A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA NOVA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA NOVA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO."— Transcrição da apresentação:

1 ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA NOVA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO

2 PROPOSTA PEDAGÓGICA

3 PROPOSTA PEDAGÓGICA X VISÃO EPISTEMOLÓGICA Proposta Pedagógica é um conjunto de princípios que orienta e conduz, quotidianamente, o comportamento de todos os trabalhadores envolvidos no processo educativo. A visão epistemológica assumida pela escola determina as relações professor-aluno-conhecimento.

4 PROPOSTA PEDAGÓGICA X CONHECIMENTO Conhecimento é algo a ser construído. Cabe ao professor instrumentalizar-se para colocar o aluno diante do objeto de conhecimento de tal forma que a interpretação deste seja resultado de uma mediação da ação docente. Ao professor cabe estar presente, acompanhar, orientar, mas não ingressar no processo de interação do aluno com o conhecimento

5 PROPOSTA PEDAGÓGICA X COMPONENTES CURRICULARES Aos componentes curriculares cabe refletir sobre seus objetivos como disciplina e a maneira de serem operacionalizados dentro deste contexto de modernidade em que encontra-se inserido, uma vez que os conteúdos devem ser vistos como conceituais, atitudinais e procedimentais. Portanto, o enfoque dado ao conteúdo pelo professor determinará mais sua postura do que metodologia usada, indicando assim o nível de coerência com o Projeto Pedagógico assumido pela instituição.

6 PROPOSTA PEDAGÓGICA X PLANEJAMENTO Para sustentar a coerência da ação com a visão de educação se faz necessário planejar. Entende-se planejar como a antecipação mental da ação que será realizada. É uma proposta do ideal ser conduzido pelo real. Para tanto se faz necessário um comprometimento com aquilo que foi enquanto plano transformando-se em ação consciente e intencional. Planejar é tentar amarrar os acontecimentos futuros à nossa vontade. Para isso é fundamental o conhecimento da realidade a fim de usufruí-la ou transformá-la. Partimos sempre da realidade e nela retornamos, só que já transformada.

7 A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

8 PLANEJAR.... o É antecipar mentalmente uma ação a ser realizada e agir de acordo com o previsto; o É uma atividade que orienta a tomada de decisões da escola e dos professores em relação às situações docentes de ensino e aprendizagem, tendo em vista alcançar os melhores resultados possíveis; o É um processo de racionalização que articula a atividade escolar e a problemática do contexto social.

9 FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO ESCOLAR o Assegurar a articulação entre as tarefas da escola e as exigências do contexto social. o Expressar os objetivos, conteúdos, métodos e formas organizativas do ensino. o Evitar a improvisação e a rotina. o Assegurar a unidade e a coerência do trabalho docente, articulando os elementos do processo de ensino: Objetivos (para que ensinar). Conteúdos (o que ensinar). Os alunos (para quem ensinar). Os métodos e técnicas (como ensinar). Avaliação.

10 PLANO DE AULA o O plano de aula é um detalhamento do plano de ensino. As unidades e/ou módulos que foram previstas em linhas gerais são especificadas e sistematizadas para uma situação didática real. Objetivos específicos. Conteúdos. Tempo provável. Desenvolvimento metodológico. Avaliação.

11 AO ELABORAR O PLANO DE AULA O PROFESSOR DEVE : o Levar em consideração que o planejamento constitui um período de tempo variável. o O processo de ensino e aprendizagem se compõe de uma sequência articulada de fases: apresentação de objetivos, conteúdos e tarefas, desenvolvimento, consolidação (fixação, exercícios..), avaliação. o Considerar o nível de preparação dos alunos para os conhecimentos novos. o Formular objetivos claros, pois deles vão depender os métodos e procedimentos de transmissão e assimilação dos conteúdos e as formas de avaliação.

12 AO ELABORAR O PLANO DE AULA O PROFESSOR DEVE: o Lembrar que a avaliação deve ser feita no início, durante e no final de uma unidade didática ou módulo. o Fazer uma avaliação da própria aula. Questões: O relacionamento professor-aluno foi satisfatório? Foram feitas verificações de aprendizagem no decorrer da aula? Houve uma organização das atividades de modo a garantir um clima de trabalho favorável? O tempo foi adequado? Os alunos realmente consolidaram a aprendizagem da matéria, num grau suficiente para introduzir matéria nova?

13 ELABORAR PLANO DE AÇÃO ELENCANDO AS SEGUINTES AÇÕES: o Elaboração dos indicadores de desempenho dos alunos. o Avaliação diagnóstica de entrada dos alunos. o Análise e resultados da avaliação diagnóstica. o Assessoramento pedagógico aos professores. o Principais dificuldades dos professores. o Acompanhamento do trabalho dos professores diariamente.

