode ser hereditária. De acordo com Nico ( 2005 )

11 Dislexia Em casos de indícios de dislexia deve se excluir as possibilidades de outros distúrbios, como por exemplo: problemas emocionais, neurológicos ou mesmo dificuldades de aprendizagem por falta de ensino adequado, em estímulos de leitura e escrita.

12 Dislexia Como lidar com o aluno com dislexia? Iniciar cada novo conteúdo com um esquema mostrando o que será apresentado no período. Resumir os pontos-chaves. Introduzir vocabulário novo ou técnico de forma contextualizada. Evitar dar instruções orais e escritas ao mesmo tempo.

13 Dislexia Avisar com antecedência quando houver trabalhos que envolvam leitura para que o aluno encontre outras formas de realizá-lo, como gravar o livro, por exemplo. Aumentar o limite de tempo para atividades escritas. Ler enunciados em voz alta e verificar se todos entenderam o que está sendo pedido. Fazer revisões com tempo disponível para responder às possíveis dúvidas. Autorizar o uso de tabuadas, calculadoras simples, rascunhos e dicionários durante as atividades e avaliações.

14 Dislexia A avaliação é importante? Sim, ela é fundamental para entender o que está acontecendo com o indivíduo que apresenta sintomas de distúrbio de aprendizagem. Além do que, permite um encaminhamento adequado a cada caso, considerando as várias possibilidades, inclusive de manifestação da própria dislexia.

15 Dislexia O disléxico precisará sempre de suporte e/ou acompanhamento profissional ? Uma pessoa disléxica sempre será um disléxico, não podemos alterar esse fato, mas com acompanhamento adequado, mediante uma avaliação adequada, o disléxico evoluirá de forma consistente em seu acompanhamento até obter alta. Esse tempo de acompanhamento vai variar de disléxico para disléxico, além do que temos que considerar os diferentes graus da dislexia (leve, moderado e severo

16 Dislexia Ele pode variar de dois a cinco anos. Embora esse tempo seja considerado longo para algumas pessoas, desde o princípio do acompanhamento o próprio disléxico, como os familiares e a escola poderão notar as mudanças, o que vai ser altamente positivo para sua vida acadêmica,familiar, social e profissional.

17 Dislexia Observação: Se não forem sentidas mudanças significativas no primeiro ano de acompanhamento (vamos considerar um tempo de entrosamento entre profissional e paciente e ainda de entrosamento com o próprio tratamento), entre em contato com membros da equipe que realizou o diagnóstico. Verifique se o relatório foi redigido adequadamente e se este está sendo considerado para elaborar o plano de acompanhamento.

18 Dislexia Deve-se lembrar sempre, que o disléxico tem uma dificuldade, não uma impossibilidade. Devidamente acompanhado ele vai paulatinamente superando ou contornando suas dificuldades.

19 Dislexia dislexia é um jeito de ser e de aprender de uma maneira diferente.

20 Estudo de caso A criança: Y.L.R. tem nove anos e seis meses de idade, freqüenta a 3º ano do ensino fundamental numa escola pública municipal. Freqüentou a pré-escola e desde aquele ano observou que suas habilidades e desempenho apresentavam abaixo do esperado para sua idade. Não gostava de ter contato com livros, além de ter dificuldade em guardar as letras de músicas.

21 2. Queixa Escolar A queixa escolar relatada pela professora e família foram: grandes dificuldades no domínio da leitura e escrita, apresentando omissões de letras ou distorções, escrita freqüentemente invertida. Lentidão para escrever não acompanhando os conteúdos propostos. Pulam-se palavras ou linhas na leitura ou na escrita. Durante a aula em sua produção escrita aparecem letras de tamanhos muito diferentes. Poderia pensar que esta criança é disléxica? Justifique.

22 Bibliografia NICO, Maria Nogueira. A nova definição da dislexia. Disponível em: Acesso 20 de abril de 2006.www.dislexia.org.br /012.htm. Acesso 1 de maio de de maio de ESTIENNE,F.HOUT,V.A. Dislexias descrição, avaliação, explicação, tratamento.São Paulo, Artmed, 1998.


Carregar ppt "Dislexia A palavra dislexia é derivada de: dis = distúrbio e lexia que, em grego, quer dizer linguagem e, em latim, leitura, portanto, dislexia é uma distúrbio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google