A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bioquímica do sangue O sangue é um fluido corporal cuja função principal é a estabelecer a comunicação entre os diversos órgãos e e tecidos de um organismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bioquímica do sangue O sangue é um fluido corporal cuja função principal é a estabelecer a comunicação entre os diversos órgãos e e tecidos de um organismo."— Transcrição da apresentação:

1 Bioquímica do sangue O sangue é um fluido corporal cuja função principal é a estabelecer a comunicação entre os diversos órgãos e e tecidos de um organismo superior Para além de levar os alimentos e hormonas de uns órgãos aos outros leva também os produtos a excretar para o exterior até aos órgãos que têm essa função É uma suspensão de células em meio líquido => plasma O sangue recém extraído => coagula => rede de fribina => que se retrai com o tempo => libertando do coágulo o soro (plasma sem fibrogénio) Existem várias substâncias capazes de evitar a coagulação do sangue: iões oxalato, iões citrato que acompanham os iões cálcio; heparina (polissacárido existente no fígado e pulmões)

2 Bioquímica do sangue Os principais componentes químicos do plasma sanguíneo que apresentam interesse são as proteínas (7%), os lípidos (0,7%), os hidratos de carbono, iões e hormonas (mínima) O conteúdo do sangue em proteínas é de 5,7 a 8,0 g por 100ml Na fracção proteica do plasma do sangue encontram-se enzimas, anticorpos, proteínas transportadoras, hormonas, etc. As proteínas do plasma têm as seguintes funções: manter a pressão osmótica do sangue; manter o equilíbrio ácido-base; servir como substâncias de reserva nitrogenadas As proteínas plasmáticas podem separar-se por electroforese em acetato de celulose em várias fracções => albumina e globulina (dif.tipos)

3 Albumina e Inmunoglobulinas A albumina é a mais abundante e tem uma grande variedade de funções: são a reserva nitrogenada; manutenção de pressão osmótica; transporte de substâncias pouco solúveis como ácidos gordos, hormonas, etc. Hipoalbuminemia => quebra da síntese de albumina como na malnutrição ou processo hepático, aumento da sua degradação ou sua perda pela urina ou nas fezes. Inmunoglobulinas são produzidas pelas células plasmáticas e têm 5 classes => IgG (mais abundantes 1,2 a 1,8 g /100ml de sangue), IgA, IgD e IgE Principais problemas da variação da concentração de inmunoglobulinas: hipogammaglobulinemia; gammopatias monoclonais e policlonais

4 Hipogammaglobulinemia => descida na concentração das inmunoglobinas => perda anormal de proteínas (síndroma nefrótico) ou quebra na produção de inmunoglobinas Gammopatias monoclonais => aumento de uma única inmunoglobulina => devido ao inmunocitoma => clone das células produtoras => aumento de IgG (25% dos casos) e IgA (25%) Gammopatias policlonais => aumento das inmunoglobinas heterogéneas => estimulação antigénica múltipla em infecções generalizadas Quebra primária =>falta de anticorpos Quebra secundária: - mielomatose - leucemia - reticulose - indução por drogas

5 Enzimas e Enzimologia de diagnóstico Entre as proteínas circulantes no plasma encontram-se enzimas que podem ser específicas do plasma sanguíneo ou que resultaram de algum órgão ou tecido e que passaram para o sangue => enzimologia clínica Diagnóstico de diversos estados patológicos e seguir a sua evolução

6 A determinação das várias actividades enzimáticas no plasma sanguíneo permite efectuar com maior exactidão um diagnóstico diferencial: - enfarte do miocárdio (CK; LDH;ASAT) CK

7 Nos problemas hepáticos (cirrose; hepatite aguda;obstrução hepatobiliar; e tumores hepáticos) As enzimas com valor de diagnóstico são: - ASAT => hepatite vírica aguda - ALAT; - LDH; - AP; - yGT; Obstruções hepatobiliares

8 Lipidos e lipoproteínas Os lípidos do plasma sanguíneo constituem 0,7 g/l e os que são mais Importantes: - colesterol; - triglicéridos; - fosfolípidos; - ácidos gordos livres. As lipoproteínas das plasma sanguíneo podem classificar-se de acordo com a sua densidade. O que permite separá-las por ultracentrifugação e electroforese

9 Hidratos de carbono Os monossacáridos glucose, frutose e galactose, produtos finais do da digestão dos glúcidos da dieta são absorvidos no intestino, passando para o sangue de onde são retirados em diversos orgãos São várias as hormonas que participam na regulação da concentração sanguínea da glucose: - insulina => glucogénese e lipogénese => descida dos níveis de glucose sanguínea => aumento da permeabilidade das células - glucagon => aumenta a concentração de glucose => estimula glucogenólise hepática - hormona de crescimento e ACTH => tendem a aumentar os teores de glucose no sangue - adrelanina e tiroxina => aumento do teor de glucose no sangue - cortisol => aumento do teor de glucose no sangue

10 Níveis normais glucose no sangue: mg/ 100 ml (4,0-5,5 mmol/l) Excretar urina => > mg/ 100ml (9,0- 10,0 mmol/l) Diabetes => níveis insuficientes de insulina => não entrada de glucose nas células hepáticas => aumento do nível de glucose no sangue => degradação nas células de ácidos gordos e proteínas => corpos cetónicos => passam sangue => acidosis e coma Hipoglicémia => falta de glucose => hiperinsulinismo Recém-nascido => inadequada reserva de glucogénio ou mecanismos hormonais e enzimáticos não desenvolvidos ainda. Os estados diabéticos detectam-se pela medida dos níveis de glucose sanguínea => detecção de glucose na urina e provas de tolerância à glucose

11 Administração oral de 100 g de glucose e medição das condições algum tempo depois (30, 60, 120 e 180 minutos)

12


Carregar ppt "Bioquímica do sangue O sangue é um fluido corporal cuja função principal é a estabelecer a comunicação entre os diversos órgãos e e tecidos de um organismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google