14 O QUE DEVE CONTER NA PROPOSTA PEDAGÓGICA o ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA - A escola tal tem seu trabalho pedagógico organizado de forma interdisciplinar, através de estratégias didático-metodológicas direcionadas para a aprendizagem contextualizada, integrada e significativa. A gestão pedagógica do processo educativo ocorre de forma democrática, priorizando o planejamento coletivo a partir das contribuições de todos os envolvidos no processo educacional.... o OS FUNDAMENTOS - POLÍTICO-FILOSÓFICOS - O papel da educação, conforme quer a legislação brasileira é preparar o indivíduo para o pleno exercício da cidadania (através de valores/regras) assim como prepará-lo para o trabalho (através dos conteúdos científicos). Conseqüentemente, o papel da escola é proporcionar aos educandos a aquisição de conhecimentos e os requisitos para a socialização....

15 CONTINUAÇÃO: o OS FUNDAMENTOS - DIDÁTICO-METODOLÓGICOS A proposta pedagógica da Escola Tal,tem como concepção primeira a idéia de que a Escola é um espaço social no qual as relações com o SABER e as relações INTERPESSOAIS precisam ser, prioritariamente, prazerosas. Em outras palavras a Escola precisa ser ALEGRE, pois isso é a chave para as portas do aprender. Nessa perspectiva, optamos por uma prática pedagógica cujo objetivo central seja a motivação do aluno pelo gosto da descoberta e pela alegria de estar inserido no processo educativo. o METODOLOGIA DE ENSINO A metodologia de trabalho pedagógico adotada pela Escola Tal tem como fundamento o trabalho voltado para a descoberta (investigação) do conhecimento. Para tanto, nossa tarefa pedagógica tem como princípio orientador a Mobilização, ou seja, a Sensibilização para o ato de aprender, de criar e recriar.

16 CONTINUAÇÃO: o Para que o objeto de conhecimento proposto pelo o professor torne-se objeto de conhecimento para o aluno, é necessário que o educando esteja mobilizado para dirigir sua atenção, seu sentir, seu pensar, seu fazer sobre o objeto. Em outras palavras, é preciso tornar o ato de aprendizagem numa ação intencional por parte do aluno. Para isso, utilizamos, entre outras metodologias que o cotidiano escolar exige, as seguintes metodologias de trabalho: a) Sensibilização dos alunos para o gosto de aprender; b) Problematização temática; c) Aulas práticas experimentais confrontando o objeto de conhecimento com a realidade; d) Aulas expositivas dialogadas; e) Aulas provocativas; f) Investigação a partir de hipóteses levantadas; g) Projetos interdisciplinares;

17 CONTINUAÇÃO o Para uma prática pedagógica que vise à apropriação de uma aprendizagem significativa é preciso varrer da nossa concepção a idéia de que para se levar o aluno à aprendizagem basta a ação de transmissão de informações, pelo contrário, é preciso partir das seguintes pressupostos: a) O conhecimento se dá na relação sujeito-objeto-realidade, com a mediação do professor (não é simples transmissão); b) O conhecimento se dá pela ação do educando sobre o objeto de estudo; o O que definirá a construção ou não do conhecimento serão as estratégias didático-metodológicas utilizadas pelo professor. Para auxiliar no desenvolvimento dessas estratégias a Escola tal conta com os seguintes recursos didáticos: a) Jogos pedagógicos; b) Rico acervo bibliográfico para a preparação das aulas; c) Aparelho multimídia;

18 CONTINUAÇÃO d) Softwares educativos; e) DVDs; f) Aparelhos de som; g) Internet; h) Laboratórios de informática; i) Laboratório de ciências; j) Laboratório de física; k) Laboratório de idiomas; l) Laboratório de recursos didáticos m) Sala de recursos audiovisuais; n) Sala de leitura

19 PROCESSO AVALIATIVO o O processo avaliativo da Escola tal ocorre nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional prevalecendo sempre os aspectos qualitativos sobre os aspectos quantitativos, atendendo os princípios do seu Regimento Escolar, tendo os seguintes objetivos:- Acompanhar e verificar o desempenho e a aprendizagem dos conhecimentos; - Verificar se o aluno transfere conhecimento na resolução de situações novas; - Avaliar se o aluno está se apropriando dos conhecimentos e se estes estão sendo significativos e contínuos; - Detectar, analisar e retomar a defasagem no aprendizado; - Repensar novas estratégias de trabalho em classe.


Carregar ppt "ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA NOVA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